checkoutarrow
BR
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

Os benefícios da raiz de dente-de-leão para a saúde

25 Setembro 2019

Por Ellen Albertson, PhD, RDN, NBC-HWC

Neste artigo:

 

O dente-de-leão comum, Taraxacum officianale, costuma ser visto como uma planta irritante, invasiva e difícil de controlar, porém, na verdade, ele é uma erva maravilhosa e com fantásticos benefícios para a saúde, que variam da melhora da digestão até o controle da psoríase.

As flores amarelas e brilhantes do dente-de-leão, que viram uma penugem, trazer desejos para as crianças e pesadelos para o seu jardim. Isso ocorre porque um dente-de-leão maduro tem uma raiz longa e grossa, difícil de remover. Depois que se instala, o dente-de-leão cresce temporada após temporada, espalhando suas sementes pelo vento através de jardins, gramados, campos, campos de golfe e até rachaduras na calçada.

A história e o uso do dente-de-leão

Mencionado pela primeira vez por médicos árabes nos séculos 11 e 12 e, posteriormente, por curandeiros galeses por volta do ano 1200, o dente-de-leão tem sido usado por séculos como um laxante, um remédio para estômago, um tonalizante para a pele e um tratamento para artrite, rugas, TPM e cálculos renais. Seu nome vem do francês dent de lion— dente do leão — por causa das serrilhas semelhantes a dentes nas folhas das plantas, que levam água até a raiz.

Nativo da Eurásia, o dente-de-leão foi apresentado ao resto do mundo como um importante componente dos alimentos e da medicina. A planta é uma excelente fonte de vitamina A, vitamina K e vitamina C; uma boa fonte de fibras, cálcio e potássio e contém mais proteínas (1,5 gramas por xícara) do que o espinafre. O vegetal também contém vitamina E, folatos e outras vitaminas do complexo B.

A raiz do dente-de-leão, que é responsável por grande parte das propriedades medicinais da planta, é melhor colhida em junho, julho e agosto, quando seu amargor é maior. As folhas podem ser colhidas a qualquer momento, mas têm um sabor melhor quando são jovens e macias. Elas são uma ótima adição a saladas, sejam cruas ou levemente cozidas, além de poderem ser tratadas como o espinafre — cozidas, temperadas e servidas como um vegetal. As folhas secas são usadas em bebidas digestivas e chás de ervas, a raiz seca é um excelente substituto para o café, e as flores podem ser usadas para fazer vinho ou cerveja.

Dente-de-leão para a sua saúde

O nome latim da planta, Taraxacum officinale vem do grego tarazos (desordem) e akos (remédio), graças à capacidade curativa da planta. Um estimulante geral para o corpo, o dente-de-leão também é um laxante, diurético e suporte hepático natural. Ele melhora a função dos rins e do fígado, além de aumentar a frequência de urina. Apesar de ainda não haver estudos com humanos indicando sua eficácia como um tratamento para o câncer, estudos com animais e in-vitro demonstraram a capacidade dos extratos de dente-de-leão para combater efetivamente os cânceres de cólon e fígado.

Apesar de ser sempre importante consultar seu médico antes de consumir qualquer erva ou suplemento, o dente-de-leão parece ser seguro e livre de uma grande toxicidade ou efeitos colaterais negativos. Aqui estão alguns dos benefícios dessa poderosa planta para a saúde.

Promove a saúde do intestino

Sofre de inchaço estomacal, indigestão ou outros problemas intestinais? A raiz de dente-de-leão faz um ótimo chá, que alivia o estômago, promove a digestão e melhora os movimentos intestinais. Ela estimula a produção de bile, um fluido expelido pelo fígado e armazenado na vesícula biliar e que ajuda a quebrar gorduras. A raiz também é rica em inulina, um tipo de fibra solúvel encontrada em plantas que auxilia o crescimento de bactérias intestinais saudáveis.

Se você sente desconfortos estomacais frequentes, experimente beber uma xícara de chá de dente-de-leão todos os dias e veja se isso ajuda. Ela também pode ser adoçado com um pouco de mel, ou misturado com outras raízes que também promovem o alívio ao intestino, como o gengibre e o alcaçuz.

Combate a prisão de ventre

De acordo com o National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases, a prisão de ventre é um dos problemas digestivos nos Estados Unidos, afetando cerca de 16 por cento dos adultos e 33 por cento das pessoas com mais de 60 anos. As causas incluem:

  • Dieta pobre em fibras
  • Certos medicamentos
  • Alguns problemas médicos
  • Desidratação
  • Falta de exercícios

Pequenas doses de ervas com propriedades laxantes incluem dente-de-leão, cáscara sagrada, ruibarbo, gengibre e berberis podem ajudar você a se sentir bem novamente.

Reduz a retenção de água

A retenção de fluidos, também conhecida como edema, ocorre quando os rins não eliminam a água adequadamente. Mulheres podem sentir isso durante a gravidez ou a TPM.. O edema também pode ser causado por doenças nos rins ou no coração.

Para reduzir inchaços e hipertensão, os médicos costumam prescrever diuréticos para ajudar o corpo a eliminar fluidos. O potássio costuma ser removido com água, resultando em baixos níveis de potássio, o que pode ser perigoso -- principalmente para pessoas com doenças cardíacas. O dente-de-leão é um ótimo diurético pois, além de ser efetivo, ele é naturalmente rico em potássio.

Alivia varizes

As varizes ocorrem quando as veias ficam alargadas, inchadas e contorcidas. Elas podem aparecer em qualquer lugar do corpo, mas são comuns nas pernas. Inatividade, obesidade, gravidez e qualquer coisa que reduza a circulação nas pernas pode aumentar o seu risco. Os tratamentos incluem: comer mais frutas e vegetais e obter quantidades adequadas de vitamina C, vitamina E e vitaminas do complexo B. Se a retenção de água for parte do problema, o dente-de-leão, quando usado como um diurético, pode ajudar a aliviar os sintomas.

Controla a psoríase

A psoríase, um problema de pele crônico que causa pedaços de pele vermelhos e escamosos — principalmente nos cotovelos, joelhos e couro cabeludo — é um problema que afeta até 2% das pessoas que vivem no mundo ocidental. Apesar de não haver uma cura atual para a psoríase, é importante obter um diagnóstico correto e entender fatores individuais, como estresse, dieta e equilíbrio entre vida pessoal e trabalho, que podem ativar os sintomas.

Várias plantas, incluindo o dente-de-leão, podem ajudar a reduzir os sintomas. Uma dieta saudável, exercícios regulares e a luz solar também podem ajudar a aliviar a doença. Cremes que contêm confrei, babosa ou vitamina D também podem aliviar a irritação.

Da próxima vez que você vir flores amarelas ou bolinhas brancas de penugem, pense duas vezes antes de reclamar do dente-de-leão. Considere-o um amigo que pode ajudar você em seu caminho em direção à cura e ao bem-estar.

Referências:

  1. https://www.sciencedirect.com/topics/medicine-and-dentistry/taraxacum-officinale
  2. https://www.niddk.nih.gov/health-information/digestive-diseases/constipation/definition-facts
  3. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5739857/
  4. https://pdfs.semanticscholar.org/2d3c/7b118a7d60b06f65082d96ed1164fd008df4.pdf
  5. Ovadje P, Ammar S, Guerrero JA, Arnason JT, Pandey S. Dandelion root extract affects colorectal cancer proliferation and survival through the activation of multiple death signalling pathways. Oncotarget. ;7(45):73080–73100. doi:10.18632/oncotarget.11485
  6. Vandeputte D, Falony G, Vieira-Silva S, et al. Prebiotic inulin-type fructans induce specific changes in the human gut microbiota. Gut. 2017;66(11):1968–1974. doi:10.1136/gutjnl-2016-313271

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

As Melhores Fontes Veganas de Ômega 3

Bem-estar

Colostro - Este Superalimento Não é Apenas para Bebês

Bem-estar

O que as pesquisas dizem sobre a N-acetilcisteína (NAC) e a saúde mental?