header_search header_signed-out header_signed-in header_cart sharefilled circlex circleexclamation iherbleaf
checkoutarrow
BR
O produto foi adicionado ao carrinho
Total:
Desconto:
Junto:
Quantidade:
Cart Total:
Finalizar
Clientes também compraram:
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Nutrição

Como aumentar a sua energia naturalmente

27 Abril 2017

O ponto “alto” da cafeína

Uma energia natural vibrante é um sentimento verdadeiramente maravilhoso que poucas pessoas vivenciam constantemente. O número de americanos sofrendo de fadiga é surpreendente. A fadiga é de longe a queixa médica mais comum na clínica, porém ainda é tratada de maneira inadequada.

A fadiga pode ser causada por fatores incluindo a depressão, diabetes, baixa qualidade do sono, hipotireoidismo e alguns medicamentos. Fatores nutricionais também são importantes, incluindo deficiências de nutrientes e instabilidade na glicose sanguínea ou hipoglicemia. A deficiência de ferro (anemia) sozinha é a maior causa de fadiga, principalmente em mulheres.

3 suplementos essenciais

A melhor abordagem para aumentar os níveis de energia naturalmente é tratar os fatores subjacentes da maneira mais eficiente possível. Além disso, existem suplementos que são essenciais em qualquer programa de promoção da saúde: um multivitamínico e multimineral  de alta potência, um suco verde de alta qualidade, e um suplemento de óleo de peixe de qualidade farmacêutica. Uma vez que esta base nutricional forte tenha sido estabelecida, muitas pessoas com níveis baixos de energia podem se beneficiar de suplementos dietéticos contendo fórmulas energéticas naturais baseadas em cafeína.

A cafeína é segura?

Não há duvidas de que a cafeína é um estimulante capaz de aumentar os níveis de energia física e mental. Bebidas cafeinadas como o chá verde, erva-mate, guaraná, noz de cola e cacau são utilizadas por diversas culturas ao redor do mundo. Em sua forma natural, a cafeína é fornecida junto a outros componentes das plantas que tendem a diminuir alguns de seus efeitos negativos, como ansiedade e nervosismo. Por exemplo, além da cafeína o chá verde contém a L-teanina (L-theanine), um composto natural que neutraliza alguns efeitos da cafeína no cérebro que podem levar ao nervosismo e a interferências no sono.

Os efeitos de uma dosagem moderada de cafeína (ex: 10 a 125 mg) são influenciados pelo padrão de consumo: se você ingere cafeína regularmente, desenvolve uma tolerância a ela. Caso contrário, ou caso você metabolize a cafeína lentamente, os efeitos serão mais acentuados.

Estudos controlados sobre o efeito da cafeína no desempenho têm um longo histórico, datando do final do século dezenove. Os primeiros estudos mostraram que o consumo de cafeína melhorou o desempenho em diversas tarefas repetitivas. Por exemplo, em datilógrafos, o consumo de cafeína aumentava tanto a velocidade quanto a precisão da tarefa.

Já foi demonstrado que a cafeína melhora a atenção e tempo de reação. Porém, ela não parece aumentar o desempenho em processamentos mentais complexos.

Cafeína + GABA

O GABA (ácido gama-aminobutírico) (gamma-aminobutyric acid) é um dos componentes mais importantes do cérebro. O PharmaGABA  é uma forma natural especial do GABA que rendeu resultados interessantes em estudos clínicos. Em particular, o PharmaGABA mostrou resultados impressionantes no combate ao estresse, incluindo a habilidade de diminuir os níveis de cortisol e outros marcadores de estresse agudo durante a exposição a situações estressantes.

Quando uma fonte de cafeína é combinada ao PharmaGABA, existe um efeito sinérgico que melhora o funcionamento mental. Como benefício, o PharmaGABA reduz os efeitos indutores de estresse da cafeína.

Em um estudo conduzido na Universidade de Shizuoka, no Japão, foi demonstrado que o  PharmaGABA faz exatamente isso, promovendo uma sensação de tranquilidade embora haja um aumento nos níveis de energia induzidos pela cafeína. Os indivíduos consumiram uma xícara normal de café ou a mesma xícara acrescida de 28mg de PharmaGABA. Os marcadores de estresse foram significativamente menores no grupo que recebeu o PharmaGABA.

A cafeína é para todos?

Existem algumas situações nas quais o consumo de qualquer quantidade significativa de cafeína (ex: o consumo diário em excesso de 30 a 50mg) não é indicado. Isso inclui pessoas muito sensíveis à cafeína ou com insônia, depressão, ansiedade, fadiga crônica, doença fibrocística da mama ou pressão arterial alta. É particularmente importante evitar a cafeína caso sofra de baixa qualidade do sono. Caso você sofra de qualquer uma destas condições e queira aumentar sua energia, tente ervas que aumentam os níveis de energia favorecendo o funcionamento da adrenal, como a ashwagandha (ex: Sensoril), rhodiola, ou Ginseng siberiano. Com frequência os extratos destas plantas são combinados em fórmulas destinadas a melhorar a saúde da adrenal.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Nutrição

Aqueça-se no inverno com estes saborosos mix de temperos

Nutrição

Benefícios para a saúde da capsaicina dos alimentos picantes

Nutrição

Quatro receitas deliciosas de sopa vegana