header_search header_signed-out header_signed-in header_cart sharefilled circlex circleexclamation iherbleaf
checkoutarrow
BR
O produto foi adicionado ao carrinho
Total:
Desconto:
Junto:
Quantidade:
Cart Total:
Finalizar
Clientes também compraram:
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

13 Tratamentos Naturais para o Resfriado Comum e Gripe

6 Dezembro 2017

por Eric Madrid MD

Neste artigo:

O resfriado comum,  um tipo de infecção do trato respiratório superior (TRS), é a infecção mais frequente que uma pessoa encontra na vida.  Estima-se que há mais de 220 vírus de resfriado diferentes que infectam os humanos. Após a exposição, normalmente leva de um a três dias para a doença começar, e a duração de um resfriado é normalmente sete dias, mas, em alguns casos, pode levar várias semanas. O mesmo vírus nunca infecta a mesma pessoa duas vezes, e mesmo que não exista cura para o resfriado comum, há maneiras de prevenir a infecção.

Mais perigoso do que um resfriado é o vírus da Influenza, também conhecida como gripe.  A gripe afeta milhões de pessoas em todo o mundo todos os anos.  Às vezes, a gripe pode resultar em morte de pessoas de alto risco (ex., diabéticos, pessoas com doença pulmonar, cidadãos idosos e pacientes com câncer).  A morte normalmente é o resultado de uma infecção bacteriana secundária, como pneumonia, que pode ocorrer devido ao sistema imune da pessoa estar enfraquecido.

Previna a doença de começar

A prevenção é verdadeiramente o melhor remédio, e isso é especialmente verdadeiro quando se fala em resfriado comum e gripe.  Há maneiras de ajudar o seu corpo a se manter forte, para que você possa tentar resistir à infecção:

Dieta – Consuma uma dieta saudável, rica em frutas e vegetais de diferentes cores. Isso fornece antioxidantes, que protegem o corpo e preparam o sistema imune contra vírus e bactérias.

Lavar as mãos – Lavar as mãos com frequência com sabonete antibacteriano e usando água morna ou quente é a maneira mais eficiente de prevenir que uma doença viral se espalhe. Além disso, é fundamental evitar esfregar os olhos e o nariz. Um produto para limpeza das mãos também deve ser mantido por perto.

Evite contato com pessoas doentes – Se possível, evite estar na presença de pessoas doentes.  Se você estiver, certifique-se de que há ar fresco para diluir a quantidade de germes no ar ao qual você está exposto.

Tossir no cotovelo – Quando estiver doente, tussa na manga da roupa ou cotovelo ao invés de tossir e espirrar nas mãos.  Lembre as outras pessoas que estão doentes na sua presença de fazerem o mesmo.

Durma – Um sono adequado é necessário para manter o sistema imune forte.  Um estudo de 2016 do Journal of the American Medical Association (JAMA) mostrou que dormir menos de 6 horas por noite aumenta o risco de contrair um resfriado.

Tratamento convencional

Anti-histamínicos

Anti-histamínicos podem ajudar a minimizar os sintomas de um resfriado, pelo menos durante os primeiros dias. Uma avaliação pelo banco de dados Cochrane Review concluiu, "Anti-histamínicos têm um efeito benéfico a curto prazo (dias um e dois do tratamento) sobre a severidade dos sintomas em geral, mas não... a longo prazo." Apesar disso, os médicos frequentemente recomendam anti-histamínicos como:

      • Difenidramina (Benadryl) - um medicamento anti-histamínico comum de venda livre, normalmente causa sonolência
      • Loratadina (Claritin), fexofenadina (Allegra) ou cetirizina (Zyrtec) - um medicamento anti-histamínico que não provoca sonolência

Xaropes para tosse

      • Dextrometorfan (Delsym, Robitussin, etc.)
      • Xarope de tosse de prometazina
      • Às vezes, quando prescrita por um médico, a codeína, um narcótico fraco, é adicionada ao xarope. Isso pode ser perigoso para algumas pessoas, especialmente crianças.  

Analgésicos

Prescritos para dores agudas e crônicas, sintomas comuns durante um resfriado severo.

      • Acetaminofeno (Tylenol, Paracetamol) - Para alguns podem ser úteis, mas se estes medicamentos forem tomados por períodos prolongados de tempo, podem exercer estresse extra sobre o fígado e diminuir o antioxidante glutationa.
      • AINEs (Drogas Anti-inflamatórias Não-esteroidais) - Ibuprofeno (Motrin, Advil), Naproxeno (Aleve, Naprosyn), e Celecoxibe (Celebrex) são úteis quando usados por alguns dias. Porém, se tomados a longo prazo, estes medicamentos aumentam o risco de doença renal, ataques cardíacos e derrames, de acordo com a Federal Drug Administration (FDA), que fiscaliza a segurança das drogas farmacêuticas nos Estados Unidos.

Medicamentos antivirais para gripe

      • Zanamivir (Relenza) ou oseltamivir (Tamiflu) reduzem os sintomas da gripe em um dia quando tomados dentro de 48 horas do início da doença, quando comparados ao placebo.  O Tamiflu pode custar até 150 dólares.

Vacina para gripe

      • A vacinação para gripe pode ser mais útil para pessoas com doenças crônicas, como diabetes e doença pulmonar. Os Centros de Controles de Doenças (CCDs) nos Estados Unidos recomendam a vacina para gripe para todos a partir dos 6 meses de idade.  Pergunte ao seu médico se a vacina para gripe é indicada para você.

Tratamentos naturais

Há muitas vitaminas naturais e ervas que foram estudadas nos últimos anos para ajudar a reduzir os sintomas de resfriado e gripe.  

Pastilhas de zinco Zinco é um mineral.  Numerosos estudos mostram os benefícios do zinco para prevenir o resfriado comum. Um estudo de 2016 no British Journal of Clinical Pharmacology concluiu que "pacientes com resfriado comum podem ser estimulados a experimentar pastilhas de zinco para tratar seus resfriados", enquanto um estudo de 2017 concluiu que "pacientes com resfriado comum podem ser instruídos a experimentar pastilhas de acetato de zinco dentro de 24 horas após o início dos sintomas".

Comece a tomar as pastilhas de zinco assim que você estiver exposto a um vírus. Este mineral importante deve ser mantido no armário de remédios, para que possa ser iniciado assim que os sintomas forem sentidos. Outro estudo em 2017 mostrou que pastilhas de gluconato de zinco e pastilhas de acetato de zinco são igualmente eficientes.  Dose sugerida:  Pastilhas de zinco 30 mg como indicado no rótulo.

Vitamina C Vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, tem sido recomendada para ajudar a prevenir o resfriado comum há décadas, mas os humanos têm uma mutação genética que nos deixa impossibilitados de fabricar o ácido ascórbico, diferente de outras espécies. Um estudo de 2014 mostrou que a vitamina C pode reduzir o risco de desenvolver resfriados e também reduziu a duração do resfriado quando comparada ao placebo (pílulas de açúcar). Outros estudos mostraram que sob "estresse físico", estamos mais predispostos a nos beneficiar da vitamina C e prevenção de resfriados.   Porém, mais estudos são necessários. Dose sugerida: 500 mg a 2.000 mg por dia.

Vitamina D – Níveis baixos de vitamina D, mais comumente durante o inverno, mostraram estar associados ao risco aumentado de contrair resfriado ou infecção por gripe. Otimizar o consumo de vitamina D e a exposição à luz solar pode ser uma boa maneira de ajudar a prevenir infecções.   Dose sugerida: Vitamina D 2.000 UI a 5.000 UI por dia.

Probióticos Probióticos mostraram ser eficientes na prevenção de infecções do trato respiratório superior e parecem ser um tratamento inovador para sinusite crônica. Um estudo de 2015 pelo Cochrane Review mostrou que pessoas que tomam probióticos têm menos probabilidade de desenvolver uma infecção respiratória superior, menos chance de precisar de antibióticos, e menos prováveis de perder dias de aula quando comparadas a pessoas que não tomam probióticos.

Além disso, um estudo em 2016 em uma revista popular sobre alergia concluiu que probióticos introduzidos nasalmente podem ajudar nos problemas crônicos dos seios nasais. Há muitos estudos demonstrando a importância de um microbioma intestinal saudável e seu papel na saúde em geral.  Evidências de um estudo de 2017 sugeriram que "um intestino não saudável aumenta o risco de problemas sinusais e inflamação na passagem sinusal". Dose sugerida:  5 a 60 bilhões de unidades de probióticos por dia é aconselhável.

Lactoferrina - Lactoferrina é uma proteína que tem propriedades antibacterianas e antifúngicas, de acordo com estudos. Esta proteína é normalmente encontrada no tecido das passagens sinusais e pode ser útil para pessoas com infecções frequentes do trato respiratório superior.  Dose sugerida: 300 mg por dia.

Mel  A tosse é um sintoma comum de uma infecção respiratória superior. A eficácia do xarope para tosse e as questões de segurança em crianças preocupam muitas pessoas. O uso do mel tornou-se um tratamento popular contra tosse recomendado a crianças por médicos de família e pediatras.  Um estudo em 2017 mostrou que o mel melhora tosses diurnas e noturnas em crianças com resfriados.

Em 2016, o Dr. Grogan afirmou no Journal of the American Academy of Family Physicians, "Para pacientes de um a 18 anos de idade, fornecer mel para sintomas de tosse pode ajudar a reduzir a frequência e severidade da tosse, assim como melhorar o sono para os pacientes e seus pais, quando comparado ao placebo ou a nenhum tratamento".

Suplementos herbais

Suplementos herbais desempenham um papel importante no tratamento de sintomas de um resfriado na Medicina Tradicional Chinesa (MTC) e medicina Ayurvédica .  Abaixo estão listados os eficientes contra infecções respiratórias virais.

Astragalus membranaceus Usada há 2.000 anos, esta erva adaptogênica é um estimulante imunológico e acredita-se que ajuda a prevenir infecções respiratórias superiores.  Na MTC, é frequentemente usada com outras ervas.  Um estudo em 2013 em crianças com doença renal crônica mostrou que esta erva reduziu a probabilidade de contrair um resfriado.  Mais estudos são necessários.  Dose sugerida:  Astragalus 500 a 1.000 mg por dia.

Saúco – (Sambucus nigra L.) Historicamente usado por muitas culturas indígenas para infecções respiratórias superiores. Um estudo em 2016 concluiu que o saúco mostrou uma redução significativa na duração do resfriado e severidade do resfriado em viajantes aéreos que tomaram a erva.  Estudos também mostram que o saúco tem atividade contra o vírus da gripe.  Dose sugerida:  Saúco 600-900 mg/dia

Equinácea Equinácea tem sido usada por quase 2.000 anos. Um estudo em 2016 publicado na revista Holistic Nurse Practitioner demonstrou que a Equinácea pode ajudar a prevenir o resfriado comum.  Outros estudos mostraram resultados semelhantes. Frequentemente consumida como chá de equinácea ou em forma de suplemento.   Dose sugerida: Equinácea 400 mg uma ou duas vezes por dia

Alho – Todos nós sabemos que o alho afasta vampiros e futuros pretendentes, mas será que consegue manter longe um vírus de resfriado? O ingrediente ativo no alho é Allium sativum.  Um estudo em 2001 avaliou 146 pessoas.  Metade recebeu um suplemento de alho, e a outra metade uma pílula de açúcar (placebo). Após o estudo de 12 semanas, o autor concluiu que "Consequentemente, voluntários no grupo ativo tiveram menos probabilidade de ter um resfriado e se recuperaram mais rápido se estivessem infectados. Voluntários que tomaram placebo tiveram muito mais probabilidade de ter mais de um resfriado durante o período de tratamento.  Um suplemento contendo alicina (alho) pode prevenir o ataque pelo vírus do resfriado comum".

Uma revisão mais recente em 2014, onde múltiplos estudos foram avaliados, concluiu que há evidências insuficientes da eficiência do alho e que mais estudos são necessários.  Nenhum efeito colateral negativo foi observado.  Dose sugerida: Alho 100 mg por dia.

Andrographis – Um suplemento herbal nativo da Índia e comumente utilizado na Ásia.  Um estudo de 2004 concluiu que esta erva "pode ser um tratamento eficiente para os sintomas de uma IRS".  Da mesma forma, um estudo em 2010, duplo-cego, controlado por placebo, mostrou que andrographis teve um desempenho significativamente melhor na redução dos sintomas de uma infecção respiratória superior quando comparado ao placebo.  Dose sugerida: Andrographis 300- 400 mg até 3 vezes por dia.

Chá herbal -   Não existe nada mais calmante do que uma xícara de chá quente para ajudar a minimizar os sintomas de uma infecção respiratória.   Estes chás incluem chá de hortelã, chá de gengibre, chá de equinácea, e outros.  Saiba mais sobre chás terapêuticos.

Óleos essenciais  Os óleos essenciais de alecrim, hortelã e eucalipto são recomendados para ajudar a aliviar os sintomas de um resfriado, de acordo com um estudo de 2011. Eles também podem ajudar com os sintomas da gripe. Eles também podem ser usados com um difusor ou esfregados diretamente no peito da pessoa.

Resumo

Infecções por um vírus patogênico podem causar desde um resfriado comum a uma gripe mortal.  Até a presente data, não existe cura para estas infecções. Porém, há medidas que podem ser tomadas para prevenir infecções, reduzir os sintomas e fortalecer o sistema imune.  Alguns destes medicamentos são desenvolvidos farmaceuticamente, e outros são suplementos herbais que têm sido usados há milhares de anos na Medicina Tradicional Chinesa, medicina Ayurvédica , Práticas Holísticas de Saúde, e agora por pessoas do mundo todo.  Pessoas que buscam maneiras mais naturais de cuidar de uma doença estão redescobrindo a sabedoria de nossos ancestrais. Não importa qual caminho você tome, se seus sintomas respiratórios não melhorarem em alguns dias, busque os serviços de um profissional de saúde qualificado para garantir que não exista a presença de uma infecção mais séria. Viva bem e saudável!

Referências:

    1. Prather AA, Leung CW. Association of Insufficient Sleep With Respiratory Infection Among Adults in the United States. JAMA internal medicine. 2016;176(6):850-852. doi:10.1001/jamainternmed.2016.0787.
    2. Cochrane Database Syst Rev. 2015 Nov 29;(11):CD009345. doi: 10.1002/14651858.CD009345.pub2.
    3. Hemilä, H., Petrus, E. J., Fitzgerald, J. T., and Prasad, A. (2016) Zinc acetate lozenges for treating the common cold: an individual patient data meta-analysis. Br J Clin Pharmacol, 82: 1393–1398. doi: 10.1111/bcp.13057.
    4. Hemilä H, Fitzgerald JT, Petrus EJ, Prasad A. Zinc Acetate Lozenges May Improve the Recovery Rate of Common Cold Patients: An Individual Patient Data Meta-Analysis. Open Forum Infectious Diseases. 2017;4(2):ofx059. doi:10.1093/ofid/ofx059.
    5. Johnston CS, Barkyoumb GM, Schumacher SS. Vitamin C Supplementation Slightly Improves Physical Activity Levels and Reduces Cold Incidence in Men with Marginal Vitamin C Status: A Randomized Controlled Trial. Nutrients. 2014;6(7):2572-2583. doi:10.3390/nu6072572.
    6. Hao Q, Dong B, Wu T. Probiotics for preventing acute upper respiratory tract infections. Cochrane Database of Systematic Reviews 2015, Issue 2. Art. No.: CD006895. DOI: 10.1002/14651858.CD006895.pub3
    7. Am J Rhinol Allergy. 2016 Nov 1;30(6):202-205. doi: 10.2500/ajra.2016.30.4372
    8. Vickery TW, Ramakrishnan VR. Bacterial Pathogens and the Microbiome Otolaryngol Clin North Am. 2017 Feb;50(1):29-47. doi: 10.1016/j.otc.2016.08.004.
    9. Psaltis, A. J., Wormald, P.-J., Ha, K. R. and Tan, L. W. (2008), Reduced Levels of Lactoferrin in Biofilm-Associated Chronic Rhinosinusitis. The Laryngoscope, 118: 895–901. doi:10.1097/MLG.0b013e31816381d4
    10. Am Fam Physician. 2016 Jul 1;94(1):20-1. Honey for Acute Cough in Children. Grogan SP, Egitto EA.
    11. Z ou C, Su G, Wu Y, Lu F, Mao W, Liu X. Astragalus in the Prevention of Upper Respiratory Tract Infection in Children with Nephrotic Syndrome: Evidence-Based Clinical Practice. Evidence-based Complementary and Alternative Medicine : eCAM. 2013;2013:352130. doi:10.1155/2013/352130.
    12. Krawitz C, Mraheil MA, Stein M, et al. Inhibitory activity of a standardized elderberry liquid extract against clinically-relevant human respiratory bacterial pathogens and influenza A and B viruses. BMC Complementary and Alternative Medicine. 2011;11:16. doi:10.1186/1472-6882-11-16.
    13. Ross SM. Echinacea purpurea: A Proprietary Extract of Echinacea purpurea Is Shown to be Safe and Effective in the Prevention of the Common Cold. Holist Nurs Pract. 2016 Jan-Feb;30(1):54-7. doi: 10.1097/HNP.0000000000000130.
    14. Lissiman E, Bhasale AL, Cohen M. Garlic for the common cold. Cochrane Database of Systematic Reviews2014, Issue 11. Art. No.: CD006206. DOI: 10.1002/14651858.CD006206.pub4.
    15. Schwalfenberg G. Vitamin D for influenza. Canadian Family Physician. 2015;61(6):507.
    16. Joanna Thompson Coon, Edzard Ernst Andrographis paniculata in the Treatment of Upper Respiratory Tract Infections: A Systematic Review of Safety and Efficacy Planta Med 2004; 70(4): 293-298 ]
    17. Saxena RC, Singh R, Kumar P, et. Al A randomized double blind placebo controlled clinical evaluation of extract of Andrographis paniculata (KalmCold) in patients with uncomplicated upper respiratory tract infection.
    18. Phytomedicine. 2010 Mar;17(3-4):178-85. doi: 10.1016/j.phymed.2009.12.001. Epub 2010 Jan 25.
    19. Ben-Arye E, Dudai N, Eini A, Torem M, Schiff E, Rakover Y. Treatment of Upper Respiratory Tract Infections in Primary Care: A Randomized Study Using Aromatic Herbs. Evidence-based Complementary and Alternative Medicine : eCAM.  2011;2011:690346. doi:10.1155/2011/690346.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Mix de óleos essenciais inspirados pelo amor

Bem-estar

Raiz de ouro – Adaptógeno anti-idade para energia, função cerebral e mais

Bem-estar

Os benefícios de produtos e alimentos naturais para animais de estimação