beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

O Fim da Queimação

27 Abril 2017

Uma abordagem racional à indigestão

Muitas vezes se utiliza o termo "indigestão" para descrever a azia, bem como sensações de gases ou inchaço após uma refeição, dores de estômago ou abdômen cheio. Entre os termos médicos usados ​​para descrever a indigestão estão dispepsia funcional (DF), doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) e dispepsia não ulcerosa (DNU).

Essas estão entre as queixas mais comuns na América do Norte; contudo, vários artigos de revisão concluíram que "a eficácia dos medicamentos atuais no mercado é limitada, na melhor das hipóteses". Os mais populares desses medicamentos são os bloqueadores de ácido, cujo mecanismo de ação é impedir um dos processos digestivos mais importantes do organismo – a secreção de ácido clorídrico (HCl) pelo estômago.

Bloqueio desfavorável

No processo digestivo, o ácido do estômago inicia a digestão de proteínas, além de ionizar minerais e outros nutrientes para facilitar a absorção. Sem secreção suficiente de HCl no estômago, o pâncreas não recebe o sinal de que deve secretar suas enzimas digestivas. Mas a produção e a secreção de ácido estomacal não são importantes apenas para a digestão: elas também ajudam a proteger o corpo contra agentes invasores. As secreções do estômago são capazes de neutralizar bactérias, vírus e fungos, antes de eles poderem causar uma infecção gastrointestinal. Assim, ficam claros os possíveis males que os medicamentos bloqueadores de ácido podem causar.

A abordagem natural

Com indigestão crônica, a abordagem racional é focar-se em auxiliar a digestão em vez de bloquear o processo digestivo com antiácidos. Podem existir muitas causas para a indigestão, que incluem tanto secreção de ácido aumentada quanto secreção de ácido reduzida. Na verdade, a maioria dos médicos centrados em nutrição acredita que a falta de ácido – não o excesso – é a verdadeira culpada em muitos casos.

O primeiro passo é eliminar as causas comuns da DRGE/DNU, incluindo comer em excesso, obesidade, café, tomates, frutas cítricas, chocolate, frituras, bebidas gaseificadas, tabaco e álcool. Em muitos casos, a simples eliminação ou redução desses fatores de irritação basta para aliviar a DRGE/DNU. Outras dicas incluem diminuir o tamanho da porção na hora das refeições, mastigar bem os alimentos, comer sem pressa em um ambiente tranquilo e evitar comer duas horas antes de ir para a cama.

A suplementação com HCI pode gerar alívio para muitas pessoas. Normalmente, quando azia, inchaço abdominal, desconforto e gases ocorrem no prazo de 15 a 30 minutos depois de comer, a causa é a falta de HCl. Se esses sintomas ocorrem depois de 45 minutos, geralmente é sinal de falta de enzimas pancreáticas. Tenha em mente que a secreção de enzimas pancreáticas é desencadeada pelo HCl no estômago. Por isso, às vezes, consumir HCl pode levar a uma melhor liberação de enzimas pancreáticas.

As enzimas digestivas são o tratamento mais eficaz para a insuficiência pancreática. Eu obtive os melhores resultados com multienzimas de fontes vegetarianas, pois elas têm um leque de atividades mais amplo. Consuma a dosagem indicada no rótulo.

Mais Maneiras Naturais para Aliviar Azia e Refluxo

Existem muitas soluções naturais promissoras para azia, porém pouco conhecidas. A seguir estão apenas alguns exemplos que podem ajudar.

  • Experimente um produto com zinco e L-carnosina: demonstrou-se que esta combinação em especial protege e acalma o revestimento da mucosa gástrica.
  • Mastigue pastilhas de alcaçuz desglicirrizinado (DGL): demonstrou-se que esta forma específica da erva alcaçuz é altamente eficaz na diminuição de refluxo ácido, azia e até mesmo úlceras.
  • Beba suco de Aloe vera: o suco da planta aloé tem um efeito cicatrizante no trato gastrointestinal.
  • Tome chá de camomila depois das refeições: foi demonstrado que esse chá ajuda a reduzir a irritação no esôfago.
  • Consuma enzimas mastigáveis de mamão de "sobremesa" no jantar: as enzimas do mamão ajudam a acalmar problemas digestivos de forma natural.
  • Tente eliminar o glúten da sua alimentação: algumas pessoas constatam que a azia e o refluxo desaparecem depois que elas param de consumir glúten.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Os Melhores Suplementos para Tentar Engravidar

Bem-estar

Você tem deficiência destas vitaminas lipossolúveis?

Bem-estar

Um guia rápido para o CLA (ácido linolênico conjugado)