As suas preferências desta sessão foram atualizadas. Para alterar permanentemente as configurações da sua conta, acesse
Lembre-se de que é possível atualizar o país ou o idioma de sua preferência a qualquer momento em
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements

Como o Zinco e os Probióticos Podem Beneficiar a Sua Imunidade

Por Dr. Josh Axe, DNM, DC, CNS

Neste artigo:


Quando falamos em suporte para o sistema imunológico, é provável que o primeiro nutriente em que pensamos seja a vitamina C, que costuma ser indicada como uma defesa natural contra resfriados e outras doenças. Porém, você sabia que o zinco também é um nutriente essencial para dar suporte a uma defesa imunológica saudável, bem como uma digestão saudável, entre outros?

Quando utilizado em conjunto com probióticos, que são as bactérias "benéficas" que vivem em nosso microbioma intestinal e que ajudam a expulsar os micróbios nocivos, o zinco é especialmente capaz de reforçar a capacidade do nosso corpo de absorver nutrientes essenciais e de se defender de patógenos.

Abaixo, você poderá conferir alguns alimentos que podem fornecer zinco essencial e o modo como a relação entre o zinco e os probióticos pode promover sua saúde geral.

‌‌Você está obtendo zinco suficiente em sua alimentação?

zinco é o segundo mineral mais abundante no corpo humano, ficando atrás apenas do ferro, e está envolvido diariamente em centenas de processos corporais, sobretudo funções enzimáticas.

‌‌Quais alimentos fornecem zinco? 

Você encontrará zinco em alimentos como carne vermelha, órgãos como o fígado, aves, laticínios, ovos, quinoa, grão-de-bico, lentilhasemente de cânhamosemente de abóboracastanha de cajuamêndoa, além de alguns alimentos fortificados, como pães e cereais.

Se você está querendo reforçar sua rotina de bem-estar imunológico, dar ênfase aos alimentos acima pode te ajudar a cumprir seus requisitos de zinco. Contudo, para algumas pessoas, optar por um suplemento de zinco também é uma boa ideia, pois ele oferece suporte adicional para seu sistema imunológico, intestino, cérebro, entre outros.

Os níveis de zinco podem ficar baixos quando não há um consumo suficiente de alimentos que contenham tal mineral ou quando há alguma dificuldade para absorvê-lo e utilizá-lo devido à idade mais avançada ou a uma saúde intestinal comprometida. 

Se você tem uma dieta restritiva, que elimina certos grupos alimentares (por exemplo, se você é vegano/vegetariano e evita todos os tipos de carne, ovos e peixes), tomar suplementos pode te ajudar a suprir suas necessidades de zinco. Você também pode consultar um profissional de saúde para saber se o suplemento é uma boa opção, caso você tenha dificuldade para absorver minerais por outro motivo ou se você estiver grávida.

‌‌‌‌Como zinco e probióticos reforçam a saúde imunológica

Probióticos são micro-organismos vivos que desempenham funções como dar suporte à absorção de nutrientes e à saúde intestinal geral. Embora zinco e probióticos ofereçam suporte ao seu sistema imunológico e para uma digestão saudável, eles são ainda mais poderosos quando utilizados em conjunto. 

A combinação de zinco e probióticos traz muitos benefícios, incluindo:

  • Suporte para defesas imunológicas saudáveis e ativação do sistema imunológico.
  • Suporte para uma microflora normal no intestino, para um funcionamento geralmente saudável do intestino e para a integridade do revestimento gastrointestinal.
  • Suporte para respostas imunológicas saudáveis nas mucosas e no trato respiratório.
  • Promoção de uma digestão normal, incluindo a redução de problemas como constipação e gases ocasionais.

Se sua dieta carece, em geral, de alimentos ricos em zinco, adicionar um suplemento em sua rotina pode ser uma boa forma de preencher as lacunas e ajudar a garantir que você esteja mantendo níveis normais. 

Para obter os melhores resultados, escolha um suplemento de zinco de alta qualidade, como um que tenha zinco ativado por enzimas, para ajudar na absorção.

O zinco "ativado por enzimas" é diferente do zinco elementar ou do zinco quelado com aminoácidos, em que ele está ligado a outros compostos. Quando o zinco é ativado, acredita-se que ele esteja reconhecível e "pronto para o corpo", de modo que ele possa ser utilizado mais prontamente.

Os suplementos de zinco costumam ser tomados na forma de cápsula, bastando uma vez ao dia, e podem ser consumidos com ou sem algum alimento. Em conjunto com probióticos, tomar zinco com o estômago vazio costuma ser a melhor opção, como 30 minutos antes de uma refeição. Isso evita o aumento dos níveis de ácidos estomacais, o que pode dificultar a absorção adequada dos probióticos.

‌‌Outros benefícios do zinco à saúde

Além de formar suas defesas imunológicas e dar suporte a uma digestão saudável, o zinco também afeta positivamente vários outros sistemas no corpo.

Por exemplo, uma de suas funções é produzir colágeno no corpo, que é uma proteína estrutural que pode ser entendida como a "cola" que mantém o corpo unido, uma vez que forma os tecidos conjuntivos e as cartilagens.

Sendo um mineral essencial de que todos os seres humanos precisam, o zinco desempenha importantes funções, incluindo:

  • Ajudar o fígado a mobilizar e liberar a vitamina A armazenada para a corrente sanguínea.
  • Dar suporte a síntese de DNA e divisão celular normais.
  • Dar suporte ao funcionamento normal dos macrófagos, a reações inflamatórias normais e ao desenvolvimento normal de células imunológicas/atividade natural de células assassinas.
  • Formar e reparar tecidos conjuntivos, incluindo a pele.
  • Ter efeitos antioxidantes e combater o estresse oxidativo.
  • Dar suporte à fertilidade, ao crescimento e ao desenvolvimento normais durante a gestação e ao desenvolvimento em crianças pequenas.

Para obter benefícios máximos de um suplemento de zinco e probióticos, concentre-se em ter uma alimentação saudável, no geral, que inclua uma variedade de alimentos anti-inflamatórios. 

zinco atua em conjunto com outros minerais no corpo. Portanto, ele terá efeitos mais poderosos se sua dieta incluir uma série de alimentos ricos em nutrientes, como vegetais frescos, castanhas, sementes, carnes de animais alimentados com grama, além de gorduras saudáveis. E, consumindo alimentos fermentados e ricos em fibras, como vegetais de cultura, frutas silvestres, iogurte, sementes e grãos integrais, você estará ajudando os probióticos a sobreviverem em seu intestino.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Novas Informações Sobre Imunidade em 2021 — Será Que Uma Vitamina Pode Ajudar a Reduzir as Taxas de

Bem-estar

Está com Gases e Sentindo Inchaço? Veja o Que o Seu Intestino Está te Dizendo

Bem-estar

9 Condições de Saúde que Podem se Beneficiar dos Suplementos de Zinco