As suas preferências desta sessão foram atualizadas. Para alterar permanentemente as configurações da sua conta, acesse
Lembre-se de que é possível atualizar o país ou o idioma de sua preferência a qualquer momento em
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements

Erva-de-são-cristóvão: Testes, Tradição, Saúde Imune e Muito Mais

Por Maija Merchant, MS/LAc

Neste artigo:


‌‌‌‌O Que é a Erva-de-são-cristóvão?

Erva-de-são-cristóvão é o nome mais comum para os suplementos de ervas do gênero Cimicifuga , no qual existem cerca de 17 espécies. Espécies diferentes desta planta perene florida podem ser encontradas em todo o mundo e seu uso medicinal é documentado na literatura médica histórica europeia e asiática.

Na Medicina Tradicional Asiática, a, Cimicifuga heracleifolia e a Cimicifuga dahurica são comumente utilizadas enquanto nas tradições europeias é a raiz de Cimicifuga racemosa que se tornou padrão. Suplementos herbais de Cimicifuga são ricos em diversos triterpenos e polifenóis de ocorrência natural. Tipos e proporções únicas de fitonutrientes já foram identificados em diferentes variedades de Cimicifuga e estes compostos oferecem dicas para ajudar a compreender seu mecanismo de ação. 

O desafio em identificar tipos individuais de erva-de-são-cristóvão, bem como estudar seus efeitos, tem sido objeto de diversos estudos modernos que buscam explorar esta erva popular.

‌‌‌‌Teste e Autenticação de Suplementos de Erva-de-são-cristóvão 

A popularidade da erva-de-são-cristóvão em fórmulas para saúde e bem-estar das mulheres ajudou a direcionar o interesse para o estudo dos componentes químicos presentes nestas fórmulas. O processo de testar e classificar cada variedade tem fornecido um guia para identificar diferentes espécies. 

O uso de Cromatografia Líquida de Alta Performance, ou HPLC, é uma técnica de testagem analítica que é feita em um laboratório especializado e envolve separar os compostos químicos presentes dentro de uma amostra para identificar e quantificar cada um deles. Os diferentes compostos químicos, bem como a quantidade de cada componente, podem ser usados para identificar diferentes variedades ao comparar a amostra com outras que já foram previamente testadas, mapeadas e identificadas. 

Em um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry, diversos produtos de erva-de-são-cristóvão foram analisados por seus constituintes fenólicos e de triterpenos usando o método de testagem HPLC. Um achado importante deste estudo foi mostrar que muitos tipos diferentes de Cimicifuga são frequentemente usados de maneira intercambiável. Isso é problemático pois cada variedade tem efeitos potencialmente diferentes devido a seus perfis químicos únicos. 

Outro método analítico de testagem usa a biotecnologia de DNA, como o TRU-ID™, para garantir a autenticidade de um ingrediente botânico. Embora o teste genético seja valioso para confirmar que uma espécie botânica específica é usada, ele não necessariamente documenta a quantidade de compostos químicos individuais dentro de uma amostra. Por exemplo, muitos produtos de erva-de-são-cristóvão contêm extratos padronizados e a porcentagem de determinado composto (como o triterpeno), pode ser encontrada no Painel Nutricional.  

‌‌‌‌De Onde Vem a Erva-de-são-cristóvão?

A erva-de-são-cristóvão é encontrada em muitas tradições etnobotânicas, mas para simplificar, este composto botânico pode ser descrito a partir de uma perspectiva da medicina tradicional europeia e asiática. 

Na tradição europeia, a erva-de-são-cristóvão é frequentemente encontrada em fórmulas para apoiar os hormônios femininos, já que pode ajudar a aliviar os sintomas relacionados a ondas de calor, menopausa e diversos padrões pré-menstruais. Em uma publicação científica alemã, uma investigação de 60 anos de pesquisas com a Cimicifuga racemosa descreveu sua eficácia e relativa segurança. Na verdade, diversos estudos documentaram que a erva-de-são-cristóvão é efetiva para reduzir sintomas vasomotores, como ondas de calor e suores noturnos associados à menopausa.

Na tradição asiática, a erva-de-são-cristóvão pode ser encontrada em fórmulas associadas ao sistema imune. No texto clássico Shen Nong Ben Cao Jing, escrito entre os anos 200 e 250 D.C., centenas de plantas medicinais foram classificadas e descritas usando linguagem poética para ajudar a descrever suas funções. Este texto foi traduzido como o frequentemente referido Matéria Medica do Fazendeiro Divino. Em textos clássicosvariedades asiáticas da erva-de-são-cristóvão têm sido descritas como usadas para "diminuir o calor e toxicidade", "aumentar o yang qi" e "liberar o exterior", que pode ser interpretado como funções relacionadas a baixar a temperatura do corpo, ajudar a aliviar a febre e reforçar o sistema imune, bem como ajudar a aliviar os sintomas relacionados a gripes e resfriados sazonais.

‌‌‌A Erva-de-são-cristóvão e a Saúde Imune

A combinação de erva-de-são-cristóvão com outras ervas para o alívio geral de sintomas relacionados a calores é comum em fórmulas de apoio hormonal para mulheres mas também pode ser encontrada em diversas fórmulas tradicionais para gripes e resfriados.

A Xin Yi San é uma fórmula tradicional clássica que contém uma variedade asiática da erva-de-são-cristóvão combinada com magnólia e outras ervas para congestão nasal, perda de olfato, e congestão que é típica das alergias, resfriados comuns, e alguns tipos de gripes. Em um estudo populacional em Taiwan publicado em 2019, o uso dessa fórmula clássica estava correlacionado a episódios menos severos de hospitalização devido a complicações associadas a alergias, em um estudo de cerca de 10 anos. Outro estudo publicado na revista científica International Immunopharmacology sugeriu que a Xin Yi San ajudou a reduzir os sintomas de rinite alérgica devido a seus diversos efeitos imunomoduladores. 

Em um estudo publicado no International Journal of Antimicrobial Agents, notou-se que um extrato de Cimicifuga heracleifolia apresentava uma potencial atividade antiviral. O estudo foi desenhado para examinar extratos de espécies específicas presentes em suplementos de ervas encontrados na farmacopeia tradicional asiática e rastrear os constituintes químicos que podem contribuir para seus efeitos médicos. Em outro exemplo dos esforços para estudar as fórmulas para gripes e resfriados, a variedade Cimicifuga dahurica usada na fórmula clássica Sheng Ma Gen Gen Tang foi reconhecida por sua atividade antiviral e sua habilidade de inibir danos às células no trato respiratório humano. 

É importante salientar que a erva-de-são-cristóvão é raramente usada como uma erva individual na Medicina Tradicional Asiática. Diversas fórmulas populares para gripes e resfriados contêm erva-de-são-cristóvão e tem sido reconhecidas por sua eficiência para doenças respiratórias e rinite alérgica, mas mais estudos são necessários para examinar as combinações químicas únicas que podem contribuir para estes efeitos. 

‌‌‌‌Erva-de-são-cristóvão, Saúde dos Ossos e Envelhecimento Saudável 

É de amplo conhecimento que a menopausa é associada a uma diminuição na densidade óssea. As funções biológicas relacionadas a essa associação são complexas,mas pesquisas sugerem que diversos suplementos de ervas, incluindo a erva-de-são-cristóvão, podem ser úteis para ajudar a prevenir a perda óssea associada à osteopenia, osteoporose e osteoartrite. Para algumas pessoas, o uso de fórmulas de reforço hormonal que contêm erva-de-são-cristóvão combinadas com colágenovitamina D, e vitamina K, junto com uma dieta saudável e exercícios, pode ajudar a diminuir a perda óssea e melhorar a força do tecido conjuntivo. 

Diversos estudos examinaram a Cimicifuga racemosa e fórmulas que contêm este tipo de erva-de-são-cristóvão e descobriram que ela pode ajudar a prevenir a perda de densidade óssea ao promover o crescimento celular, apoiar a produção de colágeno e influenciar a mineralização de osteoblastos. Teoriza-se que os compostos triterpenos e saponina podem ser responsáveis por este efeito osteoprotetor. Outros estudos examinaram a Cimicifuga heracleifolia, o tipo de erva-de-são-cristóvão usado nas fórmulas asiáticas tradicionais para o tratamento de artrite, e descobriu que compostos dentro dessa variedade podem ter um efeito condroprotetor. Compostos condroprotetores são específicos para ajudar a atrasar o estreitamento progressivo dos espaços entre as articulações que é característico da artrite e pode ajudar a melhorar a biomecânica das articulações ao proteger as células encontradas dentro da cartilagem. 

A erva-de-são-cristóvão continua a demonstrar um potencial interessante além do reforço hormonal e imune. Em dois estudos recentes da variedade Cimicifuga dahurica , três compostos fenólicos previamente não-identificados, bem como cinco compostos estabelecidos, apresentaram efeito protetor em células adrenais suscetíveis a danos oxidativos. Mais pesquisas sobre estes compostos antioxidantes são necessárias, mas teoriza-se que eles possam ter efeitos neuroprotetores ao ajudar com a inibição das enzimas cerebrais envolvidas na quebra de neurotransmissores associados ao funcionamento cognitivo e memória. Isso oferece outra oportunidade interessante para alcançar um envelhecimento saudável do ponto de vista sintomático, com a erva-de-são-cristóvão ajudando a proteger as células bem como a aliviar os sintomas associados à menopausa.  

‌‌‌Perguntas Frequentes Sobre a Erva-de-são-cristóvão

O Que a Erva-de-são-cristóvão Faz Pelo Seu Corpo?

Pesquisas sugerem que a erva-de-são-cristóvão possa ajuda a aliviar sintomas desconfortáveis associados à flutuação hormonal ao se ligar aos receptores de estrógeno, prevenindo que o estrógeno se ligue. Existem evidências que sugerem que a erva-de-são-cristóvão também possa ajudar a prevenir a perda óssea comumente associada à menopausa. Mais estudos estão sendo feitos para examinar como a erva-de-são-cristóvão pode ajudar a modular vias inflamatórias para ajudar com a saúde imune e envelhecimento saudável. 

A Erva-de-são-cristóvão Promove o Ganho de Peso?

Não parecem haver evidências para suportar que a erva-de-são-cristóvão cause ganho de peso. Junto com dieta e exercícios, a erva-de-são-cristóvão pode ajudar a regular o sistema para apoiar a saúde fisiológica geral e o bem-estar. 

Quanto Tempo Leva Para a Erva-de-são-cristóvão Funcionar?

Os efeitos da erva-de-são-cristóvão podem ser influenciados pelo seu estado geral de saúde e bem-estar e os resultados podem ser cumulativos e variar de pessoa para pessoa. 

A erva-de-são-cristóvão aumenta o estrógeno?

Em estudos que analisaram os compostos encontrados em variedades da erva-de-são-cristóvão como a Cimicifuga racemosa, os quatro triterpenoides principais não aumentaram os níveis de estrógeno. 

‌‌‌‌Considerações Finais e Sugestões Práticas

Junto com uma dieta saudável e exercícios, existem muitas maneiras de apoiar o envelhecimento saudável com a erva-de-são-cristóvão como erva única ou uma fórmula. É importante consultar um profissional de medicina qualificado para ajudar a acessar sua saúde e bem-estar, mas tenho algumas dicas finais para ter em mente ao selecionar os produtos:

  • Procure produtos que tenham o nome em latim ao lado do nome comum no painel de Características do Suplemento. Ex: extrato de raiz de erva-de-são-cristóvão (Cimicifuga racemosa)
  • Procure pela padronização de constituintes bioquímicos, como por exemplo "extrato de raiz de erva-de-são-cristóvão (2.5% de glicosídeos de triterpenos) (Cimicifuga racemosa)
  • Procure produtos que tenham sido testados usando métodos como HPLC ou testes de DNA como o TRU-ID™.
  • Em geral, procure produtos que ofereçam testes feitos por terceiros, como o programa iTested, para ajudar a identificar qualidade e autenticidade. 

Referências:

  1. Cimicifuga. Wikipedia. Data da última modificação: de outubro de 2018
  2. Traditional uses, phytochemistry, pharmacology and toxicology of the genus Cimicifuga: A review. Journal of Ethnopharmacology. 2017 Sep 14;209:264-282
  3. Mass spectrometric dereplication of nitrogen-containing constituents of black cohosh (Cimicifuga racemosa L.), Fitoterapia. 2012 Apr;83(3):441-60. 
  4. Evaluation of the Botanical Authenticity and Phytochemical Profile of Black Cohosh Products by High-Performance Liquid Chromatography with Selected Ion Monitoring Liquid Chromatography–Mass Spectrometry. J Agric Food Chem. 2006 May 3; 54(9): 3242–3253.  
  5. DNA barcode identification of black cohosh herbal dietary supplements. Journal of AOAC International. Jul-Aug 2012;95(4):1023-34. 
  6. 60 years of Cimicifuga racemosa medicinal products. Wien Med Wochenschr. 2017; 167(7): 147–159.  
  7. Cimicifuga racemosa dried ethanolic extract in menopausal disorders: a double-blind placebo-controlled clinical trial. Maturitas. 2005 Aug 16;51(4):397-404
  8. Efficacy of Cimicifuga racemosa on climacteric complaints: a randomized study versus low-dose transdermal estradiol. Gynecol Endocrinol. 2005 Jan;20(1):30-5. 
  9. Yang, Shou-zhong, The Divine Farmer's Materia Medica: A Translation of the Shen Nong Ben Cao Jing. Blue Poppy Press. 1998.  
  10.  Identification of fukinolic acid from Cimicifuga heracleifolia and its derivatives as novel antiviral compounds against enterovirus A71 infection. Int J Antimicrob Agents. 2019 Feb;53(2):128-136. 
  11. Sheng-Ma-Ge-Gen-Tang (Shoma-kakkon-to) inhibited the cytopathic effect of human respiratory syncytial virus in cell lines of human respiratory tract. J Ethnopharmacol. 2011 May 17;135(2):538-44. 
  12. Trends and prescription patterns of traditional Chinese medicine use among subjects with allergic diseases: A nationwide population-based study. World Allergy Organ J. 2019; 12(2): 100001.  
  13. Traditional Chinese medicine, Xin-yi-san, reduces nasal symptoms of patients with perennial allergic rhinitis by its diverse immunomodulatory effects. Int Immunopharmacol. 2010 Aug;10(8):951-8. 
  14.  Natural Products from Chinese Medicines with Potential Benefits to Bone Health. Molecules. 2016 Mar; 21(3): 239.  
  15. Combined prescription (OAH19T) of Aralia cordata Thunb and Cimicifuga heracleifolia Komar and its major compounds inhibit matrix proteinases and vascular endothelial growth factor through the regulation of mitogen-activated protein kinase pathwayJ Ethnopharmacol. 2011 May 17;135(2):414-21. 
  16. Polyphenolic compounds with antioxidant potential and neuro-protective effect from Cimicifuga dahurica (Turcz.) Maxim. Fitoterapia. 2016 Dec;115:52-56. 
  17. The insight of in vitro and in silico studies on cholinesterase inhibitors from the roots of Cimicifuga dahurica (Turcz.) Maxim. J Enzyme Inhib Med Chem. 2018; 33(1): 1174–1180. 
  18. Black Cohosh: Insights into its Mechanism(s) of Action. Integrative Medical Insights. 2008 Aug 27; 21–32
  19. Physiological investigation of a unique extract of black cohosh (Cimicifugae racemosae rhizoma): a 6-month clinical study demonstrates no systemic estrogenic effect. J Womens Health Gend Based Med. 2002 Mar 11:163-74. 

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Novas Informações Sobre Imunidade em 2021 — Será Que Uma Vitamina Pode Ajudar a Reduzir as Taxas de

Bem-estar

Está com Gases e Sentindo Inchaço? Veja o Que o Seu Intestino Está te Dizendo

Bem-estar

9 Condições de Saúde que Podem se Beneficiar dos Suplementos de Zinco