Para Que o Óleo de Eucalipto é Utilizado?

O óleo essencial de eucalipto é um remédio ancestral usado historicamente para condições pulmonares e por seus benefícios antimicrobianos. O óleo é derivado das folhas de eucalipto, que são destiladas a vapor. Assim como as folhas, o óleo tem um aroma bem distinto, forte e refrescante. O óleo essencial pode ser derivado de diferentes espécies de eucalipto, cada uma com efeitos um pouco diferentes.

O principal constituinte encontrado na maioria dos óleos de eucalipto é o eucaliptol (1,8-cineol), em níveis que podem variar entre 45–77% ou mais. O óleo essencial de eucalipto é comumente encontrado em pomadas tipo "vapor rub" usadas para congestão nasal e do peito. Assim como com muitos remédios populares, as últimas pesquisas estão começando a embasar seus usos históricos. 

Pesquisas sugerem que o óleo de eucalipto pode apresentar diversas aplicações potenciais:

  1. Para condições respiratórias, incluindo tosse e infecções nos seios da face, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e asma
  2. Como antimicrobiano para alguns tipos de infecção
  3. Como repelente de insetos, especialmente o óleo de eucalipto citriodora

Óleo de Eucalipto e Condições Respiratórias

Quando a maioria das pessoas pensa em óleo de eucalipto, costuma ser em inalar o óleo para ajudar com a congestão do nariz e do peito. O principal constituinte do óleo, o eucaliptol, apresenta propriedades mucolíticas. Para simplificar, ele ajuda a diminuir o muco. Pesquisas demonstraram que o eucaliptol reduz significativamente a expressão de dois genes envolvidos na produção de muco.

Além dos efeitos mucolíticos, o eucaliptol também relaxa os músculos lisos presentes nas vias aéras. Isso faz o pulmão se abrir mais, ajudando a reduzir a congestão e tornando a respiração mais fácil. Em combinação com esses efeitos o óleo também apresenta uma potente atividade anti-inflamatória, o que ajuda ainda mais a definir seus benefícios para condições respiratórias. A maioria dos estudos sobre benefícios respiratórios usaram o eucaliptol puro em cápsulas, tomado de forma oral.

Bronquite e Sinusite

Um estudo com eucaliptol em pacientes com bronquite aguda — geralmente um resfriado com tosse produtiva — demonstrou benefícios nítidos. No quarto dia, a tosse foi fortemente reduzida em pessoas que receberam o suplemento, quando comparadas aos controles. Os autores do estudo atribuem os benefícios aos efeitos mucolíticos e anti-inflamatórios do eucaliptol.

Um estudo separado utilizando o eucaliptol para rinosinusite (sinusite) aguda também demonstrou benefícios significativos. No estudo, o eucaliptol foi comparado a um produto herbal combinado distinto. No dia quatro, o eucaliptol foi quase duas vezes mais efetivo para reduzir os sintomas. Após uma semana, o eucaliptol continuou a provar sua eficiência superior. Um grupo de pacientes no estudo também tinha bronquite, que também respondeu ao eucaliptol.

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma condição pulmonar crônica, incluindo tanto o enfisema quanto a bronquite crônica, na qual respirar se torna progressivamente mais difícil. O tabagismo é a causa mais comum, mas ela pode ocorrer devido a outros fatores. Interessantemente, foi demonstrado que o tratamento com eucaliptol ajudava.

Em um teste clínico relativamente grande que durou seis meses, pacientes com DPOC receberam eucaliptol ou um placebo ao longo de um inverno. As manifestações de sintomas e sua severidade foram significativamente menores em pessoas tomando eucaliptol em comparação aos controles. De maneira geral, os pacientes que receberam o eucaliptol conseguiam respirar mais facilmente, apresentaram melhor funcionamento pulmonar e melhora no estado de saúde—resultados impressionantes para um produto natural simples.

Asma

A asma é outra doença das vias aéreas que tem aumentado na população geral. Ela costuma se apresentar na forma de espasmos nas vias aéreas dos pulmões em resposta a um gatilho, tornando a respiração difícil. Os gatilhos da asma podem incluir alérgenos, embora a asma não-alérgica também seja possível. No seu cerne, a asma está correlacionada com a inflamação nas vias aéreas. Embora outras pesquisas com tratamentos naturais, incluindo óleo de cominho preto e Boswellia, pareçam apresentar algum potencial para reduzir os sintomas de asma, o eucaliptol também pode ser outra opção.

Com seus benefícios para a redução do muco, diminuição da inflamação e relaxamento dos músculos lisos, o eucalipto parece um bom candidato para o tratamento da asma. E testes clínicos demonstraram benefícios. Pacientes com asma severa e que eram dependendes de esteróides foram capazes de reduzir seu uso de esteroides em 36% ao tomar o eucaliptol.

Um segundo estudo testou o eucaliptol em pacientes com asma e novamente demonstrou melhoras significativas. Após seis meses de tratamento, os pacientes asmáticos recebendo eucaliptol foram capazes de respirar mais facilmente, tiveram melhor funcionamento pulmonar e melhor qualidade de vida. Os efeitos colaterais foram leves, em sua maioria gastrointestinais e foram comparáveis ao placebo.

Efeitos Antimicrobianos do Óleo de Eucalipto

O eucalipto tem efeitos antimicrobianos bem conhecidos, embora existam diferenças significativas entre as espécies de eucalipto. Em alguns casos, já foi comprovado que o óleo é eficiente para matar fungos, bactérias e parasitas, além de ter efeitos antivirais potenciais.

Fungos

Quando comparado a drogas antifúngicas convencionais , o óleo essencial de eucalipto apresenta efeitos similares contra espécies de Candida encontradas na boca. Com base nos resultados, os autores concluíram que o óleo de eucalipto diluído pode ser útil para ajudar a manter a higiene oral de modo geral. Por anos, o eucalipto tem sido um componente comum de diversos produtos baseados em enxaguantes bucais naturais.

Bactérias

Devido ao uso excessivo de antibióticos, as bactérias estão se tornando cada vez mais resistentes aos tratamentos antimicrobianos convencionais. Diversas bactérias são bem conhecidas por sua resistência, incluindo Staphylococcus aureus e Mycobacterium tuberculosis. Um estudo recente mostrou que o óleo essencial de eucalipto apresenta efeitos promissores contra a maioria das cepas de bactérias Staphylococcus aureus resistentes à meticilina (MRSA). Outros estudos demonstraram resultados similares.

Cerca de um quarto das pessoas no mundo todo estão infectadas com as bactérias que causam tuberculose. Um subgrupo destes indivíduos desenvolverá tuberculose, uma infecção pulmonar que pode ser fatal. A tuberculose é causada por infecção com micobactérias, incluindo a Mycobacterium tuberculosis. Um estudo mostrou que o óleo essencial de eucalipto é um tratamento potencial promissor, inibindo completamente o crescimento de micobactérias multirresistentes em uma diluição de 1%.

Vírus

O vírus Herpes simplex causa lesões na boca e a herpes genital. Um estudo em culturas de células mostrou que o óleo de eucalipto apresenta alguns efeitos inibitórios contra o vírus Herpes simplex. Apesar do óleo de melaleuca apresentar propriedades mais potentes, o óleo de eucalipto ainda reduziu a concentração viral entre 58% e 75%.

Apesar de ainda não ser comprovado, dados iniciais mostram a inibição de enzimas virais críticas para a replicação do vírus da COVID-19, sugerindo dados promissores para o eucalipto. Dos compostos estudados, análises computacionais demonstraram que o eucaliptol foi a melhor substância para inibir uma das principais enzimas necessárias para a replicação viral. No momento, estudos clínicos ainda são necessários para confirmar os benefícios potenciais e possíveis tratamentos.

Parasitas

O Echinococcus é um tipo de tênia encontrado em animais, que também pode infectar humanos. Em um estudo com larvas de tênias de ovelhas, uma solução de eucalipto de 1% matou 100% das larvas com um minuto de exposição, de maneira similar aos medicamentos tradicionais povidona (iodo) e nitrato de prata.

O piolho de cabelo é outro tipo de infecção por parasitas comum em crianças. Os tratamentos tradicionais usam um pesticida neurotóxico, a permatrina, embora dados sugiram que o óleo de eucalipto possa ser uma opção. Ovos de piolho expostos ao óleo de eucalipto a 10% por 5 minutos foram efetivamente mortos. Com uma exposição de 10 minutos à permatrina ainda apresentam uma taxa de nascimento de 95%.O óleo essencial de gengibre demonstrou resultados similares. Quando combinado ao eucalipto, foi demonstrado que a mistura era ainda mais eficiente.

Repelente de insetos

Algumas espécies de eucalipto, especialmente o citriodora, mostraram resultados promissores como  repelentes naturais de insetos. O óleo essencial de eucalipto citriodora tem um aroma distinto que lembra o do limão. Em uma lista de repelentes eficientes para insetos, até a Agência de Proteção Ambiental dos EUA inclui o óleo de eucalipto citriodora. Diferente do eucalipto convencional, o eucalipto citriodora é rico em um composto chamado citronelal.

Estudos sobre compostos químicos naturais eficientes como repelentes de insetos incluem constituintes comuns de diversos óleos essenciais, incluindo o limoneno, eucaliptol, geraniol, eugenol e citronelal. O limoneno é encontrado em óleos essenciais cítricos como de laranjalimão, e lima. O eucaliptol é encontrado no eucalipto. O geraniol é encontrado no óleo de rosas, palmarosa e de citronela. O eugenol vem principalmento do óleo essencial de cravo. E o citronelal é encontrado nos óleos essenciais de eucalipto citriodora e de citronela. Combinações de óleos essenciais parecem ser promissoras como uma abordagem natural para manter os insetos sob controle.

Embora isso seja relevante somente na América Central e do Sul, o eucaliptol atrai algumas espécies de abelhas que ficam nas orquídeas e podem picar. Porém, essas abelhas são consideradas menos perigosas do que as abelhas melíferas e não são encontradas em outros locais.

Segurança

Muitos estudos explorando os efeitos dos óleos essenciais de eucalipto usam a forma purificada do eucaliptol, consumida de forma oral. Os óleos essenciais contêm compostos químicos naturais potentes e a adulteração é comum em alguns produtos comerciais. Estimativas recentes sugerem que até 80% dos óleos essenciais disponíveis comercialmente podem estar adulterados de alguma maneira.

O uso oral de óleos essenciais só deve ser tentado sob a recomendação de um profissional de saúde com conhecimento, para garantir a segurança e a dosagem apropriada. Para o uso medicinal dos óleos essenciais, análises laboratoriais independentes confirmando a pureza do produto também são importantes.

Conclusão

As pesquisas sobre o óleo essencial de eucalipto e seus constituintes parecem indicar atividade promissora para ajudar a tratar doenças respiratórias. O eucalipto também parece ter efeitos antimicrobianos em um amplo espectro de organismos, incluindo certas bactérias, fungos e parasitas, bem como efeitos antivirais. Formulações usando óloes essenciais como repelentes de insetos também se mostram promissoras, incluindo especificamente o eucalipto citriodora.

Referências:

  1. Aldoghaim FS, Flematti GR, Hammer KA. Antimicrobial Activity of Several Cineole-Rich Western Australian Eucalyptus Essential Oils. Microorganisms. 2018;6(4):122. Publicado em 3 de Dezembro de 2018. doi:10.3390/microorganisms6040122
  2. Tyagi AK, Malik A. Antimicrobial Potential and Chemical Composition of Eucalyptus globulus Oil in Liquid and Vapour Phase Against Food Spoilage Organisms. Food Chem. 2011;126(1):228-235.
  3. Sudhoff H, Klenke C, Greiner JF, et al. 1,8-Cineol Reduces Mucus-Production in a Novel Human Ex Vivo Model of Late Rhinosinusitis. PLoS One. 2015;10(7):e0133040. Publicado em 16 de out de 2015. doi:10.1371/journal.pone.0139795
  4. Nascimento NR, Refosco RM, Vasconcelos EC, et al. 1,8-Cineole induces relaxation in rat and guinea-pig airway smooth muscle. J Pharm Pharmacol. 2009;61(3):361-366. doi:10.1211/jpp/61.03.0011
  5. Juergens UR. Anti-inflammatory properties of the monoterpene 1.8-cineole: current evidence for co-medication in inflammatory airway diseases. Drug Res (Stuttg). 2014;64(12):638-646. doi:10.1055/s-0034-1372609
  6. Fischer J, Dethlefsen U. Efficacy of cineole in patients suffering from acute bronchitis: a placebo-controlled double-blind trial. Cough. 2013;9(1):25. Publicado em 21 de Novembro de 2013. doi:10.1186/1745-9974-9-25
  7. Tesche S, Metternich F, Sonnemann U, Engelke JC, Dethlefsen U. The value of herbal medicines in the treatment of acute non-purulent rhinosinusitis. Results of a double-blind, randomised, controlled trial. Eur Arch Otorhinolaryngol. 2008;265(11):1355-1359. doi:10.1007/s00405-008-0683-z
  8. Worth H, Schacher C, Dethlefsen U. Concomitant therapy with Cineole (Eucalyptole) reduces exacerbations in COPD: a placebo-controlled double-blind trial. Respir Res. 2009;10(1):69. Publicado em 22 de Julho de 2009. doi:10.1186/1465-9921-10-69
  9. Koshak A, Wei L, Koshak E, et al. Nigella sativa Supplementation Improves Asthma Control and Biomarkers: A Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled Trial. Phytother Res. 2017;31(3):403-409. doi:10.1002/ptr.5761
  10. Gupta I, Gupta V, Parihar A, et al. Effects of Boswellia serrata gum resin in patients with bronchial asthma: results of a double-blind, placebo-controlled, 6-week clinical study. Eur J Med Res. 1998;3(11):511-514.
  11. Juergens UR, Dethlefsen U, Steinkamp G, Gillissen A, Repges R, Vetter H. Anti-inflammatory activity of 1.8-cineol (eucalyptol) in bronchial asthma: a double-blind placebo-controlled trial. Respir Med. 2003;97(3):250-256. doi:10.1053/rmed.2003.1432
  12. Worth H, Dethlefsen U. Patients with asthma benefit from concomitant therapy with cineole: a placebo-controlled, double-blind trial. J Asthma. 2012;49(8):849-853. doi:10.3109/02770903.2012.717657
  13. Noumi E, Snoussi M, Hajlaoui H, Trabelsi N, Ksouri R, Valentin E, Bakhrouf A.Chemical composition, antioxidant and antifungal potential of Melaleuca alternifolia (tea tree) and Eucalyptus globulus essential oils against oral Candida species. J Med Plant Res. 2011;5(17):4147-4156.
  14. Elaissi A, Rouis Z, Salem NA, et al. Chemical composition of 8 eucalyptus species' essential oils and the evaluation of their antibacterial, antifungal and antiviral activities. BMC Complement Altern Med. 2012;12:81. Publicado em 28 de Junho de 2012. doi:10.1186/1472-6882-12-81
  15. Iseppi R, Mariani M, Condò C, Sabia C, Messi P. Essential Oils: A Natural Weapon against Antibiotic-Resistant Bacteria Responsible for Nosocomial Infections. Antibiotics (Basel). 2021;10(4):417. Publicado em 10 de Abril de 2021. doi:10.3390/antibiotics10040417
  16. Tohidpour A, Sattari M, Omidbaigi R, Yadegar A, Nazemi J. Antibacterial effect of essential oils from two medicinal plants against Methicillin-resistant Staphylococcus aureus (MRSA). Phytomedicine. 2010;17(14):1082-1085. doi:10.1016/j.phymed.2010.05.004
  17. Merghni A, Noumi E, Hadded O, et al. Assessment of the antibiofilm and antiquorum sensing activities of Eucalyptus globulus essential oil and its main component 1,8-cineole against methicillin-resistant Staphylococcus aureus strains. Microb Pathog. 2018;118:74-80. doi:10.1016/j.micpath.2018.03.006
  18. El Omari K, Hamze M, Alwan S, Osman M, Jama C, Chihib NE. In-vitro evaluation of the antibacterial activity of the essential oils of Micromeria barbata, Eucalyptus globulus and Juniperus excelsa against strains of Mycobacterium tuberculosis (including MDR), Mycobacterium kansasii and Mycobacterium gordonae. J Infect Public Health. 2019;12(5):615-618. doi:10.1016/j.jiph.2019.01.058
  19. Schnitzler P, Schön K, Reichling J. Antiviral activity of Australian tea tree oil and eucalyptus oil against herpes simplex virus in cell culture. Pharmazie. 2001;56(4):343-347.
  20. Panikar S, Shoba G, Arun M, et al. Essential oils as an effective alternative for the treatment of COVID-19: Molecular interaction analysis of protease (Mpro) with pharmacokinetics and toxicological properties. J Infect Public Health. 2021;14(5):601-610. doi:10.1016/j.jiph.2020.12.037
  21. Moazeni M, Hosseini SV, Al-Qanbar MH, Alavi AM, Khazraei H. In vitro evaluation of the protoscolicidal effect of Eucalyptus globulus essential oil on protoscolices of hydatid cyst compared with hypertonic saline, povidone iodine and silver nitrate. J Visc Surg. 2019;156(4):291-295. doi:10.1016/j.jviscsurg.2019.01.002
  22. Soonwera M, Wongnet O, Sittichok S. Ovicidal effect of essential oils from Zingiberaceae plants and Eucalytus globulus on eggs of head lice, Pediculus humanus capitis De Geer. Phytomedicine. 2018;47:93-104. doi:10.1016/j.phymed.2018.04.050
  23. CDC. Avoid Bug Bites. Centers for Disease Control and Prevention Atualizado em 6 de Maio de 2021. Acessado em 30 de Agosto de 2021. https://wwwnc.cdc.gov/travel/page/avoid-bug-bites#repellent
  24. da Silva MRM, Ricci-Júnior E. An approach to natural insect repellent formulations: from basic research to technological development. Acta Trop. 2020;212:105419. doi:10.1016/j.actatropica.2020.105419
  25. Satyal P, Setzer WN. Adulteration Analysis in Essential Oils. In: Malik S (eds) Essential Oil Research. Springer, Cham. 2009:261-273. https://doi.org/10.1007/978-3-030-16546-8_9
  26. Schiestl FP, Roubik DW. Odor compound detection in male euglossine bees. J Chem Ecol. 2003;29(1):253-257. doi:10.1023/a:1021932131526