header_search header_signed-out header_signed-in header_cart sharefilled circlex circleexclamation iherbleaf
checkoutarrow
BR
O produto foi adicionado ao carrinho
Total:
Desconto:
Junto:
Quantidade:
Cart Total:
Finalizar
Clientes também compraram:
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Nutrição

A História dos Benefícios do Café Para a Saúde

29 Setembro 2017

por Eric Madrid, Médico

O café é uma das bebidas mais consumidas no mundo, ficando atrás apenas da água. Na maioria dos países ao redor do mundo, há mais apreciadores de café do que de chá – exceto na China, no Reino Unido e na Turquia, enquanto que no Japão ambas as bebidas são igualmente populares. É um fato bem conhecido em muitas culturas que o chá, especificamente o chá verde, tem inúmeros benefícios para a saúde; mas será que o café também promove uma boa saúde? 

A resposta é provavelmente "sim". Em agosto de 2017, os Anais de Medicina Interna, um jornal científico importante, publicaram dois grandes estudos que, juntos, incluíram mais de 700.000 pessoas. Ambos os estudos demonstraram que o consumo moderado de café tinha uma relação significativa com taxas mais baixas de mortalidade.

No entanto, antes de entrarmos em detalhes específicos, vamos discutir a história do café e o seu lugar no mundo.

A planta do café se originou na Etiópia e foi inicialmente descoberta em algum momento durante o século IX. Diz a lenda que um pastor de cabras chamado Kaldi descobriu o cafeeiro quando seus animais comeram os frutos vermelhos da árvore. Depois disso, descobriu-se que as cabras estavam com mais energia e não dormiram durante a noite, impedindo o próprio Kaldi de descansar.  

Kaldi comeu o fruto e notou que a energia dele também aumentou. Ele contou sua descoberta para os monges de um mosteiro da região. Os monges cozinharam os frutos, mas, quando os consumiram, acharam o caldo tão amargo que lançaram os outros frutos ao fogo. No entanto, quando eles tentaram torrar as sementes, um aroma doce tomou conta do ar, e eles perceberam que poderiam usar o produto resultante para preparar uma saborosa bebida. Alguns alegam que a descoberta de Kaldi fez pelo mundo o que Steve Jobs fez pela Apple.

O Café Após a Sua Descoberta:

1414: As primeiras cafeterias começam a surgir em Meca, na Arábia Saudita. As dezenas de milhares de muçulmanos que peregrinam até Meca a cada ano popularizam a bebida em seus vilarejos – o café se tornou imensamente popular no Iémen, onde eles o chamam de "Arábica".

1555: O café chega a Istambul, e cafeterias começam a abrir por toda parte. O café torna-se uma bebida popular, consumida durante os encontros sociais e as reuniões de negócios. Torna-se valorizada por sua capacidade de aumentar a clareza do pensamento e a produtividade. 

Anos de 1600: O povo de Veneza, na Itália, bebe as suas primeiras xícaras de café (diz a lenda que os venezianos foram os primeiros europeus a experimentarem a iguaria).

1645: A primeira cafeteria é aberta em Veneza, e a popularidade do café se espalha, mas não sem controvérsia: durante um tempo, muitos padres católicos consideraram o café a "bebida de Satanás".

1605: O Papa Clemente VIII degusta uma xícara de café oferecida por um comerciante veneziano e declara a bebida aceitável para os cristãos (antes, era considerada uma bebida de muçulmanos).

1660: O café alcança o litoral da França e em 1665 chega a Paris.

1667: O café é apresentado aos alemães.

Anos de 1700: Durante os primeiros cem anos, apenas a classe alta bebe café. A bebida se torna mais popular no final do século XVIII, quando as pessoas percebem que uma xícara de café forte pela manhã pode ajudar a despertar, principalmente depois de uma longa noite de consumo excessivo de cerveja.

1723: O cafeeiro é introduzido nas ilhas caribenhas, e logo chega à América do Norte em uma escala maior. 

1727: Velejadores portugueses introduziram o café na América do Sul e, trezentos anos mais tarde, o Brasil se tornou um dos principais produtores de café em todo o mundo.

1607: O capitão John Smith leva o café para Jamestown quando ele chega à América do Norte.

1773: O café ganha sua "sorte grande" quando o povo de Boston se revolta contra o imposto do rei Jorge sobre as importações de chá da Inglaterra, e lança carregamentos de chás ingleses dos navios às águas do porto, ocasionando a infame Festa do Chá de Boston. Na falta do chá, cresce a popularidade do café.

1903: No século XX, o consumo de café atinge um nível sem precedentes, e são feitos muitos avanços. Neste ano é introduzido o café descafeinado com o nome de Sanka, que é derivado de "sans caffeine" ("sem cafeína").

1906: A máquina moderna de café expresso é revelada na Feira de Milão, fornecendo novas opções para o preparo do café.

1971: Uma cafeteria chamada Starbucks é inaugurada em Seattle, Washington.

1990: A Starbucks abre a sua 84ª loja.

2017: Mais de 20.000 Starbucks operam a nível mundial, aumentando exponencialmente a popularidade do café.

Como a popularidade do café explodiu, mais de 2,25 bilhões de xícaras de café são consumidas diariamente. Os norte-americanos são responsáveis por 400 milhões de xícaras por dia. Aproximadamente um terço do café do mundo é produzido no Brasil.

Quais São os Benefícios do Consumo de Café?

A cafeína é o principal ingrediente no café, e foi ela que popularizou a bebida. A cafeína tem um efeito estimulante, o que significa que ela dá mais energia às pessoas e aumenta a agilidade mental. O café também contém polifenóis, que têm propriedades antioxidantes e, segundo se acredita, são uma grande razão por que o café oferece um benefício para a saúde.

Um estudo de agosto de 2017 nos Anais de Medicina Interna publicou boas notícias para os apreciadores de café.  

O primeiro estudo incluiu 185.855 afro-americanos, indígenas havaianos, latinos, nipo-americanos e brancos. O estudo teve duração de 16 anos e concluiu que as pessoas que bebiam quatro ou mais xícaras de café por dia tinham 18% menos chance de morrer de doenças cardíacas, câncer, doença pulmonar, acidente vascular cerebral, doença renal e complicações do diabetes.

O segundo estudo foi realizado em dez países europeus e incluiu 521.330 pessoas. Os pacientes fizeram exames de sangue comparativos, responderam questionários de saúde e tiveram acompanhamento durante mais de 16 anos.

Os resultados obtidos pelos pesquisadores são excelentes notícias para os apreciadores de café. Os benefícios foram mais acentuados quando foram comparadas as pessoas que bebiam café moderadamente, de 3 a 5 xícaras por dia, com as que não consumiam a bebida.

Especificamente, homens que consumiam a bebida com moderação tinham quase 20 por cento menos chance de morrer, enquanto as mulheres tinham 10 por cento menos chance de morrer.

Melhor ainda, os consumidores moderados de café também tinham quase 60 por cento menos chance de morrer de doenças como câncer de fígado e cirrose hepática.

O estudo também mostrou que as mulheres que eram consumidoras moderadas de café tinham 30 por cento menos chance de morrer de acidente vascular cerebral.  

Benefícios Adicionais do Café para a Saúde

  • Reduz o risco de ataques cardíacos
  • Reduz a inflamação no corpo
  • Fornece benefícios para a saúde mental e maior nível de atenção
  • Reduz o risco de diabetes tipo 2
  • Reduz os sintomas da doença de Parkinson
  • Reduz o risco de suicídio
  • Reduz a inflamação no fígado
  • Reduz o nível de PCR, um marcador da inflamação, nas mulheres

O café contém taninos, que podem gastar as reservas de magnésio, cálcio, ferro, vitamina B1 e zinco do corpo. Deve-se considerar a suplementação com um multivitamínico, principalmente se a sua dieta não for rica em frutas e legumes.

Apesar de os estudos não terem avaliado o consumo de creme e açúcar no café pelos participantes, o uso desses "complementos" deve ser feito com moderação. Eu gostaria de propor que o café preto tem mais benefícios para a saúde do que o café cheio de açúcar e nata.  Além disso, muitos dos cremes aromatizados no mercado contêm xarope de milho com alto teor de frutose, que é conhecido por causar efeitos negativos à saúde.

Caso queira adicionar leite e açúcar, a minha recomendação é utilizar leite de amêndoa, de soja ou de coco, e 1 a 2 porções de açúcar natural de cana ou estévia como opção de adoçante. Há adoçantes de estévia aromatizados que são boas opções.  

Além disso, se você gosta de chá verde, considere a possibilidade de adicionar um sachê de chá à sua xícara de café. A maioria das pessoas demora um pouquinho para se acostumar com o sabor diferente, mas a combinação é rica em antioxidantes que promovem a saúde.

Referências:

  1. http://www.huffingtonpost.com/2014/09/29/coffee-is-more-popular-than-tea_n_5901430.html
  2. https://www.roastandpost.com/coffee-encyclopedia/history/the-20th-century/
  3. http://www.smithsonianmag.com/arts-culture/the-long-history-of-the-espresso-machine-126012814/
  4. Gunter MJ, Murphy N, Cross AJ, Dossus L, Dartois L, Fagherazzi G, et al. Coffee Drinking and Mortality in 10 European Countries: A Multinational Cohort Study. Ann Intern Med. 2017;167:236–247. doi: 10.7326/M16-2945
  5. https://www.acs.org/content/acs/en/pressroom/presspacs/2012/acs-presspac-march-14-2012/why-coffee-drinking-reduces-the-risk-of-type-2-diabetes.html
  6. https://www.aan.com/pressroom/home/pressrelease/1096
  7. http://news.harvard.edu/gazette/story/2013/07/drinking-coffee-may-reduce-risk-of-suicide-by-50/
  8. http://www.cnn.com/2006/HEALTH/01/11/caffeine.smarter/
  9. Drug Muggers by Suzy Cohen, RPh Which Medications Are Robbing Your Body of Essential Nutrients--and Natural Ways to Restore Them – February 15, 2011

Artigos Relacionados

Ver tudo

Nutrição

Aqueça-se no inverno com estes saborosos mix de temperos

Nutrição

Benefícios para a saúde da capsaicina dos alimentos picantes

Nutrição

Quatro receitas deliciosas de sopa vegana