Quando um produto é rotulado como vegano, isso significa que ele foi criado sem o uso de ingredientes de origem animal. As pessoas veganas têm uma postura ética contra o uso, o abuso e o abate de animais, e buscam minimizar o sofrimento animal sempre que possível. Os veganos se opõem à opressão animal para apoiar a libertação dos animais, e alinham seus hábitos de estilo de vida a esses valores. A forma mais conhecida de como esses conceitos são aplicados são as escolhas alimentares diárias, divergindo da agropecuária e utilizando refeições de base vegetal.

Porém, o estilo de vida vegano inclui fazer escolhas conscientes que vão muito além do que está no prato. Assim, enquanto veganos não consomem a carne ou os fluidos de animais, eles também podem evitar usar couro, seda e pelo ao comprar roupas. Esse ato de evitar produtos de origem animal se estende a todas as áreas do consumo, incluindo os ingredientes dos nossos produtos de beleza. 

À medida que mais pessoas adotam um consumismo mais consciente e utilizam seu poder de compra para apoiar marcas que se alinhem aos seus valores, a tendência é de crescimento para os produtos de beleza veganos. A Forbes relata que "o mercado global de cosméticos veganos foi estimado em U$ 15,1 bilhões em 2020, e espera-se que ele atinja U$ 21,4 bilhões até 2027". 

Quando se trata de alimentos, a mudança pode parecer um pouco mais direta, pois costuma-se evitar carne, laticínios, frutos do mar e ovos. Porém, com os produtos de beleza, os ingredientes de origem animal se escondem nos seus produtos de formas inesperadas e sob nomes disfarçados. Você pode não perceber que ingredientes como goma-laca ou sebo, usados na maquiagem, são derivados de animais. 

Você certamente não precisa jogar fora todos os seus produtos atuais. Você pode fazer uma transição gradual para a beleza vegana, trocando rímel, brilho labial, esmalte e produtos para a pele à medida que eles acabam e que você já precisaria comprar mais. Experimente diferentes marcas para encontrar a que melhor se adapta a você. Você pode até descobrir por acidente que seus produtos existentes já são veganos, o que significa que eles não contêm nenhum ingrediente de origem animal, mas podem não ser rotulados ou anunciados como veganos. Para descobrir se um produto é vegano, você pode ler o rótulo e procurar por ingredientes de origem animal. 

Para promover essa mudança para a beleza vegana, vamos conhecer os principais motivos para mudar para produtos de beleza veganos, além dos ingredientes que se deve ficar de olho durante a transição. 

Motivos Para Mudar Para Produtos de Beleza Veganos

Reduzir os Danos aos Animais

Você pode comprar suas maquiagens ou produtos para a pele favoritos sem usar ingredientes de origem animal, que costumam ser resultado de sofrimento e abate. Existe uma ampla gama de alternativas vegetais que nos permitem dar brilho ao esmalte e à sombra sem esmagar milhares de insetos, por exemplo. Muitas empresas continuam com o padrão de usar subprodutos de origem animal e ingredientes que costumam ser testados em animais, causando ainda mais danos, simplesmente porque é o que sempre fizeram. Nós simplesmente não precisamos de subprodutos de origem animal para ter uma pele brilhante e uma maquiagem divertida. E existem várias marcas que se comprometeram em oferecer produtos completamente veganos. 

Ser Mais Ecológico(a)

Frequentemente, quando consideramos os impactos ambientais de um produto de beleza, pensamos sobre a embalagem. Ele vem em um frasco de vidro? Os materiais de envio são recicláveis, ou melhor ainda, biodegradáveis? Outro fator a se considerar sobre a pegada de carbono dos seus produtos de beleza é o impacto causado pelos ingredientes. Se, por exemplo, um produto que você usa contiver leite, você pode considerar a terra e a água utilizada para criar a vaca para que sua máscara facial pudesse ter leite. Com um número estimado de 264 milhões de vacas leiteiras no mundo, a indústria dos laticínios sozinha contribui com: 

  • Emissões de gases do efeito estufa a partir dos dejetos das vacas, que contribuem para as mudanças climáticas. De acordo com a USDA, "os dejetos produzidos por apenas 200 vacas leiteiras produzem um nível de oxigênio equivalente ao do esgoto de uma comunidade de 10.000 pessoas".
  • Uso excessivo de água e solo, necessários para criar vacas e os grãos que elas comem. A Sentient Media relata que "uma única vaca leiteira pode beber até 150 litros de água por dia. Em 2018, havia aproximadamente 9,4 milhões de vacas leiteiras só nos EUA. Apenas em termos de água potável, isso significa aproximadamente 1.410.000.000 litros de água todos os dias, sendo usados para hidratar vacas leiteiras para que elas possam produzir leite".
  • Contaminação e poluição de água, ar e solo locais. Infelizmente, fazendas de agropecuária tendem a ser localizadas em comunidades de baixa renda, criando maiores desafios de saúde para os residentes. 

Sua máscara é responsável por tudo isso sozinha? Com certeza não. Porém, ela pode estar contribuindo para o problema e, quando você continua a comprar alimentos, roupas e produtos de beleza com subprodutos de origem animal, isso apoia a insustentabilidade da agropecuária, que está causando danos ao nosso meio ambiente em um momento em que precisamos desesperadamente de mudanças. 

Agredir Menos a Pele

Produtos de beleza veganos tendem a ser produzidos com ingredientes de origem vegetal. Produtos veganos derivados de plantas são ricos em antioxidantes, vitaminas e minerais, nutrientes que são benéficos para a pele e costumam ser mais suaves que suas versões não veganas. Esses ingredientes tendem a ser bem mais simples de se ler em um rótulo e também podem ser mais facilmente absorvidos pela pele. Porém, isso nem sempre ocorre, e os produtos veganos ainda podem incluir produtos químicos que podem ser prejudiciais para e pele. É sempre uma boa ideia ler os ingredientes e fazer um teste em uma área pequena para garantir que seu novo creme de limpeza ou hidratante é adequado para você. 

12 Ingredientes Não Veganos Para Tomar Cuidado 

Se você tem interesse em fazer a mudança para os produtos de beleza veganos, fique de olho nestes ingredientes de origem animal comuns utilizados em cosméticos. 

Lanolina

Também conhecida como: Adeps lanae, cera de lã, gordura de lã, sebo de lã
Normalmente encontrada em: produtos para os lábios
O que o ingrediente faz: hidrata
Por que os veganos o evitam: a lanolina é derivada da lã de ovelha. Boa parte da lã usada em roupas e artigos de beleza é produzida em massa, em fazendas com rebanhos de milhares de ovelhas. Quando um animal está sendo criado para dar lucro, o bem-estar dele não é a maior prioridade. Apesar de as ovelhas não precisarem ser mortas para darem lã, quando são tosquiadas sem o cuidado adequado, elas podem ser machucadas no processo. Sem a interferência humana, as ovelhas produzem apenas a quantidade correta de lã, perdendo naturalmente a pelagem de inverno e sem precisar de tosa. 
Alternativas veganas: produtos veganos para os lábios que contenham óleos vegetais hidratantes, como manteiga de karité ou óleo de coco

Cera de Abelha 

Também conhecida como: Apis Mel, Apis mellifera, apis cerana, cera alba, cera
Normalmente encontrada em: bálsamos labiais
O que o ingrediente faz: mantém os lábios macios e suaves
Por que os veganos o evitam: a cera de abelha é usada pelas abelhas para construírem suas colmeias, onde armazenam o mel e criam seus filhotes. Quando tiramos a cera das abelhas, estamos afetando suas casas e suas vidas.
Alternativas veganas: bálsamos labiais veganos contendo cera de candelila e soja. 

Mel 

Também conhecido como: mel de abelha, extrato de mel, mel hidrogenado
Normalmente encontrado em: produtos para a pele
O que o ingrediente faz: fornece benefícios bactericidas e de suavização 
Por que os veganos o evitam: a criação do mel é um processo que requer que as abelhas visitem até dois milhões de flores apenas para produzir 450 g (uma libra) de mel. As abelhas realizam um trabalho duradouro para alimentarem a si mesmas, não aos humanos. 
Alternativas veganas: ingredientes como manteiga de karité podem ser usados para replicar os efeitos de hidratação e suavização da pele que o mel possui, e o óleo de melaleuca é um ótimo substituto para as propriedades bactericidas do mel. 

Proteína Hidrolisada da Seda 

Também conhecida como: seda, aminoácido de seda, proteína da seda, peptídeos hidrolisados de seda
Normalmente encontrada em: produtos capilares
O que o ingrediente faz: dá um efeito liso e condicionante aos cabelos
Por que os veganos o evitam: a seda é derivada dos casulos do bicho-da-seda, um processo que requer que cerca de 3.000 bichos-da-seda morram para produzir apenas 450 g (uma libra) de seda.
Alternativas veganas: produtos capilares contendo proteína hidrolisada de aveia 

Colágeno 

Também conhecido como: colágeno hidrolisado
Normalmente encontrado em: produtos de beleza anti-idade
O que o ingrediente faz: dá à pele um efeito dilatador
Por que os veganos o evitam: pele, tecidos e ossos de animais são os ingredientes usados para produzir colágeno. Este ingrediente utiliza os subprodutos de vacas e peixes da pecuária, apoiando diretamente a exploração e os danos que esses animais enfrentam. 
Alternativas veganas: apesar de não existir um colágeno vegano, pode-se consumir vitaminas e minerais como zinco e vitamina C, devido às suas propriedades de reforço da produção de colágeno.

Queratina 

Também conhecida como: queratina hidrolisada, ceratina
Normalmente encontrada em: produtos para cabelos e unhas
O que o ingrediente faz: ajuda a fortalecer os cabelos e as unhas 
Por que os veganos o evitam: a queratina é produzida de cabelos, cascos e chifres de animais. É provável que as partes do corpo dos animais usadas para produzir a queratina sejam subprodutos de matadouros. Porém, é importante notar que a remoção dos chifres é um processo significativamente doloroso para o animal caso seja feito com ele ainda vivo. 
Alternativas veganas: produtos para unhas e cabelos que troquem a queratina por proteínas vegetais têm um efeito fortalecedor semelhante. 

Goma-laca 

Também conhecida como: Lacca, resina laca, verniz de boneca, goma-laca laranja S-40 
Normalmente encontrada em:  delineador, sombra e spray capilar
O que o ingrediente faz: age como um emulsificante em produtos de beleza
Por que os veganos o evitam: as secreções dos insetos lac são usadas para produzir a goma-laca. Para produzir 450 g (uma libra) de goma-laca, estima-se que são necessários cerca de 100.000 dos chamados insetos lac, muitos dos quais são mortos no processo. 
Alternativas veganas: uma alternativa à base de milho pode ser usada em cosméticos veganos como uma alternativa econômica e sem crueldade. Uma sombra vegana pode ajudar a manter os cílios volumosos sem prejudicar os insetos lac. 

Glicerina

Também conhecida como: etilhexilglicerina, glicerídeos, glicerol, gliceret-26, poliglicerol
Normalmente encontrada em: produtos hidratantes
O que o ingrediente faz:  suaviza e dá maciez
Por que os veganos o evitam: a glicerina pode ser derivada de gorduras animais ou de fontes vegetais, como o óleo de palma. Porém, alguns veganos também não utilizam o óleo de palma, pois a indústria desse produto cria desmatamentos que afetam os rinocerontes-de-sumatra, os elefantes pigmeus e os orangotangos. 
Alternativas veganas: produtos hidratantes que usam soja ou óleo de coco 

Caseína 

Também conhecida como: leite, caseína hidrolisada, caseinato de sódio, caseína de potássio, hidrolisado de caseína, quimosina, caseinatos
Normalmente encontrada em: produtos para pele e cabelos 
O que o ingrediente faz: condiciona a pele e o cabelo
Por que os veganos o evitam: a caseína é derivada do leite de vaca. Uma vaca é sujeita a uma vida inteira sendo engravidada e ordenhada à força para que possamos ter leite. As vacas leiteiras costumam passar a vida inteira sofrendo, até ficarem "gastas" (não conseguem mais engravidar nem produzir leite), quando são mortas para o consumo.
Alternativas veganas: muitos produtos para a pele e os cabelos usam alternativas à base de leite vegetal, que pode substituir o leite de vaca com a mesma qualidade e efetividade, sem prejudicar o animal. 

Esqualeno 

Também conhecido como: óleo de fígado de tubarão, esqualano 
Normalmente encontrado em: maquiagem, bálsamo labial, produtos para a pele
O que o ingrediente faz: hidrata e combate o envelhecimento
Por que os veganos o evitam: o esqualeno é produzido a partir do óleo de fígado de tubarão. Para obter esse ingrediente, tubarões de águas profundas são mortos. Os tubarões têm um papel importante no oceano, sendo um dos maiores predadores, e a matança em massa de tubarões, que acontece todos os anos para fins de alimento, vacinas e cosméticos, afeta a biodiversidade e devasta nosso ecossistema marinho. 
Alternativas veganas: gérmen de trigo e azeitonas são alternativas veganas para a obtenção de esqualeno.   

Sebo 

Também conhecido como: taloato de sódio, imidazolina, ácido graxo de sebo, amida de sebo, amina de sebo, polioxietileno-6, glicerídeos de sebo
Normalmente encontrado em: batom, base e sombra
O que o ingrediente faz: condiciona a pele e age como um estabilizante
Por que os veganos o evitam: o sebo é feito dos tecidos gordurosos de ovelhas ou vacas. O sebo dos seus cosméticos costuma vir dos tecidos gordurosos que são removidos antes dos animais serem vendidos para o consumo da indústria da carne.
Alternativas veganas: sebo vegetal ou parafina 

Guanina 

Também conhecida como: essência de pérola ou CI75170
Normalmente encontrada em: iluminadores e bronzeadores
O que o ingrediente faz: criar um efeito brilhante em cosméticos
Por que os veganos o evitam: a guanina é derivada das escamas de peixes. Apesar de muitas pessoas desconsiderarem a consciência dos peixes, conforme visto por nosso extermínio em massa de mais de um trilhão de peixes por ano, a realidade é que eles sentem dor assim como qualquer outro animal. Os peixes possuem sistemas nervosos complexos, e sentem medo, dor, sofrimento e têm um desejo de viver em paz — assim como nós.
Alternativas veganas: iluminadores veganos e outros cosméticos contendo seda artificial ou mica podem dar um brilho livre de guanina 

Da próxima vez que você precisar de novos produtos para a pele ou maquiagens, considere experimentar uma marca vegana. Sua pele, os animais e o meio ambiente agradecerão. 

Referências:

  1. https://www.forbes.com/sites/kristinlarson/2021/04/30/vegan-beauty--brands-like-typology-the-ordinary-luneaster-lead-the-way/?sh=3a1f37e32e0a
  2. http://www.nrcs.usda.gov/wps/portal/nrcs/detail/national/technical/nra/?&cid=nrcs143_014211
  3. https://sentientmedia.org/the-dairy-industry-environment/
  4. https://www.isfoundation.com/news/shark-derived-squalene-your-products