header_search header_signed-out header_signed-in header_cart sharefilled circlex circleexclamation iherbleaf
checkoutarrow
BR
O produto foi adicionado ao carrinho
Total:
Desconto:
Junto:
Quantidade:
Cart Total:
Finalizar
Clientes também compraram:
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Nutrição

O consumo de mirtilo e a pressão sanguínea

27 Abril 2017

O Mirtilo está entre os alimentos mais importantes para uma boa saúde. Os vastos e maravilhosos benefícios dos mirtilos estão basicamente ligados ao seu alto conteúdo de pigmentos especializados conhecidos como antocianinas. Estes flavonoides especiais são responsáveis pela cor azul ou roxa do mirtilo.

Além de dar cor às frutas e flores, os flavonoides são responsáveis por muitos benefícios de alimentos, sucos e ervas para a saúde. Mais de 8.000 flavonoides já foram caracterizados e classificados de acordo com sua estrutura química. Os flavonoides também são conhecidos como "modificadores de resposta biológica da natureza" por causa das suas propriedades anti-inflamatórias, antivirais, antialérgicas e anticâncer.

É um fato bem estabelecido que o consumo de flavonoides oferece benefícios significativos à saúde. Um estudo atual mostrou que o consumo regular de mirtilos pode produzir efeitos clínicos na redução da pressão sanguínea alta.

Histórico:

O consumo de fontes de flavonoides como mirtilos, maçãs, chá verde, chocolate amargo e vinho tinto mostra em estudos na população que está associado a reduções significativas de ataques cardíacos e acidentes vasculares. Por exemplo, dados da pesquisa Nurses’ Health Study  (NHS) II realizada com 93.600 mulheres mostrou que um consumo combinado de mais de 3 porções semanais de mirtilos e morangos provocou uma redução de 34% no risco de ataque cardíaco comparado ao consumo do fruto uma vez por mês ou menos.

Os maiores benefícios do consumo de flavonoides na proteção contra doenças cardiovasculares (DCV) estão profundamente relacionados aos seus efeitos que melhoram o funcionamento das células ao longo dos vasos sanguíneos (células endoteliais). As células endoteliais são fundamentais na regulação da estrutura e elasticidade vascular, inflamações vasculares e formação de coágulos. As lesões da aterosclerose (enrijecimento das artérias) começam com danos às células endoteliais. Flavonoides mostraram serem capazes de proteger e melhorar a função endotelial das células, principalmente os flavonoides encontrados nos mirtilos.

Descobertas:

Em um estudo conduzido na Universidade do Estado da Flórida, 48 mulheres na pós-menopausa com hipertensão leve foram inscritas para avaliar os efeito do consumo diário de mirtilo por 8 semanas. As mulheres receberem aleatoriamente ou 22 g de pó de mirtilo liofilizado ou 22 g de pó de controle diariamente. 22 g de pó de mirtilo liofilizado corresponde a aproximadamente 1 xícara de mirtilos frescos, uma dose viável para consumo diário.

Além de medida da pressão sanguínea, enrijecimento arterial e medida da proteína C reativa, o óxido nítrico e superóxido dismutase foram medidos no início, em 4 e 8 semanas.

Após 8 semanas, a pressão arterial sistólica e a pressão arterial diastólica (131 mm Hg e 75 mm Hg respectivamente) estavam significativamente menores do que os níveis iniciais (138 mm Hg, 80 mm Hg). Por outro lado, não houve mudanças no grupo de controle. O consumo de mirtilo também foi associado à melhora no enrijecimento arterial.

Entretanto, a maior mudança foi nos níveis de óxido nítrico. Resultados mostraram que os níveis de óxido nítrico foram maiores (15,35 μmol/L) no grupo do mirtilo em pó em 8 semanas, comparados com os valores iniciais de referência (9,11nμmol/L)

O óxido nítrico possui um papel fundamental no tônus dos vasos sanguíneos. Especificamente, ele produz efeitos relaxantes nos vasos sanguíneos melhorando a circulação. Também melhora a fluidez e reduz a formação de coágulos.

Estes resultados demonstraram claramente que o consumo diário de mirtilos pode reduzir a pressão sanguínea e o enrijecimento arterial, em partes, por causa da grande quantidade de óxido nítrico.

Comentário:

Este estudo mostra claramente a importância de flavonoides alimentares na saúde cardiovascular. No entanto, flavonoides diferentes e outros pigmentos vegetais fornecem benefícios diferentes à saúde. Uma das minhas principais recomendações é que as pessoas consumam uma dieta "arco-íris"; devem consumir frutas e legumes ricos de cor. O consumo regular de frutas e vegetais coloridos, vermelhos, alaranjados, amarelos, verdes, azuis e roxos, fornece ao corpo uma completa variedade de poderosos antioxidantes, além de nutrientes essenciais para o funcionamento adequado do organismo e prevenção de doenças.

Além de comer uma dieta arco-íris, eu também recomendo tomar um extrato rico em flavonoides, como de mirtilo, chá verde, Ginkgo biloba, cerejas, casca de pinho ou sementes de uvas, diariamente. E, claro, 1 a 2 porções de chocolate amargo por dia, ou outra fonte de flavonoides de cacau são fontes que eu também recomendo.

Referência:

  1. Johnson SA, Figueroa A, Navaei N, et al. Daily Blueberry Consumption Improves Blood Pressure and Arterial Stiffness in Postmenopausal Women with Pre- and Stage 1-Hypertension: A Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled Clinical Trial. J Acad Nutr Diet. 2015 Jan 2. pii: S2212-2672(14)01633-5

Artigos Relacionados

Ver tudo

Nutrição

Descubra os benefícios da dieta do Mediterrâneo

Nutrição

Experimente a dieta pegan com estas deliciosas receitas

Nutrição

O que é a farinha de mandioca? + 3 receitas sem glúten