checkoutarrow
BR
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

Coronavírus, Precauções e Fortalecimento do Sistema Imune

29 Janeiro 2020

Por Dr. Michael Murray

Neste artigo:


Antes desta epidemia recente do COVID-19, possívelmente muitas pessoas nunca ouviram falar desta linhagem de vírus, mesmo que outras formas tenham causado epidemias significativas no passado. Os coronavírus são um grupo de vírus que causam doenças em humanos e outros mamíferos, pássaros, morcegos e répteis. Quando os humanos são infectados, a maioria das formas do vírus causam infecções respiratórias brandas, mas como vimos com o COVID-19, em casos raros a infecção com coronavírus pode ser letal. 

Com o aumento do interesse, muitas pessoas perguntam o que fazer para se protegerem do coronavírus. Lavar as suas mãos, usar máscara, e evitar viajar são as precauções principais, mas também é importante focar em construir um sistema imune mais forte. Em um artigo anterior eu discuti abordagens naturais para cuidar do funcionamento imune deficiente. Com um sistema imune forte, você está mais protegido do ataque da maioria dos microrganismos, exceto os mais virulentos. Também é possível que você apresente menos resfriados ou infecções virais e tenha uma melhor resistência geral a infecções. 

Etapas Simples para Reforçar seu Sistema Imune

Os princípios envolvidos em reforçar o sistema imune são muito simples. O primeiro objetivo é certificar-se de que você forneça nutrientes essenciais para o seu sistema imune consumindo uma dieta saudável e usando uma suplementação nutricional adequada. Uma deficiência em praticamente qualquer nutriente único pode prejudicar significativamente a imunidade. A próxima etapa é seguir um estilo de vida saudável, o que inclui dormir o suficiente e participar de um programa regular de exercícios. Fornecer uma nutrição ideal e aprender a lidar efetivamente com o estresse ajudam a apoiar mecanismos centrais de controle para manter o sistema imune funcionando com desempenho máximo. Melhorar seu sistema imune não só aumenta sua resistência a gripes e resfriados e outras infecções, mas também pode ajudar a te proteger contra doenças crônicas.

Etapas Essenciais para Fortalecer seu Sistema Imune

  • Um estilo de vida saudável é essencial para a imunidade. Certifique-se de ter uma alimentação saudável, se exercitar, evitar toxinas, manter um peso apropriado e dormir o suficiente.
  • O estresse baixa a imunidade. Adote medidas para controlar o estresse. Pratique técnicas para ativar a resposta de relaxamento, como exercícios de respiração, visualização ou meditação.
  • Evite açúcar refinado e gorduras saturadas, certifique-se de consumir bastante proteína  de qualidade e ácidos graxos essenciais.
  • Tome um suplemento multivitamínico e mineral de alta qualidade. Vitaminas C e E, vitaminas B , zinco, e selênio são especialmente importantes.
  • Tome vitamina C extra, de 500 a 1000 mg até três vezes ao dia ou considere tomar uma vitamina C lipossomal em uma dose de 1000 mg, uma ou duas vezes ao dia.
  • Incremente seus níveis de vitamina D. Tome de 2000 a 5000 IU por dia.
  • Tome um produto de reforço imune clinicamente comprovado.

A vitamina D é essencial para a saúde imune

Todo mundo sabe como a vitamina D é importante para a saúde dos ossos, mas seu papel na saúde humana vai muito além disso. Pesquisas modernas mostram que a vitamina D tem como alvos mais de 2000 genes (cerca de 10% do genoma humano) no corpo humano. Hoje sabe-se que níveis baixos de vitamina D podem contribuir para o desenvolvimento de pelo menos 17 variedades de câncer, bem como doenças cardíacas, derrame, pressão alta, doenças autoimunes, diabetes, depressão, e muitos outros problemas de saúde comuns. Em relação a prevenir a gripe, veja o que se sabe:

  • Indivíduos com níveis sanguíneos de vitamina D abaixo de 38 ng/ml apresentaram duas vezes mais infecções do trato respiratório superior do que pessoas com níveis mais altos.
  • Crianças que tomaram 1200 IU de vitamina D diariamente reduziram seu risco de desenvolver gripe em 58 por cento.  
  • Mulheres que tomaram 2000 IU de vitamina D (para proteger os ossos) apresentaram em média 30% menos episódios de gripes e resfriados quando comparadas a mulheres tomando 200 IU de vitamina D.

Já que estima-se que um a cada dois americanos apresenta possibilidade de ter os níveis sanguíneos abaixo de 20 ng/ml, a suplementação ampla de vitamina D parece mais efetiva e menos custosa do que vacinas convencionais para a gripe. Para garantir níveis ideais de vitamina D, recentemente a maioria dos especialistas em saúde (incluindo eu mesmo) recomendam doses diárias de 2000 a 5000 IU, mesmo em adultos aparentemente saudáveis. As pesquisas definitivamente reforçam esta alta dosagem, especialmente durante os meses de inverno.

Otimize a Absorção com a Vitamina C Lipossomal

A vitamina C lipossomal é uma forma avançada de vitamina C projetada para melhorar a absorção e a utilização pelo corpo. Lipossomos são pequenas partículas esféricas compostas de uma camada externa de ácidos graxos chamados de fosfolipídeos, derivados do girassol ou da soja. Os lipossomos também apresentam um compartimento interno composto de água e ingredientes ativos solúveis em água. O ingrediente solúvel em água como a vitamina C está protegido no compartimento interno pela estrutura lipossomal. 

A principal vantagem da vitamina C lipossomal é a melhor absorção. A habilidade de nossas células intestinais de capturar altas doses de vitamina C tem um limite. Por isso doses maiores de vitamina C podem causar gases excessivos ou diarreia. A biodisponibilidade da vitamina C lipossomal é significativamente maior do que a da vitamina C comum, ela é absorvida no corpo numa taxa quase duas vezes maior do que a comum. A vitamina C lipossomal é frequentemente promovida como uma alternativa oral à vitamina C intravenosa. Tome 1000 mg uma ou duas vezes ao dia para obter proteção adicional durante a temporada de gripes e resfriados.

Abordagens Naturais para Melhorar a Saúde Imune

Não existem produtos naturais com eficácia clínica comprovada contra o coronavírus, mas muitos parecem adequados para fornecer um apoio geral. Veja algumas das melhores considerações:

Epicor e Wellmune

Epicor e Wellmune são preparações especiais produzidas a partir de levedura de padeiro através de processos exclusivos. Ambos são fontes ricas em beta-glucano e outros componentes que auxiliam a saúde imunológica. Epicor e Wellmune já se mostraram efecientes em aumentar a imunidade de pessoas que participaram em mais de 20 estudos clínicos. Por exemplo, o EpiCor demonstrou aumentar os níveis de imunoglobulina secretora A (IgA), assim como melhorar a função das células exterminadoras naturais (NK). A IgA secretora protege o revestimento das nossas membranas mucosas de infecções, enquanto as células NK são um tipo de glóbulo branco que circula no nosso sangue para destruir células estranhas. Foram realizados oito testes duplo-cegos com placebo e Epicor em humanos. Os mais relevantes para as infecções virais foram os estudos realizados tanto em adultos que tinham recebido uma vacina contra a gripe como naqueles que não tinham recebido. Em ambos os casos, a suplementação com EpiCor numa dose de 500 mg diários teve um efeito benéfico na redução da incidência de sintomas de resfriados e gripe. Wellmune também demonstrou ser eficaz na prevenção de infecções virais respiratórias superiores (resfriados e gripe) em estudos duplo-cego. Em um desses estudos, os sujeitos que tomaram Wellmune (500 mg diários) relataram:

  • Nenhuma falta no trabalho ou escola devido a resfriados, em comparação com 1,38 dias de trabalho/escola perdidos para o grupo placebo.
  • Nenhuma incidência de febre, em comparação com 3,50 incidência no grupo placebo.
  • Aumento da qualidade de vida, incluindo energia física e bem-estar emocional, conforme medido por um questionário de pesquisa de saúde clinicamente validado.

Monolaurina 

A monolaurina é uma gordura encontrada no óleo de coco que também está disponível como suplemento alimentar. Ela exerce alguns efeitos antivirais interessantes com atividade confirmada em vírus similares ao coronavírus. Muitos vírus, bem como bactérias e protozoários (parasitas) são envelopados por uma membrana protetora composta de substâncias gordurosas (lipídeos). Pesquisas atuais indicam que a monolaurina dissolve os lipídeos deste envelope, basicamente desintegrando o escudo protetor dos organismos, fazendo com que eles sejam facilmente destruídos pelo sistema imune. Embora a monolaurina não tenha sido estudada nos coronavírus, pode apresentar benefícios. A dosagem típica de monolaurina é de 1000-1500 mg duas vezes ao dia. 

Peptidase de Serratia  

A peptidase de serratia ou a serrapeptase é uma enzima digestiva que também ajuda a manter a secreção de muco em um nível ideal - não muito espessa e não muito fluida. Originalmente isolada de uma bactéria que reside no intestino do bicho da seda, também chamada de enzima do bicho da seda, é o que quebra o casulo para liberar a mariposa. Além do seu efeito não específico nas defesas do organismo contra a infecção, recentemente demonstrou-se que a serrapeptase exerce efeito antiviral digerindo as proteínas que recobrem o vírus. Outras enzimas proteolíticas, como a bromelaína, também podem ser eficientes. A dosagem de serrapeptase é baseada na atividade enzimática: 80.000-100.000 SPUs duas vezes ao dia, entre as refeições, de estômago vazio.

Raiz de Astragalus

A raiz de astragalus (Astragalus membranaceus) é tradicional na medicina chinesa e usado para tratar vírus. Estudos clínicos na China validaram que é efetivo quando usado como medida preventiva contra resfriados comuns. Também já foi demonstrado que ele reduz a duração e a severidade dos sintomas no tratamento agudo de resfriados comuns, bem como aumentar as contagens de células brancas do sangue na leucopenia crônica (uma condição caracterizada por níveis baixos de células brancas). Pesquisas com animais indicam que o astragalus aparentemente funciona ao estimular diversos fatores do sistema imune. Particularmente, ele parece estimular as células brancas do sangue para que englobem e destruam microrganismos invasores e debris celulares, bem como melhorar a produção de interferon (um composto natural essencial produzido pelo corpo para combater os vírus). Siga as instruções do rótulo.

Se Você Está Preocupado com o Coronavírus...

Se você teve contato próximo com alguém que tenha confirmado ou esteja sendo avaliado para a infecção com 2019-nCoV, você deverá monitorar a sua saúde a partir do dia em que teve contato próximo com a pessoa e continue por 14 dias depois de você ter o último contato próximo com a pessoa. Fique atento a estes sinais e sintomas:

  • Febre. Meça a sua temperatura duas vezes ao dia.
  • Tosse.
  • Falte de fôlego ou dificuldade para respirar.
  • Calafrios, dores no corpo, dor de garganta, dores de cabeça, diarreia, náuseas e vômitos e nariz escorrendo.

Se você desenvolver febre ou qualquer um destes sintomas, é importante ser avaliado rapidamente por um profissional de saúde.

Referências:

  1. Pinheiro I, Robinson L, Verhelst A, Marzorati M, Winkens B, den Abbeele PV, Possemiers S. A yeast fermentate improves gastrointestinal discomfort and constipation by modulation of the gut microbiome: results from a randomized double-blind placebo-controlled pilot trial. BMC Complement Altern Med. 2017 Sep 4;17(1):441. 
  2. Schauss AG, Glavits R, Endres J, Jensen GS, Clewell A. Safety evaluation of a proprietary food-grade, dried fermentate preparation of Saccharomyces cerevisiae. Int J Toxicol. 2012 Jan-Feb;31(1):34-45. 
  3. Jensen GS, Redman KA, Benson KF, Carter SG, Mitzner MA, Reeves S, Robinson L. Antioxidant bioavailability and rapid immune-modulating effects after consumption of a single acute dose of a high-metabolite yeast immunogen: results of a placebo-controlled double-blinded crossover pilot study. J Med Food. 2011 Sep;14(9):1002-10.
  4. Moyad MA, Robinson LE, Zawada ET, Kittelsrud J, Chen DG, Reeves SG, Weaver S. Immunogenic yeast-based fermentate for cold/flu-like symptoms in nonvaccinated individuals. J Altern Complement Med. 2010 Feb;16(2):213-8.
  5. Moyad MA, Robinson LE, Kittelsrud JM, Reeves SG, Weaver SE, Guzman AI, Bubak ME. Immunogenic yeast-based fermentation product reduces allergic rhinitis-induced nasal congestion: a randomized, double-blind, placebo-controlled trial. Adv Ther. 2009 Aug;26(8):795-804. 
  6. Moyad MA, Robinson LE, Zawada ET Jr, Kittelsrud JM, Chen DG, Reeves SG, Weaver SE. Effects of a modified yeast supplement on cold/flu symptoms. Urol Nurs. 2008 Feb;28(1):50-5. 
  7. Mah E, Kaden VN, Kelley KM, Liska DJ. Soluble and Insoluble Yeast β-Glucan Differentially Affect Upper Respiratory Tract Infection in Marathon Runners: A Double-Blind, Randomized Placebo-Controlled Trial. J Med Food. 2019 Oct 1. 
  8. Mah E, Kaden VN, Kelley KM, Liska DJ. Beverage Containing Dispersible Yeast β-Glucan Decreases Cold/Flu Symptomatic Days After Intense Exercise: A Randomized Controlled Trial. J Diet Suppl. 2020;17(2):200-210. 
  9. Fuller R, Moore MV, Lewith G, Stuart BL, Ormiston RV, Fisk HL, Noakes PS, Calder PC. Yeast-derived β-1,3/1,6 glucan, upper respiratory tract infection and innate immunity in older adults. Nutrition. 2017 Jul - Aug;39-40:30-35. 
  10. Burg AR, Quigley L, Jones AV, O'Connor GM, Boelte K, McVicar DW, Orr SJ. Orally administered β-glucan attenuates the Th2 response in a model of airway hypersensitivity. Springerplus. 2016 Jun 21;5(1):815. 
  11. Talbott SM, Talbott JA. Baker's yeast beta-glucan supplement reduces upper respiratory symptoms and improves mood state in stressed women. J Am Coll Nutr. 2012 Aug;31(4):295-300. 
  12. Talbott SM, Talbott JA, Talbott TL, Dingler E. β-Glucan supplementation, allergy symptoms, and quality of life in self-described ragweed allergy sufferers. Food Sci Nutr. 2013 Jan;1(1):90-101. 
  13. Fuller R, Butt H, Noakes PS, Kenyon J, Yam TS, Calder PC. Influence of yeast-derived 1,3/1,6 glucopolysaccharide on circulating cytokines and chemokines with respect to upper respiratory tract infections. Nutrition. 2012 Jun;28(6):665-9.
  14. Talbott S, Talbott J. Effect of BETA 1, 3/1, 6 GLUCAN on Upper Respiratory Tract Infection Symptoms and Mood State in Marathon Athletes. J Sports Sci Med. 2009 Dec 1;8(4):509-15.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Zinco: a porta de entrada da função imunológica

Bem-estar

6 abordagens naturais baseadas em evidências para reduzir o estresse

Bem-estar

Por que a NAC e a glutationa são importantes para a saúde imunológica e mais