beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

Elimine as toxinas do seu corpo

8 Setembro 2017

por Eric Madrid MD

Nos últimos 100 anos, milhares de produtos químicos foram criados por empresas e descartados em nossos suprimentos de água, no ar e mesmo em nossos ambientes domésticos. Mesmo com tantos produtos químicos, ainda não fazemos ideia de como eles nos afetam.  Porém, sabemos que eles trazem consequências negativas à saúde. Cada um de nós tem produtos químicos tóxicos no corpo. Não há maneira de evitá-los totalmente. Porém, podemos tentar minimizar os efeitos a longo prazo da exposição a eles.

Há 100 anos, câncer era raro nos Estados Unidos, Rússia, Japão e China. Porém, o câncer atualmente é causa principal de mortes no mundo todo. 

 Na virada do século vinte, 3 por cento da população nos Estados Unidos sofriam de câncer.  Por volta do ano de 1950, 20 por cento da população americana tinha desenvolvido câncer. Por volta de 2000, 38 por cento da população americana tinha câncer.  Os médicos prevêem que, por volta de 2020, 50 por cento, 1 em 2 pessoas, serão diagnosticadas com câncer em algum momento da sua vida.

Cada vez mais crianças com menos de 5 anos de idade estão desenvolvendo câncer, e isso é certamente devido à sua exposição ainda na idade fetal, assim como durante os primeiros cinco anos de vida. 

Enquanto as corporações multinacionais e governos trabalham para minimizar a exposição com padrões ambientais mais restritos e leis antipoluição, devemos fazer nosso melhor não só para evitar a exposição a produtos químicos tóxicos, mas também para otimizar os mecanismos naturais de limpeza em nosso corpo, para que possamos desintoxicá-lo dos venenos que nos cercam.

Na China, as taxas de câncer dobraram desde os anos 70, de acordo com estudos.  O câncer de pulmão, especificamente, aumentou 465 por cento nos últimos 30 anos.  A poluição do ar, que parece ser tão perigosa quanto fumar, é o grande motivo pelo qual a Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê que o câncer de pulmão será diagnosticado em 1 milhão de chineses por ano até 2025, se a tendência atual continuar.   Nos Estados Unidos, os padrões restritos da qualidade do ar e uma diminuição no número de fumantes têm sido úteis para prevenir a progressão da doença pulmonar.

Além disso, metade das mortes por câncer de fígado no mundo ocorrem na China.  A desintoxicação do corpo por promoção da saúde hepática e renal é fundamental para manter nossos corpos purificados.

Sintomas de exposição à toxicidade

Os sintomas de exposição à toxicidade variam de alguns a nenhum sintoma, de sintomas moderados a severos. Na realidade, todos nós estamos expostos a poluentes, e a meta deve ser identificar, minimizar e removê-los o máximo possível.  

Os sintomas podem incluir, mas sem limitações: 

  • Tosse crônica
  • Gotejamento pós-nasal
  • Falta de ar
  • Sensibilidade a produtos químicos
  • Dores de cabeça
  • Fadiga crônica
  • Infecções frequentes
  • Tonturas
  • Perda de memória
  • Deficiência cognitiva
  • Confusão
  • Diarreia

Evite a exposição

A cada hora, entramos em contato com estes produtos químicos. Nós os deixamos entrar pela boca quando comemos, os colocamos na pele quando usamos loções, cremes de barbear, maquiagem e hidratantes, e uma ampla variedade de outros produtos que muitos de nós usamos por dia. 

A aplicação tópica na pele resulta em absorção transdérmica direta de produtos químicos em nosso sangue. Nós também respiramos toxinas para dentro dos pulmões quando respiramos o ar poluído por escapamentos de automóveis e fábricas de produtos químicos. O tabagismo, limpadores químicos, colas de madeira, resinas e solventes também estressam nosso corpo.

 O uso de aromatizadores químicos de ambientes também pode nos deixar expostos a muitas toxinas. De acordo com a revista Scientific American, "Alguns dos ingredientes mais ofensivos - compostos orgânicos voláteis (COVs), benzeno e formaldeído - podem causar dores de cabeça e náuseas e agravar a asma, e estão ligados a danos neurológicos e câncer." Felizmente, há alternativas mais seguras.

De acordo com o Dr. Joseph Pizzorno, em seu livro de 2017 The Toxin Solution, "A pessoa comum encontra um fluxo constante de benzeno e outros químicos derivados de toxinas, de alimentos cheios de químicos, tinta, cartuchos de impressão, retardantes de chamas, resfriadores, e acabamentos para pisos de madeira, a roupas tratadas com Scotchgard...".

Diz-se que a diferença entre um veneno e um medicamento é apenas a dose. Isso também é verdadeiro para químicos não-medicinais aos quais estamos expostos. 

Estas toxinas incluem:

Arsênico - Esta toxina costumava ser usada para fins medicinais, mas à medida em que os níveis aumentam no corpo, o arsênico passa a ser associado a problemas de saúde, incluindo risco maior de diabetes, fadiga e envenenamento celular e morte. 

Mercúrio - Um metal pesado nocivo ao ambiente. Níveis sanguíneos elevados podem causar sintomas neurológicos, como perda de memória, tremores, doença renal, pressão arterial elevada, entupimento das artérias, e outros. 

Cádmio - Um metal pesado, comum em itens domésticos, como baterias.  Fumantes também ingerem cádmio em cada cigarro fumado. Os níveis elevados aumentam o risco de osteopenia, osteoporose, doença pulmonar e renal.

 Chumbo - Um metal pesado.  A palavra latina é plumbum, que é de onde vem a palavra chumbo.  As fontes incluem canos de chumbo, solo, água poluída. Efeitos tóxicos incluem neuropatia, problemas de memória, problemas renais e sanguíneos, como anemia.

 BPCs (Bifenis Policlorinados) - Proibidos nos EUA desde 1979 e no mundo todo desde 2001 pela Convenção de Estocolmo sobre Poluentes Orgânicos Persistentes, os BPCs eram encontrados em tintas, plásticos e eletrodomésticos antigos. Os efeitos colaterais comuns incluem fígado gorduroso, risco de câncer, supressão do sistema imunológico, problemas de tireoide.

 POPs (Poluentes Orgânicos Persistentes) - Estes poluentes costumavam ser encontrados em pesticidas, solventes e produtos farmacêuticos. Os efeitos colaterais incluem problemas endócrinos, problemas de fertilidade, endometriose, e contagem espermática diminuída.

 COVs (Compostos Orgânicos Voláteis) - Encontrados em emissões de tintas, emissões de exaustores e produtos químicos domésticos. Os efeitos colaterais incluem problemas respiratórios e risco aumentado de linfoma e leucemia.

 QPFs (Químicos Perfluorinados) - Usados em panelas com revestimento de Teflon e retardantes de chamas. Os efeitos colaterais incluem problemas hepáticos, ao sistema imunológico e de tireoide. 

Benzeno - Encontrado em cigarros. Associado ao risco aumentado de cânceres de sangue, como leucemia e linfoma.

 Ftalatos - Encontrados em plásticos, perfumes, e esmalte de unhas, estes produtos químicos podem afetar os hormônios, incluindo diminuição da testosterona masculina e aumento do risco de diabetes.

BPA (bifenol-A) - Outra toxina comum. De acordo com o site mayoclinic.org, seu produto químico industrial tipo I tem sido usado para fabricar certos plásticos e resinas desde o início dos anos 60.  O BPA pode afetar nossos hormônios e aumentar o risco de câncer.  Crianças e bebês são extra suscetíveis. Também pode haver uma ligação entre BPA e pressão arterial elevada. É fundamental beber água de um recipiente de vidro, ou pelo menos, de uma garrafa plástica sem BPA . Se o recipiente plástico que você usa para alimentos ou líquidos não afirmar que é isento de BPA, verifique o código de reciclagem do plástico na parte inferior. Os códigos de reciclagem 3 e 7 normalmente contêm BPA. É fundamental armazenar alimentos em um recipiente de vidro ou plástico sem BPA.

Além disso, usar auxiliares de saúde e beleza isentos de produtos carcinogênicos é extremamente importante.

Purifique seu corpo

Existem algumas coisas que você pode fazer para purificar seu corpo e ajudar na remoção de toxinas. Limpar sua dieta, evitar alimentos processados, remover o mercúrio da boca, melhorar a saúde intestinal, curar seu fígado e otimizar a função renal são algumas coisas que você pode fazer.

Limpe sua dieta 

Ingerir frutas e vegetais orgânicos e sem hormônios, carne e frango de animais alimentados em pasto (ou o melhor possível) é fundamental para evitar a exposição a produtos químicos.  Utilizar a lista de alimentos 15 Limpos e 12 Sujos do Grupo de Trabalho Ambiental é um bom lugar para começar ao escolher frutas e verduras. E também releia 13 Coisas que Você Pode Fazer para Melhorar sua Saúde.

Evite alimentos processados e alimentos com excesso de açúcar. Evite adoçantes artificiais e xarope de glicose de milho com alto teor de frutose, pois eles colocam um estresse extra sobre o metabolismo do seu corpo.

Otimize a saúde intestinal 

Nossos intestinos são a principal via de entrada das toxinas em nosso corpo. Pessoas com problemas intestinais, como síndrome de intestino irritável, diarreia crônica, constipação, inchaço, etc., frequentemente têm uma condição chamada Intestino Permeável, que resulta em problemas de absorção.  Uma barreira intestinal ruim resulta em absorção maior de produtos químicos e toxinas.

Podemos otimizar nossa saúde intestinal usando probióticos e prebióticos de qualidade e ingerindo uma dieta rica em frutas e vegetais. Isso é fundamental para desenvolver um microbioma intestinal saudável.

Use limpadores não-tóxicos em sua casa

Muitos produtos químicos são usados diariamente em nossas casas. Nós os usamos para limpar louças, pisos e banheiros. Usar limpadores não-tóxicos que não agridem o ambiente e as pessoas é um bom passo para começar a remover a exposição a toxinas.  Há também opções melhores de sabonetes para banho, sabões para louças, agentes de limpeza e detergentes para lavadoras de louças, que podem ser usados no lugar de agentes de limpeza doméstica tóxicos e comercialmente disponíveis.

Use auxiliares de saúde e beleza não-tóxicos

Cada um dos cosméticos ou perfumes/colônias usados tem produtos químicos que são absorvidos pela pele.  De acordo com o site SafeCosmetics.org, muitos cosméticos populares incluem metais pesados e outros produtos químicos perigosos, que aumentam o risco de doenças crônicas. 

É importante escolher cosméticos sem produtos químicos e produtos de limpeza que não agridem o ambiente e são não-tóxicos.  Exemplos incluem balms labiais orgânicos, limpadores faciais orgânicos e shampoos e sabonetes não-tóxicos.

Limpe sua boca

Muitas pessoas têm "obturações prateadas" na boca.  Muitas delas são feitas de um amálgama de mercúrio e prata.  Porém, o mercúrio pode ser liberado na corrente sanguínea na forma de "liberação de gases".  Para remover as obturações de mercúrio, encontre um dentista especializado na remoção de obturações de mercúrio. Se não for realizada adequadamente, a remoção pode expor você a uma quantidade ainda maior de mercúrio, o que pode ser muito perigoso.

Também aconselha-se usar cremes dentais naturais no lugar dos cremes dentais normais que contêm flúor.

Otimize a saúde hepática

A função do fígado é remover as toxinas do nosso sangue. Nosso fígado desempenha muitas reações químicas para desintoxicar o sangue e nosso corpo de produtos químicos tóxicos, medicamentos e outras substâncias estranhas às quais somos expostos. 

Evite o consumo excessivo de álcool.  Consuma no máximo uma bebida por dia para mulheres, duas para homens.

Suplementos hepáticos

 Selênio -200 mcg por dia, pode ser tomado como suplemento separado ou em um multivitamínico de qualidade

 NAC  (N-acetil cisteína) -500 mg duas vezes ao dia por no mínimo 8 semanas, e então uma vez ao dia depois deste período

 Cardo mariano -diariamente como instruído no rótulo. 

Zinco -25 mg por dia. Pode ser tomado como suplemento individualmente ou em um multivitamínico de qualidade 

Ácido Fólico - 800 mcg por dia. Pode ser tomado como suplemento separado ou em um multivitamínico de qualidade

Vitamina B12 – 2.000 mcg por dia. Pode ser tomado como suplemento separado ou em um multivitamínico de qualidade

Otimize a função renal

Os rins são responsáveis por filtrar o sangue e, no processo, remover toxinas, sais em excesso e o que mais o organismo deseja eliminar.  Enquanto envelhecemos, a taxa de filtração renal diminui naturalmente.  

Alguns medicamentos podem ser tóxicos aos nossos rins.  Um medicamento comum que causa problemas são as drogas anti-inflamatórias não-esteroidais (AINEs), como ibuprofeno (Advil, Motrim, Naron), e naproxeno (Aleve, Naixan, Na Pu Xing).

De acordo com pesquisas, os seguintes 15 itens alimentares e suplementos podem ser úteis na restauração da melhor função renal e ajudam a facilitar a desintoxicação.

Alimentos

  • Suco de beterraba
  • Mirtilos
  • Cúrcuma (como tempero ou suplemento)
  • Pimentões vermelhos
  • Repolho
  • Alho
  • Cebolas
  • Couve
  • Couve-flor
  • Gengibre
  • Chocolate (75% cacau ou mais)

Suplementos renais

Resumo

Manter ou restaurar a saúde não é fácil, mas definitivamente vale a pena.  Primeiro, precisamos garantir que evitaremos toxinas em nossos alimentos, dieta e ar. Segundo, precisamos usar produtos domésticos que não criem mais problemas de saúde. Terceiro, precisamos otimizar nosso consumo de nutrientes através de uma dieta saudável, exercícios e suplementos adequados. Ao seguir as orientações, como sugeri, você poderá aumentar a probabilidade de viver uma vida longa, saudável e feliz. 

Referências:

  1. Ping Zhao, Min Dai, Wanqing Chen, Ni Li; Cancer Trends in China, Japanese Journal of Clinical Oncology, Volume 40, Issue 4, 1 April 2010, Pages 281–285, https://doi.org/10.1093/jjco/hyp187
  2.  China's Smog Is as Deadly as Smoking, New Research Claims http://time.com/4617295/china-smog-smoking-environment-air-pollution/
  3.  https://www.cancer.org/cancer/cancer-causes/benzene.html
  4.  Océane Albert, Bernard Jégou; A critical assessment of the endocrine susceptibility of the human testis to phthalates from fetal life to adulthood, Human Reproduction Update, Volume 20, Issue 2, 1 March 2014, Pages 231–249, https://doi.org/10.1093/humupd/dmt050 
  5. http://dailysuperfoodlove.com/10943/foods-for-kidney-health/ 
  6. https://www.davita.com/kidney-disease/diet-and-nutrition/lifestyle/top-15-healthy-foods-for-people-with-kidney-disease/e/5347
  7.  L-arginine as a therapeutic tool in kidney disease. Klahr, Saulo et al.  Seminars in Nephrology , Volume 24 , Issue 4 , 389 – 394
  8. L-Arginine Supplementation Improves Function and Reduces Inflammation in Renal Allografts INGRID H. C. VOS,  TON J. RABELINK,  BERT DORLAND,  REMKO LOOS, BEN VAN MIDDELAAR,  HERMANN-JOSEF GRÖNE,  and JAAP A. JOLES JASN Feb 1, 2001 12: 361-367

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Mude sua saúde carregando suas mitocôndrias

Bem-estar

L-teanina, benefícios à saúde e à função cognitiva

Bem-estar

Os probióticos e as enzimas digestivas podem criar harmonia em seu intestino?