As suas preferências desta sessão foram atualizadas. Para alterar permanentemente as configurações da sua conta, acesse
Lembre-se de que é possível atualizar o país ou o idioma de sua preferência a qualquer momento em
checkoutarrow
BR
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements

Será Que Você Deveria Tomar Probióticos? Popularidade, Alimentos, Benefícios Para a Imunidade e Muit

Por Dra. Leigh Siergiewicz, ND

Neste artigo:


Nosso sistema imune é extremamente complexo, com muitos fatores que determinam seu nível de funcionamento para combater patógenos de todos os tipos, desde a nutrição até um sono apropriado e muito além disso. Cuidar da sua saúde de modo geral é extremamente importante para uma imunidade forte. 

Probióticos são bactérias boas que têm se provado um fator importante na manutenção da saúde.

‌‌‌Por Que os Probióticos São Tão Populares? 

Culturas tradicionais e indígenas usam muitos produtos fermentados que estimulam um equilíbrio bacteriano saudável ou microbioma.

À medida que pesquisas descobriram que algumas bactérias eram patogênicas, ou causavam doenças, pensou-se que todas as bactérias deveriam ser erradicadas. Antibióticos sem dúvida são tratamentos muito importantes que salvam diversas vidas. Porém, eles costumam ser usados com muita frequência, em detrimento do nosso delicado microbioma.

Nas últimas décadas observamos mais pesquisas focadas nas bactérias boas e ruins, e quais boas podemos usar para manter a nossa saúde. Probióticos são bactérias boas essenciais para a composição do nosso microbioma intestinal. Agora, existe uma mudança de paradigma na medicina em direção a um equilíbrio apropriado de bactérias, que são uma parte extremamente importante de nossas vidas. 

‌‌Quais Alimentos São Boas Fontes de Probióticos?

Na maior parte do tempo pensamos nos probióticos como um suplemento tomado em forma de comprimido, porém eles estão em diversos alimentos saudáveis e existem diversas maneiras de fornecer probióticos para o nosso corpo. Alimentos frescos, integrais e não processados frequentemente contêm bactérias benéficas sem nenhuma preparação especial. 

Kombucha é um chá fermentado que está em alta, e você pode encontrá-lo nos supermercados ou fazer em casa com uma cultura starter. Você também pode tomar probióticos de kombucha em cápsulas. 

Outros alimentos probióticos comuns incluem iogurte, vinagre de maçã (ACV), nattomissô, tempeh, e kefir. Pode ser fácil fazer seus próprios produtos probióticos fermentados com starters de iogurte, de kefir ou para massas de fermentação natural. 

O repolho fermentado é um item popular em diversas culturas e é conhecido como chucrute ou kimchi. Não é necessário um starter para fazer chucrute, é fácil!

Receita de Chucrute Caseiro

Ingredientes:

  • 1 repolho fresco, picado e com o centro removido
  • De 1 ½ a 2 colheres de chá de sal para cada 500 gramas de repolho fresco ralado

Modo de preparo:

  1. Misture o sal e o repolho em uma tigela grande e massageie por alguns minutos até que ele solte um suco.
  2. Coloque em um pote de vidro com todo o repolho submerso no suco, usando um peso caso seja necessário.
  3. Armazene sob temperatura ambiente em um pote de vidro bem fechado por 1 a 4 semanas, então coloque na geladeira. Aprecie algumas colheres de sopa por dia, na salada ou sozinho!

‌‌‌O Que São os Prebióticos?

Prebióticos são alimentos para os probióticos e são geralmente fibras de alimentos vegetais que não são digeríveis pelos humanos. Você pode tomar prebióticos na forma de um suplemento de fibras, ou simplesmente ter uma dieta repleta de fibras saudáveis. 

‌‌‌‌Quais São os Benefícios dos Probióticos Para o Sistema Imune? 

Os probióticos têm se tornado uma terapia popular e efetiva para apoiar o funcionamento do sistema imune.

O intestino tem um papel importante no nosso sistema imune, e por isso a saúde do intestino é tão importante para nossa saúde e imunidade em geral. A baixa diversidade no ecossistema que compõe o nosso microbioma pode ser a causa de doenças digestivas, mas também de problemas na pele, resfriados frequentes, doenças autoimunes e outras infecções crônicas e agudas.

O termo comum para um microbioma desequilibrado é disbiose. A composição da nossa flora intestinal muda com o tempo e dependendo da nossa dieta e localização geográfica. Infecções fúngicas também podem ser um resultado da disbiose. A suplementação com probióticos tem sido associada a uma boa manutenção da saúde geral. 

‌‌‌‌6 Benefícios dos Probióticos Para a Saúde

Problemas Digestivos

Uma metanálise de 2012 mostrou que probióticos podem ser úteis para diversas infecções e transtornos gastrointestinais. Os probióticos ajudam no funcionamento do revestimento intestinal, o que pode aumentar a habilidade em combater infecções que causam sintomas digestivos desagradáveis. Existem muitas linhagens de probióticos, e mais pesquisas são necessárias para determinar quais linhagens, dosagem e frequência são as melhores para combater cada tipo de infecção ou disfunção do microbioma. Tipos variados de probióticos também podem funcionar de maneira distinta em pessoas diferentes.

Doenças Sazonais Agudas

Muitos estudos com pessoas de todas as idades mostraram que pode existir uma ligação entre a suplementação probiótica e diminuição das chances de ter resfriados sazonais, influenza sazonal e outras doenças respiratórias agudas sazonais. Pessoas de todas as idades que tomam probióticos precisam de menos antibióticos e perdem menos dias de trabalho ou aulas.

Doenças Autoimunes

Já foi proposto que o aumento do uso de antibióticos está relacionado ao aumento de diversos tipos de doenças autoimunes. Testes clínicos randomizados controlados mostraram que os probióticos podem ajudar a aliviar o desconforto associado a doenças autoimunes reumatológicas e doenças digestivas autoimunes.

Uma revisão bibliográfica de 2019 mostrou que pode haver uma importante ligação benéfica entre a suplementação com probióticos e melhora nos desfechos durante a trajetória do lúpus eritematoso sistêmico (LES). A disbiose intestinal em pacientes com LES tem sido correlacionada a desfechos piores, particularmente quando existem níveis baixos das espécies de Lactobacillus e Bifidobacterium. O artigo focou em pesquisas com ratos e fez muitas conexões teóricas, mas a suplementação com probióticos pode ajudar a manter a saúde do coração e dos rins em pacientes com LES. Mais pesquisas são necessárias para confirmar esta conclusão.

Um artigo de 2018 revisou pesquisas ligando diversas doenças autoimunes, particularmente a tireoidite autoimune, à disbiose intestinal. Um olhar abrangente sobre melhorar a saúde intestinal pode ser benéfico para pessoas com tireoidite autoimune. Procure um médico naturopata licenciado para ajudar com um plano individualizado para o seu bem-estar geral. 

Saúde da Mulher

Infecções vaginais frequentes têm sido relacionadas a um desequilíbrio das bactérias no trato vaginal, particularmente a níveis baixos de Lactobacillus. O Lactobacillus rhamnosus e o Lactobacillus reuteri são dois tipos específicos de bactérias com efeitos benéficos na saúde urinária e vaginal. Estas bactérias boas evitam que as bactérias ruins e os fungos patogênicos causem doenças ao inibir sua adesão à mucosa, ou à cobertura do trato vaginal. 

Diversos estudos nas décadas recentes têm examinado o uso de probióticos como tratamento além dos antibióticos para mulheres que apresentam infecções do trato urinário (ITU) frequentes ou recorrentes, uma das infecções agudas mais comuns em mulheres adultas. Isso é especialmente importante para mulheres que tomam antibiótico com frequência. Converse com um médico naturopata licenciado sobre melhorar a sua microbiota. 

Saúde da Pele

Tomar probióticos por via oral ou usar produtos probióticos tópicos pode ajudar nas condições de pele que são relacionadas à saúde intestinal ou doenças autoimunes. Condições alérgicas de pele podem estar relacionadas a distúrbios intestinais do microbioma, o que pode levar a intolerâncias alimentares e problemas digestivos. Consulte um médico naturopata licenciado ou nutricionista registrado para ajudar você a descobrir intolerâncias alimentares individualizadas.

Infecções Agudas em Crianças

Uma revisão sistemática de 2016 com testes clínicos randomizados controlados, que incluiu 23 estudos envolvendo 6269 crianças, descobriu que a suplementação com probióticos diminui significativamente a incidência de pelo menos uma infecção no trato respiratório por ano, em crianças e adolescentes (de recém-nascidos a 18 anos). 

Uma revisão de 2019 de testes clínicos randomizados controlados mostrou que os probióticos podem ajudar as crianças a evitarem infecções agudas de ouvido, bem como minimizar o risco de precisarem de antibióticos para qualquer tipo de infecção. Os eventos adversos nestes estudos são mínimos. Porém, mais estudos sobre a dose ideal, linhagem e frequência da suplementação com probióticos precisam ser feitos para melhor orientação dos tratamentos. 

Uma outra revisão de 2019 mostrou que a suplementação com probióticos em crianças é associada à redução na necessidade de antibióticos para infecções agudas do trato gastrointestinal, de ouvido e respiratórias. 

‌‌‌Qual a Importância do Microbioma? 

Nossos microbiomas são extremamente importantes para a imunidade e para a saúde em geral. Você pode reforçar seu microbioma com alimentos como repolho fermentado, kombucha, iogurte e kefir. Suplementos probióticos são seguros em geral, mas converse com seu médico sobre o tipo correto para você. Se você tiver uma infecção, um antibiótico usado de maneira apropriada é frequentemente a melhor maneira de ficar curado logo. Um médico naturopata licenciado pode ajudar você a equilibrar o uso apropriado de antibióticos enquanto protege seu microbioma. 

Referências:

  1. Bae JY, Kim JI, Park S, et al. Effects of Lactobacillus plantarum and Leuconostoc mesenteroides probiotics on human seasonal and avian influenza viruses. J Microbiol Biotechnol. 2018;28(6):893-901. doi:10.4014/jmb.1804.04001
  2. Canche-Pool EB, Cortez-Gómez R, Flores-Mejía R, et al. Probiotics and autoimmunity: an evolutionary perspective. Med Hypotheses. 2008;70(3):657-660. doi:10.1016/j.mehy.2007.07.008  
  3. de la Visitación N, Robles-Vera I, Toral M, Duarte J. Protective effects of probiotic consumption in cardiovascular disease in systemic lupus erythematosus. Nutrients. 2019;11(11):2676. Published 2019 Nov 5. doi:10.3390/nu11112676
  4. Falagas ME, Betsi GI, Tokas T, Athanasiou S. Probiotics for prevention of recurrent urinary tract infections in women: a review of the evidence from microbiological and clinical studies. Drugs. 2006;66(9):1253-1261. doi:10.2165/00003495-200666090-00007
  5. Gareau MG, Sherman PM, Walker WA. Probiotics and the gut microbiota in intestinal health and disease. Nat Rev Gastroenterol Hepatol. 2010;7(9):503-514. doi:10.1038/nrgastro.2010.117
  6. Giannoni E, Baud D, Agri VD, Gibson GR, Reid G. Probiotics and COVID-19. Lancet Gastroenterol Hepatol. 2020;5(8):720-721. doi:10.1016/S2468-1253(20)30195-3
  7. Gupta V, Nag D, Garg P. Recurrent urinary tract infections in women: How promising is the use of probiotics?. Indian J Med Microbiol. 2017;35(3):347-354. doi:10.4103/ijmm.IJMM_16_292
  8. Hao Q, Dong BR, Wu T. Probiotics for preventing acute upper respiratory tract infections. Cochrane Database Syst Rev. 2015;(2):CD006895. Published 2015 Feb 3. doi:10.1002/14651858.CD006895.pub3
  9. King S, Tancredi D, Lenoir-Wijnkoop I, et al. Does probiotic consumption reduce antibiotic utilization for common acute infections? A systematic review and meta-analysis. Eur J Public Health. 2019;29(3):494-499. doi:10.1093/eurpub/cky185
  10. Krutmann J. Pre- and probiotics for human skin. Clin Plast Surg. 2012;39(1):59-64. doi:10.1016/j.cps.2011.09.009
  11. Liu Y, Alookaran JJ, Rhoads JM. Probiotics in autoimmune and inflammatory disorders. Nutrients. 2018;10(10):1537. Published 2018 Oct 18. doi:10.3390/nu10101537
  12. Reid G. The development of probiotics for women's health. Can J Microbiol. 2017;63(4):269-277. doi:10.1139/cjm-2016-0733
  13. Ritchie ML, Romanuk TN. A meta-analysis of probiotic efficacy for gastrointestinal diseases. PLoS One. 2012;7(4):e34938. doi:10.1371/journal.pone.0034938
  14. Scott AM, Clark J, Julien B, et al. Probiotics for preventing acute otitis media in children. Cochrane Database Syst Rev. 2019;6(6):CD012941. Published 2019 Jun 18. doi:10.1002/14651858.CD012941.pub2
  15. Virili C, Fallahi P, Antonelli A, Benvenga S, Centanni M. Gut microbiota and Hashimoto's thyroiditis. Rev Endocr Metab Disord. 2018;19(4):293-300. doi:10.1007/s11154-018-9467-y
  16. Wang Y, Li X, Ge T, et al. Probiotics for prevention and treatment of respiratory tract infections in children: A systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. Medicine (Baltimore). 2016;95(31):e4509. doi:10.1097/MD.0000000000004509

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Um Guia de 4 Passos Feito Por Uma Médica Para Avaliar a Qualidade dos Suplementos

Bem-estar

4 benefícios dos peptídeos de colágeno para o seu corpo

Bem-estar

10 Formas de Biohackear o Cérebro e Melhorar a memória