beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

Essências de flores: aplicações e benefícios

1 Abril 2019

Por Venus Ramos, MD

As essências de flores, chamadas de remédios florais, são infusões feitas das flores de uma planta. Usuários de essências florais, como um tratamento holístico, buscam abordar os aspectos mentais, emocionais e até espirituais do bem-estar.

Às vezes, o termo essência floral pode ser confundido com o termo óleo essencial. Porém, essas duas modalidades de saúde são, de fato, muito diferentes uma da outra. Ao contrário dos óleos essenciais, as essências florais são inodoras. Apesar dos óleos essenciais conterem substâncias físicas extraídas de plantas, não existem materiais de plantas nas essências florais.

Na sua forma pura, as essências florais são feitas principalmente de água. Em um processo conhecido como “método do sol”, a flor é colocada na água e deixada para se difundir sob o sol. Outro método envolve a fervura das flores em água. Depois de descartar as flores, o líquido é diluído e engarrafado com um conservante (geralmente um álcool, como o do conhaque ou da vodca).

Ao usar uma essência floral, o propósito não é ingerir ou absorver um extrato da planta em si para se beneficiar de seus compostos fitoquímicos. Os proponentes das essências florais acreditam que todos os seres vivos têm sua própria energia (também chamada de frequência ou vibração). A energia específica de cada flor é mantida no líquido diluído. O usuário de uma essência floral se beneficia da absorção dessa energia. Logo, as essências florais agem de forma energética, não bioquímica.

As essências florais foram desenvolvidas pelo médico inglês Edward Bach, no início do século 20. Bach, que se dedicou ao estudo da homeopatia depois de se recuperar de uma doença grave, propôs e pesquisou o conceito de que cada planta tem um padrão energético vibracional que pode ser isolado e usado para ajudar a melhorar estados emocionais específicos. Apesar de Bach poder ter sido o primeiro a tornar as essências florais comercialmente disponíveis, o conceito, provavelmente, é muito mais antigo. Acredita-se que os indígenas da América do Norte coletavam gotas de orvalho das flores e as utilizavam como remédio.

Ao contrário da crença popular, apesar de serem altamente diluídas assim como muitos remédios homeopáticos, as essências florais não são homeopáticas. O princípio definidor da homeopatia é que “semelhante cura semelhante”. Porém, o uso de essências florais, depende do conceito de que a energia positiva de uma planta pode reviver um estado emocional negativo.

Como utilizar

Existem alguns métodos de uso diferentes das essências florais. Você pode tomá-las oralmente, direto de um conta-gotas. A dose padrão é de 4 gotas, 4 vezes por dia. Ou, se você preferir, adicione todas as gotas a um copo de água e beba durante o dia. Ao invés disso, você pode escolher aplicar as gotas na sua pele e algumas na água do banho, ou borrifá-las como uma névoa no carro. A essência floral só precisa entrar em contato com você.

Elas são seguras e efetivas?

Assim como frequentemente ocorre com os tratamentos holísticos, não há uma quantidade enorme de pesquisas publicadas sobre as essências florais e seus benefícios. Pode ser difícil gerar financiamento para esse tipo de pesquisa. Dado que as essências florais funcionam em um nível emocional e através dos níveis energéticos do corpo, também é difícil montar estudos científicos usando metodologias convencionais.

Porém, uma falta de pesquisas não deve ser associada a uma falta de efetividade: existe uma grande quantidade de evidências anedóticas, com muitas pessoas relatando resultados muito bons com as essências florais.

Além disso, elas podem ser consideradas atóxicas, por serem altamente diluídas. Não há material de plantas em uma essência, logo, a chance de ocorrer uma reação adversa é pequena. O único risco pode ser para as pessoas que têm uma sensibilidade ao álcool, pois muitas essências contêm conhaque ou vodca como conservante. Além disso, pessoas que tomam determinados medicamentos (como dissulfiram ou metronidazol), podem sentir náusea ou vômitos por causa da presença de álcoois.

Benefícios específicos

Cada essência floral tem a intenção de ajudar a aliviar um determinado efeito emocional negativo. A seguir estão algumas das essências florais mais populares.

  • O Lariço-europeu (Larix decidua) pode fornecer um auxílio para a autoconfiança, abordando seu medo de falhar.
  • O maracujá (Passiflora incarnata) pode ajudar com a ansiedade e a insônia, pois muitas pessoas descobrem que ele tem um efeito calmante e relatam uma melhor qualidade do sono.
  • O hibisco (Hibiscus rosa-sinensis) auxilia a energia sexual e reprodutiva.
  • O olmo escorregadio (Ulmus rubra) é usado para fornecer alívio à garganta inflamada e à tosse. Muitas pessoas descobrem que ele tem um efeito curativo e fornece benefícios de proteção gastrointestinal.

Desde que você esteja obtendo bons resultados e que não haja efeitos prejudiciais, faz sentido usar essências florais. Porém, no caso de doenças significativas, elas não são recomendadas apenas como uma modalidade terapêutica. É melhor usar essências florais para auxiliar seu bem-estar como um suporte, não para servir como um substituto de um tratamento médico.

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Embalagens Caseiras Reutilizáveis para Alimentos com Cera de Abelhas

Bem-estar

L-Serina: uma nova abordagem radical para a ELA, o mal de Parkinson e o mal de Alzheimer

Bem-estar

Mude sua saúde carregando suas mitocôndrias