checkoutarrow
BR
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Condições

A serenoa repens pode melhorar a saúde dos homens?

13 Janeiro 2020

Por Eric Madrid MD

Neste artigo:


A serenoa repens é um dos 10 principais suplementos tomados por homens para ajudar a otimizar a saúde. Uma planta anã nativa da Índia Ocidental e do sudeste dos Estados Unidos, a serenoa repens produz frutos oblongos e marrons, frequentemente usados para propósitos medicinais. 

Hoje, a serenoa repens é popularmente usada por homens com problemas de próstata, porém, tradicionalmente, ela era usada por homens e mulheres de culturas indígenas para problemas urinários e para ajudar a melhorar a função testicular e o tamanho dos seios. Ela também tem sido usada para ajudar a reduzir a indigestão e melhorar o sono. Mulheres grávidas ou que estão amamentando não devem tomar a serenoa repens.

Serenoa repens: mecanismo de ação

A serenoa repens inibe a 5a-redutase, uma enzima necessária para converter a testosterona em di-hidrotestosterona (DHT). Seus extratos são compostos por 90% de ácidos graxos, e são ricos em ácidos graxos saturados de cadeia média conhecidos como laureato e miristato. Frequentemente tomada com medicamentos prescritos, a serenoa repens tem uma baixa probabilidade de gerar reações, de acordo com um estudo de 2017. 

As pessoas que defendem seu uso afirmam que a serenoa repens tem os seguintes benefícios. 

A serenoa repens e o crescimento capilar

À medida que os homens envelhecem e os níveis hormonais mudam, a perda capilar, medicamente chamada de alopecia androgenética (AGA), fica mais comum. Para muitos homens, esse é um problema significativo, que pode causar vergonha ou problemas de autoestima. Medicamentos populares, como Minoxidil e finasterida (Propecia) têm sido aprovados pela FDA para o crescimento capilar. O medicamento finasterida, especificamente, inibe a 5a-redutase, a enzima que bloqueia a conversão de testosterona em di-hidrotestosterona. A serenoa repens funciona de maneira similar.

Um estudo duplo cego controlado por placebo de 2002 avaliou homens com perda capilar. Os homens do estudo apresentavam perda capilar leve a moderada ligada à idade. Até o final do estudo, 60 por cento dos homens que tomaram a serenoa repens apresentaram uma melhora na densidade capilar. 

Um estudo de 2012 comparou a serenoa repens com a finasterida, um medicamento popular aprovado pela FDA. Apesar de os dois grupos terem notado uma melhora no crescimento capilar, o grupo que consumiu finasterida teve resultados levemente melhores que aqueles que tomaram serenoa repens. Porém, para aqueles que querem uma abordagem mais natural, a serenoa repens costuma ser considerada e utilizada. 

Um estudo de 2016 reafirmou a utilidade da serenoa repens em via oral na prevenção da perda capilar, enquanto também testou uma fórmula tópica de serenoa repens. Os pesquisadores concluíram que uma aplicação tópica de serenoa repens é uma alternativa viável para homens que não querem tomar medicamentos prescritos para a perda capilar. Em um artigo anterior, eu discuti outras abordagens naturais para as pessoas preocupadas com a perda capilar.

A serenoa repens e os níveis de testosterona 

À medida que os homens envelhecem, os níveis de testosterona se reduzem naturalmente. Níveis mais baixos de testosterona têm sido associados a fadiga, impotência, ganho de peso, redução na libido e menor força muscular. Alcançar um peso normal, consumir uma dieta de baixo teor de açúcar e fazer exercícios de rotina são ações que podem ajudar uma pessoa a melhorar seus níveis de testosterona. 

Frequentemente, os homens se consultam com seus médicos com sintomas que podem ser causados por um baixo nível de testosterona. Um simples exame de sangue pode ajudar a identificar as pessoas com esse risco. Em alguns casos, o médico pode recomendar um repositor de testosterona, caso seja apropriado. Em minha experiência, muitos homens buscam uma abordagem natural para aumentar o nível de testosterona, o que foi discutido em um artigo anterior.

Um estudo de 2008 demonstrou que um suplemento que continha serenoa repens e astaxantina pode ajudar a melhorar os níveis de testosterona total nos indivíduos do estudo. O mesmo estudo também apresentou uma redução no DHT; o mecanismo pelo qual o crescimento capilar é estimulado. 

Porém, um pequeno estudo de 1988, que só durou 30 dias, não apresentou benefícios nos níveis de testosterona. É provável que o período de tempo no qual a serenoa repens foi testada tenha sido muito curto. Mais estudos são necessários antes que uma conclusão final seja feita. 

A serenoa repens e a saúde da próstata 

A próstata é crucial para a saúde dos homens. De fato, a palavra em si tem origem grega, e é definida como “aquela que protege” ou “protetora”. A próstata é posicionada entre a bexiga e o cólon. Sua principal função é secretar um fluido alcalino, que ajuda no transporte de esperma durante a ejaculação. A alcalinidade ajuda a neutralizar a acidez do canal vaginal, protegendo o esperma e aumentando a chance de o esperma fertilizar o óvulo, permitindo que o ciclo da vida continue. 

Dois problemas de próstata comuns que afetam os homens incluem a hiperplasia benigna de próstata (HBP) e, mais seriamente, o câncer de próstata. 

Hiperplasia benigna de próstata

À medida que os homens envelhecem, muitos sofrem de sintomas relacionados ao alargamento da próstata, um problema que os médicos chamam de HBP, ou hiperplasia benigna de próstata. Os sintomas podem começar por volta dos 40 anos, afetando até 50 por cento dos homens com 60 anos ou mais. Estima-se que mais de 2,5 milhões de norte-americanos (e mais milhões de pessoas na Europa e no Japão) dependem da serenoa repens para ajudar com os sintomas da próstata.

Esses sintomas incluem dificuldade para esvaziar a bexiga, gotejamento de urina, fluxo de urina reduzido e frequência urinária. Existem medicamentos prescritos disponíveis para reduzir os sintomas, porém, muitas pessoas preferem tentar uma abordagem mais natural, devido a preocupações com efeitos colaterais. Alguns desses medicamentos incluem:

  • Alfabloqueadores – tamsulosina, doxazosina, terazosina, alfuzosina (efeitos colaterais incluem baixa pressão arterial, disfunção erétil, dores de cabeça e tremores)
  • Inibidores de 5-alfa-redutase – finasterida, dutasterida (efeitos colaterais incluem disfunção erétil e redução na libido)
  • Inibidores de 5-fosfodiesterase – tadalafila (efeitos colaterais incluem dor estomacal, nariz entupido, coriza e tontura)

A serenoa repens é um medicamento herbáceo que, segundo estudos, pode ser útil para algumas pessoas com problemas de alargamento de próstata. Em minha experiência com centenas de homens com sintomas de alargamento de próstata, metade dos homens se beneficiariam da serenoa repens, enquanto metade não notou nenhuma mudança positiva. Eu não vi nenhuma pessoa sendo prejudicada pelo uso desse suplemento.

Estudos que apresentam benefícios

Um estudo de 2001 publicado na revista Urology concluiu que “a serenoa repens levou a uma melhora estatisticamente significativa nos sintomas urinários em homens com sintomas do trato urinário inferior, quando comparados a um placebo. A serenoa repens não apresentou efeitos mensuráveis nos fluxos urinários dos participantes. O mecanismo pelo qual a serenoa repens melhora os sintomas urinários permanece desconhecido...”

Porém, desde 2001, nós temos aprendido mais sobre como a erva funciona. Um estudo de 2015, por exemplo, avaliou 165 homens com sintomas de aumento de próstata. Os homens foram tratados com 160 mg de serenoa repens diariamente. Depois de seis semanas, houve uma melhora nos sintomas urinários, fazendo os pesquisadores concluírem que “cápsulas com extrato de serenoa repens eram seguras e efetivas para o tratamento da hiperplasia benigna de próstata”.

Além disso, um estudo de 2016 publicado na revista European Urology Focus, com um extrato altamente concentrado de serenoa repens, também viu benefícios. Os pesquisadores notaram que as pessoas no grupo que consumiu a serenoa repens apresentaram uma redução nos sintomas de próstata aumentada. Os benefícios eram similares ao efeito visto nas pessoas que tomaram os medicamentos tamsulosina e finasterida, que são usados para tratar sintomas de próstata aumentada.

Porém, nem todos os estudos científicos apresentaram benefícios.

Estudos que não apresentam benefícios

Apesar de um estudo de 2002, realizado pela Cochrane Database, ter concluído que a serenoa repens fornecia um benefício leve a moderado nos sintomas urinários e melhorava o fluxo de urina, um estudo subsequente, de 2009, demonstrou que a serenoa repens por si só não era mais efetiva que um placebo. 

Além disso, um estudo de 2006, publicado no New England Journal of Medicine (NEJM), também não notou um benefício nos sintomas da próstata nos homens que tomaram serenoa repens, quando comparados aos homens que tomaram um placebo. Nesse estudo, dos 225 homens, metade tomou serenoa repens em uma dose de 160 mg duas por dia, enquanto a outra metade tomou um placebo, um comprimido de açúcar. O estudo durou um ano. 

Um estudo de 2012, publicado no JAMA, comparou 320 mg de serenoa repens com um comprimido de placebo em 369 homens. Ao final do estudo, não houve uma diferença significativa nos sintomas nos homens que tomaram serenoa repens, em comparação com aqueles que tomaram o placebo. 

Um estudo de 2017, publicado no Journal of Alternative Complementary Medicine, sugeriu que a evidência geral mostra que a serenoa repens pode ser benéfica com uma abordagem naturopática, mesmo que parte do benefício seja um efeito placebo. 

Prostatite

A prostatite ocorre quando há uma inflamação na próstata. Em alguns casos, isso ocorre por uma infecção bacteriana.  

Um estudo de 2017, na China, avaliou 54 homens com sintomas de prostatite. Os pesquisadores notaram uma melhora nos sintomas urinários das pessoas que tomaram o extrato de serenoa repens. Porém, é importante notar que, se você tiver sido diagnosticado com prostatite, você deve seguir as recomendações do seu médico. 

Combinação com terapia de ervas

Para pessoas que não notam benefícios satisfatórios só com a serenoa repens, uma combinação de ervas pode ser algo a se considerar. Existem estudos que demonstram que a serenoa repens, quando tomada em combinação com selênio e licopeno, é mais efetiva do que quando a planta é tomada sozinha. 

Um estudo de 2011 demonstrou que a combinação era melhor na redução de sintomas de próstata aumentada, quando comparada ao ato de apenas tomar a serenoa repens. Isso foi reafirmado por um estudo de 2013, publicado na Current Medicinal Chemistry, que descobriu que a combinação de licopeno com selênio, quando tomada com serenoa repens, suprimiu o fator de crescimento endotelial (EGF) e o fator de crescimento vascular endotelial (VEGF), que fazem com que a próstata cresça. Os pesquisadores concluíram que a terapia de combinação apresentou vantagens em relação ao uso singular da serenoa repens. 

Um estudo de 2016 também confirmou os benefícios de combinar suplementos de suporte à próstata com a serenoa repens. A mistura provavelmente forneceu um efeito sinérgico, que ajudou a otimizar a saúde da próstata.

Por último, um estudo de 2019, publicado na BMC Complementary and Alternative Medicine, também demonstrou melhora nos sintomas de próstata quando um fitoesterol e a serenoa repens foram tomados em combinação, quando comparado ao uso individual da serenoa repens.

Terapia dupla usando natureza e medicamento

Um estudo randomizado de 2014, publicado na revista Prostate, avaliou 225 homens com idades entre 55 e 80 anos que tinham sintomas de próstata. Um terço dos participantes recebeu serenoa repens/ licopeno e selênio, outro terço recebeu o medicamento tamsulosina, e o último grupo recebeu o suplemento combinado e o medicamento prescrito tamsulosina. Depois de 12 meses, os pesquisadores descobriram que aqueles que receberam o suplemento em conjunto com o medicamento prescrito apresentaram melhores resultados. 

Também há evidências de que as pessoas que tomaram serenoa repens junto com o medicamento prescrito finasterida tiveram benefícios adicionais. É sempre importante consultar seu médico antes de adicionar um suplemento ao seu regime médico. 

Câncer de próstata

O câncer de próstata pode afetar até um em cada seis homens durante a vida. A maioria dos homens com câncer de próstata não morrerá desse câncer. Apesar disso, ter um estilo de vida saudável e fazer boas escolhas pode ser benéfico. 

Um estudo de 2001 demonstrou que a serenoa repens pode prevenir o crescimento de células cancerígenas em laboratório, enquanto um estudo mais recente, de 2006, concluiu que o uso de serenos repens não estava associado a um risco de câncer de próstata. 

Um estudo de 2016 avaliou homens com câncer de próstata que estavam passando por tratamento de radiação. Os homens consumiram uma dose de 960 mg de serenoa repens durante 22 semanas, e nenhum efeito colateral negativo foi notado. Porém, também não houve diferença significativa nos sintomas ligados à próstata nos homens que tomaram a serenoa repens em comparação com os que tomaram o placebo. 

Como a serenoa repens pode ajudar? 

Os estudos nos dizem que a serenoa repens não ajuda a reduzir o risco de câncer de próstata. Porém, há mais evidências de que ela pode ser benéfica em pessoas que desejam aumentar o crescimento capilar e em homens tentando reduzir sintomas de próstata aumentada. Apesar de as experiências diferirem, não parece haver efeitos colaterais prejudiciais para pessoas que usam a planta. Além disso, quando a planta é tomada com medicamentos prescritos para a saúde da próstata, um efeito sinérgico pode ocorrer. 

Referências:

  1. Blumenthal M. The ABC Clinical Guide to Herbs. New York, NY, USA: Thieme Press; 2003.
  2. Suzuki M, Ito Y, Fujino T, et al. Pharmacological effects of saw palmetto extract in the lower urinary tract. Acta Pharmacol Sin. 2009;30(3):227–281. doi:10.1038/aps.2009.1
  3. Am Fam Physician. 2017 Jul 15;96(2):101-107.
  4. Int J Immunopathol Pharmacol. 2012 Oct-Dec;25(4):1167-73.
  5. Australas J Dermatol. 2016 Aug;57(3):e76-82. doi: 10.1111/ajd.12352. Epub 2015 May 25.
  6. J Int Soc Sports Nutr. 2008 Aug 12;5:12. doi: 10.1186/1550-2783-5-12.
  7. Clin Ther. 1988;10(5):585-8.
  8. Gerber G. S., Kuznetsov D., Johnson B. C., Burstein J. D. Randomized, double-blind, placebo-controlled trial of saw palmetto in men with lower urinary tract symptoms. Urology. 2001;58(6):960–965.
  9.  Zhonghua Nan Ke Xue. 2015 Dec;21(12):1098-101.
  10. EuropeanUroologyl Focus. 2016 Dec;2(5):553-561. doi: 10.1016/j.euf.2016.04.002. Epub 2016 Apr 23.
  11. Cochrane Database of Systemic Reviews. 2002;(3):CD001423.
  12. Cochrane Database of Systemic Reviews. 2009 Apr 15;(2):CD001423. doi: 10.1002/14651858.CD001423.pub2.
  13. N Engl J Med. 2006 Feb 9;354(6):557-66.
  14. Barry MJ, Meleth S, Lee JY, et al. Effect of increasing doses of saw palmetto extract on lower urinary tract symptoms: a randomized trial [published correction appears in JAMA. 2012 Jun 13;307(22):2374]. JAMA. 2011;306(12):1344–1351. doi:10.1001/jama.2011.1364
  15. J Altern Complement Med. 2017 Aug;23(8):599-606. doi: 10.1089/acm.2016.0302. Epub 2017 Apr 24.
  16. Zhonghua Nan Ke Xue. 2017 May;23(5):417-421.
  17. Journal ofUrology. 2011 Oct;186(4):1524-9. doi: 10.1016/j.juro.2011.05.049. Epub 2011 Aug 19.
  18.  Urologia. 2011 Oct-Dec;78(4):297-9. doi: 10.5301/RU.2011.8520.
  19. Sudeep HV, Venkatakrishna K, Amrutharaj B, Anitha, Shyamprasad K. A phytosterol-enriched saw palmetto supercritical CO2 extract ameliorates testosterone-induced benign prostatic hyperplasia by regulating the inflammatory and apoptotic proteins in a rat model. BMC Complement Altern Med. 2019;19(1):270. Published 2019 Oct 17. doi:10.1186/s12906-019-2697-z
  20. Prostate. 2014 Nov;74(15):1471-80. doi: 10.1002/pros.22866. Epub 2014 Aug 23.
  21. Urology International. 2015;94(2):187-93. doi: 10.1159/000366521. Epub 2015 Jan 23.
  22. Cell Biol Int. 2001;25(11):1117-24.
  23.  Nutr Cancer. 2006;55(1):21-7.
  24. J Pain Symptom Manage. 2016 Jun;51(6):1046-54. doi: 10.1016/j.jpainsymman.2015.12.315. Epub 2016 Feb 16.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Condições

8 Maneiras Naturais de Baixar a Pressão Arterial

Condições

6 Maneiras de Controlar Naturalmente a Doença de Hashimoto

Condições

A Vitamina D é Capaz de Proteger Contra Infecções do Trato Respiratório Superior?