header_search header_signed-out header_signed-in header_cart sharefilled circlex circleexclamation iherbleaf
checkoutarrow
BR
O produto foi adicionado ao carrinho
Total:
Desconto:
Junto:
Quantidade:
Cart Total:
Finalizar
Clientes também compraram:
Ajuda 24 horas
Embora nada possa substituir a consulta com o seu médico, aqui estão as suas recomendações de dieta e suplementação.

Anti-Idade

O que é Anti Envelhecimento?


O objetivo das estratégias anti envelhecimento é resolver os problemas fundamentais que levam ao envelhecimento celular acelerado, bem como a prevenção de problemas de saúde associados com o envelhecimento, incluindo o declínio mental e físico.


O que provoca o envelhecimento?


O consenso entre a maioria dos especialistas é que o envelhecimento é o resultado tanto da morte celular programada e de danos celulares. A teoria mais recente, e muito provável, do programa de envelhecimento é a teoria do encurtamento do telómero. Os telómeros, a parte final das nossas moléculas de DNA, são os "relógios de envelhecimento." Cada vez que uma célula do corpo se replica, o telómero fica menor. Quanto mais curto o telómero fica, mais afeta a expressão do gene. O resultado é o envelhecimento celular.


As teorias de danos incluem as teorias dos radicais livres e da glicosilação excessiva. Os radicais livres podem ser derivados do nosso meio ambiente (luz solar, raios-X, radiação, produtos químicos), alimentos ingeridos ou bebidas, ou produzidos dentro dos nossos corpos durante as reações químicas. Compostos que impedem danos dos radicais livres são conhecidos como "antioxidantes" ou "varredores" de radicais livres.


A teoria da glicosilação envolve a ligação continuada de açúcar no sangue (glicose) a moléculas de proteínas celulares, até que a proteína deixa de funcionar corretamente. A glicosilação excessiva tem muitos efeitos adversos: Inativação de enzimas, deterioração de proteínas estruturais e regulatórias, a função imune danificada, e o aumento da disfunção celular


Que fatores dietéticos são importantes no anti envelhecimento?


Tendo em conta que a doença cardiovascular e o câncer são os principais contribuintes para uma vida útil reduzida, estratégias alimentares associadas com a proteção contra esses assassinos também se aplicam no anti envelhecimento. Aqui estão as recomendações dietéticas chave:


  1. Comer um "Arco Iris" de Variedades de Frutas e Hortaliças .Uma dieta rica em frutas e vegetais é a melhor aposta para prevenir praticamente todas as doenças crónicas, bem como na luta contra o processo de envelhecimento.
  2. Coma Para Controlar o Açúcar no Sangue. Açúcares concentrados, grãos refinados, e outras fontes de carbohidratos simples são rapidamente absorvidas para a corrente sanguínea, causando um rápido aumento do açúcar no sangue e glicosilação excessiva.
  3. Reduzir a Ingestão de Carne e Outros Alimentos de Origem Animal. Evidências consideráveis indicam que uma alta ingestão de carne vermelha ou processada aumenta o risco de mortalidade, ou seja, as pessoas morrem mais cedo.
  4. Comer o Tipo Certo de Gorduras .O objetivo é diminuir a ingestão total de gordura (especialmente ingestão de gorduras saturadas, gorduras trans e gorduras ómega-6), enquanto se aumenta a ingestão de gorduras ómega-3 e gorduras monoinsaturados.
  5. Baixar a Ingestão de Sal, e Aumentar a Ingestão de Potássio. Coma menos alimentos processados e sal, e aumente a ingestão de alimentos integrais.
  6. Evite Aditivos Alimentares. Os aditivos alimentares incluem substâncias tais como conservantes, aromatizantes artificiais e acidificantes.
  7. Beber a Quantidade Suficiente de Água por Dia. A Água é essencial para a vida. Beba pelo menos 6 copos de água por dia. Mesmo uma leve desidratação prejudica as funções do corpo.

Que suplementos nutricionais devo tomar para o Anti envelhecimento?


Suplementos Fundamentais. Multivítaminicos de alta potência; A vitamina D3 2.000-5.000 UI/dia;Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/dia.


A Vitamina D3 atrasa o envelhecimento, aumentando o comprimento dos telómeros. Obesidade, tabagismo e falta de atividade física podem reduzir o comprimento dos telómeros, mas os pesquisadores descobriram que o aumento dos níveis de vitamina D3 combate esses efeitos. Dosagem: 2.000-5.000 UI por dia.


Resveratrol é um composto vegetal semelhante aos flavonoides encontrados em níveis baixos na pele das uvas vermelhas, vinho tinto, cacau em pó, chocolate de culinária, chocolate escuro, amendoim e pele de amora. A maioria dos suplementos de resveratrol usa Fallopia Japonica ( Polygonum cuspidatum ) como fonte. O resveratrol ativa uma enzima conhecida como sirtuína 1, que desempenha um papel importante na regulação do tempo de vida celular; também promove uma melhoria da sensibilidade à insulina. Dosagem: 500mg uma a três vezes por dia.


PQQ (pirroloquinolina quinona) é um composto de vitamina novo encontrado em alimentos de origem vegetal que tem mostrado uma grande variedade de benefícios para as funções cerebrais e corporais. Esta enzima exerce um efeito sinérgico com a CoQ10 e é vital para a função das mitocôndrias (os compartimentos produtores de energia das nossas células). Tal como a CoQ10, a PQQ protege as células cerebrais contra danos. Tem mostrado ser restaurador de memória em estudos realizados em animais e seres humanos, e a sua atividade antioxidante é extraordinária (cerca de 5000 vezes o efeito da vitamina C).Dosagem: 10 a 20 mg por dia.


DHEA (Dehidroepiandrosterona) o seu papel principal é funcionar como um precursor para todos as outras hormonas esteroides no corpo humano, incluindo as hormonas sexuais e corticosteroides. Porque os níveis de DHEA tendem a diminuir com o envelhecimento, a obtenção de DHEA através da suplementação pode oferecer alguma proteção contra os efeitos do envelhecimento. O DHEA tem se mostrado promissor em estudos clínicos para reforçar a memória e melhorar a função mental nos idosos assim como aumentar a força muscular e a massa corporal magra, melhorando a função imunológica, e melhorando a qualidade de vida no envelhecimento de homens e mulheres. Dosagem: 15 a 25 mg por dia.


A Melatonina desempenha um papel-chave como o cronómetro biológico da secreção hormonal, bem como na promoção do sono. O sono inadequado ou de má qualidade acelera o processo de envelhecimento, em especial no cérebro. Dosagem: 3 a 5 mg na hora de dormir.


Como posso saber se as recomendações estão a funcionar?


Obtenha um exame de sangue para a proteína C reativa (PCR). Este composto é um marcador para a inflamação sistémica. Há muitos fatores que desencadeiam a inflamação silenciosa, incluindo a resistência à hormona insulina, obesidade, stress emocional, toxinas ambientais, baixa ingestão de antioxidantes, e o aumento da exposição aos radicais livres (por exemplo, radiação, tabagismo, etc.) A medição da PCR fornece uma avaliação geral do processo de envelhecimento. Níveis mais elevados estão associados com o envelhecimento celular acelerado devido ao fato de que muitos dos fatores que promovem a inflamação também promovem o envelhecimento precoce.

Saúde da Bexiga

O que é Saúde da Bexiga?


Perturbações na função e estrutura da bexiga são extremamente comuns, especialmente em mulheres. Enquanto as infecções do trato urinário são um problema óbvio da bexiga, algumas das outras causas de disfunção da bexiga incluem simplesmente irritação levando a uma bexiga hiperativa. Outra questão é o síndrome da bexiga dolorosa / cistite intersticial crónica (SBD/ CI), uma forma persistente de irritação da bexiga que não é causada por uma infecção.


Os sintomas clássicos de irritação da bexiga incluem ardor e dor ao urinar; aumento da frequência urinária (especialmente à noite); e dor abdominal inferior.


AVISO: Embora a maioria dos problemas de bexiga não sejam graves, é importante que você seja devidamente diagnosticado, tratado e monitorizado. Se tiver sintomas sugestivos de uma infecção da bexiga, consulte um médico imediatamente.


O que afeta a Saúde da Bexiga?


Muitos fatores estão associados com o risco aumentado de infecção da bexiga: gravidez (duas vezes mais frequente), menopausa, a relação sexual (freiras têm um décimo da incidência), trauma mecânico ou irritação, e, talvez mais importante, alterações estruturais do trato urinário que bloqueiam o livre fluxo de urina. No que diz respeito a uma bexiga hiperativa e cistite intersticial, pensa-se que estas condições sejam causadas pela perda do controlo muscular adequado ou irritação crónica da mucosa da bexiga.


Que fatores dietéticos são importantes na Saúde da Bexiga?


A recomendação dietética mais importante é a de aumentar a quantidade de líquidos ingeridos. Idealmente, os líquidos devem ser em forma de água pura, chás de ervas, frutas e vegetais frescos diluídos com pelo menos uma quantidade igual de água. Se você tem uma infecção da bexiga, deve beber pelo menos 8 copos de líquidos deste grupo, com pelo menos metade desse montante sendo água. Também deve evitar líquidos tais como refrigerantes, bebidas de frutas concentradas, café e bebidas alcoólicas.


O Sumo de Arando é particularmente benéfico no tratamento de infecções da bexiga. Vários estudos clínicos têm demonstrado que consumir 2 copos de sumo de arando por dia produz efeitos benéficos em cerca de sete em cada dez indivíduos com infecções da bexiga ativas. O sumo de arando parece ainda mais eficaz na prevenção de infecções da bexiga. O sumo de arando reduz a capacidade da E. coli aderir ao revestimento da bexiga. Para as bactérias infetarem, elas devem aderir primeiro ao revestimento mucoso. Ao interferir na aderência, o sumo de arando reduz muito a probabilidade de infecção e ajuda o corpo a combater a infecção. O sumo de mirtilo é uma alternativa adequada ao sumo de arando no tratamento de infecções da bexiga.


Que suplementos nutricionais devo tomar para a Saúde da Bexiga?


Suplementos Fundamentais. Multivítamincos de alta potência; Vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia;Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Cálcio e citrato de magnésio: Minerais ligados ao citrato têm sido utilizados há muito tempo para reduzir a irritação da bexiga e aliviar os sintomas. Dosagem: 125 a 250 mg de citrato de cálcio/magnésio três a quatro vezes por dia.


Uva Ursina | Uva Ursi ( Arctostaphylos uva ursi ) é uma das ervas mais úteis para auxiliar na saúde da bexiga. Na verdade, é mais eficaz do que o sumo de arando. Num estudo duplo-cego utilizando um extrato concentrado de uva ursina em mulheres com elevada frequência de infecções urinárias recorrentes, nenhuma das trinta mulheres que receberam extrato de uva ursina tiveram uma recidiva. Não foram relatados efeitos colaterais em qualquer um dos grupos. Dosagem: Utilize extratos de Uva Ursina que estejam padronizados para conterem 10% de arbutina numa dosagem de 250-500 mg três vezes ao dia com um copo de água para um benefício máximo.


Arando concentrado ou extraído em forma de comprimidos fornece uma maneira fácil e custo-eficiente para tirar proveito dos benefícios do arando na prevenção de infecções do trato urinário. Dosagem: use marcas respeitadas, por exemplo, CranMax e CranRich, e siga as recomendações de dosagem.


Como sei se o programa está a funcionar?


Novamente, se você tiver sintomas sugestivos de uma infecção da bexiga, consulte um médico imediatamente. Você saberá se o programa está a funcionar quando deixa de ter sintomas.

Pressão Arterial

O que é Pressão Arterial Elevada?


A pressão arterial refere-se à resistência produzida cada vez que o coração bate e envia sangue correndo através das artérias. O pico de leitura da pressão exercida por esta contração é a pressão sistólica. Entre os batimentos o coração relaxa, e a pressão arterial baixa. A leitura menor é referida como a pressão diastólica. Um resultado normal de uma medição da pressão arterial num adulto é: 120 (sistólica) / 80 (diastólica). Leituras acima deste nível são um importante fator de risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral. Leituras de pressão arterial elevadas podem ser divididas nos seguintes níveis:


  • Pré-hipertensão (120-139/80-89)
  • Limite (120-160/90-94)
  • Brando (140-160/95-104)
  • Moderado 140-180/105-114)
  • Grave (160 /115 )

Os níveis de pressão arterial entre o "Limite" e o "Moderado" geralmente não apresentam sintomas. Hipertensão Grave pode estar associada com o aumento da sonolência, confusão, dor de cabeça, náuseas e vómitos.


O que causa Pressão Arterial Elevada?


A pressão arterial elevada está intimamente relacionada ao estilo de vida e fatores dietéticos. Fatores de estilo de vida importantes que podem causar a pressão arterial elevada incluem: consumo de café, o consumo de álcool, falta de exercício, stress e tabagismo. Fatores dietéticos importantes incluem: obesidade; relação entre o sódio e potássio elevada; pouca fibra, dieta rica em açúcar; alto teor de gordura saturada e ingestão baixa de gorduras essenciais; e uma dieta pobre em cálcio, magnésio e vitamina C.


Que fatores dietéticos são importantes na Pressão Arterial Elevada?


Atingir o peso corporal ideal é a recomendação mais importante para as pessoas com pressão arterial elevada. Mesmo pequenas quantidades de perda de peso, muitas vezes produzem uma redução significativa na pressão sanguínea. Veja Perda de Peso para mais informações.


Uma dieta rica em sódio e pobre em potássio está associada com pressão arterial elevada. A maneira mais fácil de reduzir a ingestão de sódio é evitar alimentos preparados e sal de cozinha. A melhor maneira de aumentar os níveis de potássio é o aumento da ingestão de frutas, vegetais, grãos integrais e legumes.


Alimentos especiais para as pessoas com pressão arterial elevada incluem aipo; alho e cebola; nozes e sementes; peixes de água fria, por exemplo, o salmão e a cavala, ou produtos de óleo de peixe concentrados em gorduras ómega 3 pelo EPA e DHA; folhas verdes de vegetais e algas comestíveis devido ao seu cálcio e magnésio; linhaça moída, grãos integrais e legumes pela sua fibra; e alimentos ricos em vitamina C, como brócolos e frutas cítricas.


Que suplementos nutricionais devo tomar para Pressão Alta?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência;Vitamina D3 2.000-5.000 UI/dia;Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/dia.


O Magnésio tem sido indicado para reduzir a pressão arterial, particularmente em pacientes que já estão a usar medicação para a pressão arterial elevada. Dosagem: 150 a 250 mg três vezes por dia. As melhores formulações são o citrato de magnésio, malato, glicinato, e aspartato.


AVISO: Pessoas com doença renal ou doença cardíaca grave (tais como bloqueio atrioventricular de grau elevado) não devem tomar magnésio, a menos que sob a orientação direta de um médico.


Péptidos de Sarda (por exemplo, PeptAce), é uma mistura purificada de pequenos péptidos (proteínas) derivados do peixe Sarda, que relaxam as paredes arteriais e ajudam a reduzir o volume de fluido. Estudos clínicos têm demonstrado que estes péptidos de Sarda são eficazes para melhorar o controlo da pressão arterial. O grau de redução da pressão arterial nestes estudos foi bastante significativo, reduzindo normalmente as pressões sistólica em pelo menos 10 mm Hg e diastólica em 7 mm Hg. Dosagem: 1.500 mg por dia.


Extrato de Semente de Aipo (padronizado para conter 85% 3-n-butylphthaline [3NB]) também se mostrou eficaz para ajudar a melhorar o controlo de açúcar no sangue. 3nB é um composto que é único para o aipo e é responsável pelo sabor e odor característico do aipo. Foi descoberto como sendo o componente ativo do aipo em resposta a investigações que procuravam explicar alguns dos efeitos tradicionais do aipo, tais como a diminuição da pressão arterial e o alívio das dores nas articulações. Dosagem: 75 a 150 mg duas vezes por dia.


Coenzima Q10 (CoQ10)), pode ajudar a baixar a pressão arterial em alguns casos. Dosagem: 200 a 400 mg por dia.


Alho pode baixar a pressão arterial. Dosagem: Deve fornecer um potencial total de alicina de pelo menos 4000 mcg por dia.


Como posso saber se as recomendações estão a funcionar?


Vai saber se o programa está a funcionar, monitorizando a sua pressão arterial. Não espere uma redução imediata pois estratégias de dieta, estilo de vida e suplementos muitas vezes levam de 4 a 6 semanas para começar a mostrar um efeito. Como um lembrete, a pressão arterial elevada não deve ser levada tranquilamente. Ao manter a sua pressão arterial na faixa normal, você não só irá prolongar a sua vida, mas também irá melhorar a sua qualidade de vida. Isto é especialmente verdadeiro se as medidas tomadas forem naturais, em vez de medicamentos; os medicamentos possuem efeitos colaterais significativos, tais como fadiga, dores de cabeça e impotência.


Se você tem hipertensão grave ou se com a abordagem natural a sua pressão arterial não caiu abaixo de 140/105, precisará de um médico para escolher o medicamento mais apropriado. A dieta, estilo de vida e suplementos recomendados acima são perfeitamente seguros para serem utilizados em conjunto com medicamentos para a pressão arterial elevada.

Açúcar no Sangue

Controlo de Açúcar no Sangue


O Que é Pressão Arterial Elevada?


O que é Pressão Arterial Elevada?


A pressão arterial refere-se à resistência produzida cada vez que o coração bate e envia sangue correndo através das artérias. O pico de leitura da pressão exercida por esta contração é a pressão sistólica. Entre os batimentos o coração relaxa, e a pressão arterial baixa. A leitura menor é referida como a pressão diastólica. Um resultado normal de uma medição da pressão arterial num adulto é: 120 (sistólica) / 80 (diastólica). Leituras acima deste nível são um importante fator de risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral. Leituras de pressão arterial elevadas podem ser divididas nos seguintes níveis:


  • Pré-hipertensão (120-139/80-89)
  • Limite (120-160/90-94)
  • Brando (140-160/95-104)
  • Moderado 140-180/105-114)
  • Grave (160 /115 )

Os níveis de pressão arterial entre o "Limite" e o "Moderado" geralmente não apresentam sintomas. Hipertensão Grave pode estar associada com o aumento da sonolência, confusão, dor de cabeça, náuseas e vómitos.


O que causa Pressão Arterial Elevada?


A pressão arterial elevada está intimamente relacionada ao estilo de vida e fatores dietéticos. Fatores de estilo de vida importantes que podem causar a pressão arterial elevada incluem: consumo de café, o consumo de álcool, falta de exercício, stress e tabagismo. Fatores dietéticos importantes incluem: obesidade; relação entre o sódio e potássio elevada; pouca fibra, dieta rica em açúcar; alto teor de gordura saturada e ingestão baixa de gorduras essenciais; e uma dieta pobre em cálcio, magnésio e vitamina C.


Que fatores dietéticos são importantes na Pressão Arterial Elevada?


Atingir o peso corporal ideal é a recomendação mais importante para as pessoas com pressão arterial elevada. Mesmo pequenas quantidades de perda de peso, muitas vezes produzem uma redução significativa na pressão sanguínea. Veja Perda de Peso para mais informações.


Uma dieta rica em sódio e pobre em potássio está associada com pressão arterial elevada. A maneira mais fácil de reduzir a ingestão de sódio é evitar alimentos preparados e sal de cozinha. A melhor maneira de aumentar os níveis de potássio é o aumento da ingestão de frutas, vegetais, grãos integrais e legumes.


Alimentos especiais para as pessoas com pressão arterial elevada incluem aipo; alho e cebola; nozes e sementes; peixes de água fria, por exemplo, o salmão e a cavala, ou produtos de óleo de peixe concentrados em gorduras ómega 3 pelo EPA e DHA; folhas verdes de vegetais e algas comestíveis devido ao seu cálcio e magnésio; linhaça moída, grãos integrais e legumes pela sua fibra; e alimentos ricos em vitamina C, como brócolos e frutas cítricas.


Que suplementos nutricionais devo tomar para Pressão Alta?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência;Vitamina D3 2.000-5.000 UI/dia;Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/dia.


O Magnésio tem sido indicado para reduzir a pressão arterial, particularmente em pacientes que já estão a usar medicação para a pressão arterial elevada. Dosagem: 150 a 250 mg três vezes por dia. As melhores formulações são o citrato de magnésio, malato, glicinato, e aspartato.


AVISO: Pessoas com doença renal ou doença cardíaca grave (tais como bloqueio atrioventricular de grau elevado) não devem tomar magnésio, a menos que sob a orientação direta de um médico.


Péptidos de Sarda (por exemplo, PeptAce), é uma mistura purificada de pequenos péptidos (proteínas) derivados do peixe Sarda, que relaxam as paredes arteriais e ajudam a reduzir o volume de fluido. Estudos clínicos têm demonstrado que estes péptidos de Sarda são eficazes para melhorar o controlo da pressão arterial. O grau de redução da pressão arterial nestes estudos foi bastante significativo, reduzindo normalmente as pressões sistólica em pelo menos 10 mm Hg e diastólica em 7 mm Hg. Dosagem: 1.500 mg por dia.


Extrato de Semente de Aipo (padronizado para conter 85% 3-n-butylphthaline [3NB]) também se mostrou eficaz para ajudar a melhorar o controlo de açúcar no sangue. 3nB é um composto que é único para o aipo e é responsável pelo sabor e odor característico do aipo. Foi descoberto como sendo o componente ativo do aipo em resposta a investigações que procuravam explicar alguns dos efeitos tradicionais do aipo, tais como a diminuição da pressão arterial e o alívio das dores nas articulações. Dosagem: 75 a 150 mg duas vezes por dia.


Coenzima Q10 (CoQ10)), pode ajudar a baixar a pressão arterial em alguns casos. Dosagem: 200 a 400 mg por dia.


Alho pode baixar a pressão arterial. Dosagem: Deve fornecer um potencial total de alicina de pelo menos 4000 mcg por dia.


Como posso saber se as recomendações estão a funcionar?


Vai saber se o programa está a funcionar, monitorizando a sua pressão arterial. Não espere uma redução imediata pois estratégias de dieta, estilo de vida e suplementos muitas vezes levam de 4 a 6 semanas para começar a mostrar um efeito. Como um lembrete, a pressão arterial elevada não deve ser levada tranquilamente. Ao manter a sua pressão arterial na faixa normal, você não só irá prolongar a sua vida, mas também irá melhorar a sua qualidade de vida. Isto é especialmente verdadeiro se as medidas tomadas forem naturais, em vez de medicamentos; os medicamentos possuem efeitos colaterais significativos, tais como fadiga, dores de cabeça e impotência.


Se você tem hipertensão grave ou se com a abordagem natural a sua pressão arterial não caiu abaixo de 140/105, precisará de um médico para escolher o medicamento mais apropriado. A dieta, estilo de vida e suplementos recomendados acima são perfeitamente seguros para serem utilizados em conjunto com medicamentos para a pressão arterial elevada.

O que é o Controlo do Açúcar no Sangue?
O corpo esforça-se para manter os níveis de açúcar o sangue (glicose) dentro de um limite estreito. Níveis muito altos ou muito baixos de açúcar no sangue podem ter consequências graves. Uma das hormonas-chave no controlo do açúcar no sangue é a insulina. Em resposta a um aumento do açúcar no sangue após uma refeição, o pâncreas segrega insulina para a corrente sanguínea ajudando a conduzir a glicose para as células.
É amplamente aceite que uma dieta rica em carbohidratos refinados (açúcares) é o fator contribuinte mais importante para a perda de controlo do açúcar no sangue. Tal dieta faz com que as células de todo o corpo se tornem menos sensíveis à insulina, provocando uma condição conhecida como resistência à insulina.
A resistência à insulina, muitas vezes leva à obesidade e diabetes tipo 2. É também um importante fator fundamental em uma ampla gama de problemas crónicos de saúde, incluindo doenças cardíacas, doença de Alzheimer, câncer e degeneração macular. Todo esforço deve ser feito para manter o controlo adequado do açúcar no sangue para evitar a resistência à insulina.


O Que Provoca a Perda de Controlo do Açúcar no Sangue?
A resistência à insulina está intimamente ligada à obesidade abdominal. Se a sua circunferência da cintura é maior do que a da sua anca (quadris), há uma probabilidade muito forte de que sofra de resistência à insulina. À medida que as células de gordura no abdómen crescem em tamanho ou número, elas segregam um número de produtos biológicos (por exemplo, de resistina) que amortecem o efeito da insulina, prejudicam a utilização da glicose no músculo esquelético, e promovem a produção de glicose (açúcar no sangue) pelo fígado. Também é importante salientar que, à medida que o número e tamanho das células de gordura aumentam, elas conduzem a uma redução na secreção de compostos que promovem a ação da insulina, incluindo uma nova proteína produzida por células de gordura conhecida como adiponectina.


Que fatores dietéticos são importantes no Controlo do Açúcar no Sangue?
A perda de peso, em especial uma redução significativa na percentagem de gordura corporal, é um objetivo primordial para melhorar o controle do açúcar no sangue na maioria dos indivíduos. Também é importante evitar açúcares refinados, produtos de farinha branca, e outras fontes de açúcares simples que são rapidamente absorvidos para a corrente sanguínea, causando um rápido aumento do açúcar no sangue, que desregula severamente o controlo do açúcar no sangue.
O aumento da ingestão de fibras dietéticas, especialmente a sua forma solúvel, é muito importante. A fibra solúvel é capaz de retardar a digestão e a absorção de hidratos de carbono, impedindo assim um rápido aumento de açúcar no sangue. Estas fibras também estão associadas com o aumento da sensibilidade dos tecidos à insulina e a melhoria da captação de glicose pelos músculos, fígado e outros tecidos, prevenindo deste modo uma elevação do nível de açúcar no sangue.
Boas fontes de fibra solúvel são particularmente legumes, farelo de aveia, nozes, sementes, pêras, maçãs, e a maioria dos vegetais. Grandes quantidades de alimentos de origem vegetal devem ser consumidos para se obter fibra dietética suficiente, embora feijões, ervilhas e legumes em geral são as melhores fontes para a ingestão elevada de fibra em quantidades relativamente fáceis de ingerir.


Que Suplementos Nutricionais Devo Tomar para Controlar o Açúcar no Sangue?
Suplementos Fundamentais. Vários de alta potência; vitamina D3 2.000-5.000 UI/dia;Óleo de Peixe<, o EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/dia. Particularmente importantes são os níveis suficientes de crómio, ou seja, 200 a 600 mcg por dia.

PolyGlycoplex (PGX®) é uma matriz de fibra dietética revolucionária que é sustentada por mais de 15 anos de pesquisa e desenvolvimento, juntamente com extensos estudos pré-clínicos e clínicos. A PGX é 100% natural e não causa habituação e é segura para o consumo, sem efeitos adversos graves. Estudos clínicos aprofundados indicam que a PGX exerce os seguintes benefícios:


  • Reduz o apetite e promove a perda de peso eficaz
  • Estabiliza o controlo de açúcar no sangue
  • Aumenta a sensibilidade à insulina
  • Reduz o índice glicémico de qualquer alimento, bebida ou refeição em 35-50%.
  • Diminui o colesterol e triglicéridos no sangue

A PGX está disponível numa variedade de diferentes formas, tais como grânulos, cápsulas, e faz parte de bebidas e shakes para a saciedade ou de substituição de refeição. Dosagem: 2,5 a 5 gramas antes das refeições

Escolha uma das seguintes opções:


  • Extrato de folha de Amora tem demonstrado capacidade de ajudar a manter o controlo do açúcar no sangue, bem como promover a perda de peso. Dosagem: geralmente equivalente a 3.000 mg de folhas de amoreira secas por dia. A dosagem para um extrato cd 10:1 é de 100 mg três vezes por dia antes das refeições.
  • Berberina é um alcaloide da casca de bérberis que tem mostrado efeitos positivos e significativos no controlo do açúcar no sangue em estudos clínicos. Dosagem: 500 mg três vezes por dia
  • Equilíbrio da Glicose é uma fórmula de ervas que eu desenvolvi junto com Michael Lyon, D.M., que contém uma combinação de extratos de plantas medicinais que tenham sido úteis em manter o suporte adequado ao açúcar no sangue. Dosagem: Dois comprimidos duas vezes por dia.

Ácido alfa-lipóico é um composto semelhante a uma vitamina, envolvido no metabolismo de energia que ajuda a controlar o açúcar no sangue e é um apoio fundamental na função adequada do nervo. Fornece suporte nutricional valioso para qualquer pessoa com pouco controlo de açúcar no sangue. Dosagem: 200 a 400 mg por dia


Semente de Uva, Casca de Pinheiro, ou Extracto de Chá Verde (ou outro extrato apropriado rico em flavonoides) fornecem um apoio antioxidante importante para proteger contra os danos causados pela perda de controlo do açúcar no sangue. Dosagem: 150 a 300 mg por dia


Como faço para saber se o programa está funcionando?
Se você tem pouco controlo de açúcar no sangue é importante monitorizar o açúcar no sangue. A disponibilidade de kits de monitorização de glicose em casa faz com que seja mais fácil agora do que no passado para monitorizar os níveis de açúcar no sangue. Outra melhoria importante é a medição do nível sanguíneo de hemoglobina glicosilada (HgbA1c), o que permite a monitorização dos níveis de açúcar no sangue durante um longo período de tempo. Você vai saber se o programa está funcionando, se há uma melhoria no controlo de açúcar no sangue observado pela monitorização da glicose em casa ou do nível HgbA1c.

Saúde Óssea

O que é a Saúde Óssea?


A maior preocupação com a saúde dos ossos é evitar a osteoporose, que literalmente significa "osso poroso". A osteoporose envolve tanto a componente mineral (inorgânica) e a não mineral (matriz orgânica, composta principalmente de proteína) do osso. O osso é um tecido vivo dinâmico que está constantemente a ser dividido e reconstruído, mesmo em adultos. A saúde óssea é melhor determinada pela absorciometria de dupla energia de raios-X (DEXA) uma técnica que mede a densidade óssea.


O que causa a Saúde Óssea?


O metabolismo ósseo normal é dependente de uma interação complexa de muitos fatores nutricionais, estilo de vida e hormonais. Muitos fatores dietéticos têm sido sugeridos como causa de osteoporose, incluindo: baixa ingestão de cálcio e alta de fósforo, dieta de alta proteína, dieta rica em alimentos que libertam resíduos ácidos, a ingestão elevada de sal, e deficiências minerais, para citar alguns. A pouca saúde óssea é mais comum em mulheres asiáticas e brancas na pós-menopausa. Outros fatores de risco incluem: histórico familiar de osteoporose; inatividade física; baixa estatura, baixa massa corporal, e/ou ossos pequenos; e nunca ter engravidado.


Apesar de fatores nutricionais serem importantes, o exercício físico, consistindo de uma hora de atividade moderada (por exemplo, caminhada, musculação, dança etc.) três vezes por semana, é indicado para prevenir a perda óssea e na verdade, aumenta a massa óssea em mulheres na pós-menopausa.

Que fatores dietéticos são importantes para a Saúde Óssea?


Uma dieta rica em proteína está associada com um aumento da excreção de cálcio na urina e também o aumento do risco de osteoporose. Aumentando a ingestão diária de proteína de 47 para 142 gramas duplica-se a excreção de cálcio na urina. No entanto, pouca proteína também está associada com má saúde óssea.


Uma dieta rica em sal ou alimentos que deixam resíduos ácidos também provoca a remoção de cálcio dos ossos e aumenta a perda de cálcio pela urina. Portanto, é importante evitar o sal e comer uma dieta alcalina. Basicamente, uma dieta alcalina é aquela que se concentra em produtos vegetais, frutas, nozes e legumes, evitando o consumo excessivo de carne e produtos lácteos. Refrigerantes que contenham fosfatos (ácido fosfórico) são definitivamente de se evitar.


A ingestão de açúcar refinado também aumenta a perda de cálcio a partir do osso. O consumo regular de açúcar refinado aumenta a perda de cálcio do sangue através da urina. O cálcio é então puxado dos ossos para manter os níveis de cálcio no sangue, pois os alimentos que contêm açúcar refinado geralmente não contêm cálcio.


Vegetais de folhas verdes, incluindo brócolos, couve, couve-galega e mostarda, assim como o chá verde oferecem benefícios significativos para a saúde óssea. Estes alimentos são uma fonte rica de uma ampla gama de vitaminas e minerais que são importantes para a manutenção da saúde dos ossos, incluindo o cálcio, vitamina K1, e boro.


O que dizer do leite? Ao rever os dados do Nurses’ Health Study, um estudo envolvendo 77,761 mulheres, os pesquisadores não encontraram nenhuma evidência de que a maior ingestão de leite melhora a saúde óssea. Na verdade, as mulheres que bebiam 2 ou mais copos de leite por dia tinham um aumento de 45% do risco relativo de fratura da anca (quadril) em comparação com mulheres que consumiram um copo ou menos por semana. Por outras palavras, quanto mais leite uma mulher consumia, maior a probabilidade de sofrer uma fratura da anca (quadril).


Que suplementos nutricionais devo tomar para a Saúde Óssea?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de Alta Potência ; vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/dia.


Cálcio a suplementação de cálcio isoladamente tem mostrado pouco benefício no tratamento ou prevenção da osteoporose. Mas em combinação com a vitamina D, a suplementação de cálcio pode reduzir a taxa de perda de massa óssea em cerca de trinta por cento e oferece proteção significativa contra fraturas da anca. A dosagem recomendada de cálcio é de 1.000 mg por dia.


Vitamina D3 em suplementação está associada com o aumento da densidade óssea e estudos mostram que em combinação com o cálcio produz melhores resultados do que qualquer um dos dois nutrientes sozinhos. A suplementação de vitamina D é especialmente útil para os idosos que não têm suficiente exposição à luz solar (o que estimula a produção do corpo de vitamina D) - Aqueles que vivem em lares de idosos ou mais longe do equador, ou aqueles que não saem regularmente. Dosagem: 2.000-5.000 UI por dia


Magnésio a suplementação é considerada por alguns especialistas ser tão importante como a suplementação de cálcio para a saúde óssea. A dosagem recomendada é de 250 a 500 mg por dia.


Biosil é uma forma de sílica altamente bio disponível que tem mostrado efeitos clínicos na melhoria da densidade óssea e do teor de colagénio do osso. Ao aumentar o teor de colagénio do osso em 22% no prazo de um ano de uso, Biosil aumenta o número de locais de ligação de minerais nos ossos. Tomando uma dosagem de 6 mg por dia, verifica-se um aumento da densidade mineral do osso por 2% dentro de um ano – De forma segura e sem efeitos colaterais


Vitamina K2 ativa efetivamente a osteocalcina, uma proteína que ancora o cálcio na matriz óssea. A suplementação com 180 mcg por dia foi indicada para melhorar significativamente a saúde e densidade dos ossos.


Healthy Bones Plus da empresa Natural Factors é uma fórmula abrangente com base nas mais recentes pesquisas para promover a saúde óssea. Ele fornece: 1.000 mg de formas altamente absorvíveis de cálcio e 500 mg de magnésio; 2.000 UI de vitamina D3, 6 mg de BioSil e outros nutrientes fundamentais tanto para a matriz de colagénio e mineral do osso incluindo a vitamina K2, vitaminas do complexo B, e minerais.


Como posso saber se as recomendações estão a funcionar?


Se você é mulher, a atenção para a saúde dos ossos deve ser um objetivo de vida. Eu recomendo obter uma avaliação da densidade óssea, bem como um rastreio DEXA. Ele pode fornecer informação valiosa sobre a sua densidade óssea e também pode ser utilizado como um monitor a longo prazo.

Saúde do Cérebro

O que é a Saúde do Cérebro?


O cérebro humano é o tecido mais ativo metabolicamente no organismo. Como tal, o bom funcionamento requer não só uma corrente constante, de oxigénio, mas também de nutrição. Uma quantidade considerável de pesquisas científicas estão a documentar o enorme papel que a dieta e a suplementação nutricional desempenham no funcionamento saudável do cérebro.


Em particular, as pesquisas mostram os efeitos imediatos de abordagens nutricionais para melhorar a função cerebral. Quer seja em crianças ou em adultos mais velhos, os princípios básicos de melhorar a saúde do cérebro envolvem o fornecimento de nutrientes-chave que contribuem para o bom funcionamento das células do cérebro e daqueles que fornecem proteção contra os danos das células cerebrais.


O que causa a Saúde do Cérebro?


Tanto nas crianças como nos idosos, os fatores nutricionais aparentam ser os principais determinantes da saúde do cérebro. Numerosos estudos em crianças e adultos têm mostrado que a função mental está diretamente relacionada ao estado nutricional. O estado nutricional mais elevado equivale a uma maior função mental. A deficiência de praticamente qualquer nutriente pode levar a uma alteração da função cerebral.


A saúde do cérebro também é influenciada por outros fatores, incluindo o aumento do dano oxidativo e inflamação; lesão traumática na cabeça; e exposição a toxinas de fontes ambientais, tais como metais pesados e solventes, que têm sido implicados como sendo fatores causais que levam a uma saúde cerebral debilitada.


Que fatores da dieta são importantes para a Saúde do Cérebro?


O cérebro utiliza cerca de 40% da nutrição que consumimos diariamente. Então, nós efetivamente comemos mais para preservar e promover a função cerebral do que de qualquer outro órgão. Tendo isto em conta, é fundamental comer uma dieta rica em nutrientes essenciais para o cérebro. Aqui estão algumas recomendações dietéticas chave:


  • O seu cérebro é em grande parte composto por gorduras, por isso é importante aumentar a ingestão de gorduras boas. Aumentar a ingestão de óleos ómega-3 comendo óleo de linhaça, nozes e peixes de água fria (salmão, cavala, arenque, sardinha, etc.). Também aumentar a ingestão de gorduras monoinsaturadas comendo mais nozes e sementes, incluindo amêndoas, castanhas, coco, avelãs, nozes de macadâmia, nozes, pinhões, pistácios, gergelim e sementes de girassol, e usando óleos monoinsaturados, tais como azeite, abacate ou óleo de canola para cozinhar.
  • Comer cinco ou mais porções diárias de uma combinação de legumes e frutas, especialmente vegetais de cor verde, laranja e amarela; bagas de cor escura; e frutas cítricas. Os compostos antioxidantes nestes alimentos de origem vegetal, tais como os flavonoides, carotenos, selénio, vitamina E e vitamina C, são importantes na proteção contra o desenvolvimento de aterosclerose.
  • Limite a ingestão de carbohidratos refinados (açúcar e grãos refinados). O açúcar e outros hidratos de carbono refinados são fatores significativos para o desenvolvimento de aterosclerose, inflamação, e resistência à insulina.
  • Elimine carnes defumadas ou ressecadas, como salsichas, salame, bacon, etc. Estes alimentos são muito maus para o cérebro.
  • Evite aditivos alimentares, tais como conservantes artificiais, aromatizantes, e corantes.

Que suplementos nutricionais devo tomar para doença de Alzheimer?


Suplementos Fundamentais


  • Um multivitamínico de alta potência e com minerais.Vários estudos têm demonstrado que a suplementação com multivitamínicos pode aumentar a inteligência não verbal em algumas crianças. Em outras palavras, tomando um suplemento de múltiplas vitaminas e minerais pode tornar algumas crianças mais inteligentes. Estes estudos destacam o papel essencial de muitas vitaminas e minerais na função cerebral. Estudos em adultos também mostram benefícios. Nutrientes especialmente importantes para as funções do cérebro e do sistema nervoso incluem a tiamina, niacina, vitamina B6, vitamina B12, cobre, iodo, ferro, magnésio, manganês, potássio e zinco. A deficiência de qualquer um destes nutrientes essenciais irá resultar em cérebro e função do sistema nervoso prejudicados.
  • Vitamina D 2.000-5.000 UI/dia.
  • Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia. Numerosos estudos têm mostrado que o EPA e o DHA são fundamentais para o bom funcionamento do cérebro em adultos e crianças. Um estudo de 2013 feito pela prestigiosa Universidade de Oxford, no Reino Unido, indica que os níveis de EPA DHA “ previram significativamente” a capacidade das crianças para se concentrarem e aprenderem. Estudos em adultos mostram importância similar.

Semente de Uva ou Extrato de Casca de Pinheiro contêm flavonoides que produzem um combinação de efeitos que são de grande valor na proteção do cérebro. Um estudo descobriu que 1 mês tomando extrato de casca de pinheiro (1 mg / kg de peso corporal) melhorou a atenção e coordenação visual-motora e a concentração de crianças com défice de atenção. Dosagem: 100 a 300 mg por dia


Fosfatidilserina desempenha um papel importante na determinação da integridade e fluidez das membranas celulares do cérebro. Normalmente, o cérebro pode fabricar níveis suficientes de fosfatidilserina, mas se houver uma deficiência de ácido fólico e vitamina B12, ou de ácidos gordos essenciais, o cérebro pode não ser capaz de fazer fosfatidilserina suficiente. Os baixos níveis de fosfatidilserina do cérebro estão associados à função mental debilitada e depressão em idosos. Mais de uma dúzia de estudos experimentais demonstraram que fosfatidilserina melhora a função mental, humor e comportamento de pacientes. Dosagem: 100 mg três vezes por dia.


PQQ (pirroloquinolina quinona) é um novo composto de vitamina encontrado em alimentos de origem vegetal que tem mostrado uma grande variedade de benefícios para as funções cerebrais e corporais. Exerce um efeito sinérgico com CoQ10 e é vital para a função das mitocôndrias (os compartimentos de produção de energia das nossas células). Ambos, CoQ10 e PQQ protegem as células do cérebro de danos. Em combinação têm mostrado ser restauradores da memória em estudos feitos em animais e humanos. Dosagem: 10 a 20 mg de PQQ diária juntamente com 200 a 300 mg de CoQ10.


Como faço para saber se o programa está a funcionar?


As melhorias na função mental e memória devem ser evidentes após 2-3 meses neste programa.

Saúde da Mama

O que é Saúde da Mama?


A grande preocupação em relação à saúde da mama para as mulheres é o câncer da mama. Uma outra preocupação é a doença fibrocística da mama (FBD), também conhecida como a mastite cística, é uma condição benigna da mama associada com a presença de múltiplos cistos no tecido da mama. Apesar de ser considerado um fator de risco para o câncer de mama, não é um elemento tão significativo como os clássicos fatores de risco do câncer de mama, histórico familiar, início precoce da menstruação (menarca), e a primeira gravidez tardia ou não engravidar.


O que afeta a Saúde da Mama?


Os principais fatores que afetam a saúde da mama são as hormonas. Por exemplo, FBD é aparentemente o resultado de um aumento da proporção de estrogénio para progesterona. No entanto, outras hormonas são também importantes. Por exemplo, as mudanças dentro da mama na FBD podem ser devido à hormona prolactina. Normalmente, níveis significativamente elevados de prolactina são encontrados em mulheres com FBD.


Em relação ao câncer de mama, em muitos casos, também é influenciado pelo excesso de estrogénio, embora outros fatores, como a idade, genética e agentes ambientais, incluindo xenoestrogénios (compostos sintéticos que imitam o estrogénio), fumo passivo, pesticidas, herbicidas, linhas de energia, cobertores elétricos, radiação e falta de exposição à luz solar.


Que fatores dietéticos são importantes na Saúde da Mama?


A dieta é um aspeto crítico da saúde da mama. Em relação ao câncer de mama, a Tabela 1 fornece uma lista de fatores dietéticos ligados ao risco de câncer de mama.


A tabela 1. Fatores dietéticos no câncer da mama



Fatores que podem aumentar o risco

Fatores que podem reduzir risco

Carnes

Peixe

Gordura Total

Cereais integrais

Gorduras saturadas

Soja e outras leguminosas

Laticínios

Repolho

Açúcar refinado

Vegetais

Total de calorias

Nozes

Álcool

Frutas


Os alimentos mais importantes a evitar-se são grelhados ou assados em altas temperaturas. Quando grelhada ou assada em temperaturas elevadas, a carne forma potentes agentes cancerígenos incluindo os peróxidos lipídicos tóxicos (especialmente os de ácido alfa-linoleico) e aminas heterocíclicas. Estes compostos são extremamente prejudiciais para o tecido da mama.


Na FBD, a dieta deve enfatizar integrais, alimentos não processados: grãos integrais, legumes, vegetais, frutas, nozes e sementes. Estas recomendações podem ajudar a promover os movimentos intestinais regulares. As mulheres que têm menos de três evacuações por semana têm 4,5 vezes mais taxa de FBD do que as mulheres que têm pelo menos uma evacuação por dia. Esta associação é provavelmente devido à flora bacteriana no intestino grosso transformar esteroides excretados em derivados tóxicos ou permitir que estes esteroides excretados sejam reabsorvidos.


Linhaça moída promove a saúde da mama, porque fornece compostos de fibras especiais conhecidas como lignanas. Estes componentes são compostos de fibra que podem ligar-se aos recetores de estrogénio e interferir com o efeito promotor de câncer do estrogénio no tecido mamário. As lignanas também aumentam um composto conhecido como globulina de ligação ao hormônio sexual, ou de SHBG. Esta proteína regula os níveis de estrogénio por escoltar o excesso de estrogénio do corpo. FortiFlax contém linhaça moída num recipiente especial embalado a vácuo para a máxima frescura. A moagem torna as lignanas da linhaça mais bio disponíveis. Tomar uma ou duas colheres de sopa por dia adicionados aos alimentos como os cereais quentes, saladas, ou batidos.


Que suplementos nutricionais são importantes para a Saúde da Mama?


Suplementos Fundamentais. multivitamínicos de alta potência; 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


EstroSense é uma fórmula concebida para reduzir os efeitos tóxicos do estrogénio e do xenoestrogénio. Fornece um número de compostos que se têm mostrado benéficos em ajudar a desintoxicar e eliminar o excesso de estrogênios, incluindo:


  • Indol-3-carbinol (I3C), diindolylmethane (DIM) e sulforafano - fitonutrientes anticancerígenos encontrados em vegetais crucíferos. A investigação demonstrou que estes compostos ajudam na quebra de estrogénios causadores de câncer em formas não tóxicas
  • Cálcio D-glucarato - previne a reabsorção de estrogénios excretados
  • .
  • Polifenóis do chá verde – bloqueiam os efeitos negativos do estrogénio e têm se mostrado eficazes como protetores contra os cancros relacionados com o estrogénio.

Dosagem: Tome 2 cápsulas duas vezes ao dia. NOTA: I3C e DIM podem ser tomados de forma independente como uma alternativa.


Brevail fornece lignanas do linho em forma de comprimido. Brevail aumenta as concentrações lignana no corpo para coincidir com os níveis detetados em mulheres que coletivamente demonstram um histórico extraordinário de saúde da mama e equilíbrio hormonal. Dosagem: Uma cápsula diariamente


Extrato de Chá Verde pode fornecer as ações de proteção contra o câncer da mama sem a cafeína. Estudos têm sugerido que as taxas de câncer de mama são mais baixas no Japão, em parte porque as pessoas normalmente bebem cerca de 3 chávenas de chá verde por dia. Neste ritmo eles consomem cerca de 3 gramas de componentes solúveis, que produzem uma dose diária de cerca de 240 a 320 miligramas de polifenóis. Para obter o mesmo grau de proteção com comprimidos contendo extrato de chá verde padronizado em 80 por cento de conteúdo de polifenóis totais significaria tomar uma dose diária de 300 a 400 miligramas.


Como faço para saber se o programa está funcionando?


Na FBD, há uma redução da dor e dos cistos. No câncer da mama, não existe nenhuma forma discernível de monitorização.

Chemotherapy

O que é o Apoio ao Tratamento de Quimioterapia para o Câncer?


A quimioterapia refere-se à utilização de medicamentos para tratar o câncer. Para muitas pessoas o próprio pensamento na quimioterapia evoca imagens horríveis de náuseas debilitantes, vómitos, diarreia e fraqueza. Na verdade, a quimioterapia pode induzir esses sintomas e muitos mais, no entanto, novas medicações tornaram a maioria dos regimes de quimioterapia mais bem tolerados do que no passado. No entanto, a quimioterapia pode produzir uma vasta gama de efeitos colaterais indesejáveis que podem ser reduzidos com o apoio nutricional adequado.


Que fatores dietéticos são importantes no apoio à quimioterapia?


O suporte nutricional para o paciente com câncer submetido à quimioterapia é um espectro. Aqueles com câncer avançado ou aqueles que atravessarem a quimioterapia geralmente serão desafiados com baixos níveis de energia, perda de apetite e náuseas (e, possivelmente até mesmo vómitos). Para estes indivíduos, as seguintes sugestões na dieta podem ajudar a melhorar o estado nutricional:


  • Comer pequenas refeições frequentes (a cada 1-2 horas), invés de grandes refeições com menos frequência.
  • Mantenha-se bem hidratado e beba 2 a 3 copos de sumo de vegetais frescos diariamente. Pode ser tomado com alimentos, ou melhor ainda ter no meio da manhã uma “pausa para o sumo ”.
  • Beber um smoothie de alta proteína, uma ou duas vezes por dia (discutido abaixo). Os smoothies podem tomar o lugar de um pequeno-almoço e como um lanche no meio da tarde.
  • Tente gengibre – remédio natural para náuseas e vómitos – como chá, sumo (usar gengibre fresco) ou no arroz.
  • Use temperos extras, especiarias e aromas para melhorar o gosto da comida.
  • Evite aromas que sejam muito doces ou muito amargos. Uma maior sensibilidade ao sabor dos alimentos pode causar um gosto insípido ou aborrecido.
  • Comer alimentos macios, húmidos como smoothies, bananas, arroz integral, batata doce, etc; e evitar alimentos duros e secos, como cereais, bolachas e doces duros.
  • Dê pequenas mordidas e mastigue completamente.
  • Beba pelo menos 6 copos de água por dia, além dos 2 a 3 copos de sumo de frutas frescas ou vegetais.

Os pacientes com câncer muitas vezes precisam aumentar a sua ingestão de proteínas, especialmente se mostrarem sinais de desgaste muscular (caquexia) ou se estão a fazer quimioterapia. A proteína ajuda a manter a massa muscular, nutre a mucosa do trato gastrointestinal, aumenta as contagens sanguíneas, cura os tecidos e estimula o sistema imunitário para ajudar a combater o câncer e prevenir infecções. Por outro lado, o consumo de proteína inadequada retarda a recuperação da doença e diminui a resistência à infecção. Os pacientes submetidos a quimioterapia podem necessitar de 50% mais proteína do que o habitual.


Smoothies à base de proteínas são um caminho delicioso e ideal para as pessoas com câncer consumirem muita proteína de alta qualidade. A proteína de soro de leite (whey) é melhor, pois tem o maior valor biológico (VB) de todas as proteínas. O VB é uma medida que indica a quantidade da proteína ingerida que é efetivamente absorvida, retida, e usada no corpo (em oposição à quantidade não utilizada que passa para fora do corpo). Uma razão pela qual o VB da proteína do soro do leite é tão elevada é devido ao facto de ter as maiores concentrações de glutamina (um aminoácido) e aminoácidos de cadeia ramificada (BCAAs) encontrados na natureza. A glutamina e os aminoácidos de cadeia ramificada são essenciais para a saúde celular e síntese da proteína.


Que suplementos nutricionais devo tomar para dar apoio a quimioterapia?


Aqui estão algumas recomendações básicas adequadas para a maioria dos agentes quimioterápicos.


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos e minerais de alta potência; Vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia;Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.

Proteína Whey (veja acima).Recomendação de dosagem 50 a 100 g por dia.


Enzimas proteolíticas referem-se às várias enzimas que quebram as proteínas em unidades menores. Estas enzimas incluem a protease pancreática, quimotripsina e tripsina, bromelina (enzima do abacaxi), papaína (enzima de papaia), protéases fúngicas e Serratia peptidase (a enzima “bicho da seda”). As enzimas proteolíticas têm uma longa história de uso para dar suporte a pacientes com câncer. Estudos clínicos têm demonstrado melhorias no estado geral dos pacientes, qualidade de vida, e melhorias moderadas a significativas na expectativa de vida. Os complexos de enzimas proteolíticas deve ser tomados com o estômago vazio quando está a ser utilizado para outros efeitos que não o auxílio digestivo. Para a dosagem, siga as instruções do rótulo e tome três vezes ao dia, vinte minutos ou mais antes das refeições.


Maitake Gold é um extrato especial de cogumelo maitake que tem demonstrado atividade mais acentuada em comparação com outros extratos de cogumelos. Maitake Gold possui uma fração do maitake que tem mostrado uma capacidade significativa para estimular os glóbulos brancos do sangue conhecidos como macrófagos (tradução literal “ grandes comedores ”). Estes glóbulos brancos são especializados em fagocitar ou engolir partículas estranhas incluindo as células cancerígenas, bactérias e restos celulares. Maitake Gold parece ajudar a reduzir os efeitos secundários da quimioterapia convencional (e radiação) e, ao mesmo tempo, possivelmente, melhorar a sua eficácia. Por exemplo, 90% dos pacientes experimentaram uma redução nos efeitos secundários comuns da quimioterapia, incluindo a perda de cabelo, diminuição da contagem de glóbulos brancos do sangue, náuseas, vómitos e perda de apetite; e os níveis de dor foram reduzidos em 83% dos pacientes. Os resultados foram melhores em câncer da mama, pulmão e fígado. A dosagem de Maitake Gold é baseada no peso do corpo, de 0,5 mg a 1,0 mg por cada 1 kg (2.2 pounds) de peso corporal por dia. Isto traduz-se numa dosagem de cerca de 35-70 mg por dia. Para melhores resultados tomar 20 minutos antes das refeições ou com o estômago vazio.


Theracurmin é uma forma especial de curcumina, o pigmento amarelo do açafrão (Curcuma longa). Ele demonstrou o maior grau de biodisponibilidade em produtos de curcumina e tem mostrado melhorar a qualidade de vida e reduzir a contagem de efeitos secundários da quimioterapia, especialmente aqueles relacionados com a função gastrointestinal e fadiga. Dosagem: 240 a 420 mg diárias.


Coenzima Q10 é muito importante para auxiliar pessoas que tomam o remédio doxorrubicina. Esta droga é especialmente prejudicial para o coração e pode produzir sérios danos cardíacos (cardiomiopatia). Na verdade, os danos no coração são muitas vezes fatais. Certo número de estudos demonstraram que CoQ10 pode evitar a toxicidade cardíaca associada com a doxorrubicina, sem reduzir o efeito anti-tumoral. Dosagem: 100 a 200 mg por dia


Como faço para saber se o programa está a funcionar?


Devem ser observados: efeitos colaterais reduzidos, especialmente em níveis de energia, função gastrointestinal e perda de massa muscular.

Colesterol

O que é o colesterol?


O colesterol é uma substância gordurosa no corpo que apresenta várias funções vitais. É um bloco de construção para várias hormonas e ácidos biliares; e desempenha um papel importante na estabilização das membranas celulares. Embora os níveis de colesterol bom sejam importantes para uma boa saúde, a evidência demonstra esmagadoramente que os níveis de colesterol no sangue aumentam o risco de morte por doença cardíaca.


O colesterol é transportado no sangue por lipoproteínas. A lipoproteína de baixa densidade (LDL) é responsável pelo transporte de gorduras (principalmente triglicéridos e colesterol) a partir do fígado para as células do corpo, e o aumento dos níveis de LDL estão associados com um risco aumentado de desenvolvimento de aterosclerose, a causa primária de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral. Em contraste, a lipoproteína de alta densidade (HDL) é responsável pela devolução de gorduras ao fígado, e o aumento de HDL está associado com um baixo risco de ataque cardíaco.


Atualmente, os peritos recomendam que o nível total de colesterol no sangue deve ser inferior a 200 mg/dl a partir de uma amostra de sangue em jejum. O nível de HDL deve ser maior do que 40 mg/dl. O limite do nível de LDL é baseado no seu histórico de saúde atual e em fatores de risco:


  • Menos de 100 mg/dl para as pessoas que têm doença arterial coronária, diabetes, ou um risco estimado elevado num prazo de 10 anos, como determinado por um médico.
  • Menos de 130 mg/dl para as pessoas que não têm doença arterial coronária ou risco equivalente por isso, mas que têm dois ou mais fatores de risco. Os fatores de risco incluem a idade, a baixa atividade, fumar e estar acima do peso.
  • Menos de 160 mg/dl para as pessoas que não têm ou têm apenas um fator de risco para a doença arterial coronária.

O que causa o colesterol alto?


Os níveis elevados de colesterol são geralmente reflexo de fatores alimentares e de estilo de vida, embora também possa ser devido a fatores genéticos.


Que fatores dietéticos são importantes para diminuir o colesterol alto?


As principais recomendações são para comer menos gordura saturada e colesterol, reduzindo ou eliminando as quantidades de produtos de origem animal na dieta. Aumentar o consumo de alimentos de origem vegetal (frutas, vegetais, grãos, legumes, nozes e sementes cruas) ricos em fibras. Ao tentar baixar o colesterol através da dieta é importante comer uma variedade de vegetais para baixar o colesterol, incluindo o aipo, beterraba, beringela, alho e cebola, pimentões e vegetais de raiz.


As dietas ricas em leguminosas (feijão) estão a ser utilizadas para reduzir níveis de colesterol, e a proteína de soja tem se mostrado em alguns estudos ser capaz de reduzir os níveis de LDL em 35-40%. Nozes e sementes, em especial amêndoas, nozes e linhaça moída também são bastante úteis na redução do colesterol através de sua fibra, óleo monoinsaturado, e teor de gorduras essenciais.


Que suplementos nutricionais devo tomar para o colesterol alto?


Suplementos Fundamentais. Múltiplos de alta potência; A vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Niacina (vitamina B3) é o agente de redução do colesterol natural mais pesquisado. Na verdade, vários estudos têm indicado que a niacina produz melhores resultados globais do que os medicamentos para baixar o colesterol, incluindo as Estatinas. Para melhores resultados, deve escolher formas de libertação intermédia para ajudar a evitar a ruborização da pele causada pela niacina. Comece com uma dose de 500 mg à noite antes de ir para a cama durante uma semana. Aumente a dosagem para 1.000 mg na próxima semana e 1.500 mg na semana seguinte. Fique na dosagem de 1.500 mg durante dois meses antes de verificar os resultados – A dosagem pode ser ajustada para cima ou para baixo, dependendo da situação


Extrato de Citrus Sytrinol, um extrato especial de casca de frutas cítricas, e extrato de bergamota obtido a partir de um tipo de fruta cítrica têm produzido resultados clínicos muito semelhantes às estatinas, mas sem efeitos colaterais. Dosagem: Sytrinol, 150 mg duas vezes ao dia; extrato de bergamota, 500 mg duas a três vezes por dia.


Alho pode reduzir o colesterol total em cerca de 10-12%, diminuir LDL em 12-15%, e aumentar os níveis de HDL em 10-12%. Dosagem: Deve fornecer um potencial total de alicina de pelo menos 4.000 mcg


Como posso saber se as recomendações estão a funcionar?


Nos primeiros dois meses, tanto a niacina, o extrato Sytrinol, ou a bergamota tipicamente produzem reduções do nível de colesterol total de 50 a 75 mg/dl em pacientes com níveis de colesterol total inicial acima de 250 mg/dl. Nos casos em que o nível de colesterol inicial é acima de 300 mg/dl, eu recomendaria usar ambos a niacina e Sytrinol ou extrato de bergamota. Pode levar de quatro a seis meses antes de os níveis de colesterol começarem a atingir níveis recomendados. Uma vez que o nível de colesterol é reduzido abaixo de 200 mg/dl, deve-se reduzir a dose de niacina em 50% e verifique novamente os níveis após dois meses. Se os níveis de colesterol passarem acima de 200 mg/dl, aumentar a dose de volta para a recomendação completa. Se o nível de colesterol permanece abaixo de 200 mg/dl, em seguida, retirar a niacina completamente e verificar os níveis de colesterol em dois meses. Restabelecer a suplementação se os níveis passarem mais de 200 mg/dl. Se eles se mantiverem abaixo de 200 mg/dl você poderá interromper o Sytrinol ou a bergamota.

Constipação

O que é a obstipação?


A obstipação refere-se à incapacidade em defecar. Fezes duras, pequenas e difíceis de expulsar, são as queixas mais frequentes. A frequência da defecação e a consistência e volume de fezes variam muito de indivíduo para indivíduo sendo difícil determinar o que é normal. Em geral, a maioria dos médicos recomendam pelo menos uma evacuação por dia.


O que causa a prisão de ventre?


Há uma série de possíveis causas da obstipação, mas a causa mais comum da obstipação é uma dieta pobre em fibras. Outras causas comuns incluem: ingestão inadequada de líquidos; falta de atividade física; vários medicamentos (por exemplo, anestésicos, antiácidos, diuréticos, etc.); baixa função da tiroide; e síndrome do intestino irritável.


Que fatores dietéticos são importantes para a obstipação?


Uma dieta rica em fibras, o consumo de líquidos em abundância, e o exercício físico é uma solução eficaz na maioria dos casos de obstipação. Altos níveis de fibra dietética aumentam tanto a frequência e a quantidade de movimentos do intestino, diminuindo o tempo de trânsito das fezes e a absorção de toxinas a partir das fezes, o que parece ser um fator preventivo de várias doenças. Particularmente eficaz no alívio da constipação é o farelo de cereais e ameixas. A recomendação típica para o farelo é 1/2 xícara de farelo de cereais, aumentando para 11/2 xícaras ao longo de várias semanas. Ao utilizar o farelo, certifique-se que ingere bastantes líquidos. Beba pelo menos seis a oito copos de água por dia. As ameixas secas inteiras, bem como o sumo de ameixa também possuem bons efeitos laxativos. 1 copo é geralmente uma dose eficaz. Além disso, é recomendada a ingestão de 25 a 35 gramas de fibra a partir de fontes alimentares.


O consumo do leite de vaca foi determinado como sendo a causa da obstipação em cerca de dois terços das crianças com obstipação de acordo com estudos publicados na prestigiada New England Journal of Medicine.Presumivelmente, o mesmo significado vale também para os adultos.


Que suplementos nutricionais são importantes para a obstipação?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; 2.000-5.000 UI/ dia;Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Plantago ovata - contendo laxantes de volume são as fórmulas de fibra mais populares usadas para aliviar a obstipação. Outras fontes de fórmulas fibras são compostas por fibras naturais de plantas derivadas de sementes de psílio, algas, ágar, pectina, e gomas vegetais tais como goma karaya e goma de guar; outros são polissacáridos purificados, tais como a metil-celulose e carboximetilcelulose de sódio. Estes agentes de volume são os laxantes que se aproximam mais do mecanismo natural que promove uma evacuação. Dosagem: Siga as instruções do rótulo.


Sene (Cassia senna) é o mais suave dos laxantes estimulantes. A Cascara sagrada ( Rhamnus purshiana) e o aloin (do Aloe vera) são mais propensos a produzir graves cólicas, e deficiência de eletrólitos e de fluidos, e má absorção de nutrientes. Os laxantes estimulantes nunca devem ser usados como um tratamento inicial de prisão de ventre, e devem ser suspensos assim que a função intestinal normal seja restaurada. Dosagem: Siga as instruções do rótulo ao usar sene e outros laxantes estimulantes


Extrato da folha de alcachofra (Cynara scolymus) muitas vezes é bastante útil para a obstipação crónica. Funciona através do aumento da produção de bile. A bile atrai água para as fezes e age como um laxante suave. Dosagem: 150 a 300 mg por dia


Como sei se o programa está a funcionar?


O alívio da obstipação e a passagem fácil de fezes normais, bem formadas são os sinais claros de que o programa está a funcionar.

Fibromyalgia

O que é a Fibromialgia?


A fibromialgia é caracterizada por dores ou rigidez generalizadas em pelo menos três locais anatómicos durante pelo menos três meses e seis ou mais pontos dolorosos típicos e reprodutíveis. Também está associada à fadiga; dor de cabeça crónica; perturbação do sono; depressão; entorpecimento ou formigueiro nas extremidades; síndrome do intestino irritável; e à mudança dos sintomas em relação à atividade, stress e alterações climáticas.


O que provoca Fibromialgia?


A causa da fibromialgia é desconhecida. As metas de tratamento primário na fibromialgia são o aumento dos níveis de serotonina, melhorar a qualidade do sono, e garantir níveis de magnésio adequados.


Que fatores dietéticos são importantes na Fibromialgia?


Eliminar ou restringir a ingestão de açúcar refinado e alergias alimentar (ver ALERGIA ALIMENTAR). Aumentar a ingestão de magnésio. Os melhores alimentos fontes de magnésio são legumes, tofu, sementes, nozes, grãos integrais e vegetais de folhas verdes. Peixe, carne, leite e as frutas mais comumente consumidas possuem pouco magnésio. A maioria dos americanos têm uma dieta pobre em magnésio porque é rica em alimentos refinados, carnes e produtos lácteos.


Que suplementos nutricionais são importantes na Fibromialgia?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


O Magnésio é crucial para muitas funções celulares, incluindo a produção de energia, formação de proteínas e replicação celular. Níveis baixos de magnésio são normalmente achados em pacientes com fibromialgia. A suplementação com magnésio produziu resultados muito bons no tratamento da fibromialgia. Dosagem: Magnésio (citrato, malato, fumarato, sucinato, aspartato, ou glicinato) 150-250 mg três vezes por dia.


Extrato da Erva de São João (Hypericum perforatum) é frequentemente útil na fibromialgia por causa de sua capacidade de melhorar o humor e a qualidade do sono. Dosagem: (0,3% de teor de hipericina) de 900 a 1.800 mg por dia. O extrato da Erva de São João pode ser utilizado em combinação com 5-HTP e magnésio.


Como sei se o programa está a funcionar?


A maioria das pessoas relatam melhorias significativas nos primeiros 3-7 dias do programa, observando-se por uma melhor noite de sono, aumento dos níveis de energia, e menos pontos dolorosos.

.

Alergias Alimentares

O que é Alergia Alimentar?


A alergia alimentar ou sensibilidade ocorre quando há uma reação adversa à ingestão de um alimento. A reação alérgica pode ou não ser mediada (controlada e influenciada) pelo sistema imunológico. A reação alérgica pode ser causada por uma proteína, amido, ou outro componente alimentar, ou por um contaminante presente no alimento (corantes, conservantes, etc). As alergias alimentares estão associados a uma série de sintomas e condições de saúde:



Gastrointestinal

Aftas, doença celíaca, diarreia crónica, úlcera duodenal, gastrite, síndrome do intestino irritável, má absorção, colite ulcerativa

Geniturinário

Xixi na cama, infeções urinárias crónicas, nefrose

Imune

Infeções crónicas, infeções de ouvido frequentes

Mental / emocional

Ansiedade, depressão, hiperatividade, dificuldade de concentração, insónia, irritabilidade, confusão mental, alterações de personalidade, convulsões

Musculo esqueletal

Bursite, dor nas articulações, dor lombar

Respiratória

Asma, bronquite crónica, pieira

Pele

Acne, eczema, urticária, comichão, erupção cutânea

Diversos

Arritmia, edema, desmaios, fadiga, dor de cabeça, hipoglicemia, comichão no nariz ou garganta, enxaquecas, sinusite


O que causa a Alergia Alimentar?


A alergia alimentar é muitas vezes herdada. Algumas alergias alimentares são fixas e requerem que se evite a comida para toda a vida. Outras são cíclicas e refletem alterações na função imunológica devido ao stress ou exposição repetida a um alimento, má digestão e má integridade da barreira intestinal.


A alergia alimentar clássica ocorre quando uma molécula alimentar ingerida atua como um antigénio - uma substância a que se pode ligar um anticorpo. Os anticorpos são as moléculas de proteína produzidas pelos glóbulos brancos que se ligam a substâncias estranhas, neste caso, os antigénios. Ao antigénio alimentar ligam-se anticorpos alérgicos conhecidos como IgE (imunoglobulina E). As IgE são imunoglobulinas especializadas (proteínas) que se ligam a glóbulos brancos especializados conhecidos como mastócitos e basófilos. Quando a IgE e o antigénio alimentar se ligam a um mastócito ou basófilo, há libertação de histamina, que causa inchaço e inflamação.


Que fatores dietéticos são importantes na Alergia Alimentar?


Uma dieta de eliminação é valiosa na identificação de alergias alimentares. Numa dieta de eliminação de alergia exclui-se os alimentos mais consumidos e são substituídos com alimentos hipoalergénicos e alimentos raramente comidos ou fórmulas hipoalergénicas especiais. Quanto menos alimentos alergénicos comidos, maior a facilidade de estabelecer um diagnóstico usando uma dieta de eliminação. A dieta de eliminação padrão consiste em cordeiro, frango, batata, arroz, banana, maçã, e um vegetal da família do repolho (repolho, couve de Bruxelas, brócolos, etc. ). Existem variações da dieta de eliminação que são adequadas. No entanto, é extremamente importante que os alimentos alergénicos não sejam consumidos.


Durante a fase de eliminação, também pode usar RevitalX da Natural Factors, uma mistura de bebida em pó que fornece suporte nutricional direcionado para o trato intestinal. A fórmula de baixo potencial alergénico é projetada especificamente para pessoas com alergias alimentares, mas é adequada para todos. Fornece níveis equilibrados de vitaminas e minerais, fitoquímicos, e probióticos para sustentar o corpo, enquanto cura o trato gastrointestinal. Quando usado como o componente chave de uma dieta de eliminação, RevitalX é tomado duas vezes por dia. O RevitalX é feito com água ou sumo (de preferência sumo de vegetais frescos), ou pode ser feito como um smoothie de frutas.


Mantenha-se na dieta de eliminação durante pelo menos 10 dias. Se os sintomas estão relacionados com a sensibilidade ao alimento, eles tipicamente irão desaparecer durante este tempo. Se os sintomas não desaparecem, é possível que seja a reação a um alimento na dieta de eliminação seja responsável. Nesse caso, uma dieta ainda mais restrita deve ser utilizada.


Após o período de eliminação, alimentos individuais são reintroduzidos a cada dois dias. Os métodos variam desde a reintrodução apenas de uma única comida a cada dois dias ou reintroduzir um alimento a cada uma ou duas refeições. Normalmente, após o período de uma semana de “limpeza”, o paciente irá desenvolver uma sensibilidade aumentada a alimentos irritantes.


A reintrodução de alimentos alergénicos normalmente produzirá um sintoma mais grave ou reconhecível do que antes. Um registo cuidadoso, detalhado deve ser mantido; descrevendo quando os alimentos foram reintroduzidos e quais os sintomas que apareceram após reintrodução. Pode ser muito útil monitorar o pulso durante a reintrodução, pois mudanças de pulso podem ocorrer quando um alimento alergénico é consumido.


Produtos Naturais para Pessoas com Alergia Alimentar


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Enzimas digestivas podem ser úteis, especialmente as que contêm enzimas proteolíticas que são capazes de quebrar grandes proteínas dos alimentos alergénicos em péptidos não alergénicos. . Estas enzimas incluem as protéases pancreáticas quimiotripsina e tripsina, bromelina (enzima do abacaxi), papaína (enzima da papaia), protéases fúngicas, e a peptidase Serratia (a enzima do “bicho da seda”).


O Extrato de Chá Verde tem se mostrado inibidor da libertação de histamina e outros mecanismos alérgicos. Pode ter algum benefício na redução da resposta alérgica a um alérgeno alimentar, mas não houve estudos nesta área. Dosagem:. Extrato de chá verde (80-90% de polifenóis) é de 150 a 300 mg por dia.


Como faço para saber se o programa está funcionando?


O desaparecimento de qualquer sintoma atribuído a alergias alimentares durante uma dieta de eliminação é o verdadeiro determinante de uma alergia alimentar.

Gota

O que é a Gota?


A gota é um tipo comum de artrite causada por um aumento da concentração de ácido úrico (o produto da degradação final da purina - uma das unidades do DNA e RNA), em fluídos biológicos. Na gota, os cristais de ácido úrico são depositados nas articulações, tendões, rins e outros tecidos, onde causam inflamação e danos consideráveis.


A primeira articulação do dedo grande do pé é afetada em quase metade das primeiras crises, e está presente em algum momento em mais de noventa por cento dos indivíduos com gota. Se a crise progredir, irão aparecer febre e calafrios. As primeiras crises normalmente ocorrem durante a noite e são geralmente precedidas por um evento específico, tal como um excesso alimentar, ingestão de álcool, trauma, e certas drogas (sobretudo drogas quimioterápicas, certos diuréticos, aspirina, e doses elevadas de niacina).


O que causa a Gota?


A gota é o resultado quer do aumento da síntese de ácido úrico; reduzida capacidade de excretar o ácido úrico; ou ambos, produção aumentada e excreção diminuída de ácido úrico. Vários fatores dietéticos são conhecidos por serem propulsores da gota, incluindo o consumo de álcool, de alimentos com alto teor de purina (carnes de órgãos, carne, fermento, aves, etc. ), gorduras, carboidratos refinados e calorias em excesso.


Que fatores dietéticos são importantes na Gota?


Uma dieta com baixo teor de purina tem sido o pilar da terapia dietética para a gota. Os alimentos com níveis elevados de purinas devem ser totalmente excluídos. Estes incluem: carnes de órgãos, carnes, mariscos, fermentos (da cerveja e pães), arenque, sardinha, cavala e anchova. A ingestão de alimentos com níveis moderados de proteína deve ser reduzida também. Estes incluem: Leguminosas secas, espinafre, aspargos, peixes, aves, e cogumelos.


A ingestão de carboidratos refinados, frutose e gordura saturada deve ser mantido a um mínimo. Os açúcares simples (açúcar refinado, mel, xarope de ácer, xarope de milho, frutose, etc. ) aumentam a produção de ácido úrico, enquanto as gorduras saturadas diminuem a excreção de ácido úrico. A dieta deve concentrar-se em carboidratos complexos, como legumes, grãos integrais e vegetais, em vez de açúcares simples.


A ingestão liberal de líquidos mantém a urina diluída e promove a excreção de ácido úrico. Além disso, a diluição da urina reduz o risco de pedras nos rins. Beba pelo menos 6 copos de água por dia.


Cerejas, mirtilos e outros frutos vermelhos e azuis escuros são fontes ricas em flavonoides que combatem a gota. O consumo de 226g de cerejas frescas ou em lata por dia, foi demonstrado que é muito eficaz na redução dos níveis de ácido úrico e a prevenção de ataques de gota. Além do consumo de frutos ricos em flavonoides, extratos de mirtilo, semente de uva, ou casca de pinheiro podem ser usados. A recomendação de dosagem típica para estes extratos ricos em flavonoides é de 150 a 300 mg por dia.


Que suplementos nutricionais devo tomar para a Gota?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Extratos ricos em flavonoides. Escolha uma das seguintes opções:



Extrato de Aipo padronizado para conter 85% 3-n-butylphthaline (3NB) - um composto exclusivo para o aipo que é responsável pelo seu sabor e odor característico, bem como os seus efeitos medicinais - tem mostrado produzir benefícios significativos para o tratamento da gota. A dosagem recomendada é de 75 a 150 mg duas vezes por dia.


Celadrin é uma matriz toda natural de gorduras especiais acetiladas e esterificadas que reduzem a inflamação. As características originais do Celadrin® como um produto natural incluem a capacidade de reduzir a inflamação e dor rapidamente, sem efeitos colaterais, como demonstrado em ensaios clínicos publicados no internacionalmente aclamado Journal of Rheumatology. Disponível em creme e forma de cápsula, o Celadrin® está clinicamente comprovado para produzir resultados. Celadrin® creme pode ser aplicado nas áreas afetadas, conforme o necessário. A dosagem com preparações orais é de três cápsulas de gelatina mole por dia.


Como faço para saber se o programa está funcionando?


O objetivo é a redução da frequência e gravidade dos ataques de gota.

Saúde do Coração

O que é Saúde Cardíaca e Vascular?


O sistema cardiovascular é composto pelo coração e pelos vasos sanguíneos. As suas funções principais são fornecer oxigénio e nutrição vital para as células do corpo, bem como auxiliar na remoção de resíduos celulares.


A saúde cardíaca exige que o coração bata com força adequada e ritmo enquanto a saúde vascular é responsável por manter a pressão sanguínea adequada e a entrega de oxigénio e nutrientes.


O que afeta a Saúde Cardíaca e Vascular?


O maior desafio para a saúde cardíaca e vascular é o processo de aterosclerose - endurecimento das paredes das artérias e acumulação de placa arterial. Portanto, a saúde cardíaca e vascular focam-se na eliminação de vários fatores de risco associados à aterosclerose. Os fatores de risco são divididos em duas categorias: os principais fatores de risco e outros fatores de risco.


(Nota: consulte Suporte do Colesterol e Suporte da Pressão Sanguínea para mais informações sobre esses temas. )


Fatores de Risco para Aterosclerose


Os principais fatores de risco:


  • Fumar
  • Níveis de colesterol elevados no sangue (especialmente o colesterol LDL)
  • Pressão arterial elevada
  • Diabetes
  • Inatividade física

Outros fatores de risco


  • Elevações da proteína C-reativa de alta sensibilidade
  • Resistência à insulina
  • Função da tiroide baixa
  • Redução do estado antioxidante
  • Baixos níveis de gorduras ómega-3
  • Aumento da agregação plaquetária
  • Aumento da formação de fibrinogénio
  • Baixos níveis de magnésio e / ou de potássio
  • Níveis elevados de homocisteína
  • Personalidade “Tipo A”

Que fatores dietéticos são importantes na Saúde Cardíaca e Vascular?


As principais recomendações dietéticas para promover a saúde cardíaca e vascular:


  • Aumentar a ingestão de óleos ómega-3 comendo óleo de linhaça, nozes e peixes de água fria.
  • Aumentar a ingestão de gorduras monoinsaturadas ao comer mais nozes e sementes, incluindo amêndoas, castanhas, coco, avelãs, nozes de macadâmia, nozes, pinhões, pistácios, gergelim e sementes de girassol, e usando um óleo monoinsaturado, tais como azeite ou óleo de canola para cozinhar.
  • Comer cinco ou mais porções diárias de uma combinação de legumes e frutas, especialmente verdes, laranjas e amarelos; bagas de cor escura; e citrinos. Os compostos antioxidantes nestes alimentos de origem vegetal, tais como os flavonoides, carotenos, selénio, vitamina E e vitamina C, são importantes na proteção contra o desenvolvimento de aterosclerose.
  • Aumentar a sua ingestão de fibra. Uma dieta rica em fibra tem mostrado ser protetora contra a aterosclerose. A fibra dietética, particularmente a fibra solúvel encontrada em legumes, frutas e vegetais, é eficaz na redução dos níveis de colesterol.
  • Limitar a ingestão de carboidratos refinados (açúcar e grãos refinados). Açúcar e outros carboidratos refinados são um fator significativo para o desenvolvimento da aterosclerose, a inflamação, e resistência à insulina.

Que suplementos nutricionais devo tomar para a Saúde Cardíaca e Vascular?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Espinheiro Branco (Crataegus sp. ), semente de uva ou extrato de casca de pinheiro contêm flavonoides que produzem uma combinação de efeitos que são de grande valor para o coração e vasos sanguíneos. Oferecem suporte essencial em qualquer questão envolvendo o sistema cardiovascular. Para obter os melhores resultados utilize extratos, recomendo extratos de espinheiro branco contendo tanto 10% de procianidinas ou 1,8% de vitexina, na dose de 100-250 mg três vezes ao dia. Em alternativa, extrato de semente de uva ou de casca de pinheiro a dosagem é de 150 a 300 mg por dia.


O Magnésio é um fator crítico na manutenção do ritmo cardíaco adequado e previne espasmos das artérias coronárias. O magnésio melhora o fornecimento de oxigénio ao músculo cardíaco por relaxar a artéria coronária, bem como melhora a produção de energia no interior do músculo do coração. Dosagem: 150 a 250 mg de magnésio, três vezes por dia. Magnésio ligado a aspartato, citrato, e malato é preferido ao magnésio ligado ao óxido porque tem uma melhor absorção.


Carnitina é um composto vitamínico que desempenha um papel importante na produção de energia dentro do músculo do coração. Vários ensaios clínicos têm demonstrado que a carnitina alivia a angina e melhora a tolerância ao exercício e a função cardíaca. Tome 1.500 mg por dia.


Coenzima Q10 (CoQ10), como a carnitina, também desempenha um papel importante na produção de energia dentro do coração. Baixos níveis de CoQ10 são comuns em pessoas que lidam com problemas cardiovasculares ou que estão a tomar medicamentos para baixar o colesterol. Dosagem:. 200 a 300 mg por dia


Como sei se o programa está a funcionar?


A saúde do coração pode ser monitorizada por uma série de maneiras, dependendo da situação. Por exemplo, o grau de falta de ar durante o esforço é muitas vezes relacionado com a função cardíaca e vascular.

Síndrome do Intestino Irritável

O que é Síndrome do Intestino Irritável?


A síndrome do intestino irritável (SII) é um distúrbio funcional do intestino grosso, sem evidência de que acompanha defeito estrutural. O SII é caracterizado por uma combinação de dor abdominal ou distensão; função alterada do intestino, obstipação ou diarreia; hipersecreção de muco do cólon; sintomas de dispepsia (flatulência, náuseas, anorexia); e graus variados de ansiedade ou depressão. Se tiver sintomas sugestivos de SII, por favor consulte um médico para um diagnóstico preciso.


O que causa a Síndrome do Intestino Irritável?


Parece haver quatro principais causas da SII: stress, ingestão insuficiente de fibra alimentar, alergias alimentares, e refeições ricas em açúcar. O stress aumenta a motilidade (as contrações rítmicas do intestino que empurram o alimento através do trato digestivo) do cólon e leva à dor abdominal e a funções intestinais irregulares.


Que fatores dietéticos são importantes na Síndrome do Intestino Irritável?


A fibra dietética promove a função adequada do cólon. Pacientes com obstipação são muito mais propensos a responder a fibra dietética do que aqueles com diarreia. Aumentar a ingestão de fibra dietética a partir de fontes de frutas e legumes em vez de fontes de cereais pode oferecer mais benefícios para alguns indivíduos.


A alergia alimentar como causa de SII tem sido reconhecida desde o início de 1900. Estudos mais recentes têm mostrado que a maioria dos pacientes com SII (aproximadamente dois terços) tem, pelo menos, uma alergia alimentar, e alguns têm múltiplas alergias. Os alergénios mais comuns são os produtos lácteos (quarenta a quarenta e quatro por cento) e grãos que contêm glúten (quarenta a sessenta por cento). Muitos pacientes têm notado acentuada melhoria clínica ao utilizar dietas de eliminação (ver ALERGIA ALIMENTAR para uma discussão mais aprofundada).


Refeições ricas em açúcar refinado podem contribuir para SII. Depois de uma refeição rica em açúcar, as contrações rítmicas normais do trato gastrointestinal diminuem, e em algumas porções param completamente. Uma dieta rica em açúcar refinado pode ser o fator contribuinte mais importante para SII ser uma condição tão comum nos Estados Unidos.


Que suplementos nutricionais são importantes para a síndrome do intestino irritável?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Fibras Solúveis Dietéticas, tais como a casca de sementes de psílio, goma de guar, ou pectina, isoladamente ou em combinação podem ser bastante úteis. Dosagem: 3-5 gramas antes de dormir.


RevitalX é uma bebida em pó com multi-nutrientes de alta potência da Natural Factors, especificamente projetada para ser uma excelente fonte de nutrientes importantes para auxiliar a mucosa gastrointestinal e ajudar na desintoxicação. É uma excelente fonte de proteína vegetal hipoalergénica, juntamente com suporte nutricional, probiótico e ervas específicas para o sistema digestivo. Dosagem:. Uma ou duas porções diárias


Cápsulas de óleo de hortelã-pimenta com revestimento entérico têm-se mostrado muito eficazes na SII. Dosagem: uma ou duas cápsulas três vezes ao dia vinte minutos antes das refeições.


Suplementos probióticos fornecem Lactobacillus acidophilus e Bifidobacterium estas espécies são muito importantes em SII ou qualquer outro problema gastrointestinal. Dosagem: tome um produto que forneça 5-20 bilhões de bactérias vivas por dia.


Extrato de alcachofra parece bastante útil para a SII.A evidência é demonstrada por resultados de diversos estudos em doentes com vários distúrbios digestivos, incluindo os sintomas associados com a SII. O extrato de alcachofra parece ser mais útil para a dor abdominal, distensão abdominal, obstipação, falta de apetite e náuseas. Dosagem: 300 a 600 mg três vezes por dia.


Como sei se o programa está a funcionar?


Melhorias consistentes e persistentes nos sintomas típicos de SII são uma indicação clara de sucesso.

Imunidade

O que é Imunidade?


Imunidade refere-se à função do sistema imunológico. O apoio e melhoria do sistema imunológico é, talvez, o passo mais importante na obtenção de resistência e reduzir a suscetibilidade a resfriados, gripes e outras infeções. Apoiar o sistema imunológico envolve um estilo de vida de promoção da saúde, gestão do stress, exercício, dieta e o uso adequado de suplementos nutricionais e fitoterápicos.


Se responder "sim" a qualquer uma das seguintes questões, é um sinal de que o seu sistema imunológico precisa de apoio:


  • Apanha resfriados facilmente?
  • Tem mais do que dois resfriados?
  • Sofre de alguma infeção crónica?
  • Você tem herpes oral ou herpes genital frequentes?
  • As suas glândulas linfáticas ficam doridas e inchadas às vezes?
  • Tem ou já teve câncer?

O que causa baixa imunidade?


A saúde do sistema imunológico é muito impactada pelo estado emocional de uma pessoa, nível de stress, estilo de vida, hábitos alimentares e estado nutricional. A deficiência de nutrientes é a causa mais frequente de um sistema imunológico reduzido. Um número esmagador de estudos clínicos e experimentais indicam que qualquer deficiência de um único nutriente pode prejudicar o sistema imunológico profundamente.


O stress também diminui a imunidade. Tome medidas para gerir o Stress de forma eficaz, consulte Stress.


Que fatores dietéticos são importantes na baixa função imunológica?


Uma ótima função imunológica requer uma dieta saudável que é (1) rica em alimentos naturais integrais, como frutas, legumes, cereais integrais, feijões, sementes e nozes, (2) baixa em gorduras e açúcares refinados, e ( 3) contém quantidades adequadas, mas não excessiva, de proteína. Além de tudo isso, para uma ótima função imunológica, um indivíduo deve beber cinco ou seis copos de água por dia (de preferência puro).


Um dos componentes alimentares mais prejudiciais para o nosso sistema imunológico é o açúcar. Num estudo, a ingestão de 100 gramas (cerca de 1/3 xícara) de porções de hidratos de carbono como glucose, frutose, sacarose, mel, e o sumo de laranja pasteurizado, todos significativamente reduziram a capacidade dos glóbulos brancos (neutrófilos) de engolir e destruir bactérias.


Alguns dos componentes dos alimentos mais importantes para melhorar a função imune são os carotenos. Alimentos ricos em carotenos incluem vegetais coloridos, como verde escuros; amarelos e abóbora laranja, cenouras, inhame e batata-doce; e pimentos vermelhos e tomates.


Outros alimentos úteis para a função imunológica adequada incluem vegetais da família do repolho (brócolos, couve de Bruxelas, repolho, couve-flor, couve, repolho crespo, e os verdes de mostarda, rabanete e nabo), frutos ricos em flavonoides, alho e cebolas, e alcachofra de Jerusalém.


Que suplementos nutricionais devo tomar para a baixa função imunológica?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; A vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; óleo de peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Um Multivitamínico de alta potência e fórmula mineral é o primeiro passo no suporte ao sistema imunológico com suplementação nutricional, pois irá corrigir eventuais deficiências nutricionais subjacentes.


Vitamina D é especialmente crucial para a saúde imunológica. Os indivíduos que têm níveis sanguíneos de vitamina D inferiores a 38 ng/ ml têm o dobro de infeções do trato respiratório do que como aqueles com níveis elevados. Estudos clínicos têm validado a capacidade da vitamina D para reduzir o risco de constipações e gripe. Para garantir o estado ideal da vitamina D, recentemente, a maioria dos especialistas em saúde estão defendendo doses diárias de 2.000 a 5.000 UI.


Echinacea tem demonstrado exercer efeitos significativos sobre a função imunológica em mais de 300 investigações científicas, nem todos os estudos clínicos têm sido positivos. Resultados mistos de estudos clínicos com Echinacea são mais prováveis devido à falta de ou quantidade insuficiente de compostos ativos. Echinamide® é um produto patenteado, clinicamente comprovado, que garante altos níveis dos três grupos ativos-chave de compostos responsáveis pelas ações de Echinacea sobre o sistema imunológico. Siga as instruções do rótulo.


Wellmune é uma preparação de beta-glucano especial do fermento de pão que tem sido demonstrado ser eficaz em vários estudos experimentais aumentar a imunidade na prevenção de resfriados e gripe. Os indivíduos foram tratados diariamente com 500 mg de W ellmune ou um placebo durante 90 dias. Nos resultados de um destes estudos, o grupo Wellmune relatou:


  • Não perdeu trabalho ou escola devido a resfriados, em comparação com 1,38 dias de trabalho/ escola perdidos pelo o grupo placebo.
  • Nenhuma incidência de febre, em comparação com 3,50 incidência no grupo placebo.
  • Um aumento na qualidade de vida, incluindo a energia física e bem-estar emocional, medido por um questionário de saúde clinicamente validado.

Cogumelos medicinais como maitake, shitake, reishi, e cordyceps possuem efeitos de aumento significativo da imunidade. Muita desta atividade é devido à presença de beta-glucanos. Numerosos estudos experimentais e clínicos demonstraram que os beta-glucanos dos cogumelos ativam os glóbulos brancos do sangue. Siga as instruções do rótulo.


Probióticos referem-se a produtos de bactérias promotoras de saúde que contenham espécies como Lactobacilli e Bifidobacteria. Estas preparações podem ser auxiliares valiosos para aumentar a imunidade. Tome 6 a 12 bilhões de unidades formadoras de colónias vivas (UFC) por dia.


Como sei se as recomendações estão a funcionar?


Menos resfriados e outras infeções por vírus, ataques mais curtos de infeções, e melhor resistência geral a infeções.

Indigestão

O que é a Indigestão?


Indigestão é o termo comum usado para rotular problemas digestivos superiores e/ ou azia que não estão relacionados a uma úlcera. Termos médicos usados para descrever sintomas semelhantes de indigestão incluem dispepsia não ulcerosa (DNU) e doença do refluxo gastro esofágico (DRGE).

Os sintomas da indigestão podem incluir sintomas da DRGE (azia e/ ou dor abdominal superior), bem como dificuldade em engolir, sensação de pressão ou peso depois de comer, sensação de inchaço após comer, dores no estômago ou cãibras abdominais, bem como todos os sintomas da síndrome do intestino irritável (SII).


O que causa a indigestão?


Os sintomas da indigestão são frequentemente causadas pelo fluxo de sucos gástricos pelo esôfago levando a um desconforto ardente que irradia para cima e é agravado ao deitar-se. Este refluxo de suco gástrico pode ser o resultado de fatores que aumentam a pressão intra-abdominal (por exemplo, excesso de comida, obesidade) fazendo assim com que o conteúdo gástrico flua para cima, ou fatores que diminuem o tónus do esfíncter esofágico inferior (por exemplo, hérnia hiatal, café).


Que fatores dietéticos são importantes para a Indigestão?


As causas alimentares comuns da indigestão incluem excessos alimentares, obesidade, café, chocolate, frituras, bebidas carbonatadas (refrigerantes), e álcool.


Quais suplementos nutricionais devo tomar para a Indigestão?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Carbonato de Cálcio e Citrato de Cálcio podem ser usados como antiácidos para o alívio ocasional de azia. A dose única recomendada é de 500 a 1.000 mg.


Extrato da Alcachofra (Cynara scolymus) o extrato da sua folha tem um longo histórico de uso como um auxiliar digestivo e remédio para o fígado. A administração pode ser benéfica no tratamento da dispepsia não ulcerosa, bem como em outros distúrbios gastrointestinais funcionais. Para o extrato padronizado com 13-18% de ácidos cafeoilquínicos a dosagem correspondente é de 160 a 320 mg três vezes ao dia com as refeições.


Cápsulas de Óleo de Hortelã-pimenta numa cápsula de revestimento entérico para que não se decomponha no estômago, e seja entregue ao intestino grosso e delgado pode ajudar com a indigestão. As preparações que contêm óleo de hortelã-pimenta em cápsulas com revestimento entérico têm se mostrado eficazes na indigestão. Posologia: Tomar uma ou duas cápsulas três vezes ao dia vinte minutos antes das refeições.


Deglicirrizinato é um extrato especial de alcaçuz eficaz na promoção da cura do revestimento intestinal. Se houver irritação significativa no esófago devido ao refluxo de ácido gástrico, mastigar um ou dois comprimidos de 380 mg mastigáveis de DGL vinte minutos antes das refeições.


Como sei se o programa está a funcionar?


Melhoria na digestão e uma redução nos sintomas são indicações claras de progresso.

Joints

O que é a Saúde das Articulações?


A saúde das articulações reflete a capacidade de estruturas como a cartilagem, tendões e ligamentos de desempenhar o seu papel no funcionamento da articulação. Preservação da estrutura e função das articulações é fundamental na batalha contra a artrite (inflamação de uma articulação).


A osteoartrite (também conhecida como doença articular degenerativa) é a forma mais comum de artrite. É causada pela degeneração da cartilagem. A cartilagem serve um papel importante na função articular. A sua natureza em gel oferece proteção às extremidades das articulações, agindo como amortecedor. Sem a cartilagem na articulação, o osso literalmente esfrega contra o osso, levando a dor, deformações, inflamação e limitação de movimento na articulação.

O que causa a má saúde das articulações?


A causa primária é a combinação do processo degenerativo de "desgaste" do envelhecimento. Os efeitos cumulativos de décadas de uso levam a alterações degenerativas, empurrando a matriz de colagénio para fora da cartilagem. O stress sobre a cartilagem resulta na libertação de enzimas que destroem os componentes da cartilagem. Com o envelhecimento, a capacidade de restaurar e fabricar estruturas de cartilagem normais diminui. Muitas vezes, esta incapacidade de restaurar o colagénio como uma pessoa envelhece está relacionada a fatores nutricionais.

Que fatores dietéticos são importantes para a saúde das articulações?


Talvez a recomendação dietética mais importante para preservar a saúde das articulações é manter ou alcançar o peso corporal normal. Sendo que o sobrepeso aumenta o stress sobre as articulações que suportam peso. Isso aumenta significativamente o risco de osteoartrite.


Uma dieta rica em frutas e vegetais é importante para a saúde das articulações por causa dos seus compostos naturais que podem proteger contra danos nas articulações. Alimentos especialmente benéficos são frutos ricos em flavonoides, como cerejas, mirtilos, amoras e morangos. Igualmente importantes são os alimentos que contêm enxofre, como alho, cebola, couve de Bruxelas e couve. O teor de enxofre nas unhas das mãos de quem sofre de artrite é mais baixa do que a de indivíduos saudáveis sem artrite.


Que suplementos nutricionais devo tomar para a saúde das articulações?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; óleo de peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


OsteoMove fornece um conjunto abrangente de suportes nutricionais para a articulação, incluindo níveis ideais de sulfato de glucosamina, sulfato de condroitina, MSM e outros nutrientes essenciais para a cartilagem e tecidos conjuntivos. Dosagem: Dois comprimidos por dia


Sulfato de glucosamina estimula a produção de moléculas conhecidos como glicosaminoglicanos (GAGs), que são os principais componentes estruturais da cartilagem. Mais de 30 ensaios clínicos publicados com sulfato de glucosamina demonstraram uma taxa de sucesso total de 72-a-95% em melhorar a saúde das articulações. Dosagem: 1.500 mg por dia


MSM (metil-sulfonil-metano) é a principal forma do enxofre no corpo humano. O enxofre é um nutriente especialmente importante para o tecido das articulações, onde funciona na estabilização da matriz de tecido conectivo da cartilagem, tendões e ligamentos. Estudos clínicos têm validado os benefícios de MSM na osteoartrite. Dosagem:. 1.200 a 2.000 mg por dia


Membrana Natural da Casca de Ovo (MNCO) é uma fonte de glucosamina, colagénio, HA, e outros componentes do tecido conjuntivo. Estudos recentes mostram que a MNCO traz alívio rápido para as pessoas que sofrem de dor, rigidez e mobilidade reduzida da osteoartrite e outros problemas de saúde das articulações. Num estudo clínico, após 30 dias de utilização de MNCO reduziu a dor numa média de 72% e melhora a flexibilidade de 44%, sem efeitos colaterais. Dosagem:. 500 mg por dia.


S-adenosilmetionina (SAMe), a sua deficiência no tecido das articulações leva à perda da natureza gelatinosa e das qualidades de absorção de choque da cartilagem. Suplementação com SAMe parece ser útil no tratamento da osteoartrite. Em ensaios clínicos publicados um total de 21,524 pacientes com osteoartrite foram tratados com reduções nos níveis de dor e dos sintomas clínicos. Dosagem: 200 a 400 mg duas a três vezes por dia


Curcumina é o pigmento amarelo do açafrão que tem demonstrado efeitos anti-inflamatórios impressionantes. Theracurmin é uma forma altamente bio disponível de curcumina e é a única forma que tem demonstrado ser eficaz na melhoria da saúde das articulações num estudo experimental, controlado por placebo. Os pacientes tomaram Theracurmin 180 mg/ dia de curcumina ou um placebo diariamente durante 8 semanas. Os resultados mostraram que os resultados de dor no joelho foram significativamente menores no grupo da Theracurmin do que no grupo do placebo em pacientes com sintomas moderados a graves. A Theracurmin também reduziu significativamente o uso de celecoxib (Celebrex). Dosagem: 90 a 180 mg curcumina como Theracurmin diariamente.


Celadrin® é uma matriz totalmente natural de ácidos gordos esterificados e acetilados, que reduzem a inflamação. As características originais do Celadrin® como um produto natural incluem uma capacidade de reduzir. Disponível em creme e em cápsula, o Celadrin® é clinicamente comprovado para produzir resultados. Celadrin® creme pode ser aplicado nas áreas afetadas, conforme o necessário. Dosagem:. 1.000 mg diários


Extrato de Casca de Pinheiro e de sementes de uva contêm flavonoides benéficos para melhorar a saúde das articulações, agindo como antioxidantes, bem como a reforçar a estrutura e integridade da cartilagem, tendões e ligamentos. Dosagem:. 150 a 300 mg por dia


Como posso saber se as recomendações estão a funcionar?


As melhorias na função articular, mobilidade e menos dor ou inflamação são indicações de efeitos positivos sobre a saúde das articulações. Sulfato de glucosamina, MSM, extratos de casca de pinheiro ou de semente de uva levam algum tempo para agir, geralmente 2-4 semanas, mas não abandone a sua utilização pois são muito importantes no apoio à produção de cartilagem e outras estruturas da articulação. Theracurmin, NEM, e Celadrin tem ação mais rápida, especialmente o creme Celadrin.

Saúde do Fígado

O que é saúde do Fígado?


O fígado é o segundo maior órgão do corpo (pele é o maior) e é a maior glândula. O fígado realiza mais de quinhentos trabalhos separados, todos ao mesmo tempo. Aqui são apenas algumas das suas funções cruciais:


  • Está criticamente envolvido na conversão de gorduras, aminoácidos, vitaminas, minerais nas formas mais utilizáveis.
  • Faz componentes estruturais celulares importantes incluindo compostos da membrana celular (fosfolípidos) e colesterol. É também trabalho do fígado fabricar as proteínas transportadoras (lipoproteínas), que levam estes componentes por todo o corpo.
  • Produz muitas proteínas do sangue importantes, incluindo fatores imunes, proteínas envolvidas na coagulação do sangue e o componente crucial da hemoglobina para os glóbulos vermelhos do sangue.
  • Decompõe o excesso de aminoácidos para formar um produto chamado ureia, que é então transportada na corrente sanguínea para os rins e excretada na urina.
  • Armazena muitas vitaminas e minerais, incluindo ferro e vitamina B12.
  • Decompõe glóbulos vermelhos velhos e recicla os seus componentes.

O fígado também é responsável pela filtração do sangue para remover toxinas e hormonas em excesso. O fígado, em seguida, modifica a estrutura química destas toxinas para torná-las solúveis em água de modo a que sejam excretados na urina. O fígado também liberta a bile, que recolhe os resíduos de produtos e os leva para longe do fígado.


Porque é que a Saúde do Fígado é importante?


A saúde do fígado é fundamental para o seu bem-estar. Se o seu fígado estiver sobrecarregado, pode sentir baixos níveis de energia, já que mais da energia do seu corpo está a ser desviada para a desintoxicação. Isso deixa muito pouca energia para outros processos do corpo. Apoiar o seu fígado irá ajudar os níveis de energia a subir.


Que fatores dietéticos são importantes para a Saúde do Fígado?


Para promover a saúde do fígado, evite colocar stress sobre o fígado. Não fumar; beber pouco ou nenhum álcool; e fazer o seu melhor para evitar produtos químicos prejudiciais, especialmente solventes de limpeza e pesticidas. As orientações dietéticas mais importantes para apoiar a boa função do fígado também são as que apoiam uma boa saúde geral: evite gorduras saturadas, açúcar refinado e álcool; beber pelo menos 6 copos de água por dia; e consumir bastante verduras e legumes pelo seu alto teor de fibras e nutrientes.


Certos alimentos são particularmente úteis porque contêm os nutrientes que o seu corpo precisa para produzir e ativar as dezenas de enzimas envolvidas nas várias fases de desintoxicação. Esses alimentos incluem:


  • O alho, legumes, cebola, ovos e outros alimentos com alto teor de enxofre.
  • Boas fontes de fibras solúveis em água, tais como peras, farelo de aveia, maçãs e legumes
  • Vegetais da família do repolho, especialmente brócolos, couve de Bruxelas, e repolho.
  • Alcachofras, beterraba, cenoura, dente de leão verde, e muitas ervas e especiarias como açafrão, canela e alcaçuz.
  • Os alimentos verdes, como sumo de grama de trigo, sumos desidratados de grama de cevada, chlorella e spirulina.

Que suplementos nutricionais devo tomar para a Saúde do Fígado?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.

Fórmula Saúde do Fígado da Natural Factors fornece fatores nutricionais especiais para apoiar o fígado, incluindo glicuronato, uma substância nutritiva utilizada pelo fígado que se liga a toxinas e ajuda a eliminá-las do sistema. Ele também contém ácido alfa-lipóico, Silybin Phytosome®, extrato de alcaçuz, e outro apoio fundamental para a saúde do fígado. Tome duas cápsulas de uma a três vezes ao dia dependendo do seu tamanho e nível de apoio desejado.


Como alternativa, pode tomar o seguinte:


Ácido Alfa-Lipóico é uma substância similar à vitamina contendo enxofre que desempenha um papel importante como o cofator necessário em duas reações de produção de energia vitais envolvidas na produção de energia celular (ATP). Ele protege o fígado dos danos dos radicais livres e também ajuda a promover reações de desintoxicação. Em evidência clínica preliminar demonstrou grandes benefícios em apoiar a saúde do fígado. Dosagem: 400 a 600 mg por dia


Silybin Phytosome® é um extrato especial do cardo de leite ligado a fosfatidilcolina. Um crescente corpo de pesquisa científica indica que Silybin Phytosome é melhor absorvido e produz melhores resultados do que extrato regular de leite de cardo. Silybin Phytosome é uma das substâncias protetoras do fígado mais potentes conhecidos. Também estimula a formação de novas células hepáticas para substituir aquelas que são danificadas. Dosagem: 240 a 360 mg por dia


Theracurmin é uma forma especial de curcumina, o pigmento amarelo do açafrão, que tem mostrado a melhor absorção de produtos de curcumina disponíveis no mercado e tem demonstrado a capacidade de promover a saúde do fígado num estudo experimental, controlado por placebo. Dosagem: 60 a 90 mg diários


Como faço para saber se o programa está a funcionar?


Exames de sangue podem ser usados para monitorizar a saúde do fígado. Estes exames medem os níveis de enzimas a partir de células hepáticas no sangue. Se o fígado estiver danificado ou irritado, os níveis de enzimas no sangue serão elevados.

Degeneração Macular

O que é Degeneração Macular?


A mácula é a área da retina onde as imagens são focadas. É a porção do olho responsável pela visão boa. A degeneração da mácula relacionada à idade é a principal causa de perda visual severa nos Estados Unidos em pessoas com idade de cinquenta e cinco anos ou mais.


Os indivíduos com degeneração macular podem experimentar visão turva; objetos retos podem parecer distorcidos ou dobrados; pode haver uma mancha escura perto ou em torno do centro do campo visual; e durante a leitura partes de palavras podem não aparecer. As pessoas com degeneração macular geralmente têm boa visão periférica; eles só não podem ver o que está diretamente em frente.


O que causa a Degeneração Macular?


Os principais fatores de risco para a degeneração macular são o tabagismo, o envelhecimento, a aterosclerose (endurecimento das artérias), e pressão arterial elevada. Aparentemente, a degeneração é um resultado de danos por radicais livres, semelhante ao tipo de dano que induz a catarata. No entanto, a diminuição do fornecimento de sangue e oxigênio para a retina é o prelúdio e fator chave que leva à degeneração macular.


Que fatores dietéticos são importantes na Degeneração Macular?


Uma dieta rica em frutas e vegetais está associada a um risco reduzido de DMRI. Presumivelmente, essa proteção é o resultado do aumento da ingestão de vitaminas e minerais antioxidantes. No entanto, vários componentes alimentares “não essenciais”, tais como os carotenos luteína, zeaxantina, e licopeno, juntamente com flavonoides, revelam-se ainda mais significativos na proteção contra a DMRI do que antioxidantes nutritivos tradicionais, tais como a vitamina C, vitamina E, e selénio. A mácula, especialmente a porção central (a fóvea), deve a sua cor amarela à sua elevada concentração de luteína e de zeaxantina. Estes carotenoides amarelos funcionam na prevenção de danos oxidativos para a área da retina responsável pela visão boa e, obviamente, desempenham um papel central na proteção contra o desenvolvimento de degeneração macular.


As fontes dietéticas destes carotenos incluem vegetais de folhas verdes, brócolos, repolho, couve, repolho crespo, mostarda e nabo, pimentão vermelho, tomate pelo licopeno, milho, abóbora, batata doce, cenouras para outros carotenoides.


Que suplementos nutricionais são importantes na Degeneração Macular?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


A suplementação de Luteína tem-se mostrado capaz de interromper a progressão da DMRI e também pode conduzir a uma melhoria significativa da função visual. Dosagem: Tomar 15-20 mg por dia durante três meses, seguida por uma dose de manutenção de 5-6 mg por dia


Extratos de Boldo, Ginkgo Biloba, Semente de Uva , ou Casca de Pinheiro contém poderosos flavonoides antioxidantes que oferecem enorme proteção às estruturas dos olhos. A inclusão de um destes extratos no tratamento da degeneração macular é uma necessidade absoluta. Dosagem: 240 a 320 mg por dia


Como sei se o programa está a funcionar?


É melhor obter um exame ocular e em seguida, seguir o programa durante um mínimo de seis meses antes de ser reanalisado. O sucesso é alcançado se a condição não piorou ou se há sinais de melhoria.

Vitalidade Masculina

O que é Vitalidade Sexual Masculina?


A capacidade de atingir e manter uma ereção, bem como ter espermatozoides viáveis suficientes para a reprodução, são os aspetos-chave da vitalidade sexual masculina. Aproximadamente um em cada quatro homens com idade acima de 50 são incapazes de realizar o ato sexual. É ainda mais doloroso emocionalmente para muitos homens a incapacidade de um casal conceber pois o parceiro masculino é infértil. Nos Estados Unidos, estima-se que cerca de 6% dos homens entre as idades de 15 e 50 são inférteis. A maioria das causas de infertilidade masculina refletem uma contagem de esperma ou qualidade anormais. Embora só precise de um esperma para fertilizar um óvulo, numa média, numa ejaculação do homem são ejetado cerca de 200 milhões de espermatozoides. No entanto, por causa das barreiras naturais no trato reprodutivo feminino apenas cerca de 40 ou mais espermatozoides chegam próximo de um óvulo. Há uma forte correlação entre o número de espermatozoides numa ejaculação e a fertilidade.


O que afeta a Vitalidade Sexual Masculina?


Fatores que reduzem a vitalidade sexual masculina incluem o endurecimento das artérias (aterosclerose), diabetes, baixos níveis de testosterona, e o uso de vários medicamentos prescritos, tais como os de hipertensão arterial, depressão e alergias. A aterosclerose da artéria peniana é a principal causa da disfunção erétil (DE), em mais de metade dos homens acima dos 50 anos. Drogas como Viagra e Cialis funcionam por um tempo, pois melhoram artificialmente o fluxo sanguíneo para o tecido erétil, mas uma solução eficaz a longo prazo é melhorar a saúde das artérias através de dieta, estilo de vida e suplementação adequada.


Os fatores que afetam a contagem total de espermas, bem como a qualidade do esperma incluem uma variedade de fatores ambientais, alimentares e estilo de vida.


Que fatores dietéticos são importantes na Vitalidade Sexual Masculina?


Uma ótima função sexual requer nutrição ideal. Uma dieta rica em alimentos integrais particularmente legumes, frutas, grãos integrais, legumes, nozes e sementes é extremamente importante. Esses fatores importantes para a saúde do coração também são muito importantes para a vitalidade sexual masculina.


Que suplementos nutricionais são importantes para a Vitalidade Sexual Masculina?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


O Zinco é talvez o mineral mais importante para a função sexual. O zinco é concentrado no sémen, a ejaculação frequente pode diminuir muito o armazenamento de zinco no corpo. Se existe uma deficiência de zinco, o corpo responde ao reduzir o desejo sexual como um mecanismo para manter esse importante mineral. Dosagem: 30 a 45 mg diariamente.


A Arginina aumenta a formação de óxido nítrico dentro dos vasos sanguíneos e pode melhorar o fluxo sanguíneo para o tecido erétil. Num estudo experimental, 31% dos pacientes que tomam L-arginina relataram uma melhoria significativa na função sexual em comparação com apenas 11% dos indivíduos do grupo controlo. Dosagem: 1.000 a 3.000 mg por dia.


Extrato de Semente de Uva ou Extrato de Casca de Pinheiro contêm flavonoides conhecidos como oligómeros procianodolicos que têm demonstrado aumentar drasticamente os benefícios da arginina num estudo experimental, presumivelmente por aumentar a produção de óxido nítrico nos tecidos eréteis ainda mais do que arginina sozinha. Dosagem: 150 a 300 mg por dia


Testofen é um extrato especial de feno-grego (Trigonella foenigracum) que tem mostrado bons resultados na melhoria dos níveis de libido e testosterona em estudos clínicos feitos em humanos. Num estudo experimental recente, o grupo que tomou Testofen relatou diariamente melhorar a libido (81,5%), o tempo de recuperação (66,7%), e qualidade do desempenho sexual (63%). Dosagem: 600 mg por dia.


A Carnitina é um composto crucial para a formação adequada de espermatozoides. Um nível de carnitina baixo significa que o desenvolvimento do esperma, função e mobilidade são drasticamente reduzidos. Suplementar a dieta com carnitina tem se mostrado útil na restauração da fertilidade masculina. A carnitina é essencial para a produção de energia adequada dentro do esperma para lhes permitir formar e funcionar adequadamente. Dosagem: 1.500 mg diários.


Como faço para saber se o programa está funcionando?


Melhorias no desempenho sexual.

Menopausa

O que é a Menopausa?


A menopausa denota a interrupção da menstruação em mulheres, o que geralmente ocorre quando uma mulher atinge a idade de cinquenta anos, mas pode ocorrer tanto mais cedo aos 40, quanto mais tarde aos 55 anos de idade. Seis a doze meses sem um período menstrual é a regra comumente aceite para o diagnóstico da menopausa.


As queixas mais comuns da menopausa são calores, dores de cabeça, vaginite, infeções do trato urinário frequentes, mãos e pés frios, esquecimento e incapacidade de se concentrar.


O que causa a Menopausa?


A menopausa ocorre quando já não há óvulos nos ovários. Este “esgotamento” dos ovários reflete o curso natural dos acontecimentos. Ao nascer, há cerca de um milhão de ovos (óvulos). Esse número cai para cerca de 300.000 ou 400.000 na puberdade, mas apenas cerca de quatrocentos destes óvulos vão realmente amadurecer durante os anos reprodutivos. No momento em que uma mulher atinge a idade de cinquenta anos, alguns ovos permanecem. Com a menopausa, a ausência de folículos ativos (o invólucro celular do óvulo) resulta na produção reduzida de estrogénio e progesterona. Em resposta a essa queda dos níveis de estrogénio, a glândula pituitária aumenta a secreção da hormona folículo-estimulante (FSH) e da hormona luteinizante (LH).


Que fatores dietéticos são importantes na Menopausa?


A recomendação dietética chave para aliviar os sintomas da menopausa é aumentar a quantidade de alimentos de origem vegetal, especialmente aqueles ricos em fito estrogénios, e ao mesmo tempo reduzir a quantidade de alimentos de origem animal na dieta. Os fito estrogénios são compostos de plantas capazes de se ligar aos recetores de estrogénio e podem substituir alguns dos efeitos de estrogénio que já não estão a ser feitos. Alimentos ricos em fito estrogénios incluem soja e alimentos de soja, linhaça, nozes, grãos integrais, maçãs, erva-doce, aipo, salsa e alfafa. Uma alta ingestão de fito estrogénios é pensada para explicar por que as ondas de calor e outros sintomas da menopausa raramente ocorrem em culturas em que as pessoas consomem uma dieta predominantemente à base de plantas. O aumento da ingestão de fito estrogénios na dieta ajuda a diminuir as ondas de calor, aumentar a maturação das células vaginais, e inibir a osteoporose.


Que suplementos nutricionais devo tomar para a Menopausa?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Magnésio pode ajudar a melhorar o tónus dos vasos sanguíneos. Acredita-se que os baixos níveis de magnésio contribuem para o desenvolvimento de ondas de calor, tornando os vasos sanguíneos mais sensíveis às alterações hormonais.Com a suplementação com magnésio estes vasos sanguíneos tornam-se mais estáveis eliminando assim a onda de calor. Dosagem:. Usar a forma de citrato, 150 a 250 mg três vezes por dia


O extrato de Acteia (Cimicifuga racemosa) é a melhor abordagem natural estudada para os sintomas da menopausa. A maioria, mas não todos, dos estudos mostram resultados muito positivos. Por exemplo, num estudo, quando 80 pacientes receberam extrato de acteia (dois comprimidos duas vezes por dia, proporcionando 4 mg de 27 deoxyacteine dia), estrogénios conjugados (0,625 mg diários), ou placebo durante 12 semanas, o extrato de acteia produziu os melhores resultados. O número de ondas de calor experimentado a cada dia caiu sw uma média de 5 para menos do que 1 do grupo da acteia. Em comparação, o grupo do estrogénio caiu apenas de 5 para 3,5. Ainda mais impressionante foi o efeito da acteia na construção do revestimento vaginal. Dosagem: suficiente do extrato para fornecer 2 mg de 27- deoxyacteine duas vezes por dia.


Promensil® - um extrato de trevo vermelho (Trifolium pratense) - também tem mostrado efeitos benéficos em estudos preliminares em mulheres com sintomas de menopausa e pode ser usado como uma alternativa à acteia. O trevo vermelho é muito rico em fito estrogénios semelhantes em ação às isoflavonas da soja. A dosagem de Promensil é de 40 a 80 mg por dia.


EstroSense da Natural Factors é uma fórmula especialmente projetada para reduzir os efeitos tóxicos do estrogénio e xenoestrógenios, aparentemente ajuda algumas mulheres que não respondem a acteia sozinha. Tome 2 cápsulas duas vezes ao dia.


Como faço para saber se o programa está a funcionar?


Redução dos sintomas da menopausa.

Enxaqueca

O que é Enxaqueca?


A enxaqueca é uma dor de cabeça do tipo vascular, caracterizada por uma dor pulsátil afiada localizada dentro de um dos lados da cabeça. A dor de uma enxaqueca é caracterizada como uma dor latejante ou pulsátil forte. É tipicamente observada em apenas um dos lados da cabeça. Embora algumas enxaquecas venham sem aviso, muitos que sofrem de enxaqueca têm sintomas de aviso (“auras”) antes do início da dor. Auras típicas duram alguns minutos e incluem: visão borrada ou pontos brilhantes na visão, ansiedade, fadiga, pensamento perturbado, e entorpecimento ou formigueiro de um lado do corpo


O que causa Enxaqueca?


Evidências consideráveis apoiam uma associação entre enxaqueca e instabilidade dos vasos sanguíneos. O mecanismo da enxaqueca pode ser descrito como um processo em três fases: a iniciação, pródromo (tempo entre a iniciação e aparecimento da dor de cabeça), e dor de cabeça. Embora um fator de stress em particular possa ser associado com o aparecimento de um ataque específico, parece que a iniciação depende da acumulação de vários fatores de stress ao longo do tempo. Esses fatores, afetam o metabolismo da serotonina. Assim que um ponto crítico de suscetibilidade (ou limite) é atingido, a “cascata de eventos” é iniciada e define em processo um efeito dominó, que por último, produz uma dor de cabeça. Alergias alimentares, alimentos que libertam histamina, álcool (especialmente o vinho tinto), stress, alterações hormonais (por exemplo, menstruação, ovulação, pílulas anticoncecionais), mudanças climáticas especialmente mudanças de pressão barométrica são exemplos de alguns gatilhos comuns da enxaqueca.


Que fatores dietéticos são importantes para a Enxaqueca?


A alergia alimentar ou sensibilidade pode desempenhar um papel primordial na enxaqueca. Muitos estudos experimentais, controlados com placebo demonstraram que a deteção e remoção de alimentos alergénicos irá eliminar ou reduzir significativamente os sintomas de dor de cabeça na maioria dos pacientes. Alergia/ intolerância alimentar induzem um ataque de enxaqueca, em grande parte como resultado da libertação de serotonina e histamina pelas plaquetas. Além disso, alimentos como queijos envelhecidos, cerveja, figos enlatados, fígado de galinha, chocolate, aditivos alimentares, peixe em conserva, as vagens de fava, vinho e a levedura da cerveja contêm histamina, tiramina e/ou outros compostos que podem desencadear enxaquecas em pessoas sensíveis, fazendo com que os vasos sanguíneos se expandam. O vinho tinto é muito mais provável do que o vinho branco para causar uma dor de cabeça, pois contém níveis elevados de fenóis e 20 a 200 vezes mais histamina.


Ir para Alergia Alimentar para mais informações.


Que suplementos nutricionais são importantes para a Enxaqueca?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


5-Hidroxitriptofano tem mostrado ser tão eficaz quanto uma terapia com remédios, mas pode ser mais seguro. 5-HTP é o bloco de construção direta da serotonina. Porque as vítimas da enxaqueca têm níveis baixos de serotonina nos seus tecidos, o que levou os pesquisadores a referir-se a enxaqueca como um “síndrome de baixa serotonina”. Acredita-se que os baixos níveis de serotonina levam a uma diminuição do limite da dor em pacientes com dores crónicas. Esta afirmação é fortemente apoiada por mais de trinta e cinco anos de pesquisa, incluindo resultados clínicos positivos em estudos experimentais com o 5-hidroxitriptofano (5-HTP) precursor da serotonina . A dosagem recomendada é de 50 a 100 mg por dia em adultos e 5 mg por 1 kg de peso corporal em crianças.


A suplementação de Riboflavina tem mostrado resultados impressionantes na prevenção de enxaquecas. Uma das teorias usadas para explicar o que causa uma dor de cabeça da enxaqueca, é que elas são causadas por uma redução da produção de energia dentro das unidades de produção de energia das células (mitocôndria) dos vasos sanguíneos na cabeça. Portanto, como a vitamina B2 (riboflavina) tem o potencial de aumentar a produção de energia celular, acredita-se que pode ter efeitos preventivos contra a enxaqueca. Num estudo experimental com riboflavina (400 mg por dia), a proporção de pacientes que melhoraram pelo menos 50% era de 15% para o placebo e 59% para a riboflavina. Não houve efeitos colaterais atribuídos à terapia com riboflavina.


A insuficiência de Magnésio também pode desempenhar um papel significativo em muitos casos de dores de cabeça, como vários pesquisadores demonstraram as ligações substanciais entre os níveis de magnésio baixos com a enxaqueca e a tensão das dores de cabeça. A deficiência de magnésio é conhecida por definir o cenário para eventos que podem causar um ataque de enxaqueca ou tensão da dor de cabeça. Foram encontradas baixas concentrações de magnésio cerebral e nos tecidos em pacientes com enxaqueca, indicando a necessidade de suplementação já que uma das principais funções do magnésio é a de manter o tónus dos vasos sanguíneos e evitar o excesso de excitabilidade das células nervosas. A suplementação de magnésio pode ser bastante eficaz na prevenção da enxaqueca. A dosagem recomendada é de 150 a 250 mg três vezes por dia. Magnésio unido ao citrato, malato, ou aspartato é melhor absorvido e melhor tolerado do que as formas inorgânicas, tais como sulfato de magnésio, hidróxido ou óxido, que tendem a produzir um efeito laxante.


Petadolex®, um extrato padronizado da planta petasites (Petasites hybridus) tem sido mostrado em vários estudos experimentais. Num estudo, 60 pacientes que sofrem de dores de cabeça com e sem aura aleatoriamente receberam 50 mg duas vezes por dia de Petadolex durante 12 semanas. Em comparação com o valor de base, o Petadolex reduziu a frequência dos ataques em 46%, após 4 semanas, 60% após 8 semanas e 50% após 12 semanas de tratamento (grupo de placebo: 24%, 17% e 10%, respetivamente).


Gengibre (Zingiber officinalis) foi reportado como sendo eficaz na prevenção de enxaquecas. Restam muitas perguntas sobre a melhor forma de usar o gengibre e a dosagem apropriada. Gengibre fresco (dosagem de cerca de 10 g por dia [1/4 de fatia]) e extratos de gengibre padronizados para conter 20% de gingerol e shogaol (dosagem de 100-200 mg três vezes por dia) pode ser o mais eficaz assim como o mais ativo dos componentes anti-inflamatórios do gengibre encontrados nestas preparações.


Como faço para saber se o programa está a funcionar?


O programa é um sucesso se a enxaqueca desaparecer.

Humor

O que é Humor?


Humor refere-se à maneira como nos sentimos. O transtorno de humor mais comum é a depressão, a qual está associada aos seguintes sintomas:


  1. Falta de apetite acompanhada por perda de peso, ou aumento do apetite acompanhado por ganho de peso
  2. Insónia ou hábitos de sono excessivo (hipersónia)
  3. Hiperatividade física ou inatividade
  4. A perda de interesse ou prazer nas atividades habituais, ou diminuição do desejo sexual
  5. A perda de energia; a sensação de fadiga
  6. Sentimentos de inutilidade, Auto reprovação, ou culpa inadequada
  7. Capacidade de pensar ou concentrar-se reduzida
  8. Pensamentos recorrentes de morte ou suicídio

A presença de cinco destes oito sintomas indica depressão clínica; um indivíduo com quatro é provavelmente deprimido. Os sintomas devem estar presentes durante pelo menos um mês para ser chamada de depressão clínica. Para mais informações, por favor procure um provedor de cuidados de saúde adequado.


O que causa um transtorno de Humor?


O nosso humor é o resultado da interação entre fatores psicológicos, bem como fisiológicos. Por outras palavras, o que determina o que sentimos é o resultado do nosso foco interno (por exemplo, pensamentos habituais, falar sozinho, grau de otimismo, etc.) e vários fatores físicos (por exemplo, estado nutricional, hormonas, o grau de dor e inflamação, etc.). Stress e má qualidade do sono são muitas vezes grandes fatores que influenciam o humor. Além disso, muitas drogas (sujeitos a receita médica, ilícitos, álcool, cafeína, nicotina, etc.) podem influenciar o humor.


Que fatores dietéticos são importantes no apoio a um Humor positivo?


A deficiência de qualquer nutriente pode alterar a função cerebral e levar a um humor deprimido, ansiedade e outros transtornos mentais, especialmente deficiências de vitamina B12, ácido fólico, outras vitaminas do complexo B e gorduras ómega-3. Além disso, uma vez que o cérebro requer um fornecimento constante de açúcar no sangue para funcionar corretamente, a hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue) deve ser evitada. Os sintomas de hipoglicemia podem variar de leve a grave e incluem depressão, ansiedade, irritabilidade e outros distúrbios psicológicos; fadiga; dor de cabeça; visão turva; suor excessivo; e confusão mental. Simplesmente eliminando os carboidratos refinados e cafeína (que podem agravar hipoglicemia) da dieta às vezes é suficiente para melhorar o humor em muitos sujeitos que sofrem de hipoglicemia.


Que suplementos nutricionais devo tomar para melhorar o Humor?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


O Óleo de peixe é especialmente importante no apoio a qualquer problema do cérebro, incluindo o nosso humor. Os ácidos gordos ómega-3 de cadeia longa eicosapentaenóico (EPA) e ácido docosa-hexaenóico (DHA) são fundamentais para a saúde da membrana das células do cérebro. Os baixos níveis de EPA e DHA levam a alteração da estrutura da célula cerebral e da sua função o que também pode afetar o humor e comportamento. Dosagem: 3.000 mg de EPA DHA


5-Hidroxitriptofano (5-HTP) é extraído da semente de uma planta Africana (Griffonia simplicifolia) e é o precursor direto da serotonina - um produto químico chave do cérebro que regula o nosso humor. Além de aumentar os níveis de serotonina, o 5-HTP provoca um aumento nos níveis de endorfina e outros neurotransmissores que melhoram o nosso humor. Numerosos estudos experimentais confirmaram esse efeito de reforço do humor. A recomendação típica é de 50 a 100 mg três vezes ao dia (melhor tomado antes das refeições, de preferência usar um produto de "revestimento entérico" para evitar problemas gastrointestinais).


Extrato da erva de São João (Hypericum perforatum) é um muito conhecido elevador natural do humor. A dosagem para o extrato da erva de São João (0,3% de teor de hipericina) é 900-1800 mg por dia. Já que o extrato da erva de São João ativa enzimas no fígado e no intestino o que desintoxica certas drogas, não use ESJ se estiver a tomar ciclosporina; indinavir; contracetivos orais; e anticoagulantes, como a varfarina (Coumadin®) sem consultar um médico.


Os níveis de Dehidroepiandrosterona (DHEA) normalmente diminuem com a idade e podem diminuir o humor. A recomendação de dosagem para suporte suave para os homens 45 é de 15 a 25 mg por dia; para mulheres de 45 a dosagem é de 5 a 15 mg por dia.


S-adenosilmetionina (SAMe) é utilizada na produção de muitos compostos do cérebro incluindo a serotonina e outros neurotransmissores. A suplementação com SAMe tem se mostrado útil para melhorar o humor em ensaios clínicos publicados. Dosagem: 200 a 400 mg três vezes por dia


Como posso saber se as recomendações estão a funcionar?


Os sentimentos relacionados ao humor são na maior parte subjetivos. Os produtos naturais descritos acima geralmente levam um pouco de tempo, por exemplo, 2-6 semanas, para demonstrar um efeito de melhoria no humor. Uma das primeiras melhorias observadas por muitos é o aumento da qualidade do sono.

Próstata

O que é a saúde da Próstata?


A próstata é uma única, glândula em forma de rosca com o tamanho de uma noz, que se situa abaixo da bexiga e envolve a uretra. A próstata segrega um fluido fino, leitoso, alcalino que aumenta a mobilidade do esperma e lubrifica a uretra para prevenir infeções.


Existem dois problemas principais que afetam a próstata. Um deles é o alargamento da próstata, também chamado de hiperplasia benigna da próstata (HBP). Quase todos os homens irão desenvolver uma próstata aumentada se viver o tempo suficiente. HBP não é cancro e não é uma ameaça à vida. O outro problema, o cancro da próstata, é muito mais grave. Pode causar sintomas semelhantes aos da HBP, mas também pode espalhar-se para outras partes do corpo e pode ser fatal. Nos homens, o cancro da próstata é a segunda principal causa de morte por cancro. (cancro do pulmão é de longe o primeiro.)


Os sintomas tanto da HBP como do cancro da próstata precoce são devidos à obstrução da bexiga, tais como aumento da frequência urinária, despertar noturno para esvaziar a bexiga, e redução da força e velocidade do fluxo de urina.


Aviso: os distúrbios da próstata só podem ser diagnosticados por um médico. Não se autodiagnostique. Se tem qualquer tipo de sintomas associados com HBP ou cancro da próstata, consulte o seu médico imediatamente para um diagnóstico adequado.


O que determina a Saúde da Próstata?


Muitos problemas de má saúde da próstata são em grande parte o resultado de alterações hormonais associadas ao envelhecimento. Estes incluem muitas mudanças em ambas as hormonas masculinas (androgénios), femininas (estrogénios) e os níveis de hormonas do crescimento em homens idosos. O efeito final destas alterações é que ocorre um aumento da concentração de testosterona dentro da glândula da próstata, e um aumento da conversão de testosterona numa forma ainda mais potente conhecida como di-hidrotestosterona (DHT). O aumento dos níveis de testosterona e DHT são em grande parte devido a uma diminuição da taxa de remoção combinada com um aumento na atividade da enzima 5-alfa-redutase, que converte a testosterona em DHT.


Que fatores dietéticos são importantes para a Saúde da Próstata?


A dieta parece desempenhar um papel essencial na saúde da próstata. Uma dieta rica em produtos naturais, focada em legumes, vegetais, frutas, nozes e sementes é recomendada. Comer ¼ xícara de sementes de girassol cru, semente de abóbora, ou linhaça moída é frequentemente recomendado para melhorar a saúde da próstata. Além disso, o consumo diário de vegetais ricos em licopeno, como o tomate, espinafre, couve, manga, brócolos e bagas, promove a saúde da próstata. Também é importante reduzir a ingestão de álcool (especialmente cerveja), cafeína e açúcar, os quais têm um efeito adverso sobre a forma como a testosterona é metabolizada e eliminada do organismo.


Que Suplementos Nutricionais Devo Tomar para a Saúde da Próstata?


Suplementos Fundamentais.Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D3 2.000 a 5.000 UI/ dia; Óleo de peixe, EPA ADH 1.000 a 3.000 mg/ dia. Estes suplementos vão longe fornecendo suporte nutricional geral para uma próstata saudável. Em particular, a ingestão adequada de zinco (20-30 mg por dia), EPA DHA, e vitamina D são muito importantes.


Androsense T-Correct é especificamente formulado para fornecer o suporte nutricional chave aos homens para apoiar a manutenção do equilíbrio hormonal saudável. Faz isso principalmente por promover a desintoxicação adequada e a eliminação de excesso de estrogénio e toxinas ambientais que podem perturbar o balanço hormonal nos homens. A fórmula apresenta diindolilmetano (DIM), indol-3-carbinole (I3C), sulforafano, e cálcio-d-glucarato (CDG), nutrientes concentrados encontrados em vegetais da família do repolho que apoiam o metabolismo do estrogénio saudável em homens e mulheres. Possui também uma vasta gama de agentes de suporte adicionais que melhoram a desintoxicação de estrogénios e oferecem também uma proteção para os órgãos importantes do sistema sexual masculino. Dosagem: Uma a duas cápsulas duas vezes por dia


Licopeno é o caroteno vermelho encontrado no tomate, papaia, toranja rosa, goiaba, e melancia. Pesquisadores de Harvard descobriram há alguns anos que de todos os diferentes tipos de carotenos, apenas o licopeno foi claramente ligado à saúde da próstata. Dosagem: 5 a 15 mg de licopeno diários.


Extrato de Saw Palmetto tem os benefícios mais bem documentados da abordagem à base de plantas para manter a saúde da próstata. Dosagem: Para o extrato clinicamente comprovado padronizado para conter 85 a 95 por cento de ácidos gordos e esteroides, 320 a 640 mg por dia


Cernilton, um extrato de pólen de flores, tem sido usado na Europa para promover a saúde da próstata por mais de 35 anos, e os seus efeitos foram confirmados em estudos clínicos experimentais. Dosagem: 63 a 126 mg duas a três vezes por dia.


Chá verde contém polifenóis que exercem efeitos significativos na promoção da saúde da próstata. Estudos têm sugerido que a saúde da próstata é melhor no Japão, em parte, porque os homens tipicamente bebem cerca de 3 xícaras de chá verde por dia. A este ritmo consomem cerca de 3 gramas de componentes solúveis, que produzem uma dose diária de cerca de 240 a 320 mg de polifenóis. Dosagem: Para um extrato de chá verde padronizado para conteúdo total de 80 por cento de polifenóis, de 300 a 400 mg.


Como Posso Saber se as Recomendações estão a funcionar?


A saúde da próstata melhorada é geralmente associada a menos sintomas de uma próstata em envelhecimento. Diminuição de despertares noturnos para esvaziar a bexiga são geralmente os primeiros sinais de melhoria, seguidos por uma sensação reduzida de urgência urinária e aumento da força e fluxo de urina.

Dormir

O que é Qualidade do Sono?


A qualidade do sono refere-se à combinação da fácil indução do sono, tempo suficiente nos níveis mais profundos do sono, bem como REM (movimento rápido dos olhos no sono) e tempo total de sono adequado.


O que afeta a Qualidade do Sono ?


O maior desafio para a qualidade do sono é a insónia. Existem duas formas básicas de insónia. Na insónia de início de sono a pessoa tem dificuldade em adormecer. Na insónia de manutenção do sono, a pessoa desperta frequentemente ou mais cedo.


As causas mais comuns de insónia são psicológicas: depressão, ansiedade e tensão. Se os fatores psicológicos não parecem ser a causa, vários alimentos, bebidas e medicamentos podem ser responsáveis. Existem inúmeros compostos em alimentos e bebidas (principalmente a cafeína) que podem interferir com o sono normal. Há também mais de trezentas drogas que interferem com o sono normal.


Que fatores dietéticos são importantes na Qualidade do Sono?


Aqui estão os fatores dietéticos chave:


  • Eliminar a cafeína. É essencial que a dieta seja livre de estimulantes, tais como a cafeína e compostos relacionados. Mesmo pequenas quantidades de cafeína, tais como aquelas encontradas no café ou chá descafeinado, podem ser suficientes para causar insónia nalgumas pessoas.
  • Eliminar o álcool. O álcool provoca a libertação de adrenalina e interrompe a produção de serotonina (uma importante substância química do cérebro que inicia o sono).
  • Evitar o açúcar e alimentos com alto índice glicémico. Comer uma dieta rica em açúcar e carboidratos refinados e comer de forma irregular pode causar o controlo defeituoso do açúcar no sangue levando à libertação de adrenalina e cortisol durante a noite.
  • Alimentos ricos no aminoácido triptofano, como peru, leite, queijo cottage, frango, ovos e nozes, especialmente amêndoas, podem ajudar a promover o sono. No cérebro, o triptofano é convertido em serotonina e melatonina, que são compostos naturais da indução do sono.

Que suplementos nutricionais são importantes para a Qualidade do Sono?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


A Melatonina é uma importante hormona secretada pela glândula pineal, uma pequena glândula no centro do cérebro. A melatonina é uma das melhores ajudas para o sono. Em vários estudos, a suplementação com melatonina tem se mostrado útil na indução e manutenção do sono em crianças e adultos, tanto para pessoas com padrões normais de sono como para aqueles que sofrem de insónia. No entanto, parece que os efeitos de promoção do sono da melatonina são mais aparentes apenas se os níveis de melatonina de uma pessoa forem baixos. Em outras palavras, tomar melatonina não é como tomar um comprimido para dormir ou mesmo 5-HTP. Ela só vai produzir um efeito sedativo quando os níveis de melatonina são baixos. Dosagem: 3 mg na hora de dormir.


Metilcobalamina tem mostrado ajudar algumas pessoas que sofrem do que é chamado como transtorno do ciclo vigília-sono. Esta doença é caracterizada por sonolência diurna excessiva, noites agitadas e despertares noturnos frequentes. É muito comum em trabalhadores por turnos e em idosos. Em pessoas com transtorno do ciclo vigília-sono, a toma de metilcobalamina tem levado a uma melhoria na qualidade do sono, aumento do tempo de vigilância durante o dia e concentração, e melhoria do humor. Grande parte das vantagens parecem ser um resultado da metilcobalamina influenciar a secreção de melatonina. Dosagem: 3 a 5 mg de metilcobalamina ao acordar


O Magnésio produz um efeito calmante, alivia o stress e promove o relaxamento total e um sono reparador. Dosagem: 250 mg ao deitar.


5-Hidroxitriptofano é convertido no cérebro em serotonina - um importante iniciador do sono. A 5-HTP também tem mostrado, em numerosos estudos clínicos experimentais, diminuir o tempo necessário para se adormecer e diminuir o número de despertares. Devido ao fato do triptofano estar atualmente disponível apenas por prescrição, o 5-HTP é um substituto óbvio. Os efeitos sedativos do 5-HTP podem ser reforçados se for tomado perto da hora de dormir com uma fonte de carboidratos, como frutas ou sumo de frutas. A dosagem recomendada é de 50 a 100 mg.


L-teanina é um aminoácido relaxante encontrado no chá verde disponível como um suplemento. Estudos clínicos têm indicado que a L-teanina induz uma sensação de calma e melhora significativamente a qualidade do sono. É seguro para as crianças. Dosagem: 200 mg duas vezes por dia ou 400 mg na hora de dormir.


Valeriana (Valeriana officinalis) é o sedativo à base de plantas mais popular. Diversos estudos clínicos experimentais têm comprovado a capacidade da valeriana melhorar a qualidade do sono. A vantagem da valeriana é que geralmente não causa sonolência diurna, diminuição da concentração ou diminuição do desempenho físico. Dosagem: para o extrato padronizado de valeriana (teor de ácido valerénico 0,8%), 150 a 300mg 45 minutos antes de se deitar.


PGX é uma matriz de fibra dietética revolucionária que é capaz de melhorar o controlo de açúcar no sangue. Ao estabilizar os níveis de açúcar no sangue, a PGX® pode ajudar a reduzir o despertar noturno devido a flutuações nos níveis de açúcar no sangue. A PGX está disponível numa variedade de diferentes formas, tais como grânulos, cápsulas, e em misturas de bebidas de saciedade ou de substituição de refeição. Dosagem: 2,5 a 5 gramas antes das refeições.


Como faço para saber se o programa está a funcionar?


O fator chave para saber como o programa está a funcionar são os níveis de energia durante o dia.

Estresse

O que é o estresse?


O estresse pode ser definido como qualquer transtorno—por exemplo, calor ou frio, toxinas químicas, micro-organismos, traumas físicos, reações emocionais fortes—capaz de desencadear a “resposta ao estresse"". A resposta ao estresse compreende três fases: alarme (lutar ou fugir), resistência e exaustão. Essas fases são controladas em grande medida pelas glândulas adrenais. Se o estresse for extremo, incomum ou duradouro, a resposta ao estresse pode ser insuportável e se tornar bastante prejudicial a praticamente todo sistema orgânico.


O que causa o estresse?


O estresse é parte da vida. De acordo com Selye, pai da pesquisa sobre o estresse, o estresse em si mesmo não deveria ser visto em um contexto negativo. Não é o fator de estresse que determina a resposta; pelo contrário, é a reação interna do indivíduo que desencadeia a resposta. Essa reação interna possui um caráter altamente individual. O que uma pessoa experimenta como estresse pode ser visto por outra pessoa de maneira completamente diferente.


Que fatores relacionados à dieta são importantes no estresse?


Para muitas pessoas, um dos principais fatores responsáveis pelo estresse é a cafeína. O americano médio consome de 150 a 225 mg de cafeína todos os dias, ou aproximadamente a quantidade de cafeína necessária para encher dois copos de café. Embora a maioria das pessoas seja capaz de tolerar essa quantidade, aqueles que possuem uma propensão a se sentirem estressados ou ansiosos tendem a ser especialmente sensíveis à cafeína. Durante períodos de estresse, é importante eliminar a cafeína ou reduzir o consumo dela. Além disso, aqui estão algumas outras orientações muito importantes para auxiliar a resposta ao estresse do organismo:


  • Elimine ou reduza o consumo de álcool.
  • Elimine carboidratos refinados da dieta, especialmente as fontes de açúcar e trigo brancos.
  • Aumente a razão potássio-sódio no organismo priorizando alimentos integrais e naturais.
  • Faça refeições planejadas e regulares em ambientes descontraídos.

Que suplementos nutricionais devo tomar para aliviar o estresse?


Suplementos Fundamentais. Suplementos múltiplos de alta potência; Vitamina D3, 2.000-5.000 UI/dia; Óleo de Peixe, EPA+DHA, 1.000 a 3.000 mg/dia.


Vitaminas B, C, zinco, magnésio são nutrientes essenciais que cumprem um papel crítico em auxiliar o corpo a lidar com o estresse. Dosagem: pelo menos a Ingestão Diária Recomendada (IDR) deve ser fornecida por meio de um suplemento múltiplo de alta potência.


O magnésio exerce uma série de importantes efeitos antiestresse e relaxantes. Dosagem: ingerir de 150 a 250 mg de magnésio (na forma de citrato) antes de dormir.


Foi demonstrado que óleos de peixe com EPA e DHA concentrados possuem efeitos positivos para as pessoas que lidam com o estresse. Dosagem: 3.000 mg EPA+DHA.


Plantas para o estímulo adrenal. Vários produtos herbáceos contribuem para a função adrenal. Os mais notáveis entre eles são o ginseng chinês (Panax ginseng), o ginseng siberiano (Eleuterococcus senticosus), rhodiola (Rhodiola rosacea) e ashwaganda (Withania somnifera). Todas essas plantas exercem efeitos benéficos à função adrenal e aumentam a resistência ao estresse, sendo muitas vezes chamadas de ""adaptógenos"" uma vez que contribuem para a nossa adaptação ao (enfrentamento do) estresse. Essas plantas foram historicamente usadas para:


  • Restituir a vitalidade de indivíduos debilitados e fracos.
  • Aumentar a sensação de energia.
  • Melhorar o desempenho mental e físico.
  • Evitar os efeitos negativos do estresse e estimular a resposta do organismo ao estresse. Essas plantas podem ser usadas separadamente ou de maneira combinada. Dosagem: siga as instruções do rótulo. Observação: às vezes, fórmulas combinadas parecem produzir os melhores resultados, por exemplo, a Fórmula Serenity da Natural Factors.

Sensoril é um extrato patenteado de Withania somnifera (ashwaganda) que demonstrou-se exercer efeitos aliviadores do estresse e antiansiedade. Ele merece menção especial porque é um produto único no sentido de produzir um efeito relaxante ao mesmo tempo em que aumenta os níveis de energia e reduz a fadiga. Ingerir de 125 a 250 mg duas vezes ao dia.


PharmaGABA ié a forma natural do GABA – uma importante substância química do cérebro. Foi demonstrado que a suplementação com o PharmaGABA promove sensações de relaxamento, mas com maior concentração mental e lucidez. Ele é um fantástico destruidor imediato do estresse e também melhora a qualidade do sono com o uso diário. Os estudos mostraram que PharmaGABA é capaz de promover alterações nas ondas cerebrais associadas à sensação de tranquilidade num intervalo de 5 minutos após ser ingerido. Dosagem: de 100 a 200 mg até três vezes por dia.


A L-teanina, tal como o GABA, é um aminoácido relaxante. Pode ser encontrada no chá verde e também está disponível como suplemento. Estudos clínicos também mostraram que a L-teanina induz suavemente a uma sensação de tranquilidade e melhora a qualidade do sono. Ela é indicada para crianças. Dosagem: de 100 a 200 mg até três vezes ao dia.


Auxiliares Naturais do Sono. Existe uma série de produtos naturais efetivos que podem contribuir para melhorar a qualidade do sono. Caso necessário, recomendo experimentar Tranquil Sleep da Natural Factors. Essa fórmula proporciona a combinação de melatonina (3 mg), 5-HTP (30 mg) e L-teanina (200 mg) em uma pastilha mastigável ou cápsula de gelatina mole de excelente sabor. Esses três ingredientes trabalham juntos de modo a reduzir o tempo necessário para pegar no sono e diminuir o número de despertares noturnos. Dosagem: dois comprimidos ou cápsulas antes de dormir.


PGX é uma matriz de fibra dietética que ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue. Para as pessoas que enfrentam estresse ou dificuldade em manter o sono ao longo da noite, o controle deficiente do açúcar no sangue é uma causa importante na medida em que provoca a liberação de hormônios como adrenalina e cortisol. Esses compostos estimulam o cérebro e provocam a sensação de estresse. Dosagem: de 2,5 a 5 gramas de grânulos PGX antes das refeições.


Como faço para saber se as recomendações estão funcionando?


O aumento da energia e maior sensação de tranquilidade são sinais claros de que o estresse está sendo tratado de maneira eficaz.

Zumbido

What is Tinnitus?


Tinnitus refers hearing a constant ringing, roaring, clicking or hissing sound. It is extremely common as millions of people in the U.S. have tinnitus. People with severe tinnitus may have trouble hearing, working or even sleeping.


What causes Tinnitus?


Causes of tinnitus include hearing loss, exposure to loud noises or medicines (particularly Valium-type drugs [benzodiazepines] as well as non-steroidal anti-inflammatory drugs like aspirin and ibuprofen). Tinnitus may also be a symptom of other health problems, such as allergies, high or low blood pressure, tumors and problems in the heart, blood vessels, jaw and neck.


What dietary factors are important in Tinnitus?


Since tinnitus may be linked to vascular health, the key dietary recommendations to promote heart and vascular health are appropriate to follow:


  • Increase your intake of omega-3 oils by eating flaxseed oil, walnuts, and of cold-water fish.
  • Increase the intake of heart-healthy monounsaturated fats by eating more nuts and seeds, including almonds, Brazil nuts, coconut, hazelnuts, macadamia nuts, pecans, pine nuts, pistachios, sesame and sunflower seeds, and using a monounsaturated oil, such as olive or canola oil for cooking purposes.
  • Eat five or more servings daily of a combination of vegetables and fruits, especially green, orange, and yellow vegetables; dark colored berries; and citrus fruits. Antioxidant compounds in these plant foods, such as carotenes, flavonoids, selenium, vitamin E, and vitamin C, are important in protecting against the development of atherosclerosis.
  • Increase your intake of fiber. A diet high in fiber has been shown to be protective against atherosclerosis. Dietary fiber, particularly the soluble fiber found in legumes, fruit, and vegetables, is effective in lowering cholesterol levels.
  • Limit the intake of refined carbohydrates (sugar and refined grains). Sugar and other refined carbohydrates are a significant factor in the development of atherosclerosis, inflammation, and insulin resistance.

What nutritional supplements are important in Tinnitus?


Foundation Supplements. High potency multiple; Vitamin D3 2,000-5,000 IU/day; Fish Oil, EPA DHA 1,000 to 3,000 mg/day.


Grape Seed or Pine Bark Extract  contain flavonoids that produce a combination of effects that are of great value to the blood vessels. They offer essential support to any body tissue. Dosage: 150 to 300 mg daily.


Magnesium supplementation has been shown to help some cases of tinnitus, especially those related to trauma. Dosage: 150 to 250 mg of magnesium three times per day. Magnesium bound to aspartate, citrate, and malate is preferred to magnesium bound to oxide because of better absorption.


Zinc supplementation can relieve or eliminate tinnitus in those with zinc deficiency – a common occurrence in many cases of tinnitus. Dosage: 30 to 45 mg per day.


Ginkgo biloba has been shown to be helpful in some double-blind studies. People with recent-onset tinnitus are more likely to respond to GBE compared to those who have had tinnitus for at least 3 years. Dosage: 240 to 320 mg per day.


B12 Methylcobalamin form of vitamin B12 is very much indicated as nearly half of patients with tinnitus are deficient in B12. Many people with low B12 levels experience complete resolution of their tinnitus when given methylcobalamin form of B12. Dosage: 3 to 5 mg daily for one month and then reduce to 1 mg (1,000 mcg) daily as a maintenance dose.


Melatonin has been shown to be very helpful in tinnitus in double-blind studies. Although most people saw benefit, melatonin was most effective in men with more severe tinnitus in both ears and/or those with a history of noise exposure. Researchers believe that one of the ways melatonin may be helping tinnitus is by improving sleep quality. That is an interesting mechanism of action, especially since tinnitus is often a side effect of prescription sleeping pills. Dosage: 3 mg at bedtime.


How do I know if the program is working?


Consistent and persistent improvement

Úlceras

O que provoca uma Úlcera?


Apesar das úlceras duodenais e gástricas ocorrerem em locais diferentes, ambas aparentam resultar de mecanismos semelhantes. Especificamente, o desenvolvimento de uma úlcera duodenal ou gástrica é o resultado de algum fator danificar os fatores protetores que revestem o estômago e o duodeno, tais como demasiado ácido gástrico, a bactéria Helicobacter pylori(H. pylori ) e diversos medicamentos, tais como anti-inflamatórios não esteroides e a prednisona.


Que fatores dietéticos são importantes numa úlcera?


As alergias alimentares aparentam ser o fator primário em muitos casos de úlceras duodenais ou gástricas. Uma dieta que elimine os alergénios alimentares tem sido utilizada com grande sucesso no tratamento e prevenção de úlceras duodenais e gástricas recorrentes. É especialmente importante evitar leite e laticínios. O leite é um dos alergénios alimentares mais comuns, e estudos populacionais mostram que quanto maior o consumo de leite, maior é a probabilidade de úlceras duodenais ou gástricas. O leite, assim como o café, aumentam significativamente a produção de ácido estomacal. Ambos devem ser evitados por indivíduos com úlceras duodenais ou gástricas.


Uma dieta rica em fibra está associada com uma taxa reduzida de úlceras duodenais ou gástricas, em comparação com uma dieta pobre em fibras, ao a acidez do estômago prolongada os suplementos de fibra (por exemplo, pectina, goma de guar, farelo de aveia e de psyllium) têm mostrado produzir efeitos benéficos também.


Além disso, o sumo de repolho cru é documentado como tendo sucesso no tratamento de úlceras duodenais ou gástricas. Num estudo, 1 litro de sumo de repolho cru fresco por dia, tomado em quantidades divididas, resultou na cura total das úlceras duodenais ou gástricas numa média de apenas dez dias. Acredita-se que o efeito benéfico ocorre devido ao aminoácido glutamina, que é necessário para as células da superfície do intestino delgado se regenerarem. Os brócolos e a couve de bruxelas são da mesma família do repolho e o seu consumo regular é útil na prevenção da recorrência de úlceras duodenais ou gástricas pois esses alimentos são ricos em sulforafano, um composto que pode ser eficaz para ajudar o corpo a livrar-se da Helicobacter pylori. Esta bactéria é responsável pela maioria das úlceras gástricas e também aumenta o risco de uma pessoa contrair cancro gástrico de 3 a 6 vezes, e é também um fator causador de uma ampla gama de outras doenças do estômago, incluindo gastrite, esofagite, e indigestão ácida.


Que suplementos nutricionais são importantes para uma Úlcera?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D32.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


DGL (alcaçuz desglicirrizado) (deglycyrrhizinated licorine) é um extrato especial de alcaçuz eficaz em promover a cicatrização do revestimento intestinal. O alcaçuz historicamente tem sido considerado como um excelente remédio para a úlcera gástrica. No entanto, devido aos efeitos secundários do composto ácido glicirretínico do alcaçuz (que provoca aumentos da pressão arterial, em alguns casos), foi desenvolvido um processo para remover este composto a partir do alcaçuz e formar Alcaçuz Desglicirrizado (DGL). Numerosos estudos ao longo dos anos têm mostrado a DGL como sendo uma medida eficaz para promover a cicatrização intestinal. O mecanismo proposto da DGL é a estimulação e/ ou aceleração dos fatores de proteção que protegem a mucosa do estômago e do duodeno, incluindo o aumento do número de células que produzem mucinas. Dosagem: Tomar um a dois comprimidos 380 mg mastigáveis três vezes por dia antes das refeições


Zinco carnosina, em comparação com outras formas de zinco, liberta o mineral a uma taxa mais lenta, conferindo-lhe uma oportunidade maior de promover a cicatrização gástrica. A Zinco carnosina pode ajudar a manter um revestimento da mucosa saudável e apoiar o equilíbrio bacteriano no sistema digestivo. Estudos clínicos em humanos demonstram uma capacidade de antagonizar as bactérias (Helicobacter pylori) ligadas a indigestão e as úlceras. Dosagem: 75 a 150 mg duas vezes por dia.


Como faço para saber se o programa está a funcionar?


As melhorias nos sintomas característicos de uma úlcera são a melhor forma de medir o sucesso. Nos estudos com DGL a maioria dos sujeitos relataram melhorias nas primeiras duas semanas de utilização.

Varizes

O Que é Saúde das Veias?


As veias são estruturas bastante frágeis. Os defeitos na parede de uma veia conduzem à dilatação da veia e danos nas válvulas. Normalmente estas válvulas impedem que o sangue retorne, mas quando as válvulas estão danificadas, formam-se conjuntos de sangue o que faz com que as veias fiquem salientes, as chamadas varizes. As varizes podem surgir sem sintomas ou podem surgir associadas à fadiga, dores, desconforto, sensação de peso ou dor nas pernas. Também podem estar associadas com a retenção de líquidos (edema), descoloração, e pode desenvolver-se ulceração da pele.


O que afeta a Saúde das Veias?


Os seguintes fatores podem levar a problemas de saúde da veia ou varizes: fraqueza genética das paredes da veia ou das suas válvulas; pressão excessiva no interior da veia devido ao aumento do esforço ao defecar devido a baixos níveis de fibra; longos períodos de pé e/ ou trabalho pesado; danos nas veias e válvulas venosas resultantes de inflamação; e fraqueza das paredes da veia.


Que fatores dietéticos são importantes para a Saúde das Veias?


Uma dieta rica em fibras é o componente mais importante no tratamento e prevenção de varizes (e hemorroidas). Uma dieta rica em vegetais, frutas, legumes e grãos promove o peristaltismo; diversos componentes da fibra atraem água e formam uma massa gelatinosa que mantém as fezes moles, volumosas e fáceis de passar. Os indivíduos que possuem uma dieta pobre em fibras tendem a esforçar-se mais durante os movimentos intestinais uma vez que as suas fezes são menores e mais difíceis de passar. Este esforço aumenta a pressão no abdómen, obstrui o fluxo de sangue das pernas para cima. O aumento da pressão pode, ao longo de um período de tempo, enfraquecer significativamente a parede da veia, o que leva à formação de varizes ou hemorroidas.


Bagas ricas em flavonoides, tais como cerejas, mirtilos e amoras, são benéficos na prevenção e tratamento de varizes. Estas bagas são fontes muito ricas em flavonoides que melhoram a integridade das estruturas de suporte das veias e o sistema vascular inteiro. Extratos de várias destas bagas são amplamente utilizados na Europa como medicamentos para várias condições circulatórias, incluindo varizes. O extrato de semente de uva e o extrato de casca de pinheiro são os mais populares e, possivelmente, os mais eficazes. A dose diária recomendada para estes extratos é de 150 a 300 mg por dia.


Que suplementos nutricionais são importantes para a Saúde das Veias?


Suplementos Fundamentais. Multivitamínicos de alta potência; Vitamina D3 2.000-5.000 UI/ dia; Óleo de Peixe, EPA DHA 1.000 a 3.000 mg/ dia.


Castanha da Índia em extratos padronizados para escina (um composto chave) parecem ser tão eficazes como as meias de compressão sem o incómodo. Por exemplo, num estudo bem desenhado, a eficácia do extrato da semente castanha da índia em relação às meias de compressão mostrou que as meias de compressão e o extrato de semente de castanha índia produziam reduções quase idênticas na retenção de líquidos. Os investigadores também demonstraram que a escina tem atividade venotónica. Um venotónico é uma substância que melhora o tónus venoso aumentando o potencial contrátil das fibras elásticas na parede da veia. O relaxamento da parede venosa contribui grandemente para o desenvolvimento de varizes. Esta atividade venotónica pode ser o fator-chave para os efeitos positivos dos extratos de semente de castanha na promoção da saúde das veias. Dosagem: baseado no conteúdo de escina, 50 mg de escina diária.


Gibarbeira tem uma longa história de uso em apoiar a saúde das veias. Os ingredientes ativos na gibarbeira são as ruscogeninas. A pesquisa clínica confirmou que o extrato de gibarbeira é eficaz na melhoria da saúde das veias. Dosagem: De extratos padronizados para conter 9-11% ruscogenina, 100 mg três vezes por dia


Extrato de Semente de Uva ou Extrato de Casca de Pinheiro promovem a saúde das veias. Dosagem: 150 a 300 mg por dia


Como faço para saber se o programa está a funcionar?


Apesar de que a melhoria na aparência de pequenas veias de "aranha" possa ocorrer, haverá poucas mudanças em varizes grandes. A retenção de líquidos (edema), sensação de peso e cansaço nas pernas pode melhorar ao longo do tempo.

Perda de peso

O que é perda de peso?


Existem literalmente centenas de dietas e produtos que alegam ser a resposta para a perda de peso. No entanto, a equação básica para a perda de peso é sempre a mesma. Para um indivíduo perder peso, o consumo de energia tem que ser menor do que o gasto de energia. Essa meta pode ser alcançada pela diminuição do consumo de calorias (dieta) e/ou pelo aumento da taxa a que as calorias são queimadas (exercícios). A maior parte dos indivíduos começarão a perder peso se reduzirem o consumo calórico para menos de 1.500 calorias por dia e fizerem exercícios aeróbicos de 15 a 20 minutos, 3 a 4 vezes por semana.


O que causa o aumento de peso?


O aumento de peso está frequentemente associado à resistência ao hormônio insulina. À medida que as células adiposas do abdome crescem de tamanho ou número, elas secretam uma série de produtos biológicos (por exemplo, a resistina) que atenuam o efeito da insulina, impedem a utilização da glucose no músculo esquelético e estimulam a produção de glucose (açúcar sanguíneo) pelo fígado. Um outro fator importante é que, conforme o número e tamanho das células adiposas aumentam, elas levam a uma redução na secreção de compostos que promovem a ação da insulina.


Que fatores relacionados à dieta são importantes na perda de peso?


Os carboidratos dietéticos desempenham um papel central em qualquer programa de perda de peso dado seu efeito sobre a sensibilidade insulínica. É importante evitar açúcares refinados, produtos derivados de farinha branca e outras fontes de açúcares simples que são rapidamente absorvidas pela corrente sanguínea, causando uma rápida elevação do açúcar no sangue e impactando gravemente o controle do açúcar no sangue.


Aumentar o consumo de fibras dietéticas, especialmente na forma solúvel, é muito importante. A fibra solúvel é capaz de desacelerar a digestão e absorção de carboidratos, evitando assim aumentos rápidos nos níveis de açúcar do sangue. Essas fibras também estão associadas ao aumento da sensibilidade dos tecidos à insulina e à melhora da captação de glucose pelos músculos, fígado e outros tecidos, evitando assim uma elevação sustentada dos níveis de açúcar no sangue.


Fontes particularmente boas de fibras solúveis são os legumes, farelo de aveia, nozes, sementes, peras, maçãs e a maioria dos vegetais. Grandes quantidades de alimentos vegetais devem ser consumidas para se obter fibras dietéticas em quantidades suficientes, apesar de que grãos, ervilhas e legumes são de modo geral as melhores fontes para o consumo elevado de fibras em quantidades relativamente fáceis de ingerir.


Para as pessoas que possuem resistência definitiva à insulina e controle deficiente do açúcar no sangue, eu também recomendaria um suplemento de fibras dietéticas conhecido como PolyGlycopleX ou PGX (descrito abaixo). Essa matriz de fibras exclusiva e patenteada possui o maior grau de propriedades gelificantes e de viscosidade, fazendo com que seja muitas vezes mais eficaz do que qualquer outra fibra no aumento da sensibilidade insulínica e na ativação da AMPk.


Que suplementos nutricionais devo tomar para combater a obesidade?


Suplementos Fundamentais. Suplementos múltiplos de alta potência; Vitamina D3, 2.000-5.000 UI/dia; Óleo de Peixe, EPA+DHA, 1.000 a 3.000 mg/dia. Particularmente importante é manter níveis suficientes de cromo, ou seja, de 200 a 400 mcg por dia.


PolyGlycoplex (PGX®) é uma matriz de fibras dietéticas revolucionária respaldada por mais de 15 anos de pesquisa e desenvolvimento juntamente com estudos pré-clínicos e ensaios clínicos abrangentes. PGX é 100% natural, sem potencial de vício e seguro para o consumo, não possuindo efeitos colaterais sérios. Estudos clínicos detalhados mostraram que o PGX possui os seguintes benefícios:


  • Reduz o apetite e promove a perda eficaz de peso
  • Estabiliza o controle do açúcar no sangue
  • Aumenta a sensibilidade insulínica
  • Reduz o índice glicêmico de qualquer alimento, bebida ou refeição em 35-50%.
  • Diminui o colesterol e os triglicerídeos no sangue

O PGX está disponível em diversas formas diferentes tais como grânulos, cápsulas e parte de mixes de bebidas que produzem saciedade ou substituem as refeições. Dosagem: de 2,5 a 5 gramas antes das refeições.


O extrato de folha da amoreira tem se mostrado capaz de contribuir para a melhora do controle do açúcar no sangue e promover a perda de peso. Dosagem: geralmente equivalente a 3.000 mg de folha de amoreira por dia. A dosagem para um extrato 10:1 é de 100 mg três vezes ao dia antes das refeições. Também pode ser consumido junto com o PGX.


O extrato de grão de café verde é rico em ácido clorogênico, um composto que comprovadamente melhora o metabolismo da glucose, inibe a acumulação de gordura e diminui a absorção de glucose nos intestinos. Somente os grãos crus de café verde contêm uma quantidade significativa desse composto que promove a saúde. Dosagem: 400 mg três vezes ao dia.


5-hidroxitriptofano (5-HTP) é convertido em serotonina no cérebro. Níveis baixos de serotonina acionam o apetite e, particularmente, o anseio por consumir açúcar. Uma série de quatro estudos clínicos com mulheres obesas mostraram que o 5-HTP é um auxiliar eficaz na perda de peso. Dosagem: de 50 a 100 mg vinte minutos antes das refeições.


Os extratos de chá verde com catequinas concentradas (flavonoides polifenóis) estimulam moderadamente a taxa metabólica e promovem a perda de peso. No entanto, absorver esses compostos é muitas vezes difícil para os humanos. O chá verde Phytosome® fornece um extrato de chá verde descafeinado de alta qualidade e complexado com fosfatidilcolina que é de três a cinco vezes melhor absorvido do que outros produtos derivados do chá verde. Dosagem: 150 mg duas vezes ao dia.


Como faço para saber se as recomendações estão funcionando?


Quando você sobe na balança, o que está vendo é o seu peso total e não a relação entre gordura e músculos ou a composição corporal. Embora o excesso de peso seja um fator de risco para ataques cardíacos, derrames e diabetes de tipo 2, ele não é o fator de risco mais importante. Dito de forma correta, é o aumento da gordura no corpo que está associado a essas doenças, e não o aumento do peso corporal. Para determinar com maior precisão a composição corporal, recomendo usar uma balança capaz de medir a porcentagem de gordura no corpo. Preferencialmente, as mulheres devem se esforçar para manter a porcentagem de gordura no corpo abaixo de 25% e os homens abaixo de 20%.