header_search header_signed-out header_signed-in header_cart sharefilled circlex circleexclamation iherbleaf
checkoutarrow
BR
O produto foi adicionado ao carrinho
Total:
Desconto:
Junto:
Quantidade:
Cart Total:
Finalizar
Clientes também compraram:
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

5 benefícios do arando para a saúde

22 Novembro 2018

Por Eric Madrid MD

Os arandos (ou cranberries) são uma fruta pequena, de coloração vermelha escura e com muitos benefícios para a saúde. Arandos são tão ricos em antioxidantes e vitaminas que muitas pessoas passaram a incluir essa fruta especial – e poderosa – em duas dietas, além do tradicional molho de arando do fim de ano.

Benefícios nutricionais do arando

Uma xícara de 220 gramas de arando fatiados contém:

Os arandos também contêm tiamina, riboflavina, niacina e vitamina B6. Além disso, eles são uma ótima fonte de vitamina E.   

Fonte: https://www.medicalnewstoday.com/articles/269142.php

Excelente fonte de antioxidantes

O processo de oxidação ocorre quando o corpo é danificado por fatores estressantes ambientais, estressantes alimentares ou, simplesmente, os estressantes da vida cotidiana. Os antioxidantes ajudam a reduzir os efeitos desses agressores no corpo, ajudando a proteger contra os danos celulares. Os arandos são considerados um superalimento por algumas pessoas, devido ao seu alto teor nutricional e de antioxidantes, além de também conterem compostos fitoquímicos, como vitamina C, polifenóis, flavonoides e proantocianidinas (PACs).

Vitamina C

De acordo com um estudo de 2009 publicado no The American Journal of Clinical Nutrition, mais de sete por cento das pessoas com seis anos de idade ou mais apresentaram uma deficiência de vitamina C ao passar por um exame de sangue. Mais da metade dessas pessoas analisadas consumia baixas quantidades de alimentos ricos em vitamina C. Apenas uma porção de arandos (100 gramas) já fornece 25 por cento da Recomendação Diária de vitamina C.   

Quercetina

Os arandos são uma ótima fonte do polifenol quercetina, um potente antioxidante que, segundo cientistas, possui efeitos anti-inflamatórios e benefícios cardiovasculares. Alguns estudos também demonstram que a quercetina possui efeitos positivos no microbioma intestinal, o que significa que ela ajuda a proliferação das bactérias saudáveis do intestino.

O arando e os problemas de saúde

Quando se trata de problemas de saúde tratados pelos arandos e suplementos de arandos, as infecções do trato urinário são as mais comuns. Porém, poucas pessoas se dão conta de que os arandos também podem ter benefícios para pessoas com diabetes, doenças cardíacas, hipertensão e problemas digestivos.

O arando e as infecções do trato urinário

Nos Estados Unidos, quase 500.000 pessoas são admitidas em hospitais todos os anos devido a complicações de infecções do trato urinário, ou ITUs, como costumam ser chamadas. Mais comuns em mulheres do que em homens, as ITUs, além de serem dolorosas, podem levar a complicações sérias, sendo a infecção bacteriana do sangue uma das mais comuns. Nos Estados Unidos, quase 11 por cento das mulheres relatou uma infecção do trato urinário nos últimos 12 meses. Além disso, estima-se que uma a cada duas mulheres desenvolverá pelo menos uma infecção do trato urinário durante a vida. No mundo todo, dezenas de milhões de mulheres têm infecções do trato urinário todos os anos.

Os suplementos de arando parecem ser úteis na prevenção das infecções do trato urinário, além de terem um bom custo-benefício, de acordo com um estudo de 2014 publicado na Clinical Infectious Disease. Um estudo de 2013 confirmou a efetividade dos suplementos de arando na prevenção das infecções recorrentes do trato urinário em pessoas de risco. Além disso, um estudo de 2014, publicado no Journal of the American Geriatric Society, demonstrou que pessoas idosas e com alto risco, que residiam em instalações de cuidados de longo prazo, como asilos, tinham uma probabilidade 26 por cento menor de ter uma infecção urinária se um suplemento de arando fosse tomado.  

Como o arando ajuda? A resposta está em moléculas presentes na fruta, que ajudam a impedir que a bactéria e. coli – a causa de 80 por cento das infecções – aloje-se na parede da bexiga e cause uma infecção.  Dose sugerida: Conforme indicado no rótulo.

O arando e a diabetes

A diabetes mellitus tipo 2, ou diabetes, como é comumente conhecida, é uma doença que dura a vida toda e afeta milhões de pessoas no mundo todo. Pessoas diabéticas sofrem de níveis elevados de açúcar sanguíneo (glicose), causando danos oxidativos para os vasos sanguíneos, nervos e órgãos, como os rins e os olhos – um exemplo de oxidação é a ferrugem que aparece nos carros, causada pelos efeitos do clima. A diabetes aumenta o risco de ataque cardíaco, derrame, amputação dos pés e falha renal.

Uma dieta saudável tem um grande papel no controle da diabetes. Um estudo de 2017 concluiu que a adição de arando a uma dieta rica em gorduras pode ajudar a reduzir os níveis de açúcar no sangue em pacientes com diabetes tipo 2, enquanto um estudo de 2017 demonstrou que o arando pode até tornar a insulina mais eficiente. Além disso, um estudo de 2018 concluiu, “o consumo “diário de suco de arando (240 mL) durante 12 semanas [...] apresentou um efeito benéfico no controle da glicose” em pessoas diabéticas.  Nota, o suco de arando é um suco natural, enquanto o coquetel de arando é cheio de açúcar.

O arando, o coração e a pressão sanguínea

Doenças cardíacas são uma das maiores causas de mortes nos Estados Unidos, Europa e Ásia. Infelizmente, à medida que muitos países adotam um estilo de vida ocidental no lugar de suas dietas ancestrais, doenças cardíacas continuam a progredir. Só nos Estados Unidos, o ataque cardíaco mata, desnecessariamente, quase 1 milhão de pessoas por ano. A hipertensão é um dos maiores fatores de risco para doenças cardíacas – mais de 1 bilhão das 7,6 bilhões de pessoas do mundo têm hipertensão.

Escolher os alimentos certos para se consumir é uma das formas mais importantes de se evitar as doenças cardíacas e reduzir inflamações nas artérias e no coração. Os benefícios ao coração e à saúde de uma dieta mediterrânea têm sido comprovados por múltiplos estudos. Um estudo de 2013, publicado no New England Journal of Medicine, por exemplo, concluiu: “Dentre pessoas de alto risco cardiovascular, uma dieta mediterrânea, suplementada com azeite de oliva extra virgem ou nozes, reduz a incidência de grandes eventos cardiovasculares.  

Os arandos também podem ter um papel importante nesse caso. Um estudo de 2016 menciona os benefícios do arando para a saúde do coração, reduzindo a pressão sanguínea e o colesterol. O médico do futuro pode recomendar a adição do arando à dieta como uma forma de prevenir doenças cardíacas.

O arando e o câncer

Há uma centena de anos, o câncer era raro nos Estados Unidos, na Rússia, no Japão e na China.    Porém, no mundo todo, o câncer é agora uma das maiores causas de mortes. Estudos de 2011 e 2012 demonstram que os arandos podem contribuir com benefícios de combate ao câncer. Os nutrientes presentes no arando encorajam as células cancerígenas a passarem por um processo chamado de apoptose, no qual a célula cancerígena se autodestrói. Um estudo de 2008 também relata testes de laboratório que indicam que os arandos podem ajudar a prevenir o crescimento de células de cânceres de mama, cólon, próstata e pulmão.

Em 2016, um estudo foi conduzido, no qual homens com câncer de próstata recebiam 1.500 mg de arando em pó ou um placebo. O exame de sangue PSA, um marcador para o câncer de próstata, foi reduzido em 22 por cento nas pessoas que consumiram o arando em pó, em comparação com as pessoas que tomaram o placebo. Um estudo de 2015 demonstrou que os homens que recebiam tratamento de radioterapia para o câncer de próstata apresentavam menos inflamações na bexiga quando cápsulas de arando eram tomadas.  

Mais estudos são necessários para determinar se isso resultará em uma significância clínica.  Existem muitos tipos de câncer, e mais pesquisas são necessárias para ver qual papel o arando terá.

O arando e a saúde digestiva

Há mais de 2.000 anos, Hipócrates dizia: “todas as doenças começam no intestino”. A ciência suporta essa afirmação, e o foco na saúde intestinal é crucial para a melhora da saúde em geral. Quando consumimos alimentos, estamos não só alimentando nossos corpos, mas também as bactérias benéficas do nosso intestino. Essas bactérias saudáveis ajudam a manter o corpo forte e a promover a saúde do sistema imunológico. Quando o trato intestinal está desequilibrado, doenças começam a aparecer.

De acordo com estudos, os nutrientes dos arandos agem como um prebiótico, o que significa que são um tipo de “alimento” para nossas bactérias intestinais benéficas, como as bifidobacterium. Essas bactérias ajudam a evitar o crescimento de bactérias potencialmente prejudiciais em nosso trato intestinal, além de ajudarem a otimizar a digestão e a absorção de nutrientes.

Existem bactérias estomacais chamadas de Helicobater pylori, que, quando presentes, aumentam o risco de úlceras estomacais e câncer de estômago. Médicos costumam fazer exames para esse tipo de bactéria quando um paciente reclama de problemas estomacais, como refluxo ácido ou gastrite.  Estudos demonstram que o consumo de suco de arando pode ajudar a eliminar essas bactérias do estômago. Além disso, um estudo de 2005, envolvendo 189 homens, demonstrou que 90 dias de suco de arando pode suprimir a infecção da H. pylori no estômago. Se você recebeu um diagnóstico de H. pylori de seu médico, discuta se esse ingrediente é uma opção.

Referências:

  1. Cranberries are rich in phytochemicals Crit Rev Food Sci Nutr. 2009 Oct;49(9):741-81. doi: 10.1080/10408390802145377
  2. American  Journal of Clinical  Nutrition. 2009 Nov;90(5):1252-63. doi: 10.3945/ajcn.2008.27016. Epub 2009 Aug 12.
  3. Food Chem Toxicol. 2018 Oct 15. pii: S0278-6915(18)30775-0. doi: 10.1016/j.fct.2018.10.042.
  4. Ann Epidemiol. 2000 Nov;10(8):509-15
  5. Eells S. J., Bharadwa K., McKinnell J. A., Miller L. G. Recurrent urinary tract infections among women: comparative effectiveness of 5 prevention and management strategies using a markov chain monte carlo model. Clinical Infectious Diseases. 2014;58(2):147–160. doi: 10.1093/cid/cit646
  6. Vasileiou I, Katsargyris A, Theocharis S, Giaginis C. Current clinical status on the preventive effects of cranberry consumption against urinary tract infections. Nutr Res 2013;33:595–607.
  7. Caljouw MA, van den Hout WB, Putter H, Achterberg WP, Cools HJ, Gussekloo J. Effectiveness of cranberry capsules to prevent urinary tract infections in vulnerable older persons: a double-blind randomized placebo-controlled trial in long-term care facilities. J Am Geriatr Soc 2014;62:103–10.
  8. Tao Y, Pinzón-Arango PA, Howell AB, Camesano TA. Oral Consumption of Cranberry Juice Cocktail Inhibits Molecular-Scale Adhesion of Clinical Uropathogenic Escherichia coli. Journal of Medicinal Food. 2011;14(7-8):739-745. doi:10.1089/jmf.2010.0154.
  9. Food Funct. 2017 Sep 20;8(9):3083-3090. doi: 10.1039/c7fo00900c.
  10. Br J Nutr. 2017 Feb 28; 117(4): 519–531.   Cranberries reduce insulin sensitivity
  11. Crit Rev Food Sci Nutr. 2018 Jan 18:1-13. doi: 10.1080/10408398.2018.1430019.
  12. Primary Prevention of Cardiovascular Disease with a Mediterranean Diet Ramón Estruch, M.D., Ph.D., Emilio Ros, M.D., Ph.D., et. Al N Engl J Med 2013; 368:1279-1290April 4, 2013DOI: 10.1056/NEJMoa1200303
  13. Blumberg JB, Basu A, Krueger CG, et al. Impact of Cranberries on Gut Microbiota and Cardiometabolic Health: Proceedings of the Cranberry Health Research Conference 2015. Advances in Nutrition. 2016;7(4):759S-770S. doi:10.3945/an.116.012583.
  14. J Sci Food Agric. 2011 Oct;91(13):2303-7. doi: 10.1002/jsfa.4621. Epub 2011 Aug 30.
  15. Anticancer Agents Med Chem. 2012 Jul;12(6):619-30.
  16. Biomed Pap Med Fac Univ Palacky Olomouc Czech Repub. 2016 Dec;160(4):559-565. doi: 10.5507/bp.2016.056. Epub 2016 Nov 10.
  17. Support Care Cancer. 2015 Jan;23(1):95-102. doi: 10.1007/s00520-014-2335-8. Epub 2014 Jul 4.
  18. Appl Environ Microbiol. 2017 Sep 1; 83(17): e01097-17. \
  19. Nutrition. 2008 May;24(5):421-6. doi: 10.1016/j.nut.2008.01.007. Epub 2008 Mar 17.
  20. Helicobacter. 2005 Apr;10(2):139-45. Cranberry suppresses H. Pylori infection

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Um guia rápido sobre a luteína e zeaxantina

Bem-estar

Dicas para se manter saudável durante o jet lag

Bem-estar

Mix de óleos essenciais inspirados pelo amor