beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements

Probióticos e o microbioma humano

O que é o microbioma humano?

Um dos tópicos mais quentes na pesquisa médica e entre entusiastas da saúde atualmente é o microbioma. Este termo refere-se ao material genético dentro dos micróbios que temos em nosso corpo. O  número de microbiotas - bactérias, vírus e fungos - que vivem no corpo humano é enorme. Estima-se que aproximadamente 100 trilhões de células microbianas de 1000 espécies diferentes de micro-organismos vivem dentro de nós em uma relação verdadeiramente simbiótica.

Em uma grande extensão, o microbioma humano desempenha papel integral em nossa saúde geral. Em uma tentativa de melhorar o microbioma e também a saúde, muitas pessoas procuram suplementos probióticos.

O que são probióticos?

O termo probiótico é derivado do grego e literalmente significa "para a vida". Ele é usado para descrever as bactérias benéficas que habitam o trato intestinal humano. Probióticos incluem não só as bactérias congeladas a seco em cápsulas disponíveis em sua loja de produtos de saúde, mas também alimentos fermentados como iogurte, coalhada, e kéfir assim como suplementos específicos contendo bactérias congeladas a seco. Os micro-organismos específicos encontrados nestes produtos são normalmente lactobacilos e bifidobactérias. Estas bactérias são os grandes probióticos no trato intestinal humano.

O papel do microbioma na saúde

Pesquisas sobre o microbioma destacam quatro áreas principais de importância para nossa saúde: nutrição, imunidade, comportamento e doenças.

  • Nutrição: As bactérias intestinais desempenham um enorme papel na digestão e absorção de nutrientes.
  • Imunidade: O desenvolvimento e manutenção de uma excelente função do sistema imunológico exige bactérias intestinais. Não só em termos de prevenir infecções, mas também alergias e condições autoimunes.
  • Comportamento: O microbioma também afeta o cérebro e o comportamento. Alguns pesquisadores estão começando a referir ao microbioma intestinal como "segundo cérebro". Há fortes doenças relacionadas ao microbioma intestinal e distúrbios cerebrais, como depressão e distúrbio do espectro autista (ASD).
  • Doenças: Há um número crescente de doenças que estão fortemente ligadas a um microbioma alterado, incluindo doenças intestinais inflamatórias, síndrome do intestino irritável, obesidade, e diabetes tipo 2.

O Projeto Microbioma Humano

Há alguns grandes projetos de pesquisa buscando compreender melhor o papel do microbioma na saúde e na doença. Em 2007, o Instituto Nacional de Saúde (NIH) lançou o Projeto Microbioma Humano. Pesquisadores na Europa e na China colaboraram para lançar um programa similar, a Metagenômica do projeto do Trato Intestinal Humano (MetaHIT). E, em 2013, outro projeto fundado na Europa foi lançado, chamado MyNewGut. Aqui está o que sabemos até agora:

  • O microbioma humano desempenha um papel principal não só na saúde do sistema gastrointestinal, mas afeta virtualmente todos os sistemas do corpo.
  • Os benefícios de algumas dietas que promovem a saúde, como a Dieta do Mediterrâneo, estão relacionados a seus efeitos sobre o microbioma.
  • Dietas diversificadas em composição fornecem os maiores benefícios ao microbioma.
  • Antibióticos estão associados a danos significativos ao microbioma e seu uso excessivo precisa ser combatido.
  • A suplementação com probióticos pode ajudar a promover um microbioma mais favorável.

O que procurar num suplemento de probióticos

A qualidade de suplementos probióticos depende de dois fatores principais, (1) as características das cepas contidas no suplemento e (2), viabilidade adequada, para que números suficientes de bactérias sejam viáveis no momento do consumo. A viabilidade no consumo depende de vários fatores, como fabricação adequada, e a "dureza" da cepa, assim como a embalagem e armazenamento do produto na quantidade certa de umidade e temperatura correta.

 Cepas de bactérias podem ser comparadas a raças de cães. Todos os cães pertencem ao gênero Canis e a espécie familiaris. Dentro desta espécie existe uma grande diversidade em tamanho, forma, força, e outras características físicas - variando do São Bernardo ao Chihuahua. Uma divisão similar ocorre dentro de espécies de bactérias. Dentro de cada espécie de bactéria há várias cepas. Algumas cepas probióticas são resilientes e fortes, capazes de sobreviver a passagem pelo trato gastrointestinal superior e inibir bactérias patogênicas, e outras são fracas e não podem sobreviver ou matar bactérias patogênicas. 

O que tudo isso quer dizer é que os consumidores devem utilizar produtos desenvolvidos e fabricados por empresas que fizeram a pesquisa necessária para garantir a viabilidade do seu produto.

Qual a dosagem correta para um probiótico?

A dosagem de suplementos probióticos é baseada apenas no número de organismos vivos presentes no produto, portanto, recomendo usar produtos que listem o número de bactérias vivas na validade versus no momento da fabricação. Resultados de sucesso são mais frequentemente obtidos consumindo-se entre 10 bilhões e 20 bilhões de bactérias viáveis por dia.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

5 Produtos Essenciais Para o Alívio Natural do Estresse

Bem-estar

5 formas naturais de promover a imunidade

Bem-estar

As 9 Melhores Ervas da Medicina Tradicional Chinesa