header_search header_signed-out header_signed-in header_cart sharefilled circlex circleexclamation iherbleaf
checkoutarrow
BR
O produto foi adicionado ao carrinho
Total:
Desconto:
Junto:
Quantidade:
Cart Total:
Finalizar
Clientes também compraram:
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

Balas Vitaminadas – Não Só Para Crianças!

28 Março 2018

Por Eric Madrid MD

A dificuldade para engolir comprimidos e cápsulas é um problema encontrado por muitos. Como resultado, eu já tive vários pacientes com o passar dos anos me pedindo alternativas. Eu costumo sugerir suplemento em balas, que podem ser mastigadas – e ainda podem ajudar pessoas com problemas de absorção, pois as balas são absorvidas mais facilmente pelo corpo, já que são mastigadas antes de engolidas. Os suplementos em balas são uma ótima opção, tanto para adultos quanto para os pais, que querem se certificar que seus filhos que seus filhos estão suplementando sua dieta com a quantidade adequada de vitaminas e minerais.

(Nota: as vitaminas em bala costumam ser recomendadas para pessoas com mais de 4 anos de idade, devido ao risco de asfixia).

Os suplementos a seguir estão disponíveis na forma de balas:

Multivitamínicos

A American Medical Association, a maior organização médica do mundo, recomenda o uso de multivitamínicos para otimizar a saúde. No dia 19 de junho de 2002, um estudo publicado no Journal of the American Medical Association fez a seguinte recomendação:

“Nós recomendamos que todos os adultos tomem um multivitamínico diariamente. Essa prática é justificada primariamente pelos benefícios conhecidos e suspeitos da suplementação de folatos e vitaminas B12, B6 e D na prevenção de doenças cardiovasculares, câncer e osteoporose, além disso, multivitamínicos na dose indicada são seguros e baratos

Apesar de uma dieta equilibrada e um regime de exercícios ser crucial na otimização da saúde, fatores estressantes diários e problemas de saúde crônicos podem aumentar as demandas metabólicas e nutritivas do seu corpo. Essas necessidades de nutrientes nem sempre podem ser resolvidas pela dieta. Além disso, muitos medicamentos prescritos populares também podem acabar com as importantes vitaminas e minerais do corpo.

Um multivitamínico em bala de qualidade fornece uma garantia extra de que o corpo obtenha o que precisa. Em casos de excesso de nutrientes, o corpo armazenará a quantidade necessária e eliminará o adicional.  

Opções disponíveis incluem vitaminas em bala para adultos, Vitaminas pré-natais e Multivitamínicos em bala para crianças.

Dose sugerida: tomar conforme instruído no rótulo

Vitamina B12

A vitamina B12 (também conhecida como cobalamina ou cianocobalamina) é um importante nutriente que o seu corpo necessita para ajudar a otimizar a saúde do cérebro, dos nervos e do sangue. Porém apesar de sua importância, existem muitas evidências que indicam que muitas pessoas ao redor do mundo apresentam uma deficiência desse nutriente essencial. Pessoas que passaram por cirurgia intestinal, incluindo cirurgias de perda de peso, também estão em risco de uma deficiência de vitamina B12.

Estudos demonstram que até um a cada seis pessoas (17 por cento) com 60 anos ou mais possuem uma deficiência de vitamina B12, enquanto uma a cada 15 pessoas (seis por cento) possui essa deficiência. Esse não é um problema de saúde apenas dos Estados Unidos. No norte da China, por exemplo, um estudo de 2014 indicou que 45 por cento das mulheres chinesas apresentava deficiência de vitamina B12. Esse é um problema em várias diferentes regiões ao redor do mundo.

Sinais e sintomas da deficiência de vitamina B12

Devido à importância da vitamina B12 para o corpo humano, vários problemas podem ocorrer quando uma pessoa apresenta níveis baixos. Os sintomas incluem anemia, problemas de memória e depressão, de acordo com um estudo da Harvard University.  

A deficiência de B12 pode resultar nos seguintes problemas

  • Anemia  
  • Níveis de plaquetas baixos ou elevados demais
  • Queimação na língua (síndrome da boca ardente)
  • Depressão
  • Fadiga
  • Insônia
  • Perda de equilíbrio
  • Perda olfativa
  • Perda de memória – a deficiência de vitamina B12 é mais comum em pessoas com demência
  • Dormência e formigamento em pernas e braços, um problema conhecido por médicos como "neuropatia periférica" (A neuropatia é comum em pessoas diabéticas, mas também pode afetar pré-diabéticos ou pessoas sem diabetes).  
  • Zumbido no ouvido (acufeno)

Dose sugerida: 500 a 1.000 mcg por dia

Vitamina C

A vitamina C, ou ácido ascórbico, é uma vitamina crucial com propriedades antioxidantes. De acordo com um estudo de 2009 publicado no The American Journal of Clinical Nutrition, mais de sete por cento das pessoas com idade superior a seis anos apresentava deficiência de vitamina C, com base em exames sanguíneos, e mais da metade das pessoas analisadas consumia baixas quantidades da vitamina. Os níveis de vitamina C são mais baixos em pessoas fumantes.

Há alguns anos, eu diagnostiquei um paciente de 40 anos de idade com escorbuto. O paciente era fumante e possuía uma dieta desequilibrada, e exibia sangramento nas gengivas e facilidade de adquirir ferimentos. Depois do dentista do paciente confirmar a ausência de gengivite, um exame de sangue confirmou a deficiência de vitamina C, o que levou ao diagnóstico de escorbuto. Os sintomas desse indivíduo melhoraram depois de algumas semanas de suplementação com vitamina C.

A vitamina C tem um papel crucial na formação do colágeno, o principal componente das artérias e da pele. O colágeno também é importante para manter a saúde dos dentes. Estudos demonstram que uma dieta rica em alimentos contendo vitamina C é boa para o coração. Para pessoas que usam um suplemento de ferro em forma de bala para a anemia, uma bala de vitamina C pode ajudar a melhorar a absorção de ferro no intestino delgado.

Dose sugerida: Tomar entre 250 mg e 500 mg diariamente.

Vitamina D

Ao redor do mundo, cerca de quatro a cada cinco pacientes apresenta uma deficiência clínica de vitamina D. Milhares de estudos na última década revelaram benefícios à saúde em pessoas com níveis ótimos de vitamina D. Os estudos nos indicam que pessoas com níveis mais altos de vitamina D no sangue apresentam um risco menor de sofrerem ataque cardíaco, câncer de mama, câncer de cólon, câncer de ovário, esclerose múltipla e outras complicações de saúde.  

O motivo para essa deficiência comum é que poucas pessoas passam os 15 a 20 minutos diários exigidos expostos à luz solar, que permite que o rosto, as pernas e os braços sejam expostos à luz ultravioleta. Pessoas com mais melanina, que é responsável pela pigmentação da pele, precisam de até 30 minutos sob o sol por dia para gerar a quantidade adequada de vitamina D. Pessoas com mais de 65 anos também precisam de mais tempo em área externa para gerar vitamina D, devido à elasticidade reduzida da pele.

Um estudo de 2017 da University of San Diego demonstrou que jogadores universitários de futebol americano que possuíam níveis mais baixos de vitamina D eram mais propícios a sofrerem ferimentos do que aqueles com níveis mais altos. Porém, a obtenção da quantidade suficiente de vitamina D é crucial para todas as pessoas, não apenas para atletas.

Baixos níveis de vitamina D no sangue têm sido associados com um maior risco dos seguintes problemas:

  • Câncer de mama
  • Câncer de ovário
  • Câncer de pâncreas
  • Fibromialgia
  • Quedas e fraturas
  • Doenças autoimunes
  • Alta pressão sanguínea
  • Ataques cardíacos e derrames

Dose sugerida: 1.000 UI a 5.000 UI diariamente (consulte o seu médico para saber o que é melhor para você)

Ômega-3 do óleo de peixe

Os ácidos graxos essenciais de ômega-3 consistem primariamente de ácido eicosapentaenoico (EPA) e ácido docosaexaenoico (DHA). Um estudo de 2014 publicado no Nutrition Journal demonstrou que a maioria dos americanos não consome uma quantidade suficiente de ácidos graxos de ômega-3. Esses ácidos graxos podem ser encontrados em uma variedade de alimentos, incluindo peixes (cavala, bacalhau e salmão são as espécies mais ricas), nozes, chia, linhaça, sementes de cânhamo e natto.

Um estudo de 2017 publicado na Future Science demonstrou que os óleos de ômega-3 podem reduzir a inflamação, que pode levar a doenças cardíacas. Um estudo de 2017 publicado na revista Atherosclerosis demonstrou que altos níveis de ômega-3 no sangue podem reduzir os casos de morte por ataque cardíaco em 30 por cento. Esse número é significativo, pois uma a cada quatro mortes nos Estados Unidos é devida ao ataque cardíaco.

As empresas farmacêuticas fabricam e vendem um óleo de peixe de grau farmacêutico, que teve sua eficiência demonstrada em estudos e consegue reduzir os níveis de triglicerídeos em 50 por cento. Porém, as cápsulas de óleo de peixe não farmacêuticas também parecem fornecer os mesmos benefícios, a uma fração do custo. Os suplementos de óleo de peixe também estão disponíveis na forma de balas.

Dose sugerida: tomar conforme instruído no rótulo

Coenzima Q10

A coenzima Q10 é necessária para que as células gerem energia. Esse processo é realizado, primariamente, em uma parte da célula chamada de mitocôndria. A mitocôndria é como uma "usina" que gera energia para o corpo humano. Se as nossas usinas biológicas não geram energia suficiente, o resultado costuma ser a fadiga.  

Como o coração é o mais ativo de todos os órgãos, ele produz e requer a maior quantidade de CoQ10 para atender as necessidades metabólicas. Porém, em pessoas com doenças cardíacas, normalmente são necessários níveis mais altos de CoQ10.

Se você sofre dos seguintes problemas, você pode se beneficiar da suplementação com Coenzima Q10:

  • Enxaqueca
  • Síndrome da fadiga crônica
  • Fibromialgia
  • Memória fraca
  • Pressão sanguínea elevada
  • Insuficiência cardíaca
  • Doença metabólica
  • Rugas faciais

Quando um suplemento de coenzima Q10 é tomado, o corpo converte 90 por cento dela em ubiquinol, a forma ativa da vitamina.

Um estudo de 2017, que revisou 14 outros estudos, demonstrou um benefício da CoQ10. Os resultados indicaram que as pessoas que tomavam CoQ10 tinham 31 por cento de redução na chance de morrer por complicações da insuficiência cardíaca.  

A dose sugerida de balas de coenzima Q10 é de 100 mg a 300 mg por dia

Melatonina

A melatonina é o hormônio necessário para que uma pessoa tenha uma boa noite de sono. À medida que envelhecemos, os níveis de melatonina diminuem, e é por isso que as pessoas com mais de 65 anos de idade costumam ter dificuldade para ter uma boa noite de sono. Pessoas de todas as idades que trabalham à noite (ou de madrugada), costumam ter problemas de sono, causados pelo distúrbio no ritmo circadiano, o ciclo de 24 horas que nos diz quando comer e quando dormir, dentre outros comportamentos. Ironicamente, os medicamentos comumente prescritos para dormir (ex.: zolpidem, temazepam) reduzem os níveis de melatonina no corpo, o que pode acabar levando a uma dependência do medicamento para dormir.

Dose sugerida: 3 a 5 mg de balas de melatonina a cada noite

Probióticos

Probióticos, o termo usado para descrever as bactérias saudáveis, também estão disponíveis na forma de balas. Nossos intestinos precisam da presença de boas bactérias, para auxiliar a digestão e ajudar a manter a saúde do nosso sistema imunológico. Exemplos de bactérias saudáveis incluem lactobacilli e bifidobacteria. Os probióticos são frequentemente tomados por pessoas com problemas digestivos e pessoas que precisam de um tratamento à base de probióticos.

Além dos benefícios digestivos, foi demonstrado que os probióticos são efetivos na prevenção e infecções do trato respiratório superior, além de parecerem ser um tratamento promissor para a sinusite crônica. Um estudo de 2015 publicado na Cochrane Review demonstrou que as pessoas que tomam probióticos têm menor probabilidade de desenvolver uma respiração do trato respiratório superior, de precisar de antibióticos e de precisar faltar à escola, quando comparadas a pessoas que não tomam probióticos.

Dose sugerida: 3 bilhões a 30 bilhões de unidades diariamente

Sabugueiro

Historicamente, o sabugueiro (Sambucus nigra L.) foi utilizado historicamente por muitas culturas indígenas para tratar infecções do trato respiratório superior. Um estudo de 2016 concluiu que o sabugueiro demonstrou uma significativa redução na duração e na severidade de resfriados em pessoas que viajam de avião e utilizam a erva. Estudos também demonstraram que o sabugueiro possui atividade contra o vírus influenza. Balas de sabugueiro fornecem uma rica fonte desse potente antioxidante.

Dose sugerida: 50 mg de extrato de sabugueiro diariamente

Balas para o sistema imunológico

Também existe uma variedade de balas disponíveis para fornecer suporte ao sistema imunológico. Essas balas incluem vitamina C, zinco e vitamina D, conhecidas por ter um papel importante no fortalecimento do sistema imunológico e na luta contra vírus.

Cabelos, pele e unhas

Os suplementos em bala também podem ajudar a saúde dos cabelos, da pele e das unhas – nutrientes importantes para essas partes do corpo incluem vitamina C e biotina.

Outros suplementos disponíveis no mercado incluem balas de ferro, balas de fibras e balas de cálcio.

Os vegetarianos podem consumir suplementos em bala?

Inicialmente, as balas eram feitas com gelatina, o que significava que elas não serviam para pessoas que seguiam uma dieta vegetariana, pois a gelatina é derivada de cartilagem animal. Entretanto, existem numerosas vitaminas em forma de bala livres de gelatina disponíveis hoje em dia. Caso seja importante evitar a gelatina, bastar ler atentamente o rótulo do produto.

Referências:

  1. Fletcher RH, Fairfield KM. Vitamins for Chronic Disease Prevention in Adults Clinical Applications. JAMA.2002;287(23):3127–3129. doi:10.1001/jama.287.23.3127
  2. Students show 17% of those 60 and older are vitamin B12 deficient, page 62, accessed October 29, 2017 https://www.cdc.gov/nutritionreport/pdf/Nutrition_Book_complete508_final.pdf
  3. Dang S, Yan H, Zeng L, et al. The Status of Vitamin B12 and Folate among Chinese Women: A Population-Based Cross-Sectional Study in Northwest China. Sengupta S, ed. PLoS ONE. 2014;9(11):e112586. doi:10.1371/journal.pone.0112586. Accessed October 17, 2017
  4. https://www.health.harvard.edu/blog/vitamin-b12-deficiency-can-be-sneaky-harmful-201301105780
  5. Am J Clin Nutr. 2009 Nov;90(5):1252-63. doi: 10.3945/ajcn.2008.27016. Epub 2009 Aug 12.
  6. Heart Advis. 2015 Oct;18(10):10.
  7. Vitamin D and injury among college football players accessed January 27, 2018.  https://timesofsandiego.com/tech/2017/12/21/lack-vitamin-d-factor-athletes-muscle-injuries/
  8. Papanikolaou Y, Brooks J, Reider C, Fulgoni VL. U.S. adults are not meeting recommended levels for fish and omega-3 fatty acid intake: results of an analysis using observational data from NHANES 2003–2008. Nutrition Journal. 2014;13:31. doi:10.1186/1475-2891-13-31.
  9. Bäck M. Omega-3 fatty acids in atherosclerosis and coronary artery disease. Future Science OA. 2017;3(4):FSO236. doi:10.4155/fsoa-2017-0067.
  10. Atherosclerosis. 2017 Jul;262:51-54. doi: 10.1016/j.atherosclerosis.2017.05.007. Epub 2017 May 6.
  11. 1 In 4 deaths due to heart disease in the USA.  Accessed January 27, 2018 https://www.cdc.gov/heartdisease/facts.htm
  12. Lei L, Liu Y. Efficacy of coenzyme Q10 in patients with cardiac failure: a meta-analysis of clinical trials. BMC Cardiovascular Disorders. 2017;17:196. doi:10.1186/s12872-017-0628-9.
  13. Hao Q, Dong B, Wu T. Probiotics for preventing acute upper respiratory tract infections. Cochrane Database of Systematic Reviews 2015, Issue 2. Art. No.: CD006895. DOI: 10.1002/14651858.CD006895.pub3
  14. Krawitz C, Mraheil MA, Stein M, et al. Inhibitory activity of a standardized elderberry liquid extract against clinically-relevant human respiratory bacterial pathogens and influenza A and B viruses. BMC Complementary and Alternative Medicine. 2011;11:16. doi:10.1186/1472-6882-11-16.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Mix de óleos essenciais inspirados pelo amor

Bem-estar

Raiz de ouro – Adaptógeno anti-idade para energia, função cerebral e mais

Bem-estar

Os benefícios de produtos e alimentos naturais para animais de estimação