header_search header_signed-out header_signed-in header_cart sharefilled circlex circleexclamation iherbleaf
checkoutarrow
BR
O produto foi adicionado ao carrinho
Total:
Desconto:
Junto:
Quantidade:
Cart Total:
Finalizar
Clientes também compraram:
Ajuda 24 horas
beauty2 heart-circle sports-fitness food-nutrition herbs-supplements
Nutrição

Chocolate Amargo & Perda de Peso

27 Abril 2017

Um novo estudo publicado no International Archives of Medicine acrescenta ainda mais dados que fundamentam os benefícios do chocolate amargo na perda de peso. De todos os alimentos disponíveis no planeta Terra, talvez o mais mágico (e interessante) seja o chocolate. Esse alimento delicioso aparentemente viciante é produzido a partir dos grãos do cacau, de nome oficial Theobroma cacao, que reflete o antigo amor pelo chocolate (theobroma é a palavra grega para “alimento dos deuses”).

Histórico:

Um estudo publicado em 2012 na Archives of Internal Medicine mostrou que o consumo frequente de chocolate esteve associado a um baixo índice de massa corporal (IMC): a razão entre altura e peso usada para medir a obesidade. É importante notar, no entanto, que os benefícios do chocolate estavam relacionados ao consumo moderado, pois o consumo em grandes quantidades pode obviamente ter ação contrária na tentativa de perder peso. A “dose” recomendada de chocolate amargo é de aproximadamente 30g e 60g por dia (de um chocolate com mais de 70% de cacau).

Outras áreas fundamentais de pesquisa sobre os benefícios do consumo de chocolate estão em seu efeito em doenças cardiovasculares e saúde cerebral. Uma quantidade crescente de pesquisas sugere que:

  • O chocolate pode ser uma fonte rica em antioxidantes flavonoides que são especialmente importantes na proteção contra danos do colesterol e ao revestimento das artérias.
  • Os flavonoides do chocolate previnem a aglomeração de plaquetas que pode formar coágulos.
  • Diferentes das gorduras saturadas da carne e dos derivados do leite, as gorduras saturadas do chocolate não elevam os níveis do colesterol.
  • O consumo frequente de chocolate está associado a quase 40% de redução de riscos de doenças cardíacas e 30% de redução de risco de acidente vascular.
  • O chocolate pode fornecer quantidades significativas de arginina, um aminoácido necessário na produção do óxido nítrico. O óxido nítrico regula o fluxo sanguíneo, a inflamação e a pressão sanguínea.
  • O chocolate pode ajudar a melhorar a função cognitiva e a memória enquanto envelhecemos.

Descobertas:

Em um novo estudo do Instituto de Alimentação e Saúde da Alemanha, homens e mulheres entre 19 e 67 anos foram divididos em três grupos. Um grupo foi instruído a manter uma alimentação de baixo carboidrato e a consumir uma porção diária de 42,5g de chocolate com 81% de cacau (grupo do chocolate). Outro grupo foi instruído a seguir a mesma dieta de baixo carboidrato que o grupo do chocolate, mas sem a intervenção do chocolate (grupo de baixo carboidrato). Além disso, um terceiro grupo poderia comer à vontade e sem restrição de escolha de alimentos.

No começo e no final de um mês de pesquisa, todos os participantes fizeram um exame de sangue, e o IMC e RCQ foram determinados e registrados. Durante a pesquisa, os participantes foram motivados a se pesarem diariamente, avaliarem a qualidade do sono e estado mental.

Resultados demonstraram que os participantes do grupo do chocolate tiveram a perda de peso mais fácil e bem-sucedida. Esse efeito começou a ser estatisticamente significativo no marco de 3 semanas, quando a perda de peso foi maior em 10% para o grupo do chocolate. Além disso, na última semana do estudo, o grupo de baixo carboidrato começou a mostrar retrocesso e ganho de peso. Em comparação, o grupo do chocolate teve uma perda de peso estável. Isso foi confirmado pela redução de cetona. Inicialmente a redução de cetona foi muito menor no grupo do chocolate do que no grupo de baixo carboidrato, mas após poucas semanas, a situação mudou.

Melhoras nos níveis de colesterol, triglicerídeos e colesterol LDL foram semelhantes no grupo do chocolate e de baixo carboidrato.

Utilizando um questionário detalhado para avaliar os sintomas físicos e mentais, verificou-se que o grupo do chocolate passou por melhoras muito maiores no bem-estar em comparação com o grupo de baixo carboidrato. O grupo do chocolate mostrou muito menos sintomas de fadiga e sensação de pernas pesadas.

Os pesquisadores concluíram que o consumo de chocolate com alto teor de cacau acelera significativamente a perda de peso e aumenta o sucesso de dietas de perda de peso.

Comentário:

O resultado mais significativo desse estudo foi a prevenção do retrocesso e ganho de peso. Evidências consideráveis indicam que é muito difícil para a maioria das pessoas manter uma dieta de pouco carboidrato e, com isso, a perda de peso. Consumir uma quantidade moderada de chocolate, nesse caso 42,5 g de chocolate 81% cacau, pode dar a recompensa necessária para se manter no curso da perda de peso.

Referência:

  1. Bohannon J, Koch D, Homm P, Driehaus A. Chocolate with high cocoa content as a weight-loss accelerator. International Archives of Medicine 2015;8(55). doi: 10.3823/1654

Artigos Relacionados

Ver tudo

Nutrição

Abordagens naturais para a depressão pós-parto

Nutrição

Por que o óleo MCT deve ser parte de qualquer dieta

Nutrição

Abasteça sua manhã com estas receitas de muffins proteicos