beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements

Guia rápido sobre o selênio

O mineral traço selênio funciona principalmente como componente da enzima antioxidante glutationa peroxidase, que trabalha com a vitamina E para prevenir os danos de radicais livres às membranas celulares. Baixos níveis de selênio estão ligados a um risco maior de câncer, doença cardiovascular, doenças inflamatórias e outras condições associadas ao dano maior dos radicais livres, incluindo envelhecimento precoce e formação de catarata. 

O selênio fornece suporte antioxidante

Manter os níveis adequados de selênio parece ser importante na proteção contra muitas condições de saúde, devido aos seus efeitos antioxidantes. Alguns estudos mostram algumas vantagens das leveduras ricas em selênio nesta atividade. Por exemplo, em um estudo duplo-cego, controlado por placebo, 69 homens saudáveis receberam selênio de uma levedura rica em selênio chamada SelenoExcell (200 ou 285 μg/dia) ou selenometianina (200 μg/dia) por 9 meses. Enquanto os níveis de selênio aumentaram em 93%, 54% e 86% nos grupos da selenometianina e SelenoExcell de baixa e alta dose, respectivamente, apenas os homens que receberam SelenoExcell demonstraram diminuição nos marcadores padrões de danos oxidativos.

O selênio previne a formação de catarata

Manter os níveis adequados de selênio parece ser importante na proteção contra formação de catarata. Estudos mostraram que o conteúdo de selênio na córnea humana com catarata é apenas 15% dos níveis normais, e os níveis de radicais livres estão até 25 vezes acima dos níveis normais no humor aquoso (fluido ocular) em pacientes com catarata. 

O selênio combate doenças cardíacas 

O selênio parece oferecer proteção contra doença cardíaca e derrames, pois as taxas de doenças cardíacas são maiores quando o consumo de selênio é mais baixo, embora a associação não seja tão forte quanto no câncer. A suplementação de selênio mostrou produzir efeitos positivos na prevenção de ataques cardíacos. Em um estudo duplo-cego, 81 pacientes que tiveram um ataque cardíaco foram aleatoriamente designados para receber 100 mcg de selênio (de levedura rica em selênio) ou um placebo. Após 6 meses, houve 4 ataques cardíacos fatais e 2 ataques cardíacos não-fatais no grupo placebo comparado a nenhuma morte e 1 ataque cardíaco não-fatal no grupo do selênio.

O selênio melhora a função imunológica 

O selênio afeta todos os componentes do sistema imune, incluindo o desenvolvimento e expressão de todos os leucócitos. A deficiência de selênio resulta em depressão da função imunológica, enquanto a suplementação de selênio resulta em aumento e/ou restauração das funções imunes. A deficiência de selênio mostrou inibir a resistência à infecção como resultado de leucócitos e função do timo afetados, enquanto a suplementação de selênio (200 mcg/dia) mostrou estimular a função dos leucócitos e do timo.

A habilidade de suplementação do selênio para melhorar a função imunológica vai muito além de apenas restaurar os níveis de selênio em pessoas com deficiência de selênio. Por exemplo, em um estudo, a suplementação de selênio (200 mcg/dia) em pessoas com concentrações normais de selênio no sangue resultou em um aumento de 118% na habilidade dos leucócitos de matar células tumorais e 82,3% de aumento na atividade de um tipo de leucócito conhecido como "célula matadora natural" devido à sua poderosa habilidade de matar células cancerosas e micro-organismos. 

O selênio é importante durante a gravidez

Existem evidências substanciais que o selênio é essencial para o crescimento e desenvolvimento fetal adequados. Os requisitos de selênio parecem aumentar durante a gravidez, pois as concentrações de selênio no sangue tendem a ser menores durante a gravidez, particularmente durante os últimos estágios. Os níveis de selênio tendem a ser muito baixos em bebês com baixo peso ao nascimento.

Formas populares de selênio no mercado incluem selenito de sódio, selenometianina, e selênio derivado de levedura. Vários estudos mostraram que sais inorgânicos, como selenito de sódio, são menos eficientemente absorvidos e não tão biologicamente ativos comparados às formas orgânicas de selênio, como selenometianina e levedura rica em selênio. Adicionalmente, vários outros estudos mostraram vantagens com a levedura com alto conteúdo de selênio (ex., SelenoExcell), tornando-se a forma preferida de suplementação com selênio.

A recomendação de dose normal é 50 a 200 mcg por dia. Em níveis de alto consumo (consumo diário em excesso de 900 mcg por vários meses), o selênio pode produzir toxicidade (veja Efeitos colaterais).

Efeitos colaterais

O corpo humano exige apenas uma pequena quantidade de selênio. Doses baixas de até 900 mcg por dia por períodos prolongados de tempo podem produzir sinais de toxicidade por selênio em algumas pessoas. Sinais e sintomas relacionados à toxicidade crônica incluem depressão, nervosismo, instabilidade emocional, náusea e vômitos, hálito e suor com odor de alho e, em casos extremos, perda de cabelos e unhas. 

Interações medicamentosas

Nenhuma interação adversa é conhecida. O selênio pode aumentar a eficácia da droga quimioterápica cisplatina (Platinol-AQ®).

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Cálcio: o melhor suplemento para a saúde dos ossos

Bem-estar

5 Produtos Essenciais Para o Alívio Natural do Estresse

Bem-estar

5 formas naturais de promover a imunidade