beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements

Dor de garganta? Experimente Estes Remédios Naturais Respaldados pela Ciência

Por Eric Madrid MD 

Neste artigo:


A dor de garganta é um problema comum que todos apresentamos em algum momento. Entre todas as causas principais da dor de garganta, somente uma requer tratamento com antibióticos. A prevenção e o tratamento dos sintomas para maioria dos casos de dor de garganta podem ser feitas com uma abordagem natural. 

Causas principais de dores de garganta:

  • Dor de garganta viral (infecciosa)
  • Dor de garganta bacteriana (infecciosa)
  • Dor de garganta fúngica (infecciosa)
  • Relacionada a alergias (não-infecciosa)
  • Relacionada ao refluxo (não-infecciosa)

É importante descobrir a causa da dor de garganta. As causas infecciosas mais comuns são infecções virais. Porém, às vezes infecções bacterianas ou fúngicas podem resultar em uma dor de garganta infecciosa. Também existem duas causas não infecciosas comuns: irritação causada por gotejamento pós nasal (geralmente causada por alergias ou sensibilidades alimentares) e inflamação e dor induzidas por refluxo. 

Sintomas Comuns de Dor de Garganta

Os seguintes sintomas podem ser comuns em todos os cinco tipos de dor de garganta.

  • Vermelhidão
  • Inchaço
  • Irritação 
  • Garganta arranhada 

A dor geralmente fica pior quando alimentos, líquidos e até saliva são engolidos. 

Se uma dor de garganta for infecciosa, os outros seguintes sintomas podem estar presentes

  • Dores de cabeça 
  • Linfonodos inchados
  • Pontos brancos nas amígdalas
  • Erupções de pele
  • Dores musculares
  • Dores nas articulações 
  • Dores abdominais (geralmente vistas somente em crianças)
  • Vômitos (geralmente vistos somente em crianças)

O Tratamento da Dor de Garganta Depende da Causa

Uma dor de garganta causada por um vírus geralmente se resolve sozinha em uma semana. Porém, se a dor for severa ou persistente, um médico dverá ser consultado para se certificar de que os sintomas não são causados por bactérias. Uma dor de garganta também pode aparecer durante um resfriado (infecção do trato respiratório superior) ou influenza e provavelmente será acompanhada de tosse e congestão. 

Adolescentes são particularmente suscetíveis a dores de garganta causadas pelo virus Epstein-Barr, também conhecido como mononucleose ou simplesmente “mono”. Essa é uma infecção viral severa que pode levar a dores nas articulações, erupções na pele de todo o corpo, febre, aumento do baço e fadiga severa. É importante notar que os antibióticos não ajudam quando a causa da dor de garganta é viral - se pessoas com mononucleose tomam antibióticos, frequentemente desenvolvem um tipo específico de erupção cutânea como efeito colateral. Os sintomas de mononucleose podem durar ate quatro semanas antes de se resolverem completamente.

Infecção Bacteriana de Garganta

A causa mais comum de dor de garganta bacteriana é o Streptococcus pyogenes, geralmente chamada de infecção por estrepto. A gonorréia e a clamídia, ambas infecções sexualmente transmissíveis, também podem causar dor de garganta e amigdalite. Os médicos frequentemente se baseiam em características chave para ajudar a diagnosticar dores de garganta de causa bacteriana. A infecção de garganta por Streptococcus é geralmente associada ao seguintes sintomas:

  • Febre acima de 38.3 graus celsius (cerca de 101 graus F)
  •  Ausência de tosse
  • , Bolsões brancos de pus ou lesões na parte do fundo da garganta 
  • Linfonodos sensíveis

Tratamentos para infecções bacterianas incluem antibióticos (novamente, é importante notar que antibióticos não ajudam em infecções virais ou fúngicas). Raramente, poderá se desenvolver um abcesso nas amígdalas devido ao Streptococcus ou outras bactérias. Quando isso ocorre, um pequeno procedimento cirúrgico pode ser necessário para drenar o abcesso.

Dor de Garganta Fúngica

Uma infecção fúngica da garganta pode ocorrer em pessoas com diabetes (os fungos gostam do açúcar extra) e em pessoas imunocomprometidas. Também pode ocorrer como efeito colateral de antibióticos, que podem destruir as bactérias saudáveis da boca e da garganta. Esse tipo de infecção é comumente chamada de sapinho. Na maioria das vezes, tratar a causa e/ou tomar medicamentos antifúngicos é recomendado. 

Dor de Garganta de Causa Alérgica

Pessoas com sintomas crônicos de alergia geralmente sofrem de gotejamento pós-nasal, um fluxo crônico de muco sendo liberado na parte de trás da garganta. Isso frequentemente leva a inflamação e irritação, resultando em dor ou desconforto. Descobrir qual componente está causando a reação alérgica é essencial, e se a fonte for desconhecida, um alergista pode ser consultado. Fazer tratamentos para a alergia e lavar as cavidades nasais pode ajudar a diminuir os sintomas desconfortáveis.

Dor de Garganta Causada por Refluxo

O refluxo crônico pode levar a uma voz arranhada e às vezes a uma dor de garganta. Fazer mudanças alimentares e consumir refeições menores e mais frequentes ajuda muitas pessoas. Caso os sintomas de refluxo durem mais do que duas semanas procure aconselhamento médico. Às vezes medicamentos com receita são necessários. Em um artigo anterior, eu discuti  abordagens naturais para ajudar em problemas de  digestão.

Abordagens Convencionais para Dores de Garganta

Após identificar a causa da dor de garganta, as seguintes atitudes podem ser tomadas:

  • Tomar medicamentos para dor que não precisem de receita (paracetamol, acetaminofeno, etc)
  • Gargarejar com água salgada morna (1/2 colher de chá de sal em água morna. Cuidado, não engula)
  • Usar um umidificador
  • Manter o consumo adequado de líquidos
  • Evitar alimentos ácidos
  • Evitar a fumaça de tabaco

Abordagens Naturais para Dores de Garganta 

Abordagens naturais também podem ser usadas. Atenção: estas providêcias não são recomendadas como tratamento para pessoas com infecções bacterianas ou fúngicas. Nestes casos, um médico deverá ser consultado. Porém, as atitudes a seguir podem ser benéficas para ajudar a fortalecer o sistema imune e controlar os sintomas. 

Os seguintes tratamentos são principalmente para pessoas com infecções virais. As recomendações também podem ajudar com os sintomas de infecções bacterianas e fúngicas, mas novamente, estas condições são melhor tratadas por um médico.

Equinácea

A Echinacea purpurea é uma erva perene que tem sido usada por quase 2000 anos, com suas origens sendo rastreadas até os povos indígenas da América do Norte. Ela tem sido usada para tratar infecções respiratórias e dores de garganta. 

Um estudo de 2015 no JAMA mostrou que embora não haja benefícios para a prevenção de resfriados, o uso da equinácea poderia encurtar a duração da doença. Por acréscimo, os sintomas de resfriado, incluindo dores de garganta, também poderiam ser reduzidos. 

Um estudo de 2016 publicado na Holistic Nurse Practitioner demonstrou que a equinácea poderia ajudar a prevenir resfriados comuns, e assim sintomas de dor de garganta. Outros estudos demonstraram resultados semelhantes. A equinácea é frequentemente consumida na forma de chá, extrato ou suplemento.  

Sabugueiro

O sabugueiro, uma planta florífera, tem sido usado por centenas de anos com propósitos medicinais por populações nativas ao redor o mundo. Recentemente, a popularidade do sabugueiro tem aumentado bastante. 

Na medicina tradicional, o sabugueiro tem sido utilizado para tratar a dor relacionada à artrite. Ele também tem sido usado por muitas pessoas para controlar os sintoma de resfriados. O sabugueiro tem sido usado com propósitos medicinais por muitas gerações de pessoas na América do Sul. Os indígenas americanos têm utilizado o sabugueiro como tratamento para diverss infecções e febre, enquanto na europa os frutos do sabugueiro têm sido transformados em xaropes com propósitos medicinais. 

Estudos medindo valores ORAC (Capacidade de Absorbância de Radicais de Oxigênio) mostram que o  sabugueiro apresenta níveis  antioxidantes mais altos do que os mirtilos e cranberries, que são bem conhecidos por seus altos níveis de antioxidantes e benefícios subsequentes para a saúde. 

 Um estudo de 2016 mostrou que o sabugueiro poderia reduzir a duração de sintomas de resfriados em trabalhadores de companhias aéreas, enquanto um estudo de 2009 na Phytochemistry demonstrou que o sabugueiro pode ter desempenho similar a medicamentos popularmente receitados contra o influenza como o oseltamivir (Tamiflu) e a amantadina. De maneira semelhante, um estudo de 2014 concluiu que o sabugueiro pode ser um tratamento efetivo para o vírus influenza. Dores de garganta são sintomas comuns em pessoas com o vírus da gripe.

Raiz de Gengibre

O nome cientifico do  gengibre é Zingiber officinale, e suas raízes são conhecidas como rizoma de gengibre. O gengibre é uma planta florida originária do  sudeste asiático, mas suas raízes grossas também têm sido usadas em praticas medicinais tradicionais na China, Índia, Polinésia, e África. Também é um popular  tempero culinário

Na medicina ayurvédica e Medicina Tradicional Chinesa (MTC), o gengibre é admirado por suas propriedades curativas e medicinais. Seus ingredientes ativos são o gingerol e o shogaol.

Na medicina tradicional, o gengibre é altamente respeitado como um tratamento para infecções virais do trato respiratório superior. Diversos estudos têm mostrado que a raiz inibe a COX-2, o que permite que tenha um papel semelhante ao dos remédios AINEs (ibuprofeno, naproxeno, indometacina) e possa reduzir a febre e dores de garganta.  

Além disso, o gengibre tem demonstrado produzir atividades anticolinérgicas no trato respiratório. Esta propriedade ajuda a reduzir a congestão por muco no peito e reduzir os sintomas de tosse, tornando o  gengibre uma excelente opção para ajudar a tratar os sintomas de um resfriado que ataque o peito e a infecção por influenza. Ele também pode reduzir a dor associada à inflamação da garganta.

Chá Verde

O Chá Verde é o chá mais consumido no mundo e só perde para a água como o líquido mais consumido no mundo todo. Após uma cirurgia grande é comum sentir dor de garganta devido ao tubo de oxigênio utilizado quando o paciente está anestesiado. 

Um estudo de 2016 na Anesthesia Pain Medicine mostrou que pacientes que passaram por cirurgias abertas de coração para colocação de marcapasso apresentaram melhora nos seus sintomas de dor de garganta, comparados ao placebo, após gargarejar uma solução de chá verde a cada seis horas por um dia após sua cirurgia. Os pesquisadores acreditam que os efeitos antinflamatórios do chá verde ajudaram a reduzir a dor da inflamação de garganta. Alguns outros estudos demonstraram resultados similares.

Mel

O mel tem sido recomendado há muito tempo no mundo todo para ajudar com a tosse e outros sintomas relacionados à garganta. Um estudo de 2015  avaliou os benefícios do mel na redução da dor após a amigdalectomia, um procedimento cirúrgico para remover as amígdalas. Os resultados mostraram que o mel pode ser benéfico para reduzir os sintomas gerais de dor.

Raiz de Alcaçuz

Um estudo de 2013 na Anesthesia and Analgesia avaliou pacientes que passaram por uma cirurgia em que um tubo de oxigênio foi usado. Este estudo avaliou 236 pacientes. Metade deles fez gargarejo com uma solução de açúcar e água, enquanto a outra metade usou uma solução de  extrato de alcaçuz  e água. Os pesquisadores concluíram que "O gargarejo com alcaçuz diminuiu pela metade a incidência de dor de garganta. O gargarejo com alcaçuz pré-indução parece ser uma maneira simples de prevenir uma complicaçao comum e incômoda.” 

Raiz de Marshmallow

A Raiz de Marshmallow  (Althaea officinalis) é uma erva nativa da Ásia Ocidental, Norte da África e Europa. Ela tem sido usada por milênios com propósitos medicinais, para tratar problemas digestivos e respiratórios. Um estudo de 2018 concluiu que raiz de marshmallow poderia ajudar pessoas com tosse seca. Os participantes também apresentavam dor de garganta. O marshmallow pode ser consumido como suplemento, mas também na forma de chá. 

Hortelã-pimenta 

A hortelã-pimenta é uma erva bem conhecida, também disponível na forma de óleo essencial. Um híbrido da menta aquática e hortelã-verde, as plantas de hortelã-pimenta apresentam folhas e talos ligeiramente difusos, e tendem a crescer melhor em regiões úmidas com sombra. A hortelã-pimenta é nativa da europa e apresenta diversos benefícios para a saúde. Quando consumida na forma de chá, pode aliviar a garganta. Seu aroma também pode ajudar a abrir as passagens nasais congestionadas ao ser inalado. Dose sugerida: tome na forma de chá ou use ou use na forma de óleo essencial em um difusor. 

Pastilhas para a Garganta

As pastilhas para a garganta apresentam diversas formulações e podem reduzir os sintomas de tosse e ajudar a aliviar a dor de garganta. Porém, muitos a apreciam até na ausência de enfermidades, já que seus sabores ricos também podem ser deliciosos. Sabores comuns incluem mel, eucalipto, mentol, chá verde, equinácea, anis, cereja e muitos outros. 

Referências:

  1. Karsch-Völk M, Barrett B, Linde K. Echinacea for preventing and treating the common cold. JAMA. 2015;313(6):618–619. doi:10.1001/jama.2014.17145
  2.  Holistic Nurse Practitioner. 2016 Jan-Feb;30(1):54-7. 
  3. https://www.scientificamerican.com/article/what-are-orac-values/
  4.  Nutrients. 2016 Mar 24;8(4):182. doi: 10.3390/nu8040182.
  5.  Phytochemistry. 2009 Jul;70(10):1255-61. doi: 10.1016/j.phytochem.2009.06.003. Epub 2009 Aug 12.
  6.  J Int Med Res. 2004 Mar-Apr;32(2):132-40.
  7.  Mbaveng, A.t., and V. Kuete. “Zingiber Officinale.” Medicinal Spices and Vegetables from Africa, 2017, pp. 627–639., doi:10.1016/b978-0-12-809286-6.00030-3.
  8.  Chrubasik, S., et al. “Zingiberis Rhizoma: A Comprehensive Review on the Ginger Effect and Efficacy Profiles.” Phytomedicine, vol. 12, no. 9, 2005, pp. 684–701., doi:10.1016/j.phymed.2004.07.009
  9.  Rahmani, Arshad H et al. “Active ingredients of ginger as potential candidates in the prevention and treatment of diseases via modulation of biological activities” International journal of physiology, pathophysiology and pharmacology vol. 6,2 125-36. 12 Jul. 2014
  10. Anesth Pain Med. 2016 May 9;6(3):e32108. doi: 10.5812/aapm.32108. eCollection 2016 Jun.
  11.  DeGeorge KC, Ring DJ, Dalrymple SN. Treatment of the Common Cold. Am Fam Physician. 2019;100(5):281–289.
  12.  Abdullah B, Lazim NM, Salim R. The effectiveness of Tualang honey in reducing post-tonsillectomy pain. Kulak Burun Bogaz Ihtis Derg. 2015;25(3):137–143. doi:10.5606/kbbihtisas.2015.00008
  13.  Anesth Analg. 2013 Sep;117(3):614-21. doi: 10.1213/ANE.0b013e318299a650. Epub 2013 Aug 6.
  14.  Complement Med Res. 2018;25(5):299-305. doi: 10.1159/000489560. Epub 2018 Aug 1.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

O Que é o Ácido Ascórbico (Vitamina C)? Benefícios, suplementos e muito mais

Bem-estar

Não gosta do sabor do vinagre de sidra de maçã? Veja 6 motivos para experimentar suplementos desse p

Bem-estar

Os Poderosos Benefícios Antivirais e Imunes da Baga de Sabugueiro