beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

Adaptógenos, controle do estresse e saúde

24 Junho 2019

Por Venus Ramos, MD

Nós ouvimos isto de vez em quando. O estresse pode ser prejudicial à nossa saúde. Além disso, conselhos sobre como lidar com estresse são abundantes, variando desde meditação e exercícios de respiração até apoio social e atividades físicas.

Porém, existe outra opção para lidar com o estresse que está ganhando notoriedade. Os adaptógenos são substâncias naturais, derivadas de plantas, que podem neutralizar os efeitos adversos do estresse, como fadiga, insônia, humor depressivo e hipertensão. Com um nome apropriado, devido à sua capacidade de ajudar o corpo a se adaptar a fatores de estresse, os adaptógenos podem nos ajudar a lidar com doenças, demandas do trabalho ou desafios físicos.

O que são os adaptógenos?

Talvez não muito conhecidos na medicina convencional, os adaptógenos têm sido usados na medicina tradicional chinesa e ayurvédica durante séculos – e não apenas para o alívio do estresse. Praticantes da medicina holística defendem que certos adaptógenos podem ser úteis para a resistência, a longevidade e o auxílio imunológico.

Durante mais de meio século de pesquisa, o conceito de um adaptógeno foi refinado e modificado. Um consenso geral do critério de um verdadeiro adaptógeno inclui os seguintes fatores:

  • Ele é seguro (ou seja, não é tóxico), sem grandes efeitos colaterais ou contraindicações.
  • Ele aumenta a resistência geral do corpo, reduzindo sua sensibilidade a fatores de estresse.
  • Ele mantém a homeostase do corpo, mantendo um ambiente interno constante e equilibrado.
  • Ele age de uma forma não específica para "normalizar" funções corporais, independentemente do tipo de alteração causada pelo fator de estresse. Portanto, ele não deve ser nem estimulante nem sedativo.

Tipos de adaptógenos

Os adaptógenos são subdivididos em duas categorias – primários e secundários.

Um adaptógeno primário exerce sua função afetando o eixo hipotálamo-pituitária-adrenal (HPA), em resposta a um estresse externo. O eixo HPA é um componente chave da resposta ao estresse, que envolve, como o nome supõe, o hipotálamo, o lobo anterior da glândula pituitária e as glândulas adrenais. Essas três glândulas endócrinas agem de maneira coordenada, para regular os níveis de cortisol e manter a homeostase no corpo.

O hipotálamo é a parte do cérebro que responde ao estresse, liberando o fator de liberação de corticotrofina (CRF). Então, o CRF ativa a liberação da corticotrofina (ACTH) da glândula pituitária. Em seguida, o ACTH sinaliza as glândulas adrenais para produzirem e secretarem cortisol. Quando cai na corrente sanguínea, o cortisol pode realizar seus vários papéis na resposta ao estresse do corpo, incluindo o gerenciamento do açúcar sanguíneo, da pressão arterial e da inflamação.

Depois que o cortisol chega a um certo nível de concentração no sangue, um mecanismo de feedback negativo é ativado. Através desse mecanismo, o hipotálamo e a glândula pituitária recebem sinais para inibir a produção de CRF e ACTH, respectivamente.

Apesar de os caminhos reais serem um pouco mais complexos, a descrição do eixo HPA acima fornece um resumo básico de vários pontos nos quais um adaptógeno primário pode agir para afetar a resposta ao estresse. Os adaptógenos secundários diferem dos primários da seguinte forma: os adaptógenos secundários não afetam o eixo HPA diretamente. Apesar de também terem um efeito normalizante no corpo, eles o fazem influenciando os sistemas imunológico, nervoso e endócrino. Assim, os adaptógenos secundários podem apresentar efeitos protetores não específicos em vários sistemas do corpo, fornecendo benefícios além daqueles dos adaptógenos primários.

Geralmente, os adaptógenos vêm na forma de ervas, raízes ou cogumelos. Eles podem ser tomados de várias formas como um suplemento – como cápsulas, batidos em vitaminas de proteínas, misturados na fervura de chás ou café ou, simplesmente, cortados e adicionados a uma refeição.

Adaptógenos populares

Raiz de ouro

A raiz de ouro (Rhodiola rosea) é um adaptógeno primário que pode auxiliar os níveis de energia e ajudar as pessoas a se sentirem revitalizadas depois de problemas leves, como dores de cabeça e gripe.

Ginseng siberiano

O ginseng siberiano (Eleutherococcus senticosus) é uma erva adaptógena que pode ajudar a combater o estresse, a fadiga e a depressão.

Schisandra

A schisandra (Schisandra chinensis) é um adaptógeno primário que tem sido usado para promover a saúde do fígado e a clareza mental.

Ashwagandha

A ashwagandha (Withania somnifera) é um adaptógeno primário, também conhecida como ginseng indiano ou cereja de inverno, pode ajudar a combater a fadiga e a manter a mente focada.

Cogumelos cordyceps

Os cogumelos cordyceps (Cordyceps sinensis) são adaptógenos secundários, usados por atletas para aumentar a energia e a resistência.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Mantendo a Saúde com a Medicina Ayurvédica

Bem-estar

Embalagens Caseiras Reutilizáveis para Alimentos com Cera de Abelhas

Bem-estar

L-Serina: uma nova abordagem radical para a ELA, o mal de Parkinson e o mal de Alzheimer