beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Beleza

Nutrientes para a pele de adolescentes

27 Abril 2017

Cinco mais importantes vitaminas e minerais para a pele de adolescentes e como o óleo de peixe protege cérebros jovens

Alimentação não é a prioridade para a maioria dos adolescentes, mesmo em um momento em que a explosão de hormônios e estresse de um corpo em desenvolvimento exige uma boa alimentação, por diversas razões. Vejamos a acne, por exemplo. Mesmo com controvérsias sobre as influências da alimentação na acne, não há como negar que uma boa alimentação mantém a pele saudável. Além de uma dieta saudável, algumas atitudes são específicas para adolescentes com acne: Eliminar (ou reduzir) todo o açúcar refinado e/ou concentrado e reduzir a ingestão de alimentos fritos e gordurosos. Claro que é mais fácil falar do que fazer, ainda mais para adolescentes. É por isso que suplementos podem ajudar.

A melhor base está em uma fórmula multimineral/multivitamínica de qualidade. Aqui estão apenas alguns dos nutrientes presentes nessas fórmulas e que ajudam na saúde da pele. Para acne de moderada a grave, estes nutrientes podem ser tomados em combinação com um multivitamínico.

Zinco 

Zinco Estudos que usaram formas biodisponíveis de zinco no tratamento de acne mostraram efeitos semelhantes ao do antibiótico tetraciclina. A maioria dos pacientes que responderam ao zinco precisaram de 12 semanas de suplementação antes dos resultados, mas, alguns apresentaram resultados imediatos. Uma dosagem típica é de 30 a 45 mg por dia. Para melhor absorção, use o zinco combinado com picolinato, citrato, acetato ou monometionina.

Crômio 

Crômio é conhecido por melhorar a tolerância à glucose e a sensibilidade
das células à insulina. Há relatos de melhoras rápidas em pacientes com acne usando suplementos de crômio. Tome de 200 a 400 mcg por dia.

Vitamina B6

Vitamina B6 é necessária para processar hormônios no fígado. Em adolescentes, a deficiência de vitamina B6 aumenta a acne e também causa alterações de humor e ansiedade por açúcar. Ela também é usada para tratar com eficiência a ocorrência de acne no período pré-menstrual. As dosagens típicas variam de 25 a 100 mg por dia.

Selênio e Vitamina E

Selênio e Vitamina E têm um papel importante na função da glutationa peroxidase, uma enzima que ajuda a prevenir a inflamação da acne. Normalmente, pacientes com acne possuem níveis reduzidos de glutationa peroxidase. Estudos apontam que, após o tratamento com vitamina E e selênio, os níveis de glutationa peroxidase aumentam e a acne melhora significativamente. Dosagens típicas são de 100 a 200 IU de vitamina E e de 100 a 400 mcg de selênio.

Mesmo que ter uma pele saudável e bonita seja apenas uma das muitas razões da importância da suplementação alimentar e de uma boa alimentação durante a adolescência, essa é a que mais chama a atenção dos adolescentes, principalmente os que sofrem com acne. Minha recomendação para os pais é que usem o poder dessa informação para convencer seus filhos a comerem melhor e a tomarem suplementos adequados. Eles podem te agradecer agora e, com certeza, te agradecerão no futuro.

Óleo de Peixe para o cérebro de adolescentes

A maioria das pessoas já sabe que o ácido graxo ômega-3 do óleo de peixe mantém o cérebro saudável. Mas o que você precisa saber é que um equilíbrio de gorduras na adolescência pode ter um efeito duradouro no aprendizado e na memória, de acordo com dois novos estudos.

Quando pesquisadores Universidade de San Pablo na Espanha alimentaram ratos adolescentes com uma dieta normal de calorias que era rica em gorduras saturadas, os ratos mostraram deficiência significativa em memória e aprendizado. Mas ratos adultos com a mesma dieta não mostraram declínio. Os pesquisadores examinaram os cérebros dos ratos adolescentes e descobriram mudanças no hipocampo (região da memória) causadas por alterações nas estruturas das células cerebrais. Eles também descobriram uma perda parcial de leptina, um hormônio liberado por tecidos adiposos que ajudam na função cognitiva.

Em uma revisão de 185 estudos, cientistas da Universidade de Liverpool descobriram que o óleo de peixe pode minimizar efeitos negativos causados ao cérebro por alimentação ruim. Pesquisas recentes indicaram que comida gordurosa e processada pode afetar um processo chamado neurogênese, formação de novas células nervosas. Mas dietas ricas em ômega-3 podem prevenir esses efeitos estimulando a área do cérebro que controla a alimentação, aprendizagem e memória.

Essas pesquisas fornecem mais evidências que suportam a ideia de que o óleo de peixe é importante para adolescentes. A dose recomendada é de 1.000 mg de EPA e DHA por dia.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Beleza

Melhore a aparência e a saúde com produtos de beleza orgânicos

Beleza

Alternativas ao retinol para peles sensíveis

Beleza

Como escolher o desinfetante para as mãos correto