checkoutarrow
BR
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Bem-estar

7 Maneiras de Equilibrar Seus Hormônios Naturalmente

20 Janeiro 2020

Por Venus Ramos, MD

Neste artigo:


Seu corpo é uma rede complexa de glândulas, órgãos e processos que interagem entre si através de mensageiros químicos chamados hormônios. Esta rede hormonal compõe o seu sistema endócrino.

Como regulador principal do seu corpo, o sistema endócrino controla funções corporais como o humor, sono, apetite, metabolismo, ritmo cardíaco, funcionamento sexual, ciclos reprodutivos, nível de estresse, temperatura corporal, seu crescimento e desenvolvimento.

Quando seu sistema fica desequilibrado você pode sofrer de uma ampla gama de sintomas, dependendo do seu sexo e hormônio afetado. Sinais e sintomas possíveis incluem:

  • Fadiga
  • Mudanças de apetite
  • Ganho ou perda de peso
  • Problemas de sono
  • Mudanças na pele
  • Queda de cabelo
  • Osteoporose
  • Humor depressivo
  • Sensibilidade ao calor ou ao frio
  • Alterações no desejo sexual
  • Retenção de líquidos
  • Infecções no trato urinário
  • TPM (tensão pré-menstrual)
  • Mudanças na pressão arterial ou batimentos cardíacos
  • Transtornos de humor incluindo ansiedade e depressão

Enquanto medicamentos com receita podem ajudar a aliviar os seus sintomas, também é uma boa ideia aprender a equilibrar seus hormônios naturalmente. Quando você aborda a causa principal do seu problema, poderá encontrar uma solução verdadeira em vez de somente mascarar os seus sintomas.

Quais os motivos do desequilíbrio hormonal?

Existem muitas razões para o sistema endócrino de uma pessoa ficar desequilibrado. Problemas médicos podem afetar as glândulas e órgãos endócrinos, mas seu ambiente e estilo de vida também podem contribuir para causar um desequilíbrio hormonal.

Causas do desequilíbrio hormonal podem incluir:

  • Nutrição ruim
  • Anorexia
  • Estar acima do peso
  • Infecções
  • Alergias severas
  • Estresse crônico
  • Danos a uma glândula ou órgão
  • Exposição a toxinas (como BPA, ftalatos, pesticidas)
  • Medicamentos (como pílula anticoncepcional, esteroides anabólicos)

Estratégias naturais para equilibrar os hormônios

Existem muitas estratégias que você pode usar para corrigir desequilíbrios hormonais naturalmente, para que possa abordar a causa real do problema:

1. Reduzir o consumo de açúcar ou de qualquer alimento que cause sensibilidades alimentares para você.

Na presença de açúcar, seu nível de insulina se mantém alto. A insulina é um hormônio forte que pode levar cinco outros hormônios ao desequilíbrio - cortisol, glucagon, hormônio do crescimento, adrenalina e noradrenalina. 

Se a sua insulina permanecer elevada com muita frequência ou por muito tempo, as células do seu corpo podem ficar sobrecarregadas e param de responder ao sinal da insulina para remover o açúcar (glicose) do sangue. Quando seu corpo desenvolve esta resistência à insulina, isso pode eventualmente levar ao desenvolvimento de diabetes.

Sensibilidades alimentares podem contribuir para desequilíbrios hormonais ao aumentar a inflamação, o que pode influenciar hormônios como o cortisol. Então você poderá consultar um profissional de saúde para determinar suas sensibilidades alimentares com uma dieta de eliminação ou um teste sanguíneo para alergias alimentares. Sensibilidades alimentares comuns incluem glúten e laticínios.

2. Manter uma dieta saudável.

Já que a inflamação pode alterar o equilíbrio hormonal, incorpore uma dieta anti-inflamatória, que inclua nozes e sementes cruas, bem como frutas e vegetais frescos e orgânicos.

Peixes oleosos como salmão e cavala fornecem uma boa dose de gorduras saudáveis na forma de ácidos graxos ômega-3. Os ômega 3s são anti-inflamatórios e essenciais para criar certos hormônios. Se você não consome ômega 3 suficiente proveniente de peixes, deverá considerar tomar um suplemento de óleo de peixe de qualidade.

Estes peixes também são uma boa fonte de colesterol, que é necessário para a síntese de hormônios sexuais como estrógeno e testosterona. O colesterol também é necessário para a produção de vitamina D.

.Evitar peixes, carnes, aves e laticinios que possam conter hormônios, esteroides ou antibioticos. Fique longe de alimentos como produtos processados de soja, farinha branca enriquecida, adoçantes artificiais e óleos vegetais processados que possam alterar o equilíbrio hormonal. 

3. Controle o estresse apropriadamente.

O estresse crônico pode ser um fator importante para criar o desequilíbrio hormonal. Quando o corpo bombeia constantemente cortisol e adrenalina em resposta ao estresse, as glândulas adrenais trabalham em excesso. Estes hormônios do estresse sinalizam o aumento da glicose sanguínea, o aumento da pressão arterial e a diminuição da velocidade da digestão. O humor e o sono também podem ser afetados. Ao longo do tempo, níveis elevados de hormônios do estresse podem levar a diabetes, doenças do coração, depressão e transtornos autoimunes.

Incorpore hábitos de alívio do estresse que se encaixem no seu estilo de vida. Yoga, meditação, e exercícios de respiraçao profunda são opções possíveis para dar ao seu corpo tempo para descansar e se ajustar às demandas da vida.

Em alguns casos, um suplemento de ervas pode ser um complemento interessante para um plano de controle do estresse. Adaptógenos são substâncias vegetais que apoiam as adrenais ao ajudar o corpo a lidar com o estresse. Os adaptógenos funcionam para ajudar o seu corpo a voltar para o funcionamento normal. Então, se um hormônio está em falta ou em excesso, um suplemento adaptogênico irá agir na direção oposta para restaurar o equilíbrio hormonal.

Maca é um suplemento adaptogênico que você poderá usar para aumentar o funcionamento do hipotálamo e da glândula pituitária. Elas são conhecidas como as "glândulas principais" do corpo, pois controlam o funcionamento de muitas outras glândulas do sistema endócrino.

4. Cuidado com as toxinas.

Compostos químicos que podem ser tóxicos para o corpo são prevalecentes no mundo atual. Eles podem estar no ar que você respira, nos alimentos que consome, na água que bebe e nos produtos que coloca na pele. Muitas destas toxinas são chamadas de disruptores endócrinos, pois podem interferir com processos hormonais. Alguns disruptores endócrinos comuns e maneiras de evitá-los estão listados abaixo:

  • Chumbo: Livre-se de tintas velhas e descascando nas suas paredes. Instale um filtro de água de qualidade para a água que você bebe e em sua banheira/chuveiro. 
  • Ftalatos: Evite produtos corporais e de cuidados pessoais que listem "fragrância" como ingrediente, pois geralmente isso significa que contêm ftalatos.
  • Pesticidas organofosforados: Olhe a lista do Environmental Working Group (EWG) chamada “Dirty Dozen.” A cada ano, a EWG faz um ranking da contaminação de frutas e vegetais comuns por pesticidas. Escolha opções orgânicas dos vegetais na lista.
  • Bisfenol A (BPA) e substitutos de BPA: Não use plásticos para armazenar seus alimentos ou bebidas. Evite alimentos enlatados de empresas que não especificam que suas latas são livres de BPA e seus substitutos.
  • Compostos perfluorinados (PFCs): Evite utensilios de cozinha antiaderentes, assim como proteções contra manchas e líquidos em seus carpetes, roupas ou móveis.

Toxinas podem ser dificeis de evitar, então é importante melhorar os métodos de desintoxicação do seu corpo. Aumente a sua transpiração através de exercícios ou terapias em saunas. Os exercícios também melhoram a circulação nos seus vasos linfáticos que carregam toxinas para neutralização e eliminação.

5. Tenha um sono adequado.

Dormir menos do que o ideal pode ter um papel importante nos desequilíbrios hormonais. Problema de sono podem impactar os níveis de muitos hormônios como o cortisol e o hormônio do apetite (a grelina). Tenha como objetivo ter pelo menos 7,5 horas de sono por noite.

Se tiver problemas para dormir, veja algumas sugestões que podem ajudar:

  • Desligue eletrônicos algumas horas antes de deitar.
  • Passe pelo menos 30 minutos do lado de fora sob a luz natural durante o dia. O amplo espectro da luz natural pode auxiliar seus niveis de serotonina, para que seu nivel de melatonina seja apropriado para um bom sono.
  • Fique longe das luzes artificiais o máximo que puder após o por do sol.
  • Beba agua suficiente ao longo do dia, mas pare de tomar cerca de duas horas antes de deitar. Isso pode ajudar a limitar o número de vezes que você precia levantar para usar o banheiro.
  • Considere o uso temporário de um suplemento natural para ajudar dormir. Escolhas possíveis incluem o GABA (ácido gama aminobutírico e a melatonina. Procure aconselhamento de um profissional de saúde sobre a melhor opção para a sua situação.

6. Evite cafeína

Estimulantes como a cafeína podem induzir uma produçao excessiva de hormônios da glândula adrenal. Isso é especialmente problemático quando outros estressores hormonais estão envolvidos, como toxinas, gravidez, estresse crônico ou consumo insuficiente de ômega-3.

7. Mantenha-se informado.

Consulte um profissional de saúde com bons conhecimentos em medicina convencional e métodos naturais para equilibrar os hormônios. Seu médico pode pedir exames de sangue para determinar os seus níveis hormonais. Antes de começar qualquer tratamento (medicamentos, hormônios bioidenticos, suplementos, ou até mesmo mudanças no estilo de vida), discuta possíveis efeitos adversos. É importante saber como algo que você faz ou toma pode interagir com qualquer condição existente ou medicamento. 

Artigos Relacionados

Ver tudo

Bem-estar

Dor de garganta? Experimente Estes Remédios Naturais Respaldados pela Ciência

Bem-estar

Zinco: a porta de entrada da função imunológica

Bem-estar

6 abordagens naturais baseadas em evidências para reduzir o estresse