beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements

3 tipos de dores de cabeça e como prevenir e tratar cada um

Escrito pelo Dr. Eric Madrid

Neste artigo:


As dores de cabeça, ou cefaleias, são um motivo comum para se ir ao médico. Muitas pessoas que têm dores de cabeça crônicas sofrem disso por muitos anos. Se você não tem um histórico de dores de cabeça, mas desenvolveu casos recentes, consulte seu médico e certifique-se de que um diagnóstico preciso seja feito e de que a causa seja determinada. Em alguns casos, as dores de cabeça podem ser causadas por hipertensão, hemorragia cerebral ou, raramente, tumores no cérebro. Depois que uma causa mais severa é descartada, o médico normalmente classifica a dor de cabeça em uma das categorias a seguir.

Cefaleias de tensão

Esse é um dos tipos mais comuns de dor de cabeça que as pessoas sentem, e é um dos motivos mais comuns para a busca por analgésicos sem prescrição. As cefaleias de tensão são comuns durante períodos de estresse, ansiedade ou depressão. Frequentemente, elas são descritas como uma sensação de uma faixa apertada em volta da cabeça. Ou como uma sensação de pressão atrás da cabeça, ao longo dos músculos do pescoço. 

Causas alimentares da cefaleia de tensão

  • Baixo nível de açúcar sanguíneo
  • Abstinência de cafeína ou, em alguns casos, excesso
  • Consumo excessivo de carboidratos simples e alimentos processados
  • Sensibilidades ao glúten
  • Sensibilidade a adoçantes artificiais ou corantes alimentares

Suplementos para as cefaleias de tensão

  • Magnésio – O magnésio é um dos minerais mais abundantes no corpo humano, e é necessário para mais de 350 reações bioquímicas. Ele é normalmente encontrado em vegetais folhosos, como couve e espinafre. Como um suplemento, o magnésio está disponível nas formas de pó ou cápsula. Ele também é conhecido como o “mineral do estresse”, e pessoas que sofrem de cefaleia de tensão frequentemente relatam que o mineral pode ser útil. O sal de epsom, que é feito de magnésio, também pode ser benéfico quando adicionado a um banho quente. A maioria das pessoas precisa de 250 mg a 500 mg por dia para ajudar na prevenção da dor de cabeça. 
  • Vitamina D – Mais de 70% da população do mundo apresenta uma deficiência de  vitamina D, o que pode ser tratado simplesmente ficando sob o sol durante as 10h e as 15h. Baixos níveis de vitamina D são associados a um maior risco de cefaleias de tensão. A maioria das pessoas que optam pela suplementação precisa de 1000 UI a 5000 UI por dia para atingir os níveis sanguíneos adequados. Algumas pessoas podem precisar de até 10000 por dia. Aqueles que tomam doses mais altas devem se consultar com um médico. 

Enxaquecas

A enxaqueca costuma se apresentar como uma dor forte e pulsante, que costuma causar náusea e sensibilidade à luz. No mundo todo, esse problema afeta 1 bilhão de pessoas. Essas dores de cabeça podem ocorrer semanalmente, mensalmente ou apenas algumas vezes por ano. Alguns estudos sugerem que uma a cada sete pessoas sofrerá de enxaquecas em algum ponto da vida – quase uma a cada cinco mulheres e um em cada 15 homens são afetados. 

Causa da enxaqueca 

A enxaqueca parece ser ativada por “nervos e vasos sanguíneos defeituosos” no cérebro, que ativam o complexo trigeminocervical de forma inadequada. Apesar de ser algo cientificamente complicado, entender como a enxaqueca se inicia permite que os médicos possam preveni-la e tratá-la da melhor forma. Além disso, parece haver um componente genético para as enxaquecas, pois mães e filhas costumam ser afetadas em conjunto. Medicamentos prescritos podem funcionar para muitas pessoas que os tomam. 

Sintomas da enxaqueca

  • Dor de cabeça severa
  • Sensação de pulsação na cabeça
  • Náusea e vômitos
  • Presença de uma aura ou visualização de linhas em zigue-zague
  • Sensibilidade a luz e som 
  • Incapacidade significativa e faltas no trabalho 

Contribuintes alimentares para a enxaqueca

  • Baixo nível de açúcar sanguíneo
  • Vinho – algumas pessoas são sensíveis aos sulfitos no vinho
  • Queijo – especificamente devido ao aminoácido tiramina, cujo teor é exacerbado à medida que o queijo envelhece
  • Cafeína – pode causar ou aliviar os sintomas da enxaqueca em algumas pessoas
  • Carboidratos simples – comuns em alimentos processados, são quebrados para virar açúcar
  • Sensibilidade ao glúten
  • Adoçantes artificiais (o aspartame é um gatilho comum para enxaquecas

Suplementos e o alívio da enxaqueca

  • Ácido alfa-lipoico –  Um estudo de 2017, publicado no Journal of Medicinal Food, demonstrou que o potente antioxidante ácido alfa-lipoico, quando tomado em doses de 400 mg duas vezes por dia, poderia ajudar a reduzir a frequência e a duração dos casos de enxaqueca. 
  • Coenzima Q10 (CoQ10) – Estudos mostram que a CoQ10 pode ajudar a evitar enxaquecas. Um estudo de 2017 concluiu: “… A CoQ10 pode reduzir a frequência das dores de cabeça, e também pode fazer com que elas fiquem mais curtas e menos severas, além de ter um perfil de segurança favorável”.  Outro estudo de 2017 também demonstrou o benefício da suplementação com CoQ10 para evitar enxaquecas. Dose sugerida: coenzima Q10, 100 mg a 300 mg diariamente 
  • Ômega-3 do óleo de peixe  – um estudo de 2017, publicado na revista Nutritional Neuroscience demonstrou que o ômega-3 do óleo de peixe pode ajudar a reduzir a duração dos casos de enxaqueca. Um estudo de 2017, no qual os indivíduos tomaram óleo de peixe e curcumina (cúrcuma), demonstrou uma redução nos casos de enxaqueca. Dose sugerida: ômega-3 do óleo de peixe, 2000 mg a 4000 mg diariamente. Dividir em duas doses por dia. 
  • Ácido fólico – O ácido fólico é uma vitamina comum, consumida principalmente por mulheres grávidas. Um estudo de 2015 demonstrou que mulheres que consumiam níveis mais altos de folato, principalmente na forma de vegetais folhosos, tinham menos casos de enxaqueca. Um estudo de 2016 encontrou resultados similares quando um suplemento de ácido fólico era tomado.
  • Magnésio – Ao longo da última década, eu tenho recomendado magnésio a pacientes que sofrem de enxaqueca. Pesquisas científicas suportam minha experiência médica. Um estudo de 2017 concluiu que a enxaqueca pode ser evitada com o magnésio. Um estudo de 2018, publicado no periódico Headache, encontrou benefícios similares na prevenção das cefaleias. Dose sugerida: 125 mg a 500 mg por dia. Comece com uma dose baixa e aumente conforme o necessário. 
  • Melatonina – a melatonina, a “vitamina do sono” pode ajudar na prevenção da enxaqueca, segundo estudos.. Um estudo de 2017 comparou 3 mg de melatonina com o medicamento prescrito ácido valproico. Foi demonstrado que a melatonina foi mais efetiva e sem os efeitos colaterais. Um estudo de 2017, publicado no Journal of Family Practice, demonstrou que a melatonina pode ser tão efetiva quanto o medicamento prescrito amitriptilina na prevenção da enxaqueca. Dose sugerida: 3 mg a 10 mg de melatonina por noite, pelo menos 2 horas antes de deitar. 
  • Riboflavina – também conhecida como vitamina B2. Foi demonstrado que essa vitamina pode ser efetiva na prevenção de enxaquecas. Um estudo de 2017, publicado no Journal of Clinical Pharmacy and Therapeutics, que avaliou onze outros estudos, concluiu que “a riboflavina é bem tolerada, acessível e tem demonstrado eficácia na redução da frequência de enxaquecas em pacientes adultos”. Dose sugerida: Adultos - Riboflavina 400 mg diariamente. Crianças – 100 mg a 400 mg por dia.
  • Gengibre – O gengibre possui benefícios de combate à náusea que pode ser úteis no tratamento da enxaqueca. Seu uso é comum entre pessoas que praticam a medicina aiurvédica. Um estudo de 1990 demonstrou o conhecimento da efetividade do gengibre para a enxaqueca, enquanto um estudo de 2014 demonstrou que o gengibre pode ser tão efetivo quanto o medicamento sumatriptano no tratamento da enxaqueca. Beber chá de gengibre também pode ser útil para minimizar os sintomas de náusea. Dose sugerida: 250 mg a 500 mg de gengibre uma ou duas vezes por dia.
  • Matricária – A matricária ( Tanacetum parthenium) é uma erva perene conhecida por suas propriedades medicinais. Ela é frequentemente utilizada para ajudar a prevenir a enxaqueca, e estudos mostram alguns benefícios. Um estudo de 2017 demonstrou que a combinação de matricária com magnésio e coenzima Q10 pode ser efetiva na prevenção da enxaqueca. Dose sugerida: 250 mg de matricária uma ou duas vezes por dia.
  • Vitamina C e vitamina D – A vitamina C e a vitamina D  apresentam benefícios em casos de enxaqueca, segundo estudos. 
  • Óleos essenciais – A camomila e a lavanda apresentam benefícios quando aplicadas ao lábio superior ou quando usadas em um difusor.

‌‌Cefaleia em salvas

A cefaleia em salvas é o 3o  tipo mais comum de dor de cabeça. Essa cefaleia costuma durar de 20 minutos a duas horas. Ao contrário das cefaleias de tensão e das enxaquecas, a cefaleia em salvas tende a ser lateralizada. 

Elas também são associadas a entupimento nasal (em um lado), lacrimejamento e, possivelmente, até alargamento de pupila no lado em que está a dor de cabeça. Raramente, a pessoa pode desenvolver pálpebras caídas. Homens entre 20 e 50 anos estão em maior risco, e essas dores costumam começar com um aviso. 

Prevenção da cefaleia em salvas

  • Atividades física rotineira
  • Ioga
  • Cessação do tabagismo
  • Sono de qualidade (a maioria das pessoas precisa de 7 a 9 horas por noite)
  • Oxigenoterapia pode ser útil para ajudar a prevenir e tratar ataques agudos

Suplementos para a cefaleia em salvas

  • Magnésio – Um estudo de 1995 demonstrou que uma infusão intravenosa de magnésio em pessoas com deficiência de magnésio pode ser benéfica para pessoas com cefaleia em salvas. Um estudo de 1996 também demonstrou o benefício do magnésio intravenoso em pessoas com dor de cabeça. Essas descobertas indicam que baixos níveis sanguíneos de magnésio aumentam o risco de dores de cabeça. Dose sugerida: 125-500 mg por dia.
  • Melatonina – A melatonina costuma ser chamada de vitamina do sono, e é tomada por pessoas com insônia. Porém, a melatonina também pode ser benéfica para pessoas com dores de cabeça. Um estudo de 2017 concluiu que “a melatonina pode ser efetiva no tratamento de vários distúrbios primários de cefaleias, principalmente a cefaleia em salvas e a enxaqueca”. Um estudo de 2019 teve descobertas similares. 
  • Extrato de kudzu – O extrato de kudzu vem de uma raiz nativa da Ásia, e seu nome é derivado do japonês, em que kudzu significa "planta". Um pequeno estudo de 2009 demonstrou que o kudzu é benéfico, apesar de mais estudos serem necessários.
  • Óleos essenciais – Alguns estudos relataram benefícios na aplicação de óleos de eucalipto e hortelã de forma tópica na área dolorida. 

Referências:

  1. Lipton RB, Newman LC, Cohen JS, Solomon S. Aspartame as a dietary trigger of headache. Headache. 1989;29(2):90‐92. doi:10.1111/j.1526-4610.1989.hed2902090.x
  2. Cavestro Cinzia, Bedogni Giorgio, Molinari Filippo, Mandrino Silvia, Rota Eugenia, and Frigeri Maria Cristina. Journal of Medicinal Food. October 2017
  3. Acta Neurol Belg. 2017 Mar;117(1):103-109. doi: 10.1007/s13760-016-0697-z. Epub 2016 Sep 26.
  4. Neurol Science. 2017 May;38(Suppl 1):117-120. doi: 10.1007/s10072-017-2901-1.
  5. Effects of omega-3 fatty acids on the frequency, severity, and duration of migraine attacks: A systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials Leila Maghsoumi-Norouzabad, Anahita Mansoori, Reza Abed & Farideh Shishehbor Nutritional Neuroscience Vol.0 , Iss. 0,0 Immunogenetics. 2017 Jun;69(6):371-378. Epub 2017 May 6.
  6. Menon, S., Lea, R.A., Ingle, S., Sutherland, M., Wee, S., Haupt, L.M., Palmer, M. and
  7. Griffiths, L.R. (2015), Effects of Dietary Folate Intake on Migraine Disability and Frequency. Headache: The Journal of Head and Face Pain, 55: 301-309. doi:10.1111/head.12490
  8. https://www.pharmacytimes.com/resource-centers/vitamins-supplements/can-large-doses-of-folic-acid-relieve-migraines
  9. Kovacevic G, Stevanovic D, Bogicevic D, et al. A 6-month follow-up of disability, quality of life, and depressive and anxiety symptoms in pediatric migraine with magnesium prophylaxis. Magnes Res. 2017;30(4):133‐141. doi:10.1684/mrh.2018.0431
  10. von Luckner A, Riederer F. Magnesium in Migraine Prophylaxis-Is There an Evidence-Based Rationale? A Systematic Review. Headache. 2018;58(2):199‐209. doi:10.1111/head.13217
  11. Restor Neurol Neurosci. 2017;35(4):385-393. doi: 10.3233/RNN-160704. (Melatonin vs Valproic acid)
  12. Lyon C, Langner S, Stevermer JJ. PURLs: Consider melatonin for migraine prevention. The Journal of Family Practice. 2017;66(5):320-322.
  13. Thompson DF, Saluja HS. Prophylaxis of migraine headaches with riboflavin: A systematic review. J Clin Pharm Ther. 2017;42:394–403. https://doi.org/10.1111/jcpt.12548
  14. J Ethnopharmacol. 1990 Jul;29(3):267-73.
  15. Maghbooli, M., Golipour, F., Moghimi Esfandabadi, A. and Yousefi, M. (2014), Comparison Between the Efficacy of Ginger and Sumatriptan in the Ablative Treatment of the Common Migraine. Phytother. Res., 28: 412–415. doi:10.1002/ptr.4996
  16. Cochrane Database Syst Rev. 2015 Apr 20;4:CD002286. [Epub ahead of print]
  17. BMC Complement Altern Med. 2017 Aug 30;17(1):433. doi: 10.1186/s12906-017-1933-7.
  18. Shaik MM, Gan SH. Vitamin supplementation as possible prophylactic treatment against migraine with aura and menstrual migraine. Biomed Res Int. 2015;2015:469529. doi:10.1155/2015/469529
  19. Ghorbani Z, Rafiee P, Fotouhi A, et al. The effects of vitamin D supplementation on interictal serum levels of calcitonin gene-related peptide (CGRP) in episodic migraine patients: post hoc analysis of a randomized double-blind placebo-controlled trial. J Headache Pain. 2020;21(1):22. Published 2020 Feb 24. doi:10.1186/s10194-020-01090-w
  20. Med Hypotheses. 2014 Nov;83(5):566-9. doi: 10.1016/j.mehy.2014.08.023. Epub 2014 Sep 6. (Chamomile essential oil and migraines)
  21. European Neurology. 2012;67(5):288-91. doi: 10.1159/000335249. Epub 2012 Apr 17. (Lavender essential oil for migraines)
  22. May A. (2005). Cluster headache: Pathogenesis, diagnosis, and management.
  23. Sang-Dol Kim, Effects of yoga exercises for headaches: a systematic review of randomized controlled trials, Journal of Physical Therapy Science, 2015, Volume 27, Issue 7, Pages 2377-2380, Released July 22, 2015, Online ISSN 2187-5626, Print ISSN 0915-5287, https://doi.org/10.1589/jpts.27.2377
  24. Gelfand AA, Goadsby PJ. The Role of Melatonin in the Treatment of Primary Headache Disorders. Headache. 2016;56(8):1257‐1266. doi:10.1111/head.12862
  25. Long R, Zhu Y, Zhou S. Therapeutic role of melatonin in migraine prophylaxis: A systematic review. Medicine (Baltimore). 2019;98(3):e14099. doi:10.1097/MD.0000000000014099
  26. Sewell, R.A. (2009), Response of Cluster Headache to Kudzu. Headache: The Journal of Head and Face Pain, 49: 98-105. doi:10.1111/j.1526-4610.2008.01268.x
  27. https://www.healthline.com/health/cluster-headache-natural-treatment

Artigos Relacionados

Ver tudo

Condições

Saúde do cólon e berberina: um estudo encontra efeitos antioxidantes promissores

Condições

8 Maneiras Naturais de Baixar a Pressão Arterial

Condições

6 Maneiras de Controlar Naturalmente a Doença de Hashimoto